The Myth and the Truth about Encouragements

By Gerardo Campos, district pastor at Elim Church, www.elim.org.sv

One of our supervisors was preparing to hold an evaluation meeting at the end of one year of work. He had planned a dinner for the leaders and hosts in order to give thanks for the results achieved up to that point.  In the past, this supervisor had only recognized the achievements of those who had produced the most results.

While organizing the meeting, the coach thought that he needed to also encourage those who were discouraged because they didn’t reach their goals and had not produced as many new leaders. Yes, he wanted to highlight the achievements of those who has met their goals, but he also wanted to encourage everyone. So he decided to buy gifts for everyone. The gesture produced in those who had not had great advances the necessary fuel to continue serving the following year with new energy to achieve their goals.

One of the myths in cell churches is to think that one is not successful if the church does not grow. But the truth is that success must be measured by faithful effort and not by the results.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

O Mito e a Verdade Sobre o Encorajamento

Por Gerardo Campos, www.elim.org.sv

Um de nossos supervisores estava se preparando para realizar uma reunião de avaliação ao final de um ano de trabalho. Ele havia planejado um jantar para os líderes e anfitriões de células para agradecê-los pelos resultados alcançados até aquele momento, ao mesmo tempo em que os encorajaria a fazer um bom trabalho. No passado, esse supervisor havia reconhecido apenas as conquistas daqueles que produziram mais resultados.

Enquanto organizava a reunião, o treinador achou que também precisava encorajar aqueles que estavam desanimados porque não alcançaram seus objetivos e não produziram tantos líderes novos. Sim, ele queria destacar as conquistas daqueles que atingiram seus objetivos, mas também queria encorajar a todos. Então ele decidiu comprar presentes para todos. O gesto produziu nas pessoas que não tiveram grandes avanços o combustível necessário para que no ano seguinte elas pudessem alcançar os objetivos.

Um dos mitos nas igrejas em células é pensar que uma igreja não é bem-sucedida se não crescer. A verdade é que o sucesso deve ser medido pelo esforço fiel e não pelos resultados.

Spanish blog:

El mito y la verdad sobre los estímulos

por Gerardo Campos, district pastor at Elim Church, www.elim.org.sv

Uno de nuestros supervisores se preparaba para realizar una reunión de evaluación al final de un año de trabajo. Había planeado una cena para los líderes y anfitriones a fin de dar gracias por los resultados alcanzados hasta ese momento, a la vez que entregaría algunos estímulos de reconocimiento por lo bueno que habían hecho. Casi siempre se reconoce un logro obtenido destacándose solamente a los protagonistas de los mejores resultados.

Mientras organizaba la reunión el supervisor pensó en que necesitaba estimular también a quienes estarían un poco desanimados ya que, en contraste con los que habían generado nuevos líderes y alcanzado sus metas, no habían logrado los alcances deseados. Era importante destacar a quienes avanzaban pero también motivar a todos. Así que decidió comprar regalos para todos. El gesto produjo en aquellos que no habían tenido grandes avances el combustible necesario para que al siguiente año pudieran lograrlo.

Uno de los mitos en las iglesias celulares es pensar que no se es exitoso si la iglesia no crece. Pero la verdad que el éxito debe ser medido por el esfuerzo fiel y no por los resultados.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Subscribe To Our NewsletterJoin our mailing list to receive the latest news and updates from our team.

You have Successfully Subscribed!