How to Be a Fruitful Cell Group Coach (Abaixo em português)

By Gerardo Campos, District pastor at Elim Church, San Salvador, El Salvador, www.elim.org.sv

Some time ago, reading one of Pastor Mario Vega’s writings, I understood the importance of promoting leaders who are competent and able to succeed in a new role such as coaching. Mario was talking about the “Peter Principle,” which says that people are promoted to the level of their incompetence. That is, it’s possible to lose a good leader and gain a bad coach. I understood that the key to becoming a good coach starts with selecting the right people to be promoted.

Another very important aspect is to break with the paradigm of non-biblical authority. That is, we must not try to force people to obey out of fear. Rather, God wants coaches to serve those under their care through humility and kindness.

I met one of our coaches who testified that in more than twenty years, he never had to close a cell. I was amazed at this, so I asked him how he accomplished this. He told me that he truly cared for people under his supervision, gave them lots of attention, and helped them to avoid the pitfalls of cell leadership.

All of us can learn from this coach as we serve those under our care.

Korean blog: (click here)

Portuguese blog:

Como Ser Um Supervisor de Um Grupo de Células

Por Gerardo Campos, pastor distrital da Igreja Elim, San Salvador, El Salvador, www.elim.org.sv

Há algum tempo, lendo um dos escritos do Pastor Mario Vega, entendi a importância de promover líderes competentes e capazes de ter sucesso em uma nova função como a supervisão. Mario estava falando sobre o “Princípio de Pedro”, que diz que as pessoas são promovidas ao nível de sua incompetência e que é para perder um bom líder e ganhar um mau supervisor. Eu entendi que a chave para se tornar um bom supervisor começa com a seleção das pessoas certas para serem promovidas.

Outro aspecto muito importante é romper com o paradigma da autoridade não bíblica. Ou seja, não devemos tentar forçar as pessoas a obedecer por medo. Em vez disso, Deus deseja que os supervisores sirvam aos que estão sob seus cuidados com humildade e bondade.

Conheci um de nossos supervisores que testemunhou que em mais de vinte anos em sua função, ele nunca teve que fechar uma célula. Fiquei surpreso com isso, então perguntei a ele como ele conseguiu isso. Ele me disse que realmente se importava com as pessoas sob sua supervisão, dava-lhes muita atenção e as ajudava a evitar as armadilhas da liderança de célula.

Todos nós podemos aprender com este supervisor específico ao servirmos aqueles que estão sob nossos cuidados.

Spanish blog:

¿Qué es lo que mejor funciona para ser un buen supervisor?

Por Gerardo Campos, pastor del distrito de la Iglesia Elim, San Salvador, El Salvador, www.elim.org.sv

Tiempo atrás, leyendo uno de los escritos del Pastor Mario Vega entendí la importancia que tiene la selección de las personas para promoverlas dentro de la estructura celular. El hablaba acerca del «principio de Peter», en el que se dice que las personas son promovidas hasta el nivel de su incompetencia y que eso es lo que se debería evitar ya que podríamos perder un buen líder y ganar un mal supervisor.

Comprendí que la clave para llegar a ser un buen supervisor comienza con la selección de las personas adecuadas para ser promovidas. Otro aspecto muy importante es el de romper con el paradigma de lo que significa recibir una cuota adicional de autoridad. A veces ésta es mal comprendida convirtiéndose en autoritarismo, lo cual hará que las personas obedezcan y traten de hacer el trabajo por temor y no por la motivación que una actitud de servicio y cuidado les puedan generar.

Conocí a uno de nuestros supervisores que testificaba que en más de veinte años en su función como tal nunca había cerrado una célula. Ante el asombro que su declaración producía hablé con él para preguntarle sobre cuál era la clave. Me dijo que él estaba muy pendiente de su sector, lo cual le permitía prever los acontecimientos amenazadores que se pudieran producir a fin de saberlos afrontar a tiempo y de la mejor manera, era un previsor.

Training new leaders in the digital age

By Gerardo Campos, District pastor at Elim Church, San Salvador, El Salvador, www.elim.org.sv

Covid-19 caused many to think they were living in days of persecution. Sadly, many traditional churches understood “church” in terms of what happened inside the building.

Yet, during the most difficult moments of Covid, cell churches were also prevented from holding meetings in the homes. The digital resources and its different platforms became very important and necessary tools.

The use of the Internet should not be seen as the new door for ministry, but rather as an opportunity to refine the cell model to more effectively reach out.

Thus, we should use the internet to train  new leaders and even coach them under certain circumstances. The church of Jesus Christ should never be hindered to continue its work of training and developing leaders for the harvest. Yet, we also know that face-to-face cell groups and celebration services are more effective.

Let’s be open to adapt during these difficult times!

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Treinamento de novos líderes na era digital

Por Gerardo Campos, pastor distrital da Igreja Elim, San Salvador, El Salvador,  www.elim.org.sv

Covid-19 fez com que muitos pensassem que estavam vivendo em dias de perseguição. Infelizmente, muitas igrejas tradicionais entendiam “igreja” em termos do que acontecia dentro do prédio.

Ainda assim, durante os momentos mais difíceis de Covid, as igrejas em células também foram impedidas de realizar reuniões nas casas. Os recursos digitais e suas diferentes plataformas tornaram-se ferramentas muito importantes e necessárias.

O uso da Internet não deve ser visto como a nova porta para o ministério, mas sim como uma oportunidade de refinar o modelo de célula para alcançar mais efetivamente.

Portanto, devemos usar a internet para treinar novos líderes e até mesmo treiná-los sob certas circunstâncias. A igreja de Jesus Cristo nunca deve ser impedida de continuar seu trabalho de treinar e desenvolver líderes para a colheita. No entanto, também sabemos que as celulas familiares presenciais e os serviços de celebração são mais eficazes.

Estejamos abertos para nos adaptarmos a esses tempos difíceis!

Spanish blog:

La capacitación de nuevos líderes en la era digital

Por Gerardo Campos, pastor del distrito en la iglesia Elim San Salvador, El Salvador,  www.elim.org.sv

 El tiempo de pandemia que vivimos y sus confinamientos hizo que algunos pensaran que se vivía el tiempo de persecución contra la iglesia ya que esta, según un mito, existe dentro del edificio y así no podía continuar con sus reuniones.

No obstante en los días más difíciles de los contagios también las iglesias celulares nos vimos impedidos incluso de realizar las reuniones en casas. El recurso tecnológico digital y sus diferentes plataformas se convirtieron en herramientas muy importantes y necesarias.

El uso del internet no debería considerarse como la puerta que abrimos para ministrar a las personas mientras superamos estos tiempos difíciles, sino más bien la oportunidad de que algunas normas y principios del modelo celular sean replanteados.

La capacitación de nuevos líderes y lideresas realizada en un punto geográfico determinado y su participación presencial impide a través del tiempo lograr que muchas más personas puedan recibirla y así optar por muchos más líderes y lideresas que asuman esa función.

¡Hagamos la transición!

Preaching God’s Word in a Cell Church

By Gerardo Campos, District pastor at Elim Church, San Salvador, El Salvador, www.elim.org.sv

Cell ministry is not just a program that a church runs, hoping that some will get involved. Instead, it’s a way of being the church.

Those preaching God’s Word on Sunday should never hesitate to refer to the cells in the sermon. Why? Because the cells are the church’s life, and those celebrating on Sunday have experienced community during the week. Those preaching in cell churches know this to be true.

Pastors can preach from a wide variety of texts on Sunday, depending on the congregation’s needs. Yet, pastors also must realize that it’s one thing for the congregation to hear the Word of God, but it’s quite another to apply and experience God’s Word.

The life of the church is communal and will always go beyond individualism. In the cell church, those preaching God’s Word know that the hearers can apply God’s Word in the cell.

The Elim Church in San Salvador looks forward to a week-long conference to go deeper in God’s Word every year. Pastor Mario Vega teaches a series of deep biblical themes that nourish and strengthen the congregation. Yet, those messages always have a unique application to supervisors, cell leaders, and cell members. Why? Because we are a cell church, and we live and breathe cell principles.

As a district pastor, I realized that my words will go beyond what the people hear on Sunday whenever I preach. They will take my preaching and apply it in their cell groups.

Korean blog: (click here)

Portuguese blog:
Pregando a Palavra de Deus em Uma Igreja em Células

Por Gerardo Campos, pastor Distrital da Igreja Elim, San Salvador, El Salvador, www.elim.org.sv

O ministério de células não é apenas um programa executado por uma igreja, na esperança de que alguns se envolvam. Em vez disso, é uma maneira de ser a igreja.

Aqueles que pregam a Palavra de Deus no domingo nunca devem hesitar em se referir às células do sermão. Por quê? Porque as células são a vida da igreja, e aqueles que celebram no domingo experimentaram a comunidade durante a semana. Aqueles que pregam em igrejas em células sabem que isso é verdade.

Os pastores podem pregar a partir de uma ampla variedade de textos aos domingos, dependendo das necessidades da congregação. Mesmo assim, os pastores também devem entender que uma coisa é a congregação ouvir a Palavra de Deus, mas outra é aplicar e experimentar a Palavra de Deus.

A vida da igreja é comunitária e sempre irá além do individualismo. Na igreja em células, aqueles que pregam a Palavra de Deus sabem que os ouvintes podem aplicar a Palavra de Deus na célula.

A Igreja Elim em San Salvador está na expectativa de uma conferência de uma semana para aprofundar a Palavra de Deus todos os anos. O pastor Mario Vega ensina uma série de temas bíblicos profundos que nutrem e fortalecem a congregação. No entanto, essas mensagens sempre têm uma aplicação exclusiva para supervisores, líderes de célula e membros de célula. Por quê? Porque somos uma igreja em células e vivemos e respiramos os princípios de células.

Como pastor distrital, eu percebi que minhas palavras vão além do que as pessoas ouvem no domingo, sempre que eu prego. Eles vão pegar minha pregação e aplicá-la em seus grupos de células.


Spanish blog:
Las células en la teología de la celebración


por Gerardo Campos, www.elim.sv.org

La organización celular no es solamente un programa de varios que una iglesia podría realizar y al cual algunas personas podrían optar, es realmente la forma de ser iglesia. No debería existir una dicotomía en la teología de la iglesia al punto de evitar referirse a las células y su actividad en las predicaciones del domingo cuando nos reunimos como congregación para celebrar.

Si bien es cierto que como predicadores comprendemos que hay muchas necesidades y tópicos que podrían cubrirlas para encontrar en Dios y su palabra una respuesta, no obstante la vida de la iglesia es comunitaria y siempre irá más allá del individualismo con el que a veces se pretende vivir el cristianismo. En el Nuevo Testamento todo su contenido nos pone de manifiesto el concepto de ser persona que Dios quiere que redimamos: vida en comunidad. Las más fuertes y firmes convicciones que una iglesia puede tener con respecto a su organización celular están en la Biblia.

Cada año, excepto en estos meses de pandemia, la iglesia espera con ansias las fechas en las que durante toda una semana el pastor Mario Vega compartirá una serie de temas profundamente bíblicos que nutren y fortalecen el gran movimiento celular que en mi ciudad y país ocurre hoy en día. Personalmente cuando recibo la asignación de predicar a la iglesia estoy convencido que los principios celulares no son menciones exclusivas para algunos en la congregación.

Cells that Flourish

By Gerardo Campos, District pastor at Elim Church, San Salvador, El Salvador, www.elim.org.sv

The health of a cell church starts when it defines its own model to its cultural context. Otherwise, trying to copy someone else’s model will prevent the church from multiplying cells holistically.

Once the church discovers its own cell model, it’s also necessary to prepare disciples through a carefully designed discipleship equipping process. Multiplying healthy cells is always the number one priority  when preparing leaders in the discipleship equipping process. Part of this preparation is to develop leaders who know how to evangelize in a relational and integral way.

Since the goal of reaching people for Christ is to help them become followers of Jesus, the goal must always be to help the new believer become a disciple of Christ. Thus the discipleship equipping plays an essential role in making new disciples.

When a person successfully completes the training, they will be able to assume leadership in a new cell that will emerge from the multiplication of the mother cell. This will prevent a leader from being in charge of more than one cell, which has resulted in weak cells and even “ghost” groups.

The flourishing of the cell system doesn’t come from the number of cells but rather from the multiplication of disciples who make disciples. In this way, the cell church fulfills the work of the ministry (Ephesians 4).

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Células que florescem

Por Gerardo Campos, pastor distrital da Igreja Elim,  www.elim.org.sv

A saúde de uma igreja em células começa quando ela define seu próprio modelo para seu contexto cultural. Caso contrário, tentar copiar o modelo de outra pessoa impedirá a igreja de multiplicar células de forma holística.

Uma vez que a igreja descobre seu próprio modelo de célula, também é necessário preparar discípulos por meio de um processo de treinamento de  discipulado cuidadosamente planejado. Multiplicar células saudáveis é sempre a prioridade número um ao preparar líderes no processo de treinamento de discipulado. Parte dessa preparação é formar líderes que saibam evangelizar de forma relacional e integral.

Visto que o objetivo de alcançar pessoas para Cristo é ajudá-los a se tornarem seguidores de Jesus, o objetivo deve ser sempre ajudar o novo crente a se tornar um discípulo de Cristo. Assim, o equipamento de discipulado desempenha um papel essencial em fazer novos discípulos.

Quando uma pessoa conclui com sucesso o treinamento, ela será capaz de assumir a liderança em uma nova célula que surgirá a partir da multiplicação da célula-mãe. Isso impedirá que um líder seja responsável por mais de uma célula, o que resultou em células fracas e até mesmo em grupos “fantasmas”.

O florescimento do sistema celular não vem do número de células, mas sim da multiplicação de discípulos que fazem discípulos. Desta forma, a igreja em células cumpre a obra do ministério (Efésios 4).

Spanish blog:

El florecimiento de las células

por Gerardo Campos, www.elim.sv.org

La salud de una iglesia celular inicia cuando esta define un modelo propio y pertinente a su contexto cultural, de lo contrario el síndrome del mini culto será el patógeno que impedirá lograr la multiplicación.

Definido su propio modelo celular también será necesario cuidar de factores que son clave para el desarrollo de las personas que hayan creído a fin de llevarles a través de un discipulado que les empodere saludablemente en el ministerio celular como el  comprender la importancia de la evangelización relacional e integrar a todos los miembros en esa tarea. También procurar que cada invitado se convierta a Cristo brindándole desde ese momento cuidados amorosos.

Ya que el fin de alcanzar a un amigo no es solamente el hacer de él un creyente más, el pastoreo de cada nuevo converso deberá reforzarse inscribiéndole en el curso de capacitación para nuevos líderes. Cuando una persona aprueba satisfactoriamente su capacitación estará apta para asumir el liderazgo en una nueva célula que surgirá de la multiplicación de aquella a la que ha pertenecido. De esa manera se evitará que un líder tenga a cargo más de una célula lo cual a dado como resultado células marchitas y grupos fantasmas. El florecimiento del sistema celular resulta del número de células a multiplicar sino en desarrollar a cada nuevo miembro para la obra del ministerio.

Serving Others during Impersonal Times

By Gerardo Campos, District pastor at Elim Church, San Salvador, El Salvador, www.elim.org.sv

Over time, the forms of communication continue to change. When the printing press was invented, communication became not only oral but also written. Today we live in the era of the Internet, more specifically web 2.0, and the variety of platforms or apps challenge us to migrate towards the virtual. This has especially been true during Covid-19.

As cell churches, we must continually strike a balance. On the one hand, we must prioritize face-to-face communication, but on the other hand, we don’t want to reject technological advances. After all, our congregation understands online communication and so must we.

As we do our best to minister with people personally, let’s also reach people through their social networks (e.g., Facebook, Instagram, WhatsApp, etc.). In this way, we will be able to take care of those who have been won to Christ and to whom we must continue to disciple.

Even though we live in very difficult days, we should resist the temptation to focus on ourselves. We dare not hide away in our personal technological caves (on the computer 24/7).  Rather, let us give ourselves to the service of others, just as Jesus Christ came to serve, rather than be served.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Servindo ao Próximo durante tempos de impessoalidade

Gerardo Campos, Pastor Distrital na Igreja Elim em San Salvador, El Salvador, www.elim.org.sv

O tempo passa e as formas de comunicação continuam a mudar. Quando as prensas de papel foram inventadas, a comunicação além de oral se tornou escrita. Hoje vivemos na era da Internet, mais especificamente da Web 2.0 e as mais variadas plataformas e aplicativos nos desafiam a migrar em direção ao mundo virtual. Isto tem sido ainda mais verdadeiro durante a Covid-19.

Por sermos igrejas celulares, precisamos estar sempre buscando o equilíbrio. Por um lado, devemos priorizar a comunicação face a face, mas também não é nosso desejo rejeitar os avanços tecnológicos. Afinal de contas, nossa congregação entende a comunicação online e portanto devemos entender também.

Assim como nos esforçamos para fazer nosso melhor ao ministrar às pessoas de forma presencial, também devemos alcançar pessoas através de suas redes sociais (Facebook, Instagram, WhatsApp, etc.) Poderemos assim cuidar daqueles que já ganhamos para Cristo e para os quais precisamos continuar o discipulado.

Certamente vivemos dias muito difíceis, mas devemos resistir a tentação de nos voltarmos para nós mesmos. Não devemos simplesmente nos esconder em nossas cavernas tecnológicas (24 horas por dia, sete dias por semana em nossos computadores). Ao invés disso, coloquemo-nos ao serviço do próximo, assim como Jesus veio servir e não para ser servido.

Spanish blog:

Las células y la ciudadanía digital

por Gerardo Campos, Pastor del Distrio, Iglesia Elim en San Salvador, El Salvador, www.elim.org.sv

Con el tiempo las formas de comunicación siguen cambiando. Cuando se inventó la imprenta la comunicación ya no solo fue oral sino escrita. Hoy vivimos la era del Internet, más específicamente de la web 2.0 y la variedad de plataformas o apps nos desafían a migrar hacia lo virtual para poder continuar comunicados, sobre todo en esta época de pandemia.

Como iglesias celulares debemos convencernos de la importancia de adquirir ciudadanía digital y lograr un balance entre la tecnofobia y la tecnofilia para lograr ministrar al segmento poblacional tecnológicamente nativo. El equilibrio entre lo presencial con los grupos de redes sociales virtuales nos permitirá cuidar de todos aquellos que han sido ganados para Cristo y a quienes debemos seguir realizando un discipulado de la mejor manera.

Los días difíciles que vivimos no deben llevarnos a enfocarnos en nosotros mismos; de ahí que el conocimiento de las herramientas tecnológicas de nuestro entorno personal de aprendizaje (PLE) deban ponerse al servicio de los demás. En este tiempo son una manera muy efectiva de atender a los nuevos convertidos en sus primeros pasos en la vida cristiana, de capacitar a los futuros líderes por medio del curso de formación presencial pero también virtual.