Blog

Be a Conduit of God’s Power

By Rob Campbell, Founding Pastor, www.cypresscreekchurch.com

Jesus is full of the Spirit of God– His source for power.  He empowers you for ministry through His Spirit.  Next, Jesus desires to release His power to his followers.  Finally, as a leader, I must follow the example of Jesus and be a conduit of God’s power in the lives of others to release them for ministry.  Therefore, as a pastor (or a cell leader), God uses me to empower others for ministry.  This reality has nothing to do with my power, but God’s power through me as Jesus exemplified in His earthly ministry.

We see this impartation of leadership ability throughout the scriptures.  “The Lord took some of the spirit that was upon Moses and put it upon the seventy elders, and they shall bear the burden of the people with you, that you may not bear it alone” (Numbers 11:17).   As Moses prepared to relinquish his leadership role with the people of Israel, he said of Joshua (his successor), “Take Joshua, the son of Nun, a man in whom is the spirit, and lay your hand upon him.  Give him some of your authority so the whole Israelite community will obey him” (Numbers 27:18, 20).  Be reminded of how David was selected by God to rule Israel.  “Then Samuel took the horn of oil, and anointed him in the midst of his brothers; and the Spirit of the Lord came mightily upon David from that day forward” (I Samuel 16:33).

There are many more examples, but let’s focus on you.  Who partnered with God in empowering you to minister?  Who believed in you?  Who encouraged you?  Who mentored you in your abilities, spiritual gifts and talents?  Who took the time to listen to the dream that God put in your heart?  Now, are you God’s conduit for empowering others?  Or, are you all God needs in your field or area to do the work of ministry?  How is God using you in empowering others for ministry?

Christian Schwarz writes, “Leaders of growing churches concentrate on empowering other Christians for ministry.  They do not use lay workers as ‘helpers’ in attaining their own goals and fulfilling their own visions.  Rather, they invert the pyramid of authority so that the leader assists Christians to attain the spiritual potential God has for them.”

A spiritual leader saturated with the humility of Christ releases others for ministry so that God’s power may be extended.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Seja um Conduíte do Poder de Deus

Por Rob Campbell, Pastor Fundador, www.cypresscreekchurch.com

Jesus é cheio do Espírito de Deus – Sua fonte de poder. Ele empodera você para o ministério através do Seu Espírito. Depois, Jesus deseja liberar Seu poder para seus seguidores. Finalmente, como um líder, eu preciso seguir o exemplo de Jesus e ser um conduíte do poder de Deus nas vidas dos outros para liberá-los para o ministério. Portanto, como pastor (ou líder de célula), Deus usa a mim para empoderar outros para o ministério. Essa realidade não tem nada a ver com meu poder, mas com o poder de Deus através de mim como Jesus exemplifica em seu ministério terreno.

Nós vemos essa propagação de habilidade de liderança através das Escrituras. “Então descerei e ali falarei com você Tirarei do Espírito que está sobre você e o porei sobre eles; e eles ajudarão você a levar a carga do povo, para que você não tenha de levá-la sozinho.” (Números 11:17). Enquanto Moisés preparava para deixar seu papel de liderança para com o povo de Israel, ele disse sobre Josué (seu sucessor), “O Senhor disse a Moisés: — Chame Josué, filho de Num, homem em quem há o Espírito, e imponha as mãos sobre ele. Ponha sobre ele uma parte da sua autoridade, para que toda a congregação dos filhos de Israel obedeça a ele.” (Números 27:18,20). Lembre-se de como Davi foi selecionado por Deus para reinar sobre Israel. “Samuel pegou o chifre do azeite e ungiu Davi no meio de seus irmãos. E, daquele dia em diante, o Espírito do Senhor se apossou de Davi.” (1 Samuel 16:13).

Pode haver muitos outros exemplos, porém vamos focar em você. Quem se associou com Deus para empoderar você para o ministério? Quem acreditou em você? Quem encorajou você? Quem mentoreou você em suas habilidades, dons espirituais e talentos? Quem deu tempo para ouvir os sonhos que Deus colocou em seu coração? Agora, você é conduíte de Deus para empoderar outros? Ou, você é tudo o que Deus precisa em seu campo ou área para fazer o trabalho do ministério? Como Deus está usando você em empoderar outros para o ministério? 

Christian Schwarz escreve “Líderes de igrejas que crescem concentram-se em empoderar outros cristãos para o ministério. Eles não usam o trabalho leigo como ‘assistentes’ em obter seus objetivos e completar suas próprias visões. Ao invés disso, eles invertem a pirâmide da autoridade para que o líder assista os cristãos a alcançarem o potencial espiritual que Deus tem para elas.”

Um líder saturado com a humildade de Cristo libera outros para o mistério para que o poder de Deus possa ser estendido.

Spanish blog:

Se un conducto del poder de Dios

Por Rob Campbell, pastor fundador, www.cypresscreekchurch.com

Jesús está lleno del Espíritu de Dios, su fuente de poder. Él le da poder para el ministerio a través de Su Espíritu. Luego, Jesús desea liberar su poder a sus seguidores. Finalmente, como líder, debo seguir el ejemplo de Jesús y ser un conducto del poder de Dios en la vida de otros para liberarlos para el ministerio. Por lo tanto, como pastor (o líder celular), Dios me usa para capacitar a otros para hacer el ministerio. Esta realidad no tiene nada que ver con mi poder, sino con el poder de Dios a través de mí como Jesús ejemplificó en Su ministerio terrenal.

Vemos esta impartición de capacidad de liderazgo a lo largo de las Escrituras. “Tomó Jehová del espíritu que estaba sobre Moisés y lo puso sobre los setenta ancianos, y ellos llevarán la carga del pueblo contigo, para que tú no la lleves solo” (Números 11:17). Mientras Moisés se preparaba para renunciar a su papel de liderazgo con el pueblo de Israel, dijo de Josué (su sucesor): “Toma a Josué, el hijo de Nun, un hombre en quien está el espíritu, y pon tu mano sobre él. Dale algo de tu autoridad para que toda la comunidad israelita le obedezca ”(Números 27:18, 20). Recuerde cómo David fue seleccionado por Dios para gobernar Israel. “Entonces Samuel tomó el cuerno de aceite y lo ungió en medio de sus hermanos; y el Espíritu del Señor descendió poderosamente sobre David desde ese día en adelante ”(I Samuel 16:33).

Hay muchos más ejemplos, pero centrémonos en ti. ¿Quién se asoció con Dios para darte poder para ministrar? ¿Quién creyó en ti? ¿Quién te animó? ¿Quién te guió en tus habilidades, dones espirituales y talentos? ¿Quién se tomó el tiempo de escuchar el sueño que Dios puso en tu corazón? Ahora, ¿eres el conducto de Dios para empoderar a otros? ¿O eres todo lo que Dios necesita en tu campo o área para hacer el trabajo del ministerio? ¿Cómo te está usando Dios para empoderar a otros para el ministerio?

Christian Schwarz escribe: “Los líderes de las iglesias en crecimiento se concentran en capacitar a otros cristianos para el ministerio. No utilizan a los miembros como “ayudantes” para lograr sus propios objetivos y cumplir sus propias visiones. Más bien, invierten la pirámide de autoridad para que el líder ayude a los cristianos a alcanzar el potencial espiritual que Dios tiene para ellos “.

Un líder espiritual saturado de la humildad de Cristo libera a otros para el ministerio para que el poder de Dios se extienda.

Give It Away

By Steve Cordle, www.crossroadsumc.org

Cell-based ministry can be brutal on a pastor’s ego — and that is a good thing!

As pastors, our highest priority is the development and health of the church, not self-promotion. However, if we are honest, there might be times we enjoy being needed by people. It is gratifying to pray for a troubled person and see the Lord bring peace and direction. It is thrilling to lead an unbeliever to faith in Jesus. However, Ephesians 4:11 tells us that our job is to equip the saints to do those things.

As Dave Ferguson writes, we are not to be the hero, we are to be the hero-maker. (We can still personally win the lost and comfort the members, but we do that as Christians, not as pastors.)

Cell pastors are hero-makers. We equip leaders to disciple others and then put the ministry in their hands. Whatever we do as pastors, we equip others to do. They are capable of doing it if we train them. God has designed his church to work this way. We might miss being at the center of every ministry moment, but we are empowering the body to do more than we could ever do on our own. 

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Dê tudo

Por Steve Cordle, www.crossroadsumc.org

Ministério baseado em célula pode ser bruto no ego do pastor – e isso é uma coisa boa!

Como pastores, nossa maior prioridade é desenvolvimento e saúde da igreja, não a auto promoção. Entretanto, se nós formos honestos, poderá haver vezes que nós gostamos de ser necessário às outras pessoas. É gratificante orar por uma pessoa em tribulação e ver o Senhor trazer paz e direção. É empolgante liderar um não crente para a fé em Jesus. Todavia, Efésios 4:11 nos diz que nosso trabalho é treinar os santos para fazer essas coisas.

Conforme Dave Ferguson escreve, nós não somos o herói, nós temos que ser o formador de heróis. (Nós vamos continuar pessoalmente ganhando o perdido e confortando membros, porém nós fazemos isso como cristãos, não como pastores.)

Pastores de células são formadores de heróis. Nós treinamos líderes para discipular outros e então colocamos o ministério em suas mãos. Qualquer coisa que nós façamos como pastores, nós treinamos outros para fazer. Eles são capazes de fazer se nós os treinamos. Deus projetou sua igreja para fazer desse jeito. Nós podemos ter saudades de estar no centro de cada movimento do ministério, porém nós estamos empoderando o corpo para fazer mais do que nós poderíamos fazer por nossa própria conta.

Spanish blog:

Regálalo

Por Steve Cordle, www.crossroadsumc.org

El ministerio celular puede ser brutal para el ego de un pastor, ¡y eso es algo bueno!

Como pastores, nuestra máxima prioridad es el desarrollo y la salud de la iglesia, no la autopromoción. Sin embargo, si somos honestos, puede haber ocasiones en las que nos guste que la gente nos necesite. Es gratificante orar por una persona atribulada y ver al Señor traer paz y dirección. Es emocionante llevar a un incrédulo a la fe en Jesús. Sin embargo, Efesios 4:11 nos dice que nuestro trabajo es equipar a los santos para hacer esas cosas.

Como escribe Dave Ferguson, no debemos ser el héroe, debemos ser el creador de héroes. (Todavía podemos, de manera personal, alcanzar a los perdidos y consolar a los miembros, pero lo hacemos como cristianos, no como pastores).

Los pastores celulares son hacedores de héroes. Equipamos a los líderes para que discipulen a otros y luego pongan el ministerio en sus manos. Todo lo que hacemos como pastores, luego tenemos que entregarlo a otros para que lo hagan. Los demás son capaces de hacerlo si los entrenamos. Dios ha diseñado su iglesia para que funcione de esta manera. Es posible que extrañemos estar en el centro de cada momento del ministerio, pero estamos capacitando al cuerpo para que haga más de lo que podríamos hacer por nuestra cuenta.

The E=mc2 of Cell Ministry

By Joel Comiskey, check out Joel’s latest book, Living in Victory

Einstein revolutionized how we understand the universe. His famous mass-energy formula “E=mc2” not only changed how people view the universe–space, time, and gravity — but his formula also transformed our daily lives, including modern electronics, nuclear power, and even our GPS navigation.

Are there similar cell formulas? How about p+t+d=ecm? Prayer + theology + development equals effective cell ministry.

In July, we spent the entire month talking about prayer, the oxygen of the cell church and how essential prayer is to all effective cell ministry. Without prayer, a cell church will not get out of the starting blocks.

In August, we talked the biblical base for cell ministry, specifically the goal of making disciples who make disciples. Theology must breed our methodology. The biblical base for cell ministry must ignite our passion, rather than results, pragmatism, or models. The Bible is our bedrock foundation and the key motivation for cell church ministry is to effectively make disciples who make disciples. 

But there’s one more element: development, the practice of releasing and deploying leaders—not bottling them up under the pastor’s ministry. This has been our theme for September.

I’ve seen pastors excel in prayer and passion (the why)) but fail in development. This failure often happens subconsciously. Even the pastor doesn’t realize how deeply he or she cherishes being needed.  The pastor feels the inward need to do all the preaching, counseling, and ministry. The pastor might want to release others but lacks the motivation to do so. 

Some pastors spend all their time and energy gathering the people on Sunday to hear them, rather than releasing them.

On the other hand, some pastors are paralyzed with fear of releasing the people. They really don’t trust the Holy Spirit to minister through others.

Many inward motivations guide church leaders.

But one is critical for effective cell ministry: development (which includes releasing and deploying others). 

Those pastors who excel in development not only release people, but they make sure those who are released are properly equipped and coached until they have success in their ministry.  This takes time and relationship building. 

Effective cell church pastors primarily see themselves as coaches. They are passionate about caring for the leaders. They spend a lot of time envisioning new leaders, measuring statistically how the cells are doing, and setting concrete goals for more disciples and cells. Their church’s success, in other words, is in making disciples who make disciples. 

Today’s Protestant churches are full of hearers on Sunday. And yes, the preaching of God’s inerrant Word is essential. But we must go beyond producing hearers of God’s word. We must develop men and women to become disciples who make disciples. 

p+t+d=ecm (prayer plus theology plus development equals effective cell ministry).

How are you doing in the area of development, pastor? What do you think of this formula for success in cell ministry? In what specific area will you ask Jesus to change you?

Perhaps you can start by asking Jesus to give you a passion to develop others. Then ask him to show you the practical steps to develop and deploy the next generation of leaders.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

O E=mcdo Ministério em Célula

por Joel Comiskey

Einstein revolucionou como nós entendemos o universe. Sua famosa fórmula equivalência massa-energia “E=mc²” não somente mudou como as pessoas viam o universo – espaço, tempo e gravidade – porém sua fórmula também transformou nossa vida diária, incluindo eletrônicos modernos, força nuclear e até mesmo nossa navegação por GPS.

Existem fórmulas similares para as células? Que tal o+t+d=mce? oração + teologia + desenvolvimento igual ministério em célula efetivo

Em julho, nós gastamos o mês inteiro falando sobre oração, oxigênio da igreja em célula e quão essencial é a oração para todo ministério em célula efetivo. Sem oração, uma igreja em célula não sairá do ponto de partida.

Em agosto, nós falamos das bases bíblicas para o ministério em célula, especificamente o objetivo de fazer discípulos que fazem discípulos. A teologia deve dar luz à nossa metodologia. A base bíblica para o ministério em célula deve acender a paixão, ao invés de resultados, pragmatismos ou modelos. A Bíblia é nossa pedra fundamental e a motivação chave para o ministério da igreja em célula é para fazer efetivamente discípulos que fazem discípulos.

Mas há mais um elemento: desenvolvimento, a prática de liberar e enviar líderes – não empilhá-los debaixo do ministério do pastor. Esse tem sido nosso tema em setembro. 

Eu tenho visto pastores com êxito na oração e na paixão (o porquê), porém falham no desenvolvimento. Esse fracasso frequentemente acontece subconscientemente. Mesmo o pastor não percebe o quanto ele ou ela adora ser necessário. O pastor sente a necessidade interna de fazer toda a pregação, aconselhamento e ministério. O pastor pode até querer liberar outros, mas falta a motivação para fazer de fato.

Alguns pastores gastam todo o seu tempo e energia ajuntando as pessoas no domingo para ouvi-los, ao invés de liberá-las.

Em contrapartida, alguns pastores estão paralisados com medo de liberar as pessoas. Eles realmente não confiam no Espírito Santo para ministrar através dos outros. 

Muitas motivações para dentro guiam os líderes das igrejas 

Porém, uma é crítica para um ministério em célula efetivo: desenvolvimento (que inclui liberar e enviar outros)

Aqueles pastores que tem êxito em desenvolvimento e não apenas liberam as pessoas, mas eles têm certeza que aqueles que são liberados estão propriamente treinados e supervisionados até que eles tenham sucesso em seus ministérios. Isso leva tempo e a construção de relacionamento.

Pastores de igrejas em células efetivas primariamente veem a si mesmos como supervisores. Eles são apaixonados pelo cuidado dos líderes. Eles gastam muito tempo envisionando novos líderes, medindo estatisticamente como as células estão indo e marcando objetivos concretos para mais discípulos e células. O sucesso de suas igrejas, em outras palavras, está em fazer discípulos que fazem discípulos.

Igrejas protestantes de hoje estão cheias de ouvintes nos domingos. E sim, a pregação da inerrante Palavra de Deus é essencial. Contudo, nós temos que ir além de produzir ouvintes da Palavra de Deus. Nós temos que desenvolver homens e mulheres que se tornem discípulos que fazem discípulos.

o+t+d=mce (oração mais teologia mais desenvolvimento igual ministério em células efetivo).

Como você está indo nessa área de desenvolvimento, pastor? O que você acha dessa fórmula para o sucesso no ministério em célula? Em qual área específica você pedirá a Jesus para mudar você?

Talvez você possa começar pedindo a Jesus que dê a você a paixão para desenvolver outros. Então peça-O para mostrar a você os passos práticos para desenvolver e enviar a próxima geração de líderes.

Spanish blog:

El E = mc2 del Ministerio Celular 

por Joel Comiskey

Einstein revolucionó la forma en que entendemos el universo. Su famosa fórmula de energía de masa “E = mc2” no solo cambió la forma en que la gente ve el universo (espacio, tiempo y gravedad), sino que también transformó nuestra vida diaria, incluida la electrónica moderna, la energía nuclear e incluso nuestra navegación por satélite (GPS) 

¿Existen fórmulas similares para las células? ¿Qué tal o + t + d = mce? Oración + teología + desarrollo igual a un ministerio celular eficaz.

En julio, pasamos todo el mes hablando sobre la oración, el oxígeno de la iglesia celular y lo esencial que es la oración para todo ministerio celular efectivo. Sin oración, una iglesia celular no saldrá de los bloques de partida.

En agosto, hablamos de la base bíblica del ministerio celular, específicamente el objetivo de hacer discípulos que hagan discípulos. La teología debe engendrar nuestra metodología. La base bíblica para el ministerio celular debe encender nuestra pasión, en lugar de los resultados, pragmatismo o modelos. La Biblia es nuestro cimiento fundamental y la motivación clave para el ministerio de la iglesia celular es hacer discípulos que hagan discípulos de manera efectiva.

Pero hay un elemento más: el desarrollo, la práctica de liberar y desplegar líderes, no reprimirlos bajo el ministerio del pastor. Este ha sido nuestro tema para septiembre.

He visto a pastores sobresalir en oración y pasión (el por qué) pero fallan en el desarrollo. Este fracaso a menudo ocurre de manera subconsciente. Incluso el pastor no se da cuenta de cuán profundamente aprecia ser necesitado. El pastor siente la necesidad interior de predicar, aconsejar y ministrar. El pastor puede querer liberar a otros, pero no tiene la motivación para hacerlo.

Algunos pastores gastan todo su tiempo y energía reuniendo a la gente el domingo para escucharlos, en lugar de soltarlos.

Por otro lado, algunos pastores están paralizados por el temor de liberar a la gente. Realmente no confían en el Espíritu Santo para ministrar a través de otros.

Muchas motivaciones internas guían a los líderes de la iglesia.

Pero uno es fundamental para el ministerio celular eficaz: el desarrollo (que incluye la liberación y el despliegue de otros).

Aquellos pastores que sobresalen en el desarrollo no solo liberan a las personas, sino que se aseguran de que aquellos que son liberados estén equipados y entrenados adecuadamente hasta que tengan éxito en su ministerio. Esto requiere tiempo y construcción de relaciones.

Los pastores de iglesias celulares eficaces se ven principalmente a sí mismos como entrenadores. Les apasiona cuidar a los líderes. Pasan mucho tiempo imaginando nuevos líderes, midiendo estadísticamente cómo están funcionando las células y estableciendo metas concretas para más discípulos y células. El éxito de su iglesia, en otras palabras, está en hacer discípulos que hacen discípulos.

Las iglesias protestantes de hoy están llenas de oyentes el domingo. Y sí, la predicación de la Palabra infalible de Dios es esencial. Pero debemos ir más allá de producir oyentes de la palabra de Dios. Debemos desarrollar hombres y mujeres para que se conviertan en discípulos que hagan discípulos.

o + t + d = mce (oración más teología más desarrollo es igual a un ministerio celular efectivo).

¿Cómo te va en el área de desarrollo, pastor? ¿Qué opinas de esta fórmula para el éxito en el ministerio celular? ¿En qué área específica le pedirás a Jesús que te cambie?

Quizás puedas empezar pidiéndole a Jesús que te dé pasión por desarrollar a otros. Luego pídele que te muestre los pasos prácticos para desarrollar y desplegar la próxima generación de líderes.

Forming New Leaders

By Gerardo Campos, District pastor at Elim Church, San Salvador, El Salvador, www.elim.org.sv

I went to visit a cell church pastor who arranged a meeting with his leaders and coaches. I asked each of them for the name of their new leader candidate for the purpose of praying for them. My request took them by surprise as several of them had not yet made that appointment. I then told them that they could not leave the meeting before giving me their candidate’s name. “What?” you might say. “How could you do that?” “Were you trying to kidnap them?” After a few minutes, I released them. I was only trying to make them aware of the importance of delegation in order to obtain better results.

The first step to generate new leaders is to make the decision to do it. So many make excuses that they don’t have the right person or just can’t think of anyone.  However, the problem is a lack of vision to prepare new leaders. Remember that no matter how inadequate a person may seem, if we disciple them by example and delegate significant cell functions to them, the process of developing them will have begun.

If we accompany this process by wrapping it in prayer, we will be able to help them overcome their weaknesses. The process also involves enrolling them in the church-wide equipping, so that they might grow as Christ’s disciples.

If we are going to effectively make disciples for Christ’s glory and to advance his kingdom, we must intentionally develop new leaders.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Formando novos líderes

Gerardo Campos, District pastor na Elim Church, em San Salvador, El Salvador, www.elim.org.sv

Certa vez, fiz uma visita a um pastor de uma igreja em células que providenciou um encontro com seus líderes e supervisores. Eu pedi a cada um deles o nome do candidato a novo líder para que eu pudesse orar por eles. Meu pedido caiu como uma surpresa pois diversos deles ainda não tinham pensando sobre isso. Eu disse que eles não poderiam sair daquele encontro antes de me entregar o nome do candidato a novo líder. “Como assim?”, talvez você esteja se perguntando. “Como você pode ter feito isso?” Depois de alguns minutos, eu liberei todos da reunião. Eu estava apenas tentando mostrar o quão importante é delegar para que obtenhamos os melhores resultados.

O primeiro passo para gerar novos líderes é tomar a decisão de fazer isso. Tantos de nós insistimos em utilizar as desculpas de não ter a pessoa certa ou de que não conseguimos pensar em ninguém. Entretanto, o problema é a falta de visão para preparar novos líderes. Lembre-se que não importa o quão inadequada a pessoa possa parecer, se nós a discipularmos pelo exemplo e delegar-lhe funções significativas da vida da célula, o processo de formação terá sido iniciado.

Se acompanharmos este processo, cobrindo-o com nossas orações, poderemos ajudar cada candidato a superar suas limitações. O processo também envolve a capacitação no viver da igreja como um todo, para que cresçam como discípulos de Cristo.

Se vamos efetivamente fazer discípulos para a glória de Cristo e avançar em seu Reino, precisamos intencionalmente formar novos líderes.

Spanish blog:

Formando nuevos líderes

Gerardo Campos, Pastor del Distrito de la iglesia Elim, San Salvador, El Salvador, www.elim.org.sv

Fui a visitar a un pastor de una iglesia celular quien organizó una reunión con sus líderes y supervisores. Les pedí a cada uno de ellos el nombre de su candidato a nuevo líder con el propósito de orar por ellos. Mi solicitud les tomó por sorpresa ya que varios de ellos aún no habían hecho ese nombramiento. Fue entonces que les dije que no se podrían retirar de la reunión sin antes haber dado el nombre de su candidato a líder. No sé cómo pude hacer eso, era como una especie de “secuestro”. Pero, después de unos pocos minutos, les liberé. Fue una manera de hacerles ver la importancia de la delegación para poder obtener resultados.

Esa noche entendí que el primer paso para generar nuevos líderes es tomar la decisión de hacerlo, eso era lo que les estaba haciendo falta. Las excusas que algunos presentaron fueron que no tenían a la persona adecuada. Pero, en realidad, lo que hacía falta era enfocarse en formar nuevos líderes.

No importa lo inadecuada que una persona parezca si les discípulamos con el ejemplo y les delegamos funciones celulares significativas el proceso de desarrollarles habrá comenzado.

Si acompañamos ese proceso envolviéndolo en oración lograremos ayudarles a superar sus debilidades. El proceso llega casi a su final cuando se les anima a inscribirse en el curso de formación que la iglesia ofrece. Es satisfactoria la inversión de vida que se hace para que lleguen a ser hombre y mujeres al servicio del reino de Dios.

Jesus is the Head of the Church

By Pastor Moises Valentin, founder and lead pastor of Nuevo Amanecer, Los Angeles, California, www.facebook.com/NewAwakeningtm/

Ephesians 4: 11-12: “And he himself appointed some, apostles; to others, prophets; to others, evangelists; to others, pastors and teachers, in order to perfect the saints for the work of the ministry, for the edification of the body of Christ.”

Let’s remember that God is in charge of the church. We who have accepted Christ as our personal savior have not only been saved, but have also been called to follow by becoming disciples and ministers. God challenges us as leaders and pastors to delegate and rest in his direction over his church.

We must remember that God is the one who transforms and equips the believer through his Holy Spirit (1 Corinthians 12:11). And if God equips, he also sends. And if he sends, he also directs his church for the work of the ministry and for the edification of the body of Christ.

I must confess that it was not easy to understand that as a leader and pastor of the church, it was not my responsibility to lead the church. Rather, my role was to discover and follow God’s direction over his church. In no way could I edify the church of God. Rather, God is the one who has been edifying me through his church.

I must confess that it was not easy to understand that the ministry belongs to the whole church and not only to those who I believed were called to lead.

These principles have transformed my perception of ministry. They have helped me to look at the believer with hope and expectation. They have helped me to rest in God’s leadership over his church.

Finally, I would like to suggest that no church can develop cell ministry without first accepting and following God’s leadership over its church and the ministry of all believers.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Pastor Moises Valentin, fundador e Pastor Principal da Igreja Nuevo Amanecer, em Los Angeles, California, www.facebook.com/NewAwakeningtm/

Efésios 4:11-12: “E ele mesmo concedeu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres, com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do seu serviço, para a edificação do corpo de Cristo”.

Precisamos lembrar que é Deus quem cuida da Igreja. Nós que aceitamos a Cristo como nosso Salvador pessoal, não fomos apenas salvos, também fomos chamados a segui-lo, tornando-nos discípulos e ministros. Deus nos desafia, líderes e pastores, a delegar e descansar na Sua direção de Sua própria Igreja.

Nós temos que nos lembrar que Deus é quem transforma e capacita aquele que crê, através do seu Espírito Santo (1 Coríntios 12:11). E se Deus capacita, Ele também envia. E se Ele envia, Ele também orienta Sua Igreja no serviço da ministração e para a edificação do Corpo de Cristo.

Eu preciso confessar que não foi fácil entender que como líder e pastor da igreja, a responsabilidade de liderar a igreja não era minha. Ao invés disso, meu papel era perceber e seguir a orientação de Deus para a Sua Igreja. De maneira nenhuma eu seria capaz de edificar a Igreja de Deus. Antes, Deus é quem me edifica através da Sua Igreja.

Eu preciso confessar que não foi fácil entender que o ministério pertence à toda a igreja e não apenas àqueles que eu julgo que foram chamados a liderar.

Estes princípios transformaram a minha compreensão do ministério. Eles me ajudaram a olhar para cada crente com esperança e expectativa. Eles me ajudaram a descansar na liderança de Deus sobre Sua Igreja.

Finalmente, eu gostaria de expressar minha opinião de que nenhuma igreja pode desenvolver um ministério em células sem que primeiro aceite e siga a liderança de Deus sobre Sua Igreja e o ministério de todos os crentes.

Spanish blog:

Todos somos llamados a servir

por Pastor Moises Valentin, funddor y pastor principal de Nuevo Amanecer, Los Angeles, California, www.facebook.com/NewAwakeningtm/

Efesios 4:11-12

11 Y él mismo constituyó a unos, apóstoles; a otros, profetas; a otros, evangelistas; a otros, pastores y maestros,

12 a fin de perfeccionar a los santos para la obra del ministerio, para la edificación del cuerpo de Cristo.

Sin lugar a dudas, la iglesia es de Dios y todos los que hemos aceptado a Cristo como nuestro salvador personal, no solo hemos sido salvos, sino que también hemos sido llamados al seguimiento (discipulado) y al servicio de Dios (ministerio).

Frente a estos principios importantes, (la iglesia es de Dios y todos los creyentes son llamados a ministrar), como lideres y pastores, somos desafiados por Dios a delegar y a descansar en la dirección de Dios sobre su iglesia.

Que importante es que entendamos, que quien transforma y equipa al creyente es Dios a través de su Espíritu Santo (1 Corintios 12:11) y si es Dios quien equipa, es también El quien envía, y si es Dios quien envía, inevitablemente es también Dios quien dirige a su iglesia para la obra del ministerio y para la edificación del cuerpo de Cristo.

Les debo confesar que no fue fácil entender que como líder y pastor de la iglesia no me competía dirigir a la iglesia, sino descubrir y seguir la dirección de Dios sobre su iglesia. De ninguna manera podía yo edificar a la iglesia de Dios, mas bien, en el ejercicio del ministerio Dios me ha estado edificando a través de su iglesia.

Les debo confesar que no fue fácil entender que el ministerio es de toda la iglesia y no solo de los que yo creía que eran los llamados a liderar.

Estos principios han transformaron mi percepción del ministerio, me han ayudado a mirar al creyente con esperanza y expectativa, me han ayudado a descansar en el liderazgo de Dios sobre su iglesia.

Finalmente, quisiera sugerir que ninguna iglesia podrá desarrollar el ministerio celular, sin antes aceptar y seguir el liderazgo de Dios sobre su iglesia y el ministerio de todos los creyentes.