The Importance of a Coaching Structure

By Roberto Bottrell [serving European churches, challenging them to make disciple-makers through cells that multiply (centraldna.org). Author of the book Multiplication, The challenge before every Christian, every Leader, and the Church (available@amazon.com in English, Portuguese, Spanish and German)]

One of the pillars of a healthy cell church is the coaching structure. Many invest so much energy in the training track, in opening cells, in raising leaders, but don’t realize how important the overseeing of the cells and cell leaders is. I would even say that if you, for any reason, cannot have proper coaching, better not even start the cells. It will bring more harm than good. Eventually it will all collapse, leaving the sensation that “cells just don’t work”. 

Why is it so important? 

Authority should not be delegated without accountability. If you are the pastor of a church, as you develop the cells, your are putting the congregation under the responsibility of several leaders. So the church members will not be in your sight as often anymore. Conflicts will be solved, counselling will be given, discipleship will be done, all without your physical presence. Without your coaching over the cell leaders, you will not know what is happening. We consider it as just another level of discipleship – it is the discipleship of leaders. Although these leaders will already be discipling others, that does not mean that they do not need to be discipled themselves. This should be the pastor’s main responsibility. It is essential to have a strong relationship with the cell leaders and to meet them regularly. By doing this, the church will stick together as one.

Somebody might say: so, if a pastor oversees the cell leaders, the problem is solved. Yes, but only for a certain time. As the cells multiply and the church grows – and all churches are supposed to grow – new cell leaders are raised. How will the pastor be able to oversee more and more leaders? If everything stays concentrated on him, the growth will be limited to his capacity. They are some that have great leadership skills which will allow him to grow more than others, but even so, the growth will still be limited. When the number of leaders reach this limit, there are only two options: stop the growth or create a coaching system. If we develop a solid, healthy and growing coaching structure in the church, there will be no limit to growth. The pastor will only have to take good care of few coaches and disciple them well – which can be done without an overwhelming effort! Likewise, each coach will only have to disciple a few leaders. And you can multiply this over and over again. There is literally no limit. Thus, exponential multiplication of cells will never be chaotic.

How do you get new coaches? Disciple the first cell leaders well and you will have all the coaches you need in the future. To raise new cell coaches is just another step in the pastor’s challenge to develop fully committed followers of Jesus. And that is what the cell church is all about. 

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

A importância de uma estrutura de treinamento

Por Roberto Bottrel [servindo igrejas europeias, desafiando-as a serem fazedoras de discípulos através de células que multiplicam (centraldna.org). Autor do livro Multiplicação, o desafio do cristão, do líder e da Igreja (disponível em @amazon.com em Inglês, Português, Espanhol e Alemão]

Um dos pilares de uma igreja celular saudável é a estrutura de treinamento. Muitos investem tanta energia no trilho de treinamento, na abertura de células, em levantar líderes, mas não percebem quão importante é a supervisão de células e de líderes de célula. Eu até diria que se você, por qualquer razão, não pode ter um treinamento apropriado, melhor nem começar com células. Irá fazer mais mal do que bem. Eventualmente tudo colidirá, deixando uma sensação de “células simplesmente não funcionam”.

Por que isso é tão importante?

Autoridade não deve ser delegada sem responsabilidade. Se você é o pastor da igreja, enquanto você desenvolve as células, você está colocando a congregação sob a responsabilidade de vários líderes. Então os membros da igreja não estarão mais debaixo dos seus olhos com tanta frequência. Conflitos serão resolvidos, conselhos serão dados, discipulado será feito. Tudo sem sua presença física. Sem seu treinamento sobre os líderes de célula, você não saberá o que está acontecendo. Nós consideramos isso apenas como outro nível de discipulado – é o discipulado de líderes. Embora esses líderes já estão discipulando outros, isto não quer dizer que eles mesmos não precisam de ser discipulados. Essa deve ser a responsabilidade principal do pastor. É essencial ter um forte relacionamento com seus líderes de célula e encontrar com eles regularmente. Fazendo isso, a igreja será fortemente unida.

Alguém poderia dizer: então, se um pastor supervisionar os líderes de célula, o problema está resolvido. Sim, mas somente por um certo tempo. Como as células multiplicam e a igreja cresce – e todas as igrejas são esperadas que cresçam – novos líderes de célula são levantados. Como o pastor será capaz de supervisionar mais e mais líderes? Se tudo ficar concentrado nele, o crescimento será limitado a capacidade do pastor. Existem aqueles que tem uma grande habilidade de liderança, tal habilidade o permitirá crescer mais do que outros, porém mesmo assim, o crescimento continuará ser limitado. Quando o número de líderes alcançam seu limite, exitem apenas duas opções: parar o crescimento ou criar um sistema de treinamento. Se nós desenvolvemos uma estrutura de treinamento sólida, saudável e crescente na igreja, não existirá limite para o nosso crescimento. O pastor apenas terá que cuidar bem dos novos treinadores e discipulá-los bem – que pode ser feito sem um esforço demasiado! Da mesma forma, cada treinador terá apenas que discipular poucos líderes. E você pode multiplicar isso vez após vez. Literalmente não há limites. Assim, multiplicação exponencial de células nunca será caótico.

Como você consegue novos treinadores? Discipule os primeiros líderes de células muito bem e você terá todos os treinadores que você precisa no futuro. Levantar novos treinadores de célula é apenas outro passo no desafio do pastor de desenvolver verdadeiros seguidores comprometidos de Jesus. E isso é o que faz uma igreja em célula.

Spanish blog:

La importancia de una estructura de supervisores. 

Por Roberto Bottrel [sirviendo a las iglesias europeas, desafiándolas a hacer discípulos a través de células que se multiplican (centraldna.org). Autor del libro Multiplicación, El desafío ante cada cristiano, cada Líder y la Iglesia (disponible en Amazon.com en inglés, portugués, español y alemán)]

Uno de los pilares de una iglesia celular saludable es la estructura de los supervisores. Muchos invierten tanta energía en la ruta de capacitación, en la apertura de células, en la formación de líderes, pero no se dan cuenta de lo importante que es la supervisión de las células y los líderes de las células. Incluso diría que si, por alguna razón, no puede tener una supervision adecuada, mejor ni siquiera comience las células. Traerá más daño que bien. Eventualmente, todo colapsará, dejando la sensación de que “las células simplemente no funcionan”.

Por que es tan importante?

La autoridad no debe delegarse sin responsabilidad. Si usted es el pastor de una iglesia, a medida que desarrolla las células, está poniendo a la congregación bajo la responsabilidad de varios líderes. Entonces los miembros de la iglesia ya no estarán a la vista tan a menudo. Se resolverán los conflictos, se brindará asesoramiento, se hará el discipulado, todo sin su presencia física. Sin su supervision sobre los líderes celulares, no sabrá lo que está sucediendo. Lo consideramos simplemente como otro nivel de discipulado: es el discipulado de los líderes. Aunque estos líderes ya estarán discipulando a otros, eso no significa que ellos mismos no necesitan ser discipulados. Esta debería ser la principal responsabilidad del pastor. Es esencial tener una relación fuerte con los líderes celulares y conocerlos regularmente. Al hacer esto, la iglesia se mantendrá unida.

Alguien podría decir: entonces, si un pastor supervisa a los líderes celulares, el problema está resuelto. Sí, pero solo por un tiempo determinado. A medida que las células se multiplican y la iglesia crece, y se supone que todas las iglesias deben crecer, se levantan nuevos líderes celulares. ¿Cómo podrá el pastor supervisar a más y más líderes? Si todo se concentra en él, el crecimiento se limitará a su capacidad. Son algunos que tienen grandes habilidades de liderazgo que le permitirán crecer más que otros, pero aun así, el crecimiento seguirá siendo limitado. Cuando el número de líderes alcanza este límite, solo hay dos opciones: detener el crecimiento o crear un sistema de supervision. Si desarrollamos una estructura de entrenamiento sólida, saludable y creciente en la iglesia, no habrá límite para el crecimiento. El pastor solo tendrá que cuidar bien a algunos supervisores y discipularlos bien, ¡lo cual se puede hacer sin un esfuerzo abrumador! Del mismo modo, cada supervisor solo tendrá que discipular a algunos líderes. Y puedes multiplicar esto una y otra vez, literalmente no hay límite. Por lo tanto, la multiplicación exponencial de las células nunca será un proceso caótico.

¿Cómo se obtienen nuevos supervisores? Discipula bien a los líderes de la primera célula y tendrás todos a los supervisores que necesites en el futuro. Levantar nuevos supervisores celulares es solo otro paso en el desafío del pastor para desarrollar seguidores totalmente comprometidos con Jesús. Y de eso se trata la iglesia celular.

Sumate a la Obra Misionera a Pueblos No Alcanzados

What is good coaching?

By Roberto Bottrell [serving European churches, challenging them to make disciple-makers through cells that multiply (centraldna.org). Author of the book Multiplication, The challenge before every Christian, every Leader, and the Church (available@amazon.com in English, Portuguese, Spanish and German)]

As a cell network pastor, I was always worried about how the cell leaders were growing in the Lord and how their cells were developing. At first, I would meet directly with the cell leaders. As we grew in number of cells, we had to raise coaches to oversee the growing numbers of cell leaders. When we passed 100 cells, we had to create a new level in the coaching structure. Then, I would oversee coordinators, who would oversee coaches, who would oversee cell leaders. By doing that we grew up to more than 500 cells in a very easy and peaceful way. Jethro, Moses’ father-in-law, really had a great idea!

But the main concern remained – how are the cell leaders doing? After all, they are the ones who pastor the church. So, our coaching structure became an essential element of our discipleship effort. Build great leaders and you will have great cells. I believe it is one of the pillars of a healthy and growing cell church. We need good coaching!

The two main goals of a good coach is to develop the leader – intimacy with God, spiritual maturity, relationships with friends and family, character and leadership abilities – and to develop the cell – vision, setting goals, guaranteeing health, growth in numbers and in quality, solving conflicts. Both objectives, when well worked on, will lead to multiplication.

If the focus is only on the development of the leader, you might get great Christians, well fed, with all the aspects in their lives in the right place. But you won’t get multiplication. No growth in the cells. We go back to the maintenance mode. Only developing the Christians, once again. We are always running away from that, but it seems like those movies where the bad guy never dies, no matter how hard you try. I have been there.

On the other hand, if the focus is only on the development of the cells, the leaders will feel as they are being used by a lifeless system. It is always about people, but other only people. He is not important. Just a piece in the machine. Nobody really cares what is happening in his life as long as his cells growing. You may get some cells multiplying, but it won’t last long. People will eventually dry out and the whole thing will collapse. I have also been there.

Thank God he has given us the wisdom to learn from our own mistakes (as well as from other peoples’ mistakes) which has allowed us to live the big dream so many times, over and over again: to see good coaches discipling their cell leaders in a loving atmosphere, giving the right inputs needed for them to grow spiritually and fulfill the Lord’s calling for their lives as disciple-makers, while developing the cells in quality and quantity. The result is multiplication. Healthy multiplication, by the way.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

A importância de uma estrutura de supervisão

Por Roberto Bottrel [servindo igrejas europeias, desafiando-as a serem fazedoras de discípulos através de células que multiplicam (centraldna.org). Autor do livro Multiplicação, o desafio do cristão, do líder e da Igreja (disponível em @amazon.com em Inglês, Português, Espanhol e Alemão]

Um dos pilares de uma igreja celular saudável é a estrutura de supervisão. Muitos investem tanta energia no trilho de treinamento, na abertura de células, em levantar líderes, mas não percebem quão importante é a supervisão de células e de líderes de célula. Eu até diria que se você, por qualquer razão, não pode ter uma supervisão apropriada, melhor nem começar com células. Irá fazer mais mal do que bem. Eventualmente tudo colidirá, deixando uma sensação de “células simplesmente não funcionam”.

Por que isso é tão importante?

Autoridade não deve ser delegada sem responsabilidade. Se você é o pastor da igreja, enquanto você desenvolve as células, você está colocando a congregação sob a responsabilidade de vários líderes. Então os membros da igreja não estarão mais debaixo dos seus olhos com tanta frequência. Conflitos serão resolvidos, conselhos serão dados, discipulado será feito. Tudo sem sua presença física. Sem sua supervisão sobre os líderes de célula, você não saberá o que está acontecendo. Consideramos isso apenas como outro nível de discipulado – é o discipulado de líderes. Embora esses líderes já estão discipulando outros, isto não quer dizer que eles mesmos não precisam de ser discipulados. Essa deve ser a responsabilidade principal do pastor. É essencial ter um forte relacionamento com seus líderes de célula e encontrar com eles regularmente. Fazendo isso, a igreja será fortemente unida.

Alguém poderia dizer: então, se um pastor supervisionar os líderes de célula, o problema está resolvido. Sim, mas somente por um certo tempo. Como as células multiplicam e a igreja cresce – e se espera que todas as igrejas cresçam – novos líderes de célula são levantados. Como o pastor será capaz de supervisionar mais e mais líderes? Se tudo ficar concentrado nele, o crescimento será limitado a capacidade do pastor. Existem aqueles que tem uma grande habilidade de liderança, e tal habilidade o permitirá crescer mais do que outros, porém mesmo assim, o crescimento continuará a ser limitado. Quando o número de líderes alcançam seu limite, existem apenas duas opções: parar o crescimento ou criar um sistema de supervisão. Se nós desenvolvemos uma estrutura de supervisão sólida, saudável e crescente na igreja, não existirá limite para o nosso crescimento. O pastor apenas terá que cuidar bem dos novos supervisores e discipulá-los bem – que pode ser feito sem um esforço demasiado! Da mesma forma, cada supervisor terá apenas que discipular poucos líderes. E você pode multiplicar isso vez após vez. Literalmente não há limites. Assim, multiplicação exponencial de células nunca será caótico.

Como você consegue novos supervisores? Discipule bem os primeiros líderes de células e você terá todos os supervisores que você precisa no futuro. Levantar novos supervisores de célula é apenas outro passo no desafio do pastor de desenvolver verdadeiros seguidores de Jesus. E isso é o que uma igreja em célula faz.

Spanish blog:

¿Qué es una buena supervisión?

Por Roberto Bottrel [sirviendo a las iglesias europeas, desafiándolas a hacer discípulos a través de células que se multiplican (centraldna.org). Autor del libro Multiplicación, El desafío ante cada cristiano, cada Líder y la Iglesia (disponible en Amazon.com en inglés, portugués, español y alemán)]

Como pastor de la red celular, siempre me preocupaba cómo crecían los líderes celulares en el Señor y cómo se desarrollaban sus células. Al principio me reuniría directamente con los líderes celulares. A medida que crecíamos en el número de células, tuvimos que levantar hermanos para supervisar el creciente número de líderes celulares. Cuando pasamos las 100 células, tuvimos que crear un nuevo nivel en la estructura de supervision. Luego, supervisaría a los coordinadores, quienes supervisarian a los supervisores, quienes supervisarían a los líderes celulares. Al hacerlo, crecimos hasta más de 500 células de una manera muy fácil y pacífica. Jetro, el suegro de Moisés, ¡realmente tuvo una gran idea!

Pero la principal preocupación permaneció: ¿cómo están los líderes celulares? Después de todo, ellos son los que pastorean la iglesia. Entonces nuestra estructura de entrenamiento se convirtió en un elemento esencial de nuestro esfuerzo de discipulado. Construye grandes líderes y tendrás grandes células. Creo que es uno de los pilares de una iglesia celular saludable y en crecimiento. ¡Necesitamos una buena supervision!

Los dos objetivos principales de un buen supervisor es desarrollar al líder: intimidad con Dios – – madurez espiritual, relaciones con amigos y familiares, habilidades de carácter y liderazgo. Y desarrollar la visión celular – – establecer metas, garantizar la salud, el crecimiento en números y en calidad, resolviendo conflictos. Ambos objetivos, cuando están bien trabajados, conducirán a la multiplicación.

Si la atención se centra únicamente en el desarrollo del líder, puedes obtener grandes cristianos, bien alimentados, con todos los aspectos de sus vidas en el lugar correcto. Pero no obtendrás multiplicación, no hay crecimiento en las células. Volvemos al modo de mantenimiento. Solo desarrollando a los cristianos, una vez más. Siempre estamos huyendo de eso, pero parece ser que estamos en esas películas en las que el malo nunca muere, no importa cuánto lo intentes. He estado ahí.

Por otro lado, si la atención se centra únicamente en el desarrollo de las células, los líderes sentirán que están siendo utilizados por un sistema sin vida. Siempre se trata de personas, pero de otras personas. El líder no es importante, solo una pieza en la máquina. A nadie le importa realmente lo que está sucediendo en su vida mientras sus células crezcan. Es posible que algunas células se multipliquen, pero no durará mucho. La gente eventualmente se secará y todo colapsará. Yo también he estado allí.

Gracias a Dios, nos ha dado la sabiduría para aprender de nuestros propios errores (así como de los errores de otras personas), lo que nos ha permitido vivir el gran sueño muchas veces, una y otra vez: ver buenos supervisores discipulando a sus líderes celulares. en una atmósfera amorosa, brindando los insumos necesarios para que crezcan espiritualmente y cumplan con el llamado del Señor para sus vidas como discípulos. Mientras desarrollan las células en calidad y cantidad. El resultado es la multiplicación. Multiplicación saludable, por cierto.

Never Stop Learning and Growing

By Gerardo Campos, district pastor at Elim Church, San Salvador, El Salvador, www.elim.org.sv

One of the key principles of effective leadership is  to never stop growing. This means going beyond the initial equipping track and continuing the learning process. Remember that the best leaders passionately desire to be transformed into the image of Jesus, and this is a long-term process. Those leaders who are continually transformed will be more effective in their leadership and their cells.

Some leaders never grow beyond what they are currently doing. Sadly, the results are always the same and the cells stagnate. So that this does not happen, the role of the coach is extremely important. His or her job is to help the leader go beyond maintenance to transformation.

The coach should influence the lives of his leaders by being a mentor with the goal of renewal. This is what the Apostle Paul had in mind when he said to the church in Corinth,  “Therefore we do not lose heart. Though outwardly we are wasting away, yet inwardly we are being renewed day by day” (2 Corinthians 4:16). Great coaches should be interested all those leaders under their care, providing them with the necessary resources and making sure their lives reflect the image of Jesus. Consequently, coaches will inspire those around them with a passion that encourages the leader (s) to make disciples who make new disciples. Remember that that great leaders (and coaches) never stop learning and growing!

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Nunca pare de aprender e crescer

Por Gerardo Campos, pastor distrital, Elim Church, www.elim.org.sv

Um dos princípios fundamentais da liderança eficaz é nunca parar de crescer. Isso significa ir além da trilha de equipamento inicial e continuar o processo de aprendizado. Lembre-se de que os melhores líderes desejam apaixonadamente ser transformados na imagem de Jesus, e esse é um processo de longo prazo. Os líderes que são continuamente transformados serão mais eficazes em sua liderança e em suas células.

Alguns líderes nunca crescem além do que estão fazendo atualmente. Infelizmente, os resultados são sempre os mesmos e as células estagnam. Para que isso não aconteça, o papel do treinador é extremamente importante. Seu trabalho é ajudar o líder a ir além da manutenção e a transformação.

O treinador deve influenciar a vida de seus líderes sendo um mentor com o objetivo de renovação. Isto é o que o apóstolo Paulo tinha em mente quando disse à igreja em Corinto: “ Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia. Os grandes treinadores devem interessar a todos os líderes sob seus cuidados, fornecendo-lhes os recursos necessários e assegurando que suas vidas reflitam a imagem de Jesus. Consequentemente, os treinadores inspirarão as pessoas ao seu redor com uma paixão que incentiva o (s) líder (es) a fazer discípulos que fazem novos discípulos. Lembre-se de que grandes líderes (e treinadores) nunca param de aprender e crescer!

Spanish blog:

Procurando una renovación transformadora

por Gerardo Campos, pastor del distrito de iglesia Elim, www.elim.org.sv

Uno de los principios para ser un líder exitoso es nunca dejar de crecer, lo cual, significa que el haber cursado la Ruta del líder no lo es todo. El liderazgo celular logrará una mayor efectividad en la medida en que se alcanza una mayor transformación a través del tiempo, eso nos lleva a ser mejores personas influyendo de buena manera en las relaciones con los miembros de las células.

El líder no debe continuar haciendo lo que siempre hace y esperar buenos resultados, infelizmente los resultados serán siempre los mismos y las células llegarán a estancarse. Para que eso no suceda el papel del supervisor es de suma importancia, puesto que él deberá establecer la diferencia entre supervisar para mantenimiento y hacerlo para transformar a las personas.

El supervisor deberá influir en la vida de sus líderes siendo un mentor con su ejemplo de renovación, así lo encontramos cuando el apóstol Pablo dijo a la iglesia de Corinto: “Por tanto, no desmayamos; antes, aunque este nuestro hombre exterior se va desgastando, el interior no obstante se renueva de día en día” 2 Corintios 4:16. Esa renovación transformadora ocurre cuando no se deja de aprender, ese es el principio del verdadero crecimiento. Es por ello que el supervisor deberá estar interesado en el equipo de líderes de manera integral, proveyéndoles los recursos necesarios para que suceda. En consecuencia, los supervisores inspiraran a quienes estén a su alrededor apasionándoles, de igual forma que ellos, para ocupar nuevas posiciones de liderazgo.

Sumate a la Obra Misionera a Pueblos No Alcanzados

Coaching to Community through COVID-19

Michelle Geoffrey, cell pastor at www.celebrationchurch.org

This is a different day, our world has been impacted greatly by the CoronaVirus (COVID-19) like never before.  I believe this is an opportunity for the church, especially cell groups to rise up and be who God has called them to be!  People are having to stay in their homes and are desperate for community. No matter how comfortable we are with technology, it is a tool that we can use to have community without leaving our homes.

There are so many ways that we can connect with people.  Here are a few options to help groups, members and others find community in a new way:

  • Conference Calling – www.freeconferncecall.com – Allows you to set-up a unique call number with access code.  Only one person needs to create a free account with an email and then send the rest of the group the phone number and access code.  It is easy to use especially for those that are not tech savvy.
  • Online Meetings – Google Hangout and Zoom are both free and allow you to meet online by sending out a link to your group.

There are many other ways to connect, and during this time we can coach members and leaders to think outside the box and meet together in new ways.  It may be inviting your neighbors to bring their own chair and sit 6-feet apart in the front yard or some other way to be together from a distance.

I am asking our pastors to start online groups to engage people through social media that have been hesitant to join groups before, but are now looking for community and connection with extra time on their hands.  This is the time! As leaders, let’s rise up and make this our finest hour by coaching our people to community through COVID-19.

Isaiah 6:1-2 says, “Rise up and shine, for your light has come. The shining-greatness of the Lord has risen upon you.  For see, darkness will cover the earth. Much darkness will cover the people. But the Lord will rise upon you, and His shining-greatness will be seen upon you.  Nations will come to your light. And kings will see the shining-greatness of the Lord on you.”

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Treinamento para a comunidade através do COVID-19

 Por Michelle Geoffrey, pastor de células em www.celebrationchurch.org

 Este é um dia diferente, nosso mundo foi impactado enormemente pelo Corona Virus (COVID-19) como nunca antes.  Creio que esta é uma oportunidade para a igreja, especialmente os grupos de células se levantarem e serem quem Deus os chamou!  As pessoas estão tendo que ficar em suas casas e estão desesperadas pela comunidade.  Não importa o quanto nos sintamos confortáveis ​​com a tecnologia, é uma ferramenta que podemos usar para ter comunidade sem sair de casa.

 Existem tantas maneiras de nos conectarmos com as pessoas.  Aqui estão algumas opções para ajudar grupos, membros e outras pessoas a encontrar a comunidade de uma nova maneira:

 • Chamada em conferência – www.freeconferncecall.com – Permite configurar um número de chamada exclusivo com código de acesso.  Apenas uma pessoa precisa criar uma conta gratuita com um email e enviar ao restante do grupo o número de telefone e o código de acesso.  É fácil de usar, especialmente para aqueles que não são conhecedores de tecnologia.

 • Reuniões on-line – o Google Hangout e o Zoom são gratuitos e permitem que você se encontre on-line enviando um link para o seu grupo.

 Existem muitas outras maneiras de se conectar e, durante esse período, podemos treinar membros e líderes para pensar fora da caixa e nos reunir de novas maneiras.  Pode ser um convite a seus vizinhos para trazer sua própria cadeira e sentar-se um metro e meio no jardim da frente ou de alguma outra maneira para ficarem juntos à distância.

 Estou pedindo aos nossos pastores que iniciem grupos on-line para envolver as pessoas através das mídias sociais que hesitaram em participar de grupos antes, mas agora estão procurando por comunidade e conexão com o tempo extra disponível.  Esta é a hora!  Como líderes, vamos nos erguer e fazer desta a nossa melhor hora treinando nosso pessoal para a comunidade através do COVID-19.

 Isaías 6: 1-2 diz: “Levanta-te e brilha, porque a tua luz chegou.  A grandeza brilhante do Senhor se elevou sobre você.  Pois veja, a escuridão cobrirá a terra.  Muita escuridão cobrirá o povo.  Mas o Senhor se levantará sobre você, e Sua grandeza brilhante será vista sobre você.  Nações virão à sua luz.  E os reis verão a grandeza brilhante do Senhor em você. ”

Spanish blog:

Supervisando la comunidad frente al COVID-19

Por Michelle Geoffrey, pastor celular en www.celebrationchurch.org

Este es un día diferente, nuestro mundo se ha visto muy afectado por el CoronaVirus (COVID-19) como nunca antes. ¡Creo que esta es una oportunidad para que la iglesia, especialmente los grupos celulares, se levanten y sean quienes Dios los ha llamado a ser! Las personas tienen que quedarse en sus hogares y están desesperadas por la comunidad. No importa lo cómodos que estemos con la tecnología, es una herramienta que podemos usar para tener comunidad sin salir de nuestros hogares.

Hay tantas formas en que podemos conectarnos con las personas. Aquí hay algunas opciones para ayudar a células, miembros y otros a encontrar la comunidad de una manera nueva:

• Llamadas en conferencia: www.freeconferncecall.com: le permite configurar un número de llamada único con código de acceso. Una persona solo necesita crear una cuenta gratuita con un correo electrónico y luego enviar al resto del grupo el número de teléfono y el código de acceso. Es fácil de usar, especialmente para aquellos que no son expertos en tecnología.

• Reuniones en línea: Google Hangout y Zoom son gratuitos y le permiten reunirse en línea enviando un enlace a su grupo.

Hay muchas otras formas de conectarse, y durante este tiempo podemos capacitar a los miembros y líderes para que piensen fuera de la caja y se reúnan de nuevas maneras. Puede estar invitando a sus vecinos a traer su propia silla y sentarse a 6 pies de distancia en el patio de enfrente o de alguna otra manera para estar juntos desde la distancia.

Les pido a nuestros pastores que inicien grupos en línea para involucrar a las personas a través de las redes sociales que antes dudaban en unirse a los grupos, pero ahora buscan comunidad y conexión con tiempo extra en sus manos. ¡Este es el tiempo! Como líderes, levantémonos y hagamos de este nuestro mejor momento al supervisar a nuestra gente a la comunidad a través de COVID-19.

Isaías 60: 1-2 dice: “Levántate, resplandece; porque ha venido tu luz, y la gloria de Jehová ha nacido sobre ti. Porque he aquí que tinieblas cubrirán la tierra, y oscuridad las naciones; mas sobre ti amanecerá Jehová, y sobre ti será vista su gloria. Y andarán las naciones a tu luz, y los reyes al resplandor de tu nacimiento”.

Sumate a la Obra Misionera a Pueblos No Alcanzados

God likes to “Stretch” our faith

By Joel Comiskey, check out: Living in Victory

The Coronavirus crisis has stretched me emotionally and in my faith. I’ve found myself praying, “God, I need you to provide financially. Help me to avoid worry.” If you are like me, you’re being stretched during this time of unprecedented trial. The good news is that God is always stretching and testing us so that might be more like Jesus.

God is more interested in a purified faith than our being comfortable. And to strengthen our faith, he stretches us. Peter says, “though now for a little while you may have had to suffer grief in all kinds of trials. These have come so that the proven genuineness of your faith—of greater worth than gold, which perishes even though refined by fire—may result in praise, glory and honor when Jesus Christ is revealed” (1 Peter 1:6-7).

So what does this have to do with coaching? One key role of the coach is to be an instrument in God’s hand to stretch the leader. Great coaches go beyond maintenance to transformation. In other words, effective coaches want the leaders under their care to be transformed into the image of Christ, and this means helping them stretch out to take the next step.

Stretching the leader toward transformation is both personal and ministerial. If a leader tells me, for example, that they are not taking a day off, I ask the leader if I can bring the topic up again in the future. I’ll go back to this value again and again because it’s a biblical principle that the leader needs to practice for long-term effectiveness. The same applies to having a daily quiet time or spending time with spouse/family. My role as coach, in other words, is to be God’s instrument to help the leader become more like Jesus in the personal realm. And helping the leader become more like Jesus can be painful when the leader prefers stagnation over transformation. 

This is also true in ministry. God wants leaders to stretch their muscles and believe him for new disciples. After all, Jesus told us to “make disciples of all peoples” (Matthew 28:18-20). The role of the coach is to help the leader identify and prepare new disciples. If you’re coaching a leader, ask him or her about group multiplication, whether they have identified a new leader, and who is currently being equipped. Effective coaches keep the leader moving forward, rather than stagnating in the status quo.  Healthy, balanced goals for new disciples greatly helps in this process. 

I like to use the word “coach” because we have so many visible examples in the Sports world. Coaches are always moving their players forward and trying to win the game. The difference is that the Christian game is eternal, and the consequences are far more important than mere sports. Christian coaches, therefore, need to wisely and consistently challenge the leaders to take the next step and to stretch their muscles. 

How are you doing in this area?

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Deus gosta de “alongar” nossa fé

Por Joel Comiskey

A crise do Coronavírus me alongou emocionalmente e em minha fé. Eu me vi orando: “Deus, eu preciso que você nos forneça a provisão financeira. Ajude-me a evitar preocupações”. Se você é como eu, está sendo esticado durante esse período de provas sem precedentes. A boa notícia é que Deus está sempre nos esticando e testando para que possamos parecer mais com Jesus.

Deus está mais interessado em uma fé purificada do que em estarmos confortáveis. E para fortalecer nossa fé, ele nos estica. Pedro diz: “Assim acontece para que fique comprovado que a fé que vocês têm, muito mais valiosa do que o ouro que perece, mesmo que refinado pelo fogo, é genuína e resultará em louvor, glória e honra, quando Jesus Cristo for revelado” 1 Pedro 1:7.

Então, o que isso tem a ver com treinamento? Um papel fundamental do treinador é ser um instrumento na mão de Deus para esticar o líder. Grandes treinadores vão além da manutenção e transformação. Em outras palavras, treinadores eficazes desejam que os líderes sob seus cuidados sejam transformados à imagem de Cristo, e isso significa ajudá-los a se esforçarem para dar o próximo passo.

Esticar o líder em direção à transformação é algo pessoal e ministerial. Se um líder me disser, por exemplo, que não tirará um dia de folga, pergunto ao líder se posso abordar esse assunto novamente no futuro. Voltarei a esse valor repetidas vezes, porque é um princípio bíblico que o líder precisa praticar para conseguir ter eficácia a longo prazo. O mesmo se aplica a ter um descanso diário ou passar um tempo com o cônjuge/família. Meu papel como treinador, em outras palavras, é ser um instrumento nas mãos de Deus para ajudar o líder a se tornar mais parecido com Jesus no campo pessoal. E ajudar o líder a se parecer mais com Jesus pode ser doloroso quando os líderes preferem a estagnação em vez da transformação.

Isso também é verdade no ministério. Deus quer que os líderes alongem seus músculos e acreditem nEle para ter novos discípulos. Afinal, Jesus nos disse para “façam discípulos de todas as nações” (Mateus 28:18-20). O papel do treinador é ajudar o líder a identificar e preparar novos discípulos. Se você estiver treinando um(a) líder, pergunte-lhe sobre multiplicação do grupo, se ele(a) identificou um novo líder e quem está sendo equipado no momento. Treinadores eficazes mantêm o líder avançando, em vez de deixá-los estagnados. Metas saudáveis ​​e equilibradas para novos discípulos ajudam muito nesse processo.

Eu gosto de usar a palavra “treinador” porque temos muitos exemplos visíveis no mundo do esporte. Os treinadores estão sempre fazendo seus jogadores avançar e tentando ganhar o jogo. A diferença é que o jogo cristão é eterno, e as consequências são muito mais importantes do que meros esportes. Os treinadores cristãos, portanto, precisam desafiar de maneira sábia e consistente os líderes a dar o próximo passo e a alongar/esticar seus músculos.

 Como você está nessa área?

Spanish blog:

A Dios le gusta “estirar” nuestra fe

Por Joel Comiskey

La crisis del coronavirus me ha afectado emocionalmente y en mi fe. Me encontré orando, “Dios, necesito que me proporciones financieramente. Ayúdame a evitar las preocupaciones.” Si eres como yo, estás siendo estirado durante este tiempo de prueba sin precedentes. La buena noticia es que Dios siempre nos está estirando y probando para que te parezcas más a Jesús.

Dios está más interesado en una fe purificada que en que estemos cómodos. Y para fortalecer nuestra fe, él nos estira. Pedro dice: “para que sometida a prueba vuestra fe, mucho más preciosa que el oro, el cual aunque perecedero se prueba con fuego, sea hallada en alabanza, gloria y honra cuando sea manifestado Jesucristo”(1 Pedro 1: 7-7).

Entonces, ¿qué tiene esto que ver con el supervisar? Una función clave del supervisor es ser un instrumento en la mano de Dios para estirar al líder. Los grandes supervisores van más allá del mantenimiento a la transformación. En otras palabras, los supervisores efectivos quieren que los líderes bajo su cuidado se transformen a la imagen de Cristo, y esto significa ayudarlos a estirarse para dar el siguiente paso.

Estirar al líder hacia la transformación es tanto personal como ministerial. Si un líder me dice, por ejemplo, que no se tomará un día libre, le pregunto si puedo volver a hablar del tema en el futuro. Volveré a este valor una y otra vez porque es un principio bíblico que el líder necesita practicar para una efectividad a largo plazo. Lo mismo se aplica a tener un tiempo de silencio diario o pasar tiempo con su cónyuge / familia. Mi papel como supervisor, en otras palabras, es ser un instrumento en las manos de Dios para ayudar al líder a ser más como Jesús en el ámbito personal. Y ayudar al líder a ser más como Jesús puede ser doloroso cuando los líderes prefieren el estancamiento a la transformación.

Esto también ocurre en el ministerio. Dios quiere que los líderes estiren sus músculos y le crean para nuevos discípulos. Después de todo, Jesús nos dijo que “hagamos discípulos a todos los pueblos” (Mateo 28: 18-20). El papel del supervisor es ayudar al líder a identificar y preparar nuevos discípulos. Si estás entrenando a un líder, pregúntale acerca de la multiplicación grupal, si ha identificado un nuevo líder y quién está siendo equipado actualmente. Los supervisores efectivos mantienen al líder avanzando, en lugar de estancarse en el status quo. Las metas saludables y equilibradas para los nuevos discípulos son de gran ayuda en este proceso.

Me gusta usar la palabra “supervisor” porque tenemos muchos ejemplos visibles en el mundo del deporte. Los entrenadores siempre hacen avanzar a sus jugadores e intentan ganar el juego. La diferencia es que el juego cristiano es eterno, y las consecuencias son mucho más importantes que el mero deporte. Los supervisores cristianos, por lo tanto, necesitan desafiar sabia y consistentemente a los líderes para que den el siguiente paso y estiren sus músculos.

¿Cómo te va en esta área?

Sumate a la Obra Misionera a Pueblos No Alcanzados