Don’t go to plant churches. Just go and make disciples! 

By Roberto Bottrel [serving European churches, challenging them to make disciple-makers through cells that multiply (centraldna.org). Author of the book Multiplication, The challenge before every Christian, every Leader, and the Church (available@amazon.com in English, Portuguese, Spanish and German)]

Our church in Brazil, Central Baptist of Belo Horizonte, has been a cell church for the last 18 years. Today we have more than 1800 cells and have been relatively successful in opening new sites in  our home city (today we have 8 facilities). But we have very little experience in church planting through cells. In fact, we have planted only two churches in the last 5 years and have just started planting a new one. So we are just learning. But look at what has happened so far.

The first started by “accident” as a couple that were cell leaders in our church moved  to a town 150 km away, because of a business opportunity. They started a cell in their home with no intention of starting a church, but through reaching people, baptizing them and raising new leaders they started growing. Six years later they have 14 cells, 134 people, 50 of which have already been baptized and soon many others will be. And now the husband has become a full time pastors of the church they planted.

The second church plant was done intentionally. We had supported missionaries in a poor area 1.000 km away from the main church in the northeast of Brasil, called “sertão baiano” for many years, trying to develop a church in the conventional model, but it never grew more than 12 members. Five years ago, we decided to do it in a new way. We started with a short term mission trip with more than 40 people invading the town and doing all kinds of outreach activities with children, youth and adults. Every night they visited people, prayed for them, shared a short Bible story and offered to visit them weekly – at the end of the first week they had started six new cells! The cells grew very fast as they focused on making disciples. Today the church has 50 cells, 160 were baptized and 325 people are currently involved in the cells. And now, in December/2018, they will open a second church building in the region.

The third story is even more amazing. In May/2018 one of the leading pastors of our church visited the town where the new church would be planted. He would stay there 3 weeks per month to structure the new front. In June, he defined the team, formed by 5 experienced cell coaches that were also very successful cell leaders. As they moved into Picos, (2.000 km away from the main church), they developed new relationships with everybody they met. At the end of the first month they already had three cells with 21 people involved. In September, a short term mission trip with 20 volunteers from our church helped to broaden the contacts and raised new opportunities for visiting homes later on. In the end of October, there were already 9 cells with 108 people participating. Classes for preparation for baptisms have started and new believers are already being challenged to prepare themselves to lead. They expect to end 2018 with 15 cells – 5 months after opening the first one. Miracles are on the way!

How can we explain all this? Obviously it is all about the amazing work of the Holy Spirit, through disciples focused on doing only the most important thing. And it is not planting churches. We are mainly focused on making disciples that make disciples! By dong this, we will continuously grow and multiply. And many churches will be planted along the way!

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Não vá para plantar igrejas. Apenas vá e faça discípulos!

Por Roberto Bottrel [servindo igrejas europeias, desafiando-as a serem fazedoras de discípulos através de células que multiplicam (centraldna.org). Autor do livro Multiplicação, o desafio do cristão, do líder e da Igreja (disponível na loja central.online em Português e @amazon.com em Inglês, Espanhol e Alemão]

Nossa igreja no Brasil, Batista Central de Belo Horizonte, tem sido uma igreja em células nos últimos 18 anos. Hoje temos mais de 1800 células e temos sido relativamente bem-sucedidos em abrir novos locais em nossa cidade natal (hoje temos 8 locais). Mas nós temos muito pouca experiência em plantação de igrejas através das células. De fato, plantamos apenas duas igrejas nos últimos 5 anos e começamos a plantar uma nova. Então estamos apenas aprendendo. Mas olhe o que aconteceu até agora.

A primeira começou por “acidente” quando um casal de líderes de célula em nossa igreja se mudou para uma cidade a 150km de distância devido à uma oportunidade de negócio. Eles começaram uma célula em sua casa sem a intenção de iniciar uma igreja, mas ao alcançar pessoas, batizando-as e criando novos líderes, eles começaram a crescer. Seis anos depois, eles têm 14 células, 134 pessoas, 50 das quais já foram batizadas e em breve muitas outras serão. E agora o marido se tornou pastor em tempo integral da igreja que eles plantaram.

A segunda planta da igreja foi feita intencionalmente. Havíamos apoiado missionários em uma área pobre chamada “sertão baiano” no nordeste brasileiro a 1.000km da igreja principal por muitos anos, tentando desenvolver uma igreja no modelo convencional, mas nunca cresceu para mais do que 12 membros. Cinco anos atrás, decidimos fazer isso de uma nova maneira. Começamos com uma viagem missionária de curta duração com mais de 40 pessoas invadindo a cidade e fazendo todos os tipos de atividades de evangelismo com crianças, jovens e adultos. Todas as noites eles visitavam pessoas, oravam por elas, compartilhavam uma pequena história da Bíblia e se ofereciam para visitá-las semanalmente – no final da primeira semana eles haviam começado seis novas células! As células cresceram muito rapidamente quando se concentraram em fazer discípulos. Hoje a igreja tem 50 células, 160 pessoas foram batizadas e 325 pessoas estão envolvidas atualmente nas células. E agora, em dezembro de 2018, eles abrirão uma segunda igreja na região.

A terceira história é ainda mais surpreendente. Em maio de 2018, um dos principais pastores de nossa igreja visitou a cidade onde a nova igreja seria plantada. Ele ficaria lá 3 semanas a cada mês para estruturar a nova frente. Em junho, ele definiu a equipe, formada por 5 supervisores de célula experientes que também eram líderes de célula de muito sucesso. Ao se mudarem para Picos, a 2.000km da igreja principal, começaram a desenvolver relacionamento com todas as pessoas que encontravam. No final do primeiro mês, eles já tinham três células com 21 pessoas envolvidas. Em setembro, uma viagem missionária de curta duração com 20 voluntários de nossa igreja ajudou a ampliar os contatos e levantou novas oportunidades para visitar as casas mais tarde. No final de outubro, já havia 9 células com 108 pessoas participando. Aulas de preparação para o batismo começaram e novos convertidos já estão sendo desafiados a se prepararem para liderar. Eles esperam terminar 2018 com 15 células – 5 meses após a abertura da primeiro. Milagres estão a caminho!

Como podemos explicar tudo isso? Obviamente, é a incrível obra do Espírito Santo, através de discípulos focados em fazer apenas a coisa mais importante. E isso não é plantar igrejas. Estamos principalmente focados em fazer discípulos que fazem discípulos! Ao fazer isso, vamos crescer e multiplicar continuamente. E muitas igrejas serão plantadas ao longo do caminho!

Spanish blog:

No vayas a plantar iglesias. ¡Sólo ve y haz discípulos!

Por Roberto Bottrel [sirviendo a las iglesias europeas, desafiándolas a hacer discípulos a través de células que se multiplican (centraldna.org). Autor del libro Multiplicación, El desafío ante cada cristiano, cada Líder y la Iglesia (disponible en @amazon.com en inglés, portugués, español y alemán)]

Nuestra iglesia en Brasil, Bautista Central de Belo Horizonte, ha sido una iglesia celular durante los últimos 18 años. Hoy tenemos más de 1800 células y hemos sido relativamente exitosos en abrir nuevos sitios en nuestra ciudad natal (hoy tenemos 8 instalaciones). Pero tenemos muy poca experiencia en la plantación de iglesias a través de células. De hecho, solo hemos plantado dos iglesias en los últimos 5 años y acabamos de comenzar a plantar una nueva. Así que solo estamos aprendiendo. Pero mira lo que ha sucedido hasta ahora.

La primera comenzó por “accidente” cuando una pareja que era líder de una célula en nuestra iglesia se mudó a una ciudad a 150 km de distancia, debido a una oportunidad comercial. Comenzaron una célula en su hogar sin intención de comenzar una iglesia, pero al llegar a las personas, bautizarlos y formar nuevos líderes, comenzaron a crecer. Seis años después, tienen 14 células , 134 personas, 50 de las cuales ya han sido bautizadas y pronto otras muchas lo serán. Y ahora el esposo se ha convertido en un pastor a tiempo completo de la iglesia que ellos plantaron.

La segunda plantación de la iglesia fue hecha intencionalmente. Habíamos apoyado a misioneros en una zona pobre a 1.000 km de la iglesia principal en el noreste de Brasil, llamada “sertão baiano” durante muchos años, tratando de desarrollar una iglesia en el modelo convencional, pero nunca creció más de 12 miembros. Hace cinco años, decidimos hacerlo de una manera nueva. Comenzamos con un viaje misionero a corto plazo con más de 40 personas invadiendo la ciudad y realizando todo tipo de actividades de divulgación con niños, jóvenes y adultos. Cada noche visitaban personas, oraban por ellos, compartían una breve historia bíblica y se ofrecían a visitarlos semanalmente: ¡al final de la primera semana habían comenzado seis nuevas células! Las células crecieron muy rápido al enfocarse en hacer discípulos. Hoy la iglesia tiene 50 células, 160 fueron bautizadas y 325 personas están involucradas actualmente en las células. Y ahora, en diciembre / 2018, abrirán una segunda iglesia en la región.

La tercera historia es aún más sorprendente. En mayo / 2018, uno de los pastores principales de nuestra iglesia visitó la ciudad donde se plantaría la nueva iglesia. Se quedaría allí 3 semanas al mes para estructurar el nuevo frente. En junio, definió el equipo, formado por 5 entrenadores celulares experimentados que también fueron líderes celulares muy exitosos. Cuando se mudaron a Picos (a 2.000 km de la iglesia principal), desarrollaron nuevas relaciones con todos los que conocieron. Al final del primer mes ya tenían 3 células con 21 personas involucradas. En septiembre, un viaje misionero a corto plazo con 20 voluntarios de nuestra iglesia ayudó a ampliar los contactos y generó nuevas oportunidades para visitar hogares más adelante. A fines de octubre, ya existían 9 células con 108 personas participantes. Las clases de preparación para los bautismos han comenzado y los nuevos creyentes ya están siendo retados a prepararse para liderar. Esperan terminar el 2018 con 15 células, 5 meses después de abrir la primera. ¡Los milagros están en camino!

¿Cómo podemos explicar todo esto? Obviamente, todo se trata de la increíble obra del Espíritu Santo, a través de los discípulos enfocados en hacer solo lo más importante. Y no se está plantando iglesias. ¡Estamos principalmente enfocados en hacer discípulos que hacen discípulos! Al hacer esto, creceremos y multiplicaremos continuamente. ¡Y muchas iglesias serán plantadas en el camino!

Leave a Reply

Your email address will not be published.