Integration:  Be Intentional

rob

By Rob Campbell, www.cypresscreekchurch.com

Let me tell you a brief story about my friend Patrick.

I will not soon forget a conversation I had with Patrick during my third visit to his country while driving from his hometown of Redcliffe to the nation’s capital of Harare. I had noticed that the various churches that he had planted in Zimbabwe revolved around his personality, vision, passion and fabulous leadership skills. Yet, I did not say anything to Patrick. I observed him answering unending phone calls and running continual errands while simultaneously trying to pastor a growing church and lead his own family. On this day, Patrick began our conversation. ARob, I’m tired. Everything revolves around me. I am the hub in the middle of the wheel. Nothing goes forward without me. It seems as if I would die, then the ministry would cease to exist. I smiled and let him continue. I listened to him for at least one hour. I hurt for him. This is a man who has a gigantic heart for God and his country. I sensed God was ready to show up in that rented SUVB and He did.

I did my best to extend care and comfort to Patrick. I praised him for being an incredible man after God’s own heart. I encouraged him to ponder the structure of the twenty-six churches that he planted. I made some observations based on my previous visits to the churches in this exotic land. By the end of our dialogue, God spoke to Patrick and he has never been the same. He determined that he must empower his people, stop trying to be everything to everybody, and transition to cell life and cell structure. This is exactly what Patrick did.

Can you imagine Patrick’s surprise upon returning to Zimbabwe after a six month absence (visiting friends in the States and the UK) and learning that the church he pastors doubled in size due to the multiplication of healthy, life-giving cells?

Granted, Patrick made a major shift in the structure of the church. I’m thinking that most folks reading this post need a minor tweak here or there concerning integration. So… here are a few final thoughts.

Be intentional concerning integrating people into a cell group (a set of relationships). Talk about cell life as you are working with a not-yet believer. Invite others to a cell group during Celebration services. Highlight your cell groups via print, social media and verbally from the stage. Have a consistent flow of stories through print or verbal testimonies at Celebration services. For those who are considering making Cypress Creek Church their home church, I always state, “Find a HEART group that you enjoy. This group will give you an opportunity to know others, to serve, and to receive ministry. If you are in a HEART group, then you will be pastored well.”

Comments?

Rob

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Integração: Seja intencional

Por Rob Campbell (Pastor Presidente) e Michele Gooch (Pastor da Rede Intergeracional), www.cypresscreekchurch.com

Deixe-me contar-lhes uma breve história sobre meu amigo Patrick.

Eu não esquecerei facilmente uma conversa que eu tive com Patrick durante a minha terceira visita ao sue pas enquanto dirigia da sua cidade natal Redcliffe até a capital do pas Harare. Eu percebi que várias das igrejas que ele plantou em Zimbábue giravam ao redor da sua personalidade, visão, paixãoe e fabulosa habilidades de liderança. Ainda assim, eu não disse nada a Patrick. Eu o observei respondendo a infindáveis ligações telefônicas e executando contnuas incumbências enquanto simultaneamente tentava pastorear uma igreja em crescimento e liderar sua própria famlia. Neste dia, Patrick iniciou uma conversa: “Rob, estou cansado. Tudo gira em torno de mim. Eu estou no eixo central de uma roda. Nada vai adiante sem mim. Parece que, se eu morrer, o ministério não existiria mais.” Eu sorri e o deixei continuar. Eu o ouvi por aproximadamente uma hora. Eu me compadeci por ele. Este é um homem que tem um coração enorme por Deus e por sua nação. Eu senti que Deus estava pronto para se revelar naquele carro alugado e assim aconteceu.

Eu fiz o possvel para estender cuidado e conforto a Patrick. Eu o exaltei por ser um incrvel homem segundo o coração de deus. Eu o encorajei a ponderar a estrutura das 26 igrejas que ele havia plantado. Eu fiz algumas considerações baseadas nas visitas anteriores às igrejas nesta nação exótica. Ao final do nosso diálogo, Deus falou a Patrick e ele nunca mais foi o mesmo. Ele determinou que ele deveria capacitar seu povo, parar de ser tudo para todos e transicionar para vida e estrutura em células. Foi exatamente isso que Patrick fez.

Você pode imaginar a surpresa de Patrick depois de voltar ao Zimbábue depois de uma ausência de seis meses (visitando amigos nos Estados Unidos e Reino Unido) e perceber que a igreja e os pastores duplicaram em tamanho através da multiplicação de células saudáveis e vivificantes?

Reconhecidamente, Patrick fez uma grande mudança na estrutura da igreja. Eu penso que a maioria das pessoas que lerem este blog precisarão de um beliscão aqui e ali relativo a integração. Então… Segue aqui alguns pensamentos finais…

Seja intencional relative a integração de pessoas às células (um grupo de relacionamentos). Fale sobre a vida em células ao trabalhar com um ainda não cristão. Convide outras pessoas para uma célula durante os cultos. Ressalte sua célula através de impressões, mdia social e verbalmente a cada etapa. Tenha um fluir consistente de hitórias através de impressões ou testemunhos verbais nos cultos. Àqueles que consideram fazer da Igreja Cypress Creek sua igreja local, eu afirmo: “Encontre um grupo CORAÇÃO que te agrade. Este grupo lhe dará a oportunidade de conhecer outros, servir e receber o ministério. Se você está em um grupo assim, então você será bem pastoreado.”

Spanish blog;

Integración: Sea intencional

Por Rob Campbell (Pastor) y Michele Gooch (Pastora de la Red Intergeneracional), www.cypresscreekchurch.com

Voy a contarte una breve historia acerca de mi amigo Patrick.

No olvido pronto una conversación que tuve con Patrick durante mi tercera visita a su pas mientras manejaba en su ciudad natal Redcliffe a la capital de la nación de Harare. Me haba dado cuenta de que varias iglesias que él haba plantado en Zimbabwe giraron en torno a sus personalidad, visión, pasión y fabuloso liderazgo. Sin embargo, yo no he dicho nada a Patrick. Le observé contestar interminables llamadas telefónicas y hacer recados continuos y al mismo tiempo tratar de pastorear una iglesia en crecimiento y dar lugar a su propia familia. En este da, Patrick comenzó nuestra conversación “Rob, estoy cansado. Todo gira alrededor de m. Yo soy el centro de operaciones en el centro de la rueda. Nada va hacia adelante sin m. Parece que si muero, el ministerio dejara de existir”. Le sonre y le dejé continuar. Lo escuché durante al menos una hora. Me duele por él. Este es un hombre que tiene un corazón enorme para Dios y para su pas. Sent que Dios estaba listo a aparecer en esa SUB alquilada y lo hizo.

Hice todo lo posible para extender la atención y comodidad a Patrick. Le alabé por ser un hombre increble conforme al corazón de Dios. Le animé a reflexionar sobre la estructura de las veintiséis iglesias que él plantó. Hice algunas observaciones basadas en mis anteriores visitas a las iglesias en este pas exótico. Al final de nuestro diálogo, Dios le habló a Patrick y él nunca ha sido el mismo. Él determinó que deba empoderar a su pueblo, dejar de tratar de ser todo para todos, transicionar la vida celular y la estructura de la célula. Esto es exactamente lo que Patrick hizo.

¿Puede usted imaginar la sorpresa de Patrick a su regreso a Zimbabue tras una ausencia de seis meses (visitando amigos en Estados Unidos e Inglaterra) y darse cuenta de que la iglesia que pastorea se duplicó en tamaño debido a la multiplicación de las células de vida saludables?

Por supuesto, Patrick hizo un cambio importante en la estructura de la iglesia. Pienso que la mayora de la gente que lee este mensaje necesitan un pequeño ajuste aqu o allá relativo a la integración. As que… he aqu algunas reflexiones finales.

Sea intencional en relación con la integración de las personas en un grupo de células (un conjunto de relaciones). Hable acerca de la vida celular, cuando esté trabajando con un inconverso. Invite a otros a un grupo de células durante los servicios de la celebración. Resalte sus grupos celulares a través de medios impresos, sociales y verbalmente desde el escenario. Tenga un flujo constante de historias a través de la impresión o testimonios verbales a los servicios de la celebración. Para aquellos que están considerando la posibilidad de hacer la iglesia Cypress Creek su iglesia, yo siempre digo “Encuentre su grupo que le guste. Este grupo le dará la oportunidad de conocer a los demás, para servir, y para recibir el ministerio. Si usted está en su grupo, entonces usted será pastoreado bien”.


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Free Facilitator PDF download

This book on how to facilitate a small group will help your ministry

You have Successfully Subscribed!