Christian Meetings in the New Testament

By Mario Vega, www.elim.org.sv

Most references to churches in the New Testament refer to the church in the home. There is no doubt that the emphasis was on house-to-house meetings. We only have a few references to larger church gatherings. For example, the crowd gathered for the Day of Pentecost, the preaching in the temple court in Jerusalem, and possibly Paul’s teachings by the river in Philippi. Everything else refers to the meetings in the houses.

Therefore, if we are to emphasize any aspect of Christian gatherings, it should be the power and potential of house meetings, not the celebratory gatherings in church buildings that we have traditionally focused on. There is a wealth of evidence supporting the idea that believers can gather and thrive in homes, far more than in formal worship settings.

In the cell church movement, we don’t emphasize closing the buildings to go into the homes. Instead, we establish a balance between house meetings and celebration meetings. As churches make this transition, they come closer to the model of the church of the first Christians. This is done not only out of a desire to imitate but also to create the conditions that allow the exercise of gifts, mutual care, evangelization, and making disciples. These elements are what make returning to the New Testament model worthwhile.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Reuniões Cristãs no Novo Testamento
Mario Vega, www.elim.org.sv

A maior parte das referências a igrejas no Novo Testamento são referências à igreja nas casas. Não há dúvida de que a ênfase era nos encontros de casa em casa. Temos somente algumas referências a grandes encontros. Por exemplo, a multidão reunida no Dia de Pentecostes, a pregação no pátio do templo em Jerusalém e talvez os ensinos de Paulo às margens do rio em Filipos. Todas as outras referências são indicações de encontros nas casas.

Portanto, se queremos enfatizar algum aspecto dos encontros cristãos, deveríamos falar sobre o poder e o potencial dos encontros nas casas, não as reuniões de celebração nos prédios das igrejas que tradicionalmente são o foco da igreja. Há inúmeras evidências que apoiam a ideia de que os crentes podem reunir-se e crescer nas casas, muito mais do que nos momentos de culto formais.

No movimento celular não enfatizamos a ideia de fechar as igrejas e irmos para as casas. Ao invés disso, trabalhamos com o equilíbrio entre os encontros nos lares e as reuniões de celebração. À medida que as igrejas fazem esta transição elas se aproximam mais do modelo da igreja dos primeiros cristãos. Fazemos isso não apenas pelo desejo de imitá-los, mas também para criar as condições que permitem o exercício dos dons, o cuidado mútuo, a evangelização e o fazer discípulos. Estes elementos são os motivos pelos quais vale a pena retornar ao modelo do Novo Testamento.

Spanish blog:

Las reuniones cristianas en el Nuevo Testamento
por Mario Vega, www.elim.org.sv

La mayor parte de referencias a las iglesias en el Nuevo Testamento las ubican en las casas. No hay duda de que el énfasis fueron las reuniones domésticas. Con relación a las reuniones masivas solo tenemos unas pocas referencias. Por ejemplo: la multitud reunida para el Día de Pentecostés, las predicaciones en el atrio del templo en Jerusalén y, posiblemente, las enseñanzas de Pablo junto al río en Filipos. Todo lo demás es referido a las reuniones en las casas.

Por tanto, si algún énfasis debe hacerse con relación a la reunión cristiana es en las casas y no en las reuniones de celebración en los edificios de las iglesias. Lo inverso al énfasis que hemos heredado de la tradición. Hay mucha más base para que los creyentes se reúnan en las casas que en los edificios de culto.

No obstante lo dicho, la enseñanza del movimiento celular no es la de cerrar los edificios para irse a las casas. La propuesta es la de establecer un balance entre las reuniones en las casas y las reuniones de celebración. En la medida que las iglesias hacen esa transición se acercan más al modelo de la iglesia de los primeros cristianos. Esto se hace no solo por un afán de imitación, sino de crear las condiciones que permitan el ejercicio de los dones, el cuidado mutuo, la evangelización y el hacer discípulos. Estos elementos son los que hacen que valga la pena el retorno al modelo del Nuevo Testamento.

Deep Connection between Cell and Celebration

By Mario Vega, www.elim.org.sv

In our experience, the connection between cell and celebration is solid. We build this connection based on the following elements:

1. Evangelism. The cells have a fundamentally evangelizing character. That evangelization will not be complete until people attend the church’s celebration, are baptized in water, and start a service function in the celebration.

2. The invitations that are made through radio and television. Through these, we insist that the public attend both cell and celebration. Since our cell meetings are held on Saturdays, it is easy to concentrate on the invitation to each particular day and event.

3. The transportation to the church. Each supervisor organizes with the cell’s core to rent a bus. The purpose is to provide transportation to those who wish to attend the celebration. In that way, the mobilization is facilitated and the attendance to the celebration is strengthened.

4. The cell’s key role. The cell is presented as an extension of the church. At the end of each cell, announcements include the church’s service schedule, place, date, and time to board the bus, etc.

5. Celebration and cell play a role in mentoring new Christians. The cells are not entities divorced from the celebration. Nor are they seeking to discourage people from attending the celebration by offering an alternative closer to their domicile. On the contrary, the cells are arms that extend the power of the church’s attraction toward its celebrations.

Korean blog (click here)

Portuguese blog
Conexão Profunda Entre Célula e Celebração
por Mario Vega, www.elim.org.sv

Na nossa experiência, a ligação entre célula e celebração é sólida. Construímos essa conexão com base nos seguintes elementos:

  1. Evangelismo. As células têm um caráter fundamentalmente evangelizador. Essa evangelização não estará completa até que as pessoas participem na celebração da igreja, sejam batizadas nas águas e iniciem uma função de serviço na celebração.
  2. Os convites que são feitos através da rádio e da televisão. Através destes, insistimos que o público compareça tanto à célula como à celebração. Como nossas reuniões de células são realizadas aos sábados, é fácil concentrar-se no convite para cada dia e evento específico.
  3. O transporte para a igreja. Cada supervisor se organiza com o núcleo da célula para alugar um ônibus. O objetivo é fornecer transporte para aqueles que desejam participar da celebração. Dessa forma, a mobilização é facilitada e a participação na celebração é fortalecida.
  4. O papel fundamental da célula. A célula apresenta-se como uma extensão da igreja. No final de cada célula, os anúncios incluem o horário do culto da igreja, local, data e horário de embarque no ônibus, etc.
  5. A celebração e a célula desempenham um papel na orientação dos novos cristãos. As células não são entidades dissociadas da celebração. Também não procuram desencorajar as pessoas de participarem na celebração, oferecendo uma alternativa mais próxima do seu domicílio. Pelo contrário, as células são braços que ampliam o poder de atração da igreja para as suas celebrações.

Spanish blog
Conexión Profunda Entre Célula y Celebración
por Mario Vega, www.elim.org.sv

En nuestra experiencia, la conexión entre célula y celebración es sólida. Construimos esta conexión en base a los siguientes elementos:

  1. Evangelismo. Las células tienen un carácter fundamentalmente evangelizador. Esa evangelización no estará completa hasta que las personas asistan a la celebración de la iglesia, sean bautizadas en agua y comiencen una función de servicio en la celebración.
  2. Las invitaciones que se realicen a través de radio y televisión. A través de estos, insistimos en que el público asista tanto a la celda como a la celebración. Dado que nuestras reuniones celulares se llevan a cabo los sábados, es fácil concentrarse en la invitación a cada día y evento en particular.
  3. El transporte a la iglesia. Cada supervisor se organiza con el núcleo de la célula para alquilar un autobús. El propósito es brindar transporte a quienes deseen asistir a la celebración. De esa manera, se facilita la movilización y se fortalece la asistencia a la celebración.
  4. El papel clave de la célula. La celda se presenta como una extensión de la iglesia.Al final de cada celda, los anuncios incluyen el horario de servicio de la iglesia, lugar, fecha y hora para abordar el autobús, etc.
  5. La celebración y la célula desempeñan un papel en la tutoría de los nuevos cristianos. Las células no son entidades divorciadas de la celebración. Tampoco buscan disuadir a la gente de asistir a la celebración ofreciendo una alternativa más cercana a su domicilio. Por el contrario, las células son brazos que extienden el poder de atracción de la iglesia hacia sus celebraciones.

Supervisors Who Care For Their Leaders

By Mario Vega, www.elim.org.sv

The cell supervision structure does not only have numerical multiplication but also care and attention. Leaders are also sheep who need to be pastoralized; coaches must take care of them closely. Both leaders and coaches work closely. They know the challenges and difficulties they face in the task of bringing the gospel to the lost. For that reason, supervisors know better the concerns and struggles of each leader.

When the coach focuses on listening, advising, encouraging, and challenging leaders, he is doing a task of a pastoral nature. If he has properly treated and loved leaders, they will also take care of the cell’s members. This establishes a chain of mutual care in which everyone serves each other to continue with the Christian life and with the great commission.

Pastor Cho once said that coaches are the key to cell work. They must also be treated and cared, and that corresponds to the pastor. When taking care of the coaches, the virtuous cycle begins by which the entire cell structure is cared for, animated, and protected. Multiplication will be the result of health within the cell structure.

Korean blog (click here)

Portuguese blog
Supervisores Que Cuidam De Seus Líderes

por Mario Vega, www.elim.org.sv

A estrutura de supervisão das células não compreende apenas a multiplicação numérica, mas também o cuidado e a atenção. Os líderes também são ovelhas e precisam ser pastoreados e são os seus supervisores que devem cuidar deles de uma maneira mais próxima. Os líderes e supervisores trabalham muito próximos. Ambos conhecem os desafios e as dificuldades que enfrentam ao levar o Evangelho aos perdidos. É por esta razão que os supervisores são as pessoas que melhor conhecem as preocupações e dificuldades de cada líder.

Quando o supervisor foca sua atenção em ouvir, aconselhar, encorajar e desafiar os líderes, ele está agindo de maneira pastoral. Se ele tiver cuidado e amado seus líderes, eles também cuidarão dos membros da célula. Este comportamento estabelece uma cadeia de cuidado mútuo e que cada pessoa serve um ao outro, prosseguindo na vida cristão e na grande comissão.

Certa vez o Pastor Cho disse que os supervisores são a chave do ministério celular. Eles precisam ser muito bem cuidados e isso é responsabilidade do Pastor. Quando os supervisores são bem cuidados, um ciclo virtuoso é iniciado e toda a estrutura celular é animada e protegida. A multiplicação será o resultado da saúde da estrutura celular.

Spanish blog
Supervisores Que Cuidan A Sus Líderes

por Mario Vega, www.elim.org.sv

La estructura de supervisión celular no tiene por objeto solo la multiplicación numérica, sino también el cuidado y la atención. Los líderes también son ovejas que necesitan ser pastoreadas y son los supervisores quienes deben cuidar de ellos de manera más cercana. Tanto los líderes como los supervisores trabajan de manera estrecha. Ellos saben los retos y dificultades que se enfrentan en la tarea de llevar el evangelio a los perdidos. Por esa razón, los supervisores conocen mejor las preocupaciones y las luchas de cada líder.

Cuando el supervisor se enfoca en escuchar, aconsejar, animar y retar a los líderes, está realizando una tarea de naturaleza pastoral. Si se tienen líderes debidamente atendidos y amados, ellos también cuidarán de los miembros de la célula. Así se establece una cadena de cuidado mutuo en la que todos se sirven para continuar con la vida cristiana y con la Gran Comisión.

El pastor Cho dijo en una ocasión que los supervisores son la clave del trabajo celular. Ellos también deben ser cuidados y, eso, le corresponde al pastor. Al cuidar de los supervisores se inicia el ciclo virtuoso por el que toda la estructura de trabajo celular es animada y protegida. La multiplicación será el resultado de la salud dentro de la estructura celular.

Weekly Reports and Discipleship

By Mario Vega, www.elim.org.sv

When a church exceeds fifty cells there is only one way to have a complete idea of what happens and it is through weekly reports. The reports are a consistent medium that shows week by week the quantitative state of meetings at home and also provides information to deduce the qualitative state.

Weekly reports allow you to know if discipleship and multiplication are happening. Impressions isolated from cell work only allow you to see a part of the panorama. But reports and statistics show what is really happening. Multiplication is the sign of a healthy cell system. From the multiplications that are registered in the reports, the state of the general health of cells can be intuit.

When reports are archived for months, they become an effective tool to discover patterns and trends. In that way, the pastor can know if the goals are being achieved or not reaching. You can also identify seasons when the work is more productive and, consequently, investigate the factors that favor it. The virtue of weekly reports goes beyond numbers. Used wisely they are a useful instrument that allows the work of evangelization and discipleship to better guide.

Korean blog (click here)

Portuguese blog
Relatórios Semanais e Discipulado

por Mario Vega, www.elim.org.sv

Quando uma igreja passa de 50 células, a única maneira de ter uma ideia completa do que está acontecendo é através dos relatórios semanais. Os relatórios são um instrumento consistente que mostra semana a semana o estado quantitativo das reuniões nos lares e também fornece informação para que o estado qualitativo possa ser interpretado.

Os relatórios semanais permitem que você saiba se o discipulado e a multiplicação estão ocorrendo. As impressões isoladas do trabalho da célula trazem informações sobre apenas uma parte do panorama. Os relatórios e as estatísticas mostram o que está realmente acontecendo. A multiplicação é um sinal de saúde o sistema celular. A partir das multiplicações registradas nos relatórios, podemos intuir sobre o estado geral das células.

Quando os relatórios são mantidos por muitos meses, eles se tornam uma ferramenta muito efetiva para descobrir padrões e tendências. Desta maneira o pastor pode saber se os objetivos estão ou não sendo atingidos. Também é possível identificar estações em que o trabalho é mais produtivo, e como resultado, investigar os fatores que favorecem esta produtividade. O valor dos relatórios semanais vai muito além dos números. Se utilizados com sabedoria, eles são um instrumento útil que permitirá conduzir o trabalho de evangelização e discipulado de uma maneira melhor.

Spanish blog
Los Reportes Semanales y El Discipulado

por Mario Vega, www.elim.org.sv

Cuando una iglesia supera las cincuenta células solo hay una manera de tener una idea completa de lo que ocurre y es a través de los reportes semanales. Los reportes son un medio consistente que muestra semana a semana el estado cuantitativo de las reuniones en casa y también provee de información para deducir el estado cualitativo.

Los reportes semanales permiten saber si el discipulado y la multiplicación están ocurriendo. Las impresiones aisladas del trabajo celular solo permiten ver una parte del panorama. Pero los reportes y estadísticas muestran lo que en verdad está ocurriendo. La multiplicación es el signo de un sistema celular saludable. A partir de las multiplicaciones que se van registrando en los reportes se puede intuir el estado de la salud en general de las células.

Cuando los reportes se archivan por meses, se convierten en una herramienta eficaz para descubrir patrones y tendencias. De esa manera, el pastor puede saber si se están o no alcanzando las metas. También puede identificar temporadas cuando el trabajo es más productivo y, en consecuencia, indagar en los factores que lo propician. La virtud de los reportes semanales va más allá de los números. Usados sabiamente son un instrumento útil que permite orientar de mejor manera el trabajo de evangelización y discipulado.

Protecting Cell Health

By Mario Vega, www.elim.org.sv


For a cell to remain healthy, it must be remembered that its components are communion, edification, and evangelization. It is a responsibility of the leader to ensure that the three components are present in a balanced manner. None of them can be missing, but also there should not be a predominance of an element over others. The multiplication will only be ensured when the three components remain balanced.

The simple fact that the cell exists or its periodicity is not a guarantee that it is a healthy cell. Those are important and necessary aspects of the cell but if we are seeking to maintain true health protection of the cell, the effort must be on true community, growth through the teaching of the Word and an effort to reach the lost through evangelization. All coach and supervision work must be centered on those components. That is the key to having healthy cells that multiply.

Korean blog (click here)

Portuguese blog
Protegendo A Saúde Da Célula

por Mario Vega, www.elim.org.sv

Para que a célula permaneça saudável, é necessário lembrar que seus componentes são a comunhão, edificação e evangelização. É responsabilidade do líder assegurar que os três componentes estejam presentes de uma maneira equilibrada. Nenhum deles pode faltar, mas também não deve haver predominância de um dos componentes sobre os outros. A multiplicação somente estará assegurada quando os três componentes permanecerem equilibrados.

A simples existência da célula ou a sua periodicidade não são garantias de sua saúde. Estes também são aspectos importantes, mas se o que se procura é a verdadeira proteção da célula, o esforço deve estar na verdadeira comunhão, no crescimento através do ensino da Palavra e na busca aos perdidos pela evangelização. Todo o trabalho da supervisão deve girar em torno destes componentes. Esta é a chave para células saudáveis que se multiplicam.

Spanish blog
Protegiendo La Salud De La Célula
por Mario Vega, www.elim.org.sv

Para que una célula se mantenga saludable se debe recordar que sus componentes son: la comunión, la edificación y la evangelización. Es una responsabilidad del líder el asegurar que los tres componentes estén presentes de manera balanceada. No puede faltar ninguno de ellos, pero tampoco debe haber un predominio de un elemento sobre los demás. La multiplicación solo estará asegurada cuando los tres componentes se mantienen equilibrados.

La sola existencia de la célula o su periodicidad no son una garantía para su salud. Eso son aspectos importantes y necesarios. Pero si se trata de una verdadera protección de la salud de la célula, el esfuerzo se debe enfocar en que exista una verdadera comunidad, crecimiento a través de la enseñanza de la palabra y un esfuerzo por alcanzar a los perdidos evangelizándolos. Todo el trabajo de asesoramiento y supervisión debe girar alrededor de esos componentes. Esa es la clave para tener células sanas que se
multiplican.