Prayer produces Intimacy

By Jeff Tunnell

What? Prayer produces intimacy? Most view prayer as asking for things. But intimacy?

The reality is that when we are transparent before God, our hearts become intimately observable by others who engage in prayer with us.  Passion and desire for answered prayer are hard to hide when you are interceding for unsaved souls who are  “being led to the slaughter” of eternity without Jesus (Proverbs 24:11).

Intimate praying has no commitment to one type of posture: kneeling, standing, walking, sitting, or lying prostrate. The only thing that matters is praying to the  One who can actually answer prayer. We are transformed when we realize that the Omniscient One is listening.

Intimate praying is a time of full disclosure. “…all things are naked and open to the eyes of Him to whom we must give account” (Hebrews 4:13).

While intimacy is the most important objective of prayer, another benefit is that God actually answers! He loves to answer prayer. Remember prayer is His idea, His system, His process.

It only takes two or three to agree in prayer for Jesus to be in the midst. How much more when the entire cell or Sunday church is in agreement. God is leaning in to hear the requests and fulfill them (John 14:14).

Every time you meet, you should mobilize the cell to intercede for lost friends, family, neighbors, and co-workers. Take authority over “the god of this age” who is blinding their minds and push back the stronghold of unbelief for those who cannot pray for themselves (2 Corinthians 4:3-6).

When we pray together for the lost, it strengthens the cell members’ relationship with one another.  Intimacy occurs at a level that will surprise you.

Let’s add a “one another” here: Surprise one another!

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

A oração gera intimidade

Jeff Tunnell

O quê? A oração gera intimidade? A maioria das pessoas percebe a oração como um meio de pedir algo. Como assim “gera intimidade”?

A verdade é que quando somos transparentes com Deus, as outras pessoas com quem oramos passam a enxergar nossos corações na intimidade. É difícil esconder paixões e desejos pelas respostas de oração quando estamos intercedendo por almas que precisam de salvação e estão

“sendo levados para a morte” na eternidade sem Jesus, conforme lemos em Provérbios 24:11.

Oração com intimidade não está relacionada à postura: de joelhos, em pé, caminhando, assentado ou mesmo deitado. A única coisa que interessa é estar em oração diante do Único que realmente pode responder. Nós somos transformados quando percebemos que Aquele que é onisciente está ouvindo nossa oração.

Oração com intimidade é um tempo de abrir o coração. “… todas as coisas estão descobertas e patentes aos olhos daquele a quem temos de prestar contas” Hebreus 4:13.

Mesmo que a intimidade seja o objetivo mais importante da oração, outra coisa maravilhosa é que Deus realmente nos responde! Ele ama responder nossas orações. Devemos sempre nos lembrar que a oração é ideia dEle, é o sistema que Ele projetou, é o processo que Ele mesmo nos entregou.

Bastam dois ou três concordando em oração para que Jesus esteja no meio deles. Imagine o que Deus fará quando toda a célula ou a Igreja toda estiver concordando em oração. Deus se volta para ouvir os pedidos e atendê-los (João 14:14).

Cada vez que vocês estiverem reunidos, vocês devem se mobilizar para orar por amigos, familiares, vizinhos e colegas de trabalhos que estão perdidos. Exerçam sua autoridade sobre o “deus deste século” que tem cegado suas mentes e imposto seu domínio de descrença sobre aqueles que não podem orar por si mesmos (2 Coríntios 4:3-6).

Quando oramos juntos pelos que estão perdidos, isso fortalece o relacionamento entre os membros da célula. A intimidade passa a existir em um nível que vai te surpreender.

Aliás, vamos aproveitar e adicionar “um ao outro” a esta afirmação: … vocês surpreenderão uns aos outros!

Spanish blog:

La oración produce intimidad


Por Jeff Tunnell

 

¿Qué? ¿La oración produce intimidad? La mayoría ve la oración como pedir cosas. ¿Pero intimidad?

 

La realidad es que cuando somos transparentes ante Dios, nuestro corazón se vuelve íntimamente observable por otros que oran con nosotros. La pasión y el deseo por la respuesta a la oración son difíciles de ocultar cuando estás intercediendo por las almas inconversas que están “siendo llevadas al matadero” de la eternidad sin Jesús (Proverbios 24:11).

 

La oración íntima no se compromete con un tipo de postura: arrodillarse, pararse, caminar, sentarse o postrarse. Lo único que importa es orar a Aquel que realmente puede contestar la oración. Nos transformamos cuando nos damos cuenta de que el Omnisciente está escuchando.

 

La oración íntima es un momento de plena revelación. “… todas las cosas están desnudas y abiertas a los ojos de Aquel a quien debemos dar cuenta” (Hebreos 4:13).

 

Si bien la intimidad es el objetivo más importante de la oración, ¡otro beneficio es que Dios realmente responde! Le encanta responder a las oraciones. Recuerde que la oración es Su idea, Su sistema, Su proceso.

 

Solo se necesitan dos o tres para estar de acuerdo en oración para que Jesús esté en medio. Cuánto más cuando toda la célula o la iglesia dominical está de acuerdo. Dios se inclina para escuchar las peticiones y cumplirlas (Juan 14:14).

 

Cada vez que se reúna, debe movilizar la célula para interceder por amigos, familiares, vecinos y compañeros de trabajo perdidos. Tome autoridad sobre “el dios de este siglo” que está cegando sus mentes y haga retroceder la fortaleza de la incredulidad para aquellos que no pueden orar por sí mismos (2 Corintios 4: 3-6).

 

Cuando oramos juntos por los perdidos, se fortalece la relación de los miembros de la célula entre sí. La intimidad se da a un nivel que te sorprenderá.

 

Agreguemos un “unos a otros” aquí: ¡Sorprendámonos unos a otros! 

Leave a Reply

Your email address will not be published.