Become a Yes!

jeff

by Jeff Tunnell

The sometimes controversial George Barna provided a statistic in November of 2008 after he discovered that the Assembly of God was the most PRAYING group of churches of all denominations.  Then he shared this: “In the average 2 hour service of this ‘most praying group of churches,’ 1 ½ minutes was dedicated to prayer.”  A very sad summary indeed.

Without doubt, there is ample time and opportunity in each celebration for dialogue with the Most High God.  Therefore, the lack of thoughtful planning is a key hindrance to prayer. Prayer in a celebration service must be more than a spontaneous conversation between God and someone else, to which the congregation only listens. Whoever has the assignment to officially open or close the service, or who leads a segment of prayer within the service, must understand that their prayer is an opportunity to hear what the Spirit is saying to the church and then encourage the congregation to pray in agreement with God’s revealed purpose for the moments about to be spent in his presence.

In cells, intimacy of conversation is highly desired between members and God.  We facilitate conversations each week between the members of the cell; we should also plan and facilitate moments of intimate exchange between the members and their Lord.  Prayer is conversation with the Father and it is learned by example, modeled by others.  We can only instruct in how to pray by praying; we only learn to pray by praying.  If you cannot model prayer in public, try spending more time conversing with the Father in private, then bring that conversation into the open, appropriately.

In both situations I pose a question that was posed to me years ago:

Could your prayer life be the model for the prayer life of the church?

Don’t say ‘no’ too quickly, please purpose to become a ‘Yes!’

Jeff

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Torne um Sim!

por Jeff Tunnell

O algumas vezes controverso George Bana proveu uma estatstica em novembro de 2008 depois de ter pesquisado que as Assembléias de Deus eram as igrejas que mais oravam do que as outras denominações. Então ele compartilhou isto: “Na média de 2 horas de culto deste grupo que “mais ora” a porcentagem de oração é de um minuto e meio dedicados a oração.”  Uma média bem triste.

Sem dúvidas há muitas oportunidades nos cultos de celebração para estabelecer um diálogo com o Deus altssimo. Entretanto, a falta de pensar em planejamento é a chave que bloqueia a oração nos cultos de celebração. Oração nos cultos de celebração deve ser mais do que uma conversa espontânea entre Deus e outra pessoa, que a congregação apenas escuta . Quem quer que seja que tem a responsabilidade de abrir ou terminar o culto, ou liderar o momento de oração, deve entender que orar é uma oportunidade para ouvir o que  Esprito Santo tem para a igreja e então encorajar a igreja para orar em concordância com SEUS propósitos revelados pelo momento sobre os quais vamos passar em Sua presença.

Nas células, intimidade para conversar com Deus é algo extremamente desejado pelos membros. Nós facilitamos conversas cada semana entre os membros da célula; nós deveramos também facilitar e planejar momentos de troca de intimidade entre os membros e Senhor. Orar é conversar com o Senhor e é seguido por exemplo, modelado por outros. Nós podemos apenas ensinar a orar quando de fato oramos, aprendemos a orar quando oramos. Se você não pode modelar oração em público, experimente conversar com o Pai em particular, então traga a conversa abertamente e apropriadamente.

Em ambas situações eu pergunto o que fui uma vez questionado muitos anos atrás:

A sua vida de oração poderia ser o modelo de oração da sua igreja?

Não não tão rápido, se empenhe para sua resposta tornar um Sim!

Jeff

Spanish blog:

Conviértete en un ¡S!

por Jeff Tunnell

George Barna proporcionó una estadstica en noviembre de 2008 que la Asamblea de Dios fue el grupo más compromitido a oración que cualquier otra denominacion. Luego Barna compartió lo descubió: “En un culto de 2 horas la Asamblea de Dios oró 1 ½ minutos!! Qué triste!

Sin duda, hay tiempo suficiente y la oportunidad en cada celebración de diálogo con el Dios Altsimo. Por lo tanto, la falta de una planificación cuidadosa es un obstáculo clave para la oración en el grupo grande (la celebración). La oración en un culto de celebración debe ser más que una conversación espontánea entre Dios y otra persona, a la que la congregación sólo escucha. El que tiene la tarea de abrir oficialmente o cerrar el culto, o que conduce un segmento de la oración en el culto, debe comprender que la oración es una oportunidad para escuchar lo que el Espritu dice a la iglesia y luego animar a la congregación a orar de acuerdo con el propósito de Dios y pasar tiempo en su presencia.

En las células, debemos facilitar conversaciones cada semana entre Cristo y los miembros. Debemos planificar y facilitar momentos de intercambio ntimo entre los miembros y su Señor. La mejor manera para enseñar la oración es por medio de hacerla. Si no se puede modelar la oración, trata de pasar más tiempo conversando con el Padre y luego animar que su célula haga lo mismo.

En ambas situaciones (célebración y célula) quisiera lanzar la pregunta:

¿Su vida de oración es un ejemplo para la iglesia?

Jeff

Leave a Reply

Your email address will not be published.