Growing in the Why of Cell Ministry

joel
by Joel Comiskey

The age-old saying still rings true, “It’s not enough for a pastor to have a cell vision, the vision must possess the pastor.” I tell pastors in my seminars not to even start the cell transition until being 100% convinced. And after catching the vision, it’s best for the lead pastor to facilitate the first pilot group!

But how does the lead pastor and team keep growing in the cell vision–the why of cell ministry? I think the best foundation is God’s Word. When the pastor realizes that the New Testament atmosphere is house to house ministry and reads the Bible from this perspective, he or she will continually grow in the why of cell ministry during sermon preparation or even Bible reading. I strongly recommend my two books Biblical Foundations of the Cell-Based Church and the sequel Making Disciples in the Twenty-first Century Chuch to help establish and feed the vision. I know my research and study in writing these books has transformed my own perspective.

The next step is to live the cell vision. I always rejoice when a pastor believes in the cell vision to the point of actually leading a cell group, visiting cell groups, and prioritizing the staff’s progress in cell ministry. I was recently in Paulo Mazoni’s cell church in Belo Horizonte, Brazil and was pleasantly surprised to discover that every one of the pastoral staff (including Paulo) lead a cell group and are directly involved in overseeing the 1500 cell groups in the church. I don’t want to be legalistic here because not all lead pastors will facilitate their own cell group. Perhaps the pastor has another way to stoke the cell fire, the “why” of cell ministry.

The key is that the lead pastor and staff are living the life they want others to follow. Cell church success is not determined by how much a pastor talks about cell ministry from the pulpit, but rather by how much he actually lives the cell life and guides the cell vision from behind the scenes. I recently counseled a lead pastor who was making the cell transition to make sure he was moving his pastoral staff forward in the cell vision. I told him that he might even have to give a time-table to some staff members (who were wavering in their cell commitment) to either get on board or to serve Jesus somewhere else. Why is this so important? Partly because a lead pastor needs to be able to talk freely and boldly about the “why” of cell ministry in the staff meetings, the leadership meetings, and from the pulpit. In doing so, the motivation for cell ministry will be clearly kept in front of the people, and the church will continue to move forward.

What about you? How do you keep the “why” of cell ministry before the leaders?

Joel

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Crescendo no Porquê do Ministério em Células

por Joel Comiskey

O antigo ditado ainda é verdadeiro, “Não é suficiente para um pastor ter uma visão de células, a visão deve possuir o pastor”. Eu digo aos pastores em meus seminários para não começarem a transição celular até que estejam 100% convencidos. E depois de pegar a visão, é melhor para o pastor principal facilitar o primeiro grupo piloto!

Mas como o pastor principal e sua equipe continuam crescendo na visão celular—o porquê do ministério em células? Eu acho que a melhor base é a Palavra de Deus. Quando o pastor percebe que a atmosfera do Novo Testamento é o ministério de casa em casa e lê a Bblia dessa perspectiva, ele ou ela vão crescer continuamente no porquê do ministério celular durante a preparação para a pregação ou mesmo na leitura da Bblia. Eu recomendo fortemente meus dois livros Fundamentos Bblicos da Igreja Baseada em Células e a sequência Fazendo Discpulos na Igreja do Século Vinte e Um para ajudar a estabelecer e alimentar a visão. Eu sei que a minha pesquisa e estudo em escrever esses livros transformaram minha própria perspectiva.

O próximo passo é viver a visão celular. Eu sempre me alegro quando um pastor acredita na visão celular ao ponto de realmente liderar um grupo de célula, visitar grupos de células, e priorizar o progresso da equipe no ministério de células. Eu estive recentemente na igreja em células de Paulo Mazoni em Belo Horizonte – Brasil e fiquei agradavelmente surpreso ao descobrir que cada um da equipe pastoral (incluindo Paulo) lidera um grupo de célula e estão diretamente envolvidos na supervisão dos 1500 grupos celulares na igreja. Eu não quero ser legalista aqui porque nem todos os pastores principais irão facilitar o seu próprio grupo de célula. Talvez o pastor tenha outro para atiçar o fogo da célula, o “porquê” do ministério de células.

A chave é que o pastor principal e sua equipe estejam vivendo a vida que querem que os outros sigam. O sucesso da igreja em células não é determinado por quanto um pastor fala sobre o ministério de células do púlpito, mas por quanto ele realmente vive a vida da célula e orienta a visão celular dos bastidores. Recentemente eu aconselhei um pastor principal que estava fazendo a transição celular para garantir que ele estava movendo sua equipe pastoral para a frente na visão celular. Eu disse a ele que ele pode até ter que dar um prazo para alguns membros da equipe (que estavam vacilando em seu compromisso com a célula), para subir a bordo ou para servir a Jesus em outro lugar. Por que isso é tão importante? Em parte, porque um pastor principal precisa ser capaz de falar livremente e audaciosamente sobre o “por que” do ministério celular em encontros de equipe, encontros da liderança, e do púlpito. Ao fazer isso, a motivação para o ministério de células será claramente mantida na frente das pessoas, e a igreja vai continuar a avançar.

E você? Como você mantém o “por que” do ministério celular perante os lderes?

Joel

Spanish blog:

Creciendo en el por qué de Ministerio celular

Por Joel Comiskey

El viejo refrán sigue siendo cierto: “No es suficiente que un pastor tenga una visión celular, la visión debe poseer al pastor”. Yo les digo a los pastores en mis seminarios que no empiecen la transición celular hasta estar 100% convencidos. Y después de capturar de la visión, ¡lo mejor para el pastor principal es dirigir el primer grupo piloto!

¿Pero cómo el pastor principal y el equipo siguen creciendo en la visión celular – en el por qué del ministerio celular? Creo que el mejor fundamento es la Palabra de Dios. Cuando el pastor se da cuenta de que el ambiente del Nuevo Testamento es el ministerio de casa por casa y lee la Biblia desde esta perspectiva, él o ella continuamente irán creciendo en el por qué del ministerio celular durante la preparación del sermón o incluso durante la lectura de la Biblia. Recomiendo mucho mis dos libros Fundamentos Bblicos de la Iglesia a basada en células y la continuación Haciendo Discpulos en la Iglesia del  siglo XXI, para ayudar a establecer y alimentar la visión. Sé que mi investigación y  estudio al escribir estos libros ha transformado mi propia perspectiva.

El siguiente paso es vivir la visión celular. Siempre me regocijo cuando un pastor cree en la visión celular hasta el punto de dirigir un grupo de celular, visitar grupos celulares, y priorizar el progreso del personal en el ministerio celular. Hace poco estuve en la iglesia celular de Paulo Mazoni, en Belo Horizonte, Brasil, y me sorprendió gratamente el descubrir que cada uno del personal pastoral (incluyendo Paulo) dirigen un grupo celular y están involucrados directamente en la supervisión de los 1500 grupos de células  en la iglesia. Yo no quiero ser legalista aqu porque no todos los pastores principales  dirigirán su propio grupo celular. Tal vez el pastor tiene a otro para avivar el fuego celular, el “por qué”  de ministerio celular.

La clave es que el pastor principal y el personal estén viviendo la vida que quieren que otros sigan. El éxito de la iglesia celular no está determinado por cuánto un pastor habla sobre el ministerio celular desde el púlpito, sino por lo mucho que en realidad vive la vida de la célula y dirige la visión celular detrás de escenas. Recientemente aconsejé a un pastor principal que estaba haciendo la transición celular para asegurarme de que estuviera moviendo su personal pastoral hacia la visión celular. Le dije que incluso podra tener que establecer un calendario para algunos miembros del personal (que estuvieran vacilando en su compromiso celular) para subir a bordo o para servir a Jesús en otro lugar. ¿Por qué es esto tan importante? En parte porque un pastor principal tiene que ser capaz de hablar libremente y con valenta sobre el “por qué” del ministerio celular en las reuniones de personal, en las reuniones de liderazgo, y desde el púlpito. De este modo, la motivación para el ministerio celular se mantendrá claramente en frente de las personas, y la Iglesia continuará moviéndose hacia adelante.

¿Qué está pasando contigo? ¿Cómo mantienes el “por qué” del ministerio celular frente a los lderes?

Joel

Leave a Reply

Your email address will not be published.