Blog

Watchman on the Walls

By Andrew Kirk, Director of Generation 2 generation, Website – www.G2gMandate.org, Social Media – @G2gMandate

Habakkuk 2:1 says: “I will stand at my watch and station myself on the ramparts; I will look to see what He will say to me, and what answer I am to give to this complaint.”

Habakkuk compares himself to a watchman, stationed on the city walls, keeping watch for approaching messengers or dangers. He has cried out to God about the bloodshed, violence and the injustice he has witnessed from the Chaldeans. Now he is waiting to hear what God will say to him, how God might correct him and to learn how he should respond once He has spoken.

So often we as leaders are quick to talk and do not give space to listen. We don’t allow space for others to share and more importantly to allow God to speak.

If we don’t pause to listen to those around us, we not only stunt our ability to learn and grow, we also stunt the growth of others. If Habakkuk didn’t pause to hear from God, he would not have God’s perspective regarding his surroundings – only His own.

To stand on the walls of a city as a watchman, was very purposeful – to gain intelligence. It meant looking outside and within, to examine the surroundings inside and outside the walls. Are we willing to be as purposeful in remaining silent to gain intelligence, to listen and examine both our surroundings and our internal hopes and fears?

It can be hard to hear from God in this world of constant noise. To hear from God might require withdrawing from the world, being positioned above it, focusing on raising our attention and fixing our minds on Christ.

First and foremost, we must give space to Jesus to talk to us. Habukkuk showed patience and a willingness to wait, like a watchman, but he was confident of receiving an answer; not just for his own satisfaction but so he could answer the questions of those around him.

Let us all learn from Habukkuk; learn to be focused on creating space, watching outside and inside for what God will speak to us and what He will reveal. Then we can help, not only ourselves, but those in our cell groups, our communities and the wider Church body.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Vigia Sobre as Muralhas

Por Andrew Kirk, Diretor do Generation 2 generation, Website – www.G2gMandate.org, Mídia Social – @G2gMandate

Habacuque 2:1 diz: “Ficarei no meu posto de sentinela e tomarei posição sobre a muralha; aguardarei para ver o que o Senhor me dirá e que resposta terei à minha queixa”.

Habacuque se compara a um vigia, estacionado nas muralhas da cidade, vigiando a aproximação de mensageiros ou perigos. Ele clamou a Deus sobre o derramamento de sangue, a violência e a injustiça que ele testemunhou dos caldeus. Agora ele está esperando para ouvir o que Deus dirá a ele, como Ele vai corrigi-lo e então aprender como ele deve responder assim que Deus falar.

Muitas vezes nós, como líderes, somos rápidos em falar e não damos espaço para ouvir. Não permitimos espaço para outras pessoas compartilharem e, mais importante, permitir que Deus fale.

Se não fizermos uma pausa para ouvir os que nos rodeiam, não apenas prejudicamos nossa capacidade de aprender e crescer, mas também impedimos o crescimento dos outros. Se Habacuque não fizesse uma pausa para ouvir de Deus, ele não teria a perspectiva de Deus em relação ao seu entorno – apenas a sua própria perspectiva.

Ficar nas muralhas de uma cidade como vigia foi muito proposital para obter inteligência. Isso significava olhar para fora e para dentro, examinar os arredores dentro e fora das paredes. Estamos dispostos a ser tão propositais em permanecer em silêncio para obter inteligência, para ouvir e examinar tanto o nosso ambiente como nossas esperanças e medos internos?

Pode ser difícil ouvir a Deus neste mundo de ruído constante. Ouvir de Deus pode exigir que nos retiremos do mundo, posicionando-nos acima dele, concentrando-nos em elevar nossa atenção e fixar nossas mentes em Cristo.

Em primeiro lugar, devemos dar espaço para Jesus falar conosco. Habacuque demonstrou paciência e disposição para esperar, como um vigia, mas estava confiante em receber uma resposta; não apenas para sua própria satisfação, mas para poder responder às perguntas dos que o rodeavam.

Vamos todos aprender com Habacuque; aprender a nos concentrar na criação de espaço, observando o que é exterior e interior para o que Deus falará conosco e o que Ele revelará. Então poderemos ajudar não só a nós mesmos, mas também às células, às nossas comunidades e ao Corpo mais amplo da Igreja.

Spanish blog: 

Vigilante en los muros

Por Andrew Kirk, Director de Generación 2, sitio web – www.G2gMandate.org, Social Media – @ G2gMandate

Habacuc 2: 1 dice: “Sobre mi guarda estaré, y sobre la fortaleza afirmaré el pie, y velaré para ver lo que se me dirá, y qué he de responder tocante a mi queja.”

Habacuc se compara con un vigilante, estacionado en las murallas de la ciudad, vigilando a los mensajeros o peligros que se aproximan. Ha clamado a Dios por el derramamiento de sangre, la violencia y la injusticia que ha presenciado en los caldeos. Ahora está esperando escuchar lo que Dios le dirá, cómo Dios puede corregirlo y aprender cómo responder cuando lo hable.

Muy a menudo nosotros, como líderes, somos rápidos para hablar y no damos espacio para escuchar. No dejamos espacio para que otros compartan y, lo que es más importante, para que Dios pueda hablar.

Si no hacemos una pausa para escuchar a quienes nos rodean, no solo impedimos nuestra capacidad de aprender y crecer, sino que también impedimos el crecimiento de los demás. Si Habacuc no se detuviera a escuchar a Dios, no tendría la perspectiva de Dios con respecto a su entorno, solamente la suya.

Estar de pie en los muros de una ciudad como vigilante era muy útil: obtener inteligencia. Significaba mirar hacia afuera y hacia adentro, examinar los alrededores dentro y fuera de las paredes. ¿Estamos dispuestos a ser tan intencionados en guardar silencio para obtener inteligencia, escuchar y examinar nuestro entorno y nuestras esperanzas y temores internos?

Puede ser difícil escuchar a Dios en este mundo de ruido constante. Escuchar de Dios puede requerir retirarse del mundo, posicionarse sobre él, enfocarse en llamar nuestra atención y fijar nuestra mente en Cristo. 

En primer lugar, debemos darle espacio a Jesús para que nos hable. Habacuc mostró paciencia y disposición para esperar, como un vigilante, pero confiaba en recibir una respuesta; no solo por su propia satisfacción, sino para que él pudiera responder las preguntas de quienes lo rodeaban.

Aprendamos todos de Habacuc; aprende a concentrarte en crear un espacio, mirando afuera y adentro para ver lo que Dios nos hablará y lo que Él revelará. Entonces podemos ayudar, no solo a nosotros mismos, sino a aquellos en nuestros grupos celulares, nuestras comunidades y el cuerpo más amplio de la Iglesia.

7 Keys to Listen

By Daphne Kirk, www.Gnation2gnation.com; Twitter: daphnekirk

  1. Listen to Him above all else

I often ask leaders, “How much do people (adults, young people or children) listen to you in proportion to how much they listen to God? Usually there is a shocked silence. Eli did not give Samuel a message for God – He positioned him to hear from Him, saying, “… if He calls you, you shall say, ‘Speak, Lord, for Your servant is listening.’” … the Lord …  called … then Samuel answered, “Speak, for Your servant is listening.”

  1. Listen… then respond

“Listening” positions us to respond – whether to God or man. Without active listening we presume where the other person is coming from – and may be completely disconnected from them. I once asked, “Are you listening to where people are coming from on this topic” the reply was “I am not hear to listen – I am a teacher.” I knew that just 5 minutes listening would have given a whole new dynamic to the teaching and connected with the people.

  1. Listen to whom?

Know who not to listen to! Matthew 24 warns about the rise of deception. If

we do not know who we can reliably listen to – we stand in danger of falling into the       incredible deception that is spreading rapidly through the church. Adam listened to Eve – and fell. Genesis 2.

Know who to listen to! “Moses listened to his father-in-law and did everything that he had said”. Exodus 18: 24 When we seek wise counsel and “listen” it sinks deep into our hearts making action easy.  Listening implies we really “hear” both the message and the heart.

  1. Listen to “be”

In today’s world of “noise” so often we are driven to speak. Listening requires us to be internally still to “hear.” It requires no interruption or sudden responses, whether to God or man..

  1. Listening – a gift

“Sometimes there are no words that can help with the deep anguish of the soul. I learned that the greatest and sometimes only gift that we can give hurting people is the gift of presence… Job’s friends showed us, before they messed up by opening their mouths, that sometimes we need to “sit in the ashes” with people and be with them in their deepest moments of grief and pain.” Michele Louviere, LMFT, LLC (https://tinyurl.com/OOE-MichelleL)

  1. Listening is what God does

“But when he cried to Him for help, He listened” Ps. 22: 24 It is what we long for from Him. “Hear my prayer, O God; Listen to the words of my mouth.” Psalm 54:2

Without listening, we are disconnected. Listening connects heart to heart with Him and with each other.

It was the start for Samuel, the child – let it be the same for us!

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

7 Chaves para Ouvir

Por Daphne Kirk, www.Gnation2gnation.com; Twitter: daphnekirk

1. Ouça-O acima de tudo
Frequentemente pergunto aos líderes: “Quanto as pessoas (adultos, jovens ou crianças) escutam vocês em proporção ao quanto elas ouvem a Deus? Geralmente há um silêncio surpreso. Eli não deu a Samuel uma mensagem por Deus – Ele o posicionou para ouvir dEle, dizendo: “… se Ele te chamar, você dirá: ‘Fale, Senhor, porque o Teu servo está ouvindo’”… o Senhor chamou … então Samuel respondeu: “Fale, Senhor, porque o Teu servo está ouvindo”.

2. Ouça… então responda
“Ouvir” nos posiciona para responder – seja a Deus ou ao homem. Sem a escuta ativa, presumimos de onde vem a outra pessoa – e podemos estar completamente desconectados dela. Certa vez perguntei: “Você está ouvindo de onde as pessoas estão vindo em relação a esse assunto?”, A resposta foi: “Não estou aqui para ouvir – sou um professor”. Sabia que apenas cinco minutos ouvindo teriam dado uma dinâmica totalmente nova para o ensino e o conectado com as pessoas.

3. Quem ouvir?
Saiba quem não deve ouvir! Mateus 24 adverte sobre a ascensão do engano. Se não sabemos quem podemos ouvir com confiança – corremos o risco de cair no incrível engano que está se espalhando rapidamente pela igreja. Adão ouviu Eva – e caiu. Gênesis 2

Saiba quem ouvir! “Moisés aceitou o conselho do sogro e fez tudo como ele tinha sugerido.” Êxodo 18:24 Quando procuramos um conselho sábio e o escutamos, ele afunda profundamente em nossos corações, facilitando a ação. Ouvir implica realmente escutar tanto a mensagem como o coração.

4. Ouça para “ser”
No mundo atual do “barulho”, muitas vezes somos levados a falar. Ouvir exige que permaneçamos internamente quietos para “escutar”. Requer que não haja interrupções nem respostas súbitas, seja para Deus ou para o homem.

5. Ouvir – um presente
“Às vezes não há palavras que possam ajudar a profunda angústia da alma. Eu aprendi que o maior e às vezes único presente que podemos dar às pessoas que sofrem é o presente da presença … Os amigos de Jó nos mostraram, antes que eles estragassem abrindo a boca, que às vezes precisamos “sentar nas cinzas” com as pessoas e estar com eles em seus momentos mais profundos de tristeza e dor. ”Michele Louviere, LMFT, LLC (https://tinyurl.com/OOE-MichelleL)

6. Ouvir é o que Deus faz
“Quando ele clamou, o ouviu. Salmos 22:24 É o que ansiamos dEle. “ Ó Deus, ouve a minha oração, inclina os teus ouvidos às palavras da minha boca” Salmos 54: 2

Sem ouvir, estamos desconectados. Ouvir conecta coração a coração com Ele e uns com os outros.

Foi o começo para Samuel, o menino – que seja o mesmo para nós!

Spanish blog:

7 claves para escuchar

Por Daphne Kirk, www.Gnation2gnation.com; Twitter: daphnekirk

Escúchenlo a Él por encima de todo

A menudo le pregunto a los líderes: “¿Cuánto te escuchan las personas (adultos, jóvenes o niños) en proporción a lo que escuchan a Dios? Por lo general hay un silencio incomodo. Eli no le dio a Samuel un mensaje para Dios: lo colocó para escucharlo y le dijo: “… Si te llama, dirás: ‘Habla, Señor, porque tu siervo escucha'” … el Señor … llamó… luego Samuel respondió: “Habla, porque tu siervo escucha”.

Escucha … luego responde

“Escuchar” nos posiciona para responder, ya sea a Dios o al hombre. Sin una escucha activa, suponemos de dónde viene la otra persona, y podemos estar completamente desconectados de ella. Una vez pregunté: “¿Está escuchando lo que piensa la gente sobre este tema?”, La respuesta fue “No estoy aquí para para escuchar, soy un maestro”. Sabía que solo 5 minutos de escucha le habría dado una nueva dinámica. La escucha y el contacto con la gente.

Escuchar.. a quien?

¡Sepa a quién no escuchar! Mateo 24 advierte sobre el surgimiento del engaño. Si

no sabemos a quién podemos escuchar de manera confiable; corremos el peligro de caer en el increíble engaño que se está extendiendo rápidamente por la iglesia. Adán escuchó a Eva y Él cayó. Génesis 2.

¡Sepa a quién escuchar! “Moisés escuchó a su suegro e hizo todo lo que había dicho”. Éxodo 18: 24 Cuando buscamos consejos sabios y “escuchamos”, se hunde profundamente en nuestros corazones, facilitando la acción. Escuchar implica que realmente “escuchamos” ambos el mensaje como el corazón.

Escuchar para “ser”

En el mundo de “ruido” de hoy, a menudo nos vemos obligados a hablar. El escuchar requiere que nosotros estemos internamente quietos para “escuchar”. No requiere interrupción o respuestas repentinas, ya sea a Dios o al hombre.

Escuchar – un regalo

“A veces no hay palabras que puedan ayudar con la profunda angustia del alma. Aprendí que el regalo más grande y, a veces, el único que podemos darles a las personas que sufren es el regalo de la presencia … Los amigos de Job nos mostraron, antes de desbaratarse abriendo la boca, que a veces necesitamos “sentarnos en las cenizas” con la gente. y acompáñalos en sus momentos más profundos de dolor y pena ”. Michele Louviere, LMFT, LLC ( https://tinyurl.com/OOE-MichelleL)

Escuchar es lo que Dios hace.

“Porque no menospreció ni abominó la aflicción del afligido,Ni de él escondió su rostro;Sino que cuando clamó a él, le oyó.”

Salmos 22: 24. Es lo que anhelamos de él. “Escucha mi oración, oh Dios; Escucha las palabras de mi boca “. Salmo 54: 2

Sin escuchar, estamos desconectados. El escuchar conecta corazón con corazón, con Él y nos conecta entre sí.

Fue el inicio para Samuel, el niño, ¡que sea lo mismo para nosotros!

What King David Can Teach Us About Listening

By Mario Vega, www.elim.org.sv

In the second book of Samuel, chapter 14, we read a story narrated by a woman who went looking for King David. She came with the purpose of presenting herself as a struggling mother who needed the king’s favor. In the story we see several elements that made David the most beloved king of Israel. All of them have to do with his ability to listen:

First, you can see King David’s willingness to even talk to a widowed and poor woman. At a time when kings did not spend time listening to people, we see the king’s disposition to care for a person of no political importance and for a purely domestic reason.

Second, David showed patience to hear the woman’s full story. He did not interrupt her but waited for her to finish setting out her problem and her concerns.

Third, he not only listened to her but then carefully considered the widow’s problem and even promised her that he would take care of it.

Fourth, although David had already given an answer to the woman, she came back to her problem two more times. Although she was repeating the same thing, David had the patience to listen to the insistent widow.

Fifth, David’s listening was not superficial because he was able to perceive that behind this woman’s problem was Joab. Being a good listener allows us to be more insightful in guiding people and helping them in their needs.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

O que o Rei Davi Pode nos Ensinar Sobre Ouvir

Por Mario Vega, www.elim.org.sv

No segundo livro de Samuel, capítulo 14, lemos uma história narrada por uma mulher que foi à procura do rei Davi. Ela veio com o propósito de se apresentar como uma mãe com dificuldades que precisava do favor do rei. Na história, vemos vários elementos que fizeram de Davi o mais amado rei de Israel. Todos eles têm a ver com sua capacidade de ouvir:
 
Primeiro, você pode ver a vontade do rei Davi de conversar com uma mulher viúva e pobre. Numa época em que os reis não passavam tempo ouvindo as pessoas, vemos a disposição do rei de cuidar de uma pessoa sem importância política e por uma razão puramente doméstica.
 
Em segundo lugar, David mostrou paciência para escutar a história completa da mulher. Ele não a interrompeu, mas esperou que ela terminasse de expor seu problema e suas preocupações.
 
Terceiro, ele não apenas a ouviu, mas depois analisou cuidadosamente o problema da viúva e até prometeu que cuidaria disso.
 
Quarto, embora David já tivesse dado uma resposta à mulher, ela voltou ao problema mais duas vezes. Embora estivesse repetindo a mesma coisa, David teve a paciência de ouvir a insistente viúva.

Em quinto lugar, a audição de David não foi superficial porque ele foi capaz de perceber que por trás do problema dessa mulher estava Joabe. Ser um bom ouvinte nos permite ser mais perspicazes em orientar as pessoas e ajudá-las em suas necessidades.

Spanish blog:

El arte de escuchar de David

Por Mario Vega, www.elim.org.sv

En el libro segundo de Samuel, en el capítulo 14, se nos narra una historia de una mujer que fue a buscar al rey David. Ella llegó con el propósito de presentarse como una madre en dificultades que necesitaba el favor del rey. En el relato podemos identificar varios elementos que hicieron de David el rey más amado de Israel. Todos ellos tienen que ver con su capacidad de escuchar:

Primero, se puede ver la disposición del rey David a atender a una mujer viuda y pobre. En un tiempo cuando los reyes no dedicaban tiempo a escuchar a las personas, vemos la disposición del rey a atender a una persona sin mayor importancia política y por un caso puramente doméstico.

Segundo, David mostró paciencia para escuchar la historia completa de la mujer. No la interrumpió sino que esperó que ella terminara la exposición de su problema y sus preocupaciones.

Tercero, no solo la escuchó sino que tomó para sí el problema de la viuda y le prometió que él se encargaría de resolverlo.

Cuarto, aunque David ya había dado una respuesta a la mujer, ella volvió sobre su problema dos veces más. Aunque ella estaba repitiendo lo mismo, David tuvo la paciencia para escuchar a la insistente viuda.

Quinto, el escuchar de David no solamente fue superficial. Él fue capaz de percibir que detrás del problema de esta mujer se encontraba Joab. Y, efectivamente, así era. El ser un buen oyente nos permite ser más perspicaces al guiar a las personas y ayudarles en sus necesidades.

The Listening Ear

By Jeff Tunnell

Proverbs 20:12:  “Ears that hear and eyes that see — the Lord has made them both.”

Proverbs 15:31:  “He who listens to a life-giving rebuke will be at home among the wise.”

Hearing and listening are different. Hearing is about converting sound waves into intelligible information. Listening goes farther by giving attention to the information and developing an appropriate response. 

Often in Scripture we read of God’s displeasure with mankind, especially Israel, due to the fact that while they could hear, they would not listen.

In Isaiah 42:20, we read, “You have seen many things, but have paid no attention; your ears are open, but you hear nothing.”

What are the words of God for? Proverbs 1:1–5 tells us:

for attaining wisdom and discipline;
for understanding words of insight;
for acquiring a disciplined and prudent life,
doing what is right and just and fair;
for giving prudence to the simple,
knowledge and discretion to the young—
let the wise listen and add to their learning,
and let the discerning get guidance— 

Revelation 2:7 He who has an ear, let him hear what the Spirit says to the churches. To him who overcomes, I will give the right to eat from the tree of life, which is in the paradise of God. 

Be found among the wise: hear, listen, pay attention and develop an appropriate response to the voice of God.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

 O Ouvido que Escuta

Por Jeff Tunnell

Provérbios 20:12: “Os ouvidos que ouvem e os olhos que vêem foram feitos pelo Senhor.”

Provérbios 15:31: “Quem ouve a repreensão construtiva terá lugar permanente entre os sábios.”

Ouvir e escutar são diferentes. Ouvir é converter ondas sonoras em informações inteligíveis. Escutar vai mais além, dando atenção às informações e desenvolvendo uma resposta apropriada.
 
Frequentemente nas Escrituras lemos sobre o desprazer de Deus com a humanidade, especialmente Israel, devido ao fato de que, embora pudessem ouvir, não escutavam.
 
Em Isaías 42:20, nós lemos, “Você viu muitas coisas, mas não deu qualquer atenção; seus ouvidos estão abertos, mas você não ouve nada.”
 
Para que são as palavras de Deus? Provérbios 1:1-5 nos diz,

  • Para experimentar sabedoria e disciplina;
  • Para compreender as palavras que dão entendimento
  • Para viver com disciplina e sensatez, fazendo o que é justo, direito e correto
  • Para dar prudência aos inexperientes e conhecimento e bom senso aos jovens— Se o sábio der ouvidos, aumentará seu conhecimento, e quem tem discernimento obterá orientação.

Apocalipse 2:7. Aquele que tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas. Ao vencedor darei o direito de comer da árvore da vida, que está no paraíso de Deus.

Seja encontrado entre os sábios: ouça, escute, preste atenção e desenvolva uma resposta apropriada à voz de Deus.

Spanish blog:

El oído que escucha

Por Jeff Tunnell

Proverbios 20:12: “El oído que oye, y el ojo que ve, Ambas cosas igualmente ha hecho Jehová”.

 Proverbios 15:31: “El oído que escucha las amonestaciones de la vida, Entre los sabios morará”.

Oír y escuchar son diferentes. La audición se trata de convertir las ondas de sonido en información inteligible. La escucha va más allá al prestar atención a la información y al desarrollar una respuesta adecuada.

 A menudo, en las Escrituras leemos sobre el disgusto de Dios con la humanidad, especialmente con Israel, debido al hecho de que si bien podían oír, no escuchaban.

En Isaías 42:20, leemos: “Has visto muchas cosas, pero no has prestado atención; tus oídos están abiertos, pero no oyes nada”.

¿Para qué son las palabras de Dios? Proverbios 1: 1–5 nos dice:

  • Para entender sabiduría y doctrina,
  • Para conocer razones prudentes,
  • Para recibir el consejo de prudencia, Justicia, juicio y equidad;
  • Para dar sagacidad a los simples, Y a los jóvenes inteligencia y cordura. Oirá el sabio, y aumentará el saber, Y el entendido adquirirá consejo.

 Apocalipsis 2: 7 El que tiene oído, oiga lo que el Espíritu dice a las iglesias. Al que venciere, le daré a comer del árbol de la vida, el cual está en medio del paraíso de Dios.

Sé encontrado entre los sabios: oye, escucha, presta atención y desarrolla una respuesta apropiada a la voz de Dios.

The Wisdom of Listening

By Steve Cordle, www.crossroadsumc.org 

“Most people just need someone to listen to them.” That means, most people do not need their group leader (or members) to tell them what to do. Instead, they need an empathetic ear as they talk about what is going on in their lives. The Holy Spirit can take it from there. 

Whenever we are tempted to jump in and tell someone how to solve their problem, remember the words of Proverbs 18:13  “To answer before listening— that is folly and shame.”

Instead of saying, “Let me tell you what you should do…”, the better response is to say, “Tell me more.” We will minister more effectively by listening and then praying than we will by telling someone what to do. Even when we think we know what is happening in the circumstance, there is always more below the surface. If we offer our solutions, it may result in folly and shame.

I recall a woman new to our church who came to our group for the first time. On her way in she earnestly informed me that she needed to talk with me about a painful issue she was facing. I said I would be glad to talk after group. During the meeting, she shared her situation with the group, who listened and prayed for her. As the group was leaving, I offered to talk with the woman. She replied, “Oh, there’s no need, I’m fine now.” Most people just need someone to listen to them. 

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

A Sabedoria de Ouvir

Por Steve Cordle, www.crossroadsumc.org

“A maioria das pessoas só precisa de alguém para ouvi-las”. Isso significa que a maioria das pessoas não precisa do líder do grupo (ou dos membros) dizendo-lhes o que fazer. Em vez disso, elas precisam de um ouvido empático enquanto falam sobre o que está acontecendo em suas vidas. O Espírito Santo pode tomar a direção a partir daí.

Sempre que somos tentados a nos intrometer e dizer a alguém como resolver seu problema, lembre-se das palavras de Provérbios 18:13 

“Quem responde antes de ouvir comete insensatez e passa vergonha”.

Em vez de dizer: “Deixe-me dizer o que você deve fazer…”, a melhor resposta é dizer: “conte-me mais”. Ministraremos de modo mais eficaz ouvindo e orando do que dizendo a alguém o que fazer. Mesmo quando pensamos que sabemos o que está acontecendo na circunstância, sempre há mais abaixo da superfície. Se oferecermos nossas soluções, isso pode resultar em insensatez e vergonha.

Lembro-me de uma mulher nova na nossa igreja que veio ao nosso grupo pela primeira vez. Ao entrar, ela sinceramente me informou que precisava conversar comigo sobre um problema doloroso que estava enfrentando. Eu disse que ficaria feliz em conversar depois do grupo. Durante a reunião, ela compartilhou sua situação com o grupo, que ouviu e orou por ela. Quando o grupo estava indo embora, me ofereci para conversar com a mulher. Ela respondeu: “Oh, não há necessidade, estou bem agora”. A maioria das pessoas só precisa de alguém para ouvi-las.

Spanish blog:

La sabiduría de escuchar

Por Steve Cordle, www.crossroadsumc.org

“La mayoría de las personas solo necesitan que alguien les escuche”. Eso significa que la mayoría de las personas no necesitan que su líder celular (o miembros) les diga qué hacer. En su lugar, necesitan un oído empático al hablar sobre lo que está sucediendo en sus vidas. El Espíritu Santo puede tomarlo de allí.

Cuando tengamos la tentación de avanzar y decirle a alguien cómo resolver su problema, recuerda las palabras de Proverbios 18:13 “Responder antes de escuchar, eso es una locura y vergüenza”.

En lugar de decir: “Déjame decirte lo que debes hacer …”, la mejor respuesta es decir: “Dígame más”. Ministraremos más eficazmente escuchando y luego orando, más de lo que le diremos a alguien qué hacer. Incluso cuando pensamos que sabemos lo que está sucediendo en la circunstancia, siempre hay más debajo de la superficie. Si ofrecemos nuestras soluciones, puede resultar en locura y vergüenza.

Recuerdo a una mujer nueva en nuestra iglesia que vino a nuestra célula por primera vez. En el camino, ella me informó seriamente que necesitaba hablar conmigo sobre un problema doloroso al que se enfrentaba. Dije que me alegraría hablar con ella después de la célula. Durante la reunión, ella compartió su situación con la célula, quien escuchó y oró por ella. Cuando el grupo se iba, me ofrecí a hablar con la mujer. Ella respondió: “Oh, no hay necesidad, estoy bien ahora”. La mayoría de las personas solo necesitan a alguien que los escuche.