To Make MORE Disciples Share Your Life (Not Only Your Faith).

By Roberto Bottrel [serving European churches, challenging them to make disciple-makers through cells that multiply (centraldna.org). Author of the book Multiplication, The challenge before every Christian, every Leader, and the Church (available @ amazon.com in English and German and soon in Portuguese and Spanish)

Many people complain they don’t have time to make disciples. If it is difficult to make even one, what about “more”? Nowadays, people say that there is no time for anything besides working and doing the survival tasks like sleeping and eating. 

Well, that is not totally true. Tv/Netflix series have never been so popular and with such a huge variety of titles to choose from. Social networks have never had so many followers. Gyms and shopping malls are always so crowded. People still have time. We “still” have 24 hours every day. And the wise king Solomon and the apostle Paul advert us: 

“There is a time for everything, and a season for every activity under the heavens:” Ecclesiastes 3:1 NIV

“Be very careful, then, how you live—not as unwise but as wise, making the most of every opportunity, because the days are evil. Therefore do not be foolish, but understand what the Lord’s will is.” Ephesians 5:15-17 NIV

This is the main point: making the most of every opportunity. It is about being intentional in every activity. Purposeful. Just don’t be foolish! Understand what the Lord’s will is! And among what he wants us to do, making disciples is surely one of the most important. Maybe not spending so much time with tv series or working out, maybe not even working so many hours… Anyhow, let’s be very careful how we live! 

We also have to understand that to make disciples is not an activity apart from normal life. Since it should be based on relationships, discipleship should occur throughout the time we spend with people. Not necessarily a classroom environment with a teacher+pupil+lesson. Discipleship is sharing life. And if your life is full of God, if you live a godly life, if you make the most of every opportunity, anybody that is just “being” with you (in normal daily activities) will be discipled. Even while watching tv series, working out, strolling at the mall or having dinner with friends. 

To show what I mean, let me tell you a story. Because of my ministry, I have been traveling basically every weekend since 2017. Going back and forth to the airport I developed a nice relationship with a specific taxi driver. In our 30 minutes trips we would simply share our stories, challenges, struggles and dreams. Through this sharing he saw I had something more than the “normal” religious relationship with God. After some months, he started visiting our cell meetings and became a regular. A little later, he got saved. We connected him to the Bible and he is growing so much in faith. Now he is a regular at church services. No classes, no extra time, just normal life discipleship. And my friend will be in heaven for all eternity. 

Being filled by the Holy Spirit + mission oriented heart + intentionality + willing to sacrifice = people being discipled. 

Living this on a daily basis = making more disciples! 

Korean blog (Click here)

Portuguese blog:

Para fazer MAIS discípulos compartilharem sua vida (não apenas sua fé).  

Por Roberto Bottrel [servindo igrejas europeias, desafiando-as a fazer discípulos através de células que se multiplicam (centraldna.org). Autor do livro Multiplicação, o desafio para todo cristão, todo líder e a Igreja (disponível em amazon.com em inglês e alemão e em breve em português e espanhol)  

Muitas pessoas reclamam que não têm tempo para fazer discípulos. Se é difícil criar um, o que dizer de “mais um”? Atualmente, as pessoas dizem que não há tempo para nada além de trabalhar e realizar as tarefas de sobrevivência, como dormir e comer.  

Bem, isso não é totalmente verdade. As séries de TV / Netflix nunca foram tão populares e com uma variedade tão grande de títulos para escolher. As redes sociais nunca tiveram tantos seguidores. Academias e shoppings estão sempre lotados. As pessoas ainda têm tempo. “Ainda” temos 24 horas por dia. E o sábio rei Salomão e o apóstolo Paulo nos anunciam:
 
“Para tudo há uma ocasião, e um tempo para cada propósito debaixo do céu” Eclesiastes 3: 1 NVI
 
“Tenham cuidado com a maneira como vocês vivem; que não seja como insensatos, mas como sábios, aproveitando ao máximo cada oportunidade, porque os dias são maus. Portanto, não sejam insensatos, mas procurem compreender qual é a vontade do Senhor.” Efésios 5: 15-17 NVI  

Este é o ponto principal: aproveitar ao máximo todas as oportunidades. É sobre ser intencional em todas as atividades. Com propósito. Só não seja tolo! Entenda qual é a vontade do Senhor! E entre as coisas que Ele quer que façamos, fazer discípulos é certamente um dos mais importantes. Talvez não gaste tanto tempo com séries de TV ou se exercite, talvez nem trabalhe tantas horas … De qualquer forma, tenhamos muito cuidado com a forma como vivemos! 

Também temos que entender que fazer discípulos não é uma atividade separada da vida normal. Como deve ser baseado em relacionamentos, o discipulado deve ocorrer durante todo o tempo que passamos com as pessoas. Não é necessariamente um ambiente de sala de aula com professor + aluno + lição. Discipulado é compartilhar a vida. E se sua vida é cheia de Deus, se você vive uma vida de Deus, se você aproveitar ao máximo todas as oportunidades, qualquer um que esteja apenas “estando” com você (em atividades diárias normais) será discipulado. Mesmo assistindo a séries de TV, malhando, passeando no shopping ou jantando com os amigos.  

Para mostrar o que quero dizer, deixe-me contar uma história. Por causa do meu ministério, viajo basicamente todo fim de semana desde 2017. Indo e voltando para o aeroporto, desenvolvi um bom relacionamento com um motorista de táxi específico. Em nossas viagens de 30 minutos, simplesmente compartilharíamos nossas histórias, desafios, lutas e sonhos. Através desse compartilhamento, ele viu que eu tinha algo mais do que o relacionamento religioso “normal” com Deus. Depois de alguns meses, ele começou a visitar nossas reuniões de celular e tornou-se regular. Um pouco depois, ele foi salvo. Nós o conectamos à Bíblia e ele está crescendo muito na fé. Agora ele é regular nos cultos da igreja. Sem aulas, sem tempo extra, apenas discipulado normal na vida. E meu amigo estará no céu por toda a eternidade.  

Ser preenchido pelo Espírito Santo + coração orientado para a missão + intencionalidade + disposto a sacrificar = pessoas sendo discipuladas. 

Viver isso diariamente = fazer mais discípulos!

Spanish blog:

Para hacer MÁS discípulos, comparte tu vida (no solo tu fe).

Por Roberto Bottrel [sirviendo a las iglesias europeas, desafiándolas a hacer discípulos a través de células que se multiplican (centraldna.org). Autor del libro Multiplicación, El desafío ante cada cristiano, cada Líder y la Iglesia (disponible en Amazon.com en inglés y alemán y pronto en portugués y español)

Muchas personas se quejan de que no tienen tiempo para hacer discípulos. Si es difícil hacer incluso uno, ¿qué pasa si son “más”? Hoy en día, la gente dice que no hay tiempo para nada más que trabajar y realizar tareas de supervivencia como dormir y comer.

Bueno, eso no es totalmente cierto. Las series de TV / Netflix nunca han sido tan populares y con una gran variedad de títulos para elegir. Las redes sociales nunca han tenido tantos seguidores. Los gimnasios y centros comerciales siempre están tan llenos de gente. La gente todavía tiene tiempo. “Todavía” tenemos 24 horas todos los días. Y el sabio rey Salomón y el apóstol Pablo nos anuncian:

“Todo tiene su momento oportuno; hay un tiempo para todo lo que se hace bajo el cielo.” (Eclesiastés 3: 1 NVI

” Así que tengan cuidado de su manera de vivir. No vivan como necios, sino como sabios, 16 aprovechando al máximo cada momento oportuno, porque los días son malos. 17 Por tanto, no sean insensatos, sino entiendan cuál es la voluntad del Señor. ” (Efesios 5: 15-17 NVI)

Este es el punto principal: aprovechar al máximo cada oportunidad. Se trata de ser intencional en cada actividad. Se útil, no seas insensato! ¡Comprende cuál es la voluntad del Señor! Y entre las cosas que quiere que hagamos, hacer discípulos es seguramente uno de las más importantes. Quizás no pasar tanto tiempo con series de televisión o haciendo ejercicio, tal vez ni siquiera trabajando tantas horas … De todos modos, ¡tengamos mucho cuidado con cómo vivimos!

También tenemos que entender que hacer discípulos no es una actividad aparte de la vida normal. Como debe basarse en las relaciones, el discipulado debe ocurrir a lo largo del tiempo que pasamos con las personas. No necesariamente un ambiente de clase con un maestro + alumno + lección. El discipulado es compartir la vida y si tu vida está llena de Dios, si vives una vida piadosa, si aprovechas al máximo cada oportunidad, cualquier persona que simplemente esté “contigo” (en las actividades diarias normales) será discipulada. Incluso mientras miras series de televisión, haces ejercicio, paseas por el centro comercial o cenas con amigos.

Para mostrar lo que quiero decir, déjame contarte una historia. Debido a mi ministerio, he estado viajando básicamente todos los fines de semana desde 2017. Yendo y viniendo al aeropuerto desarrollé una buena relación con un taxista específico. En nuestros viajes de 30 minutos, simplemente compartiríamos nuestras historias, desafíos, luchas y sueños. Al compartir esto, vio que tenía algo más que la relación religiosa “normal” con Dios. Después de algunos meses, comenzó a visitar nuestras reuniones celulares y se convirtió en un habitual. Un poco más tarde, él fue salvó. Lo conectamos con la Biblia y él está creciendo mucho en la fe. Ahora él es un habitual en los servicios de la iglesia. Sin clases, sin tiempo extra, solo el discipulado de la vida normal. Y mi amigo estará en el cielo por toda la eternidad.

Ser lleno por el Espíritu Santo + un corazón orientado a la misión + intencionalidad + estar dispuesto a sacrificarse = personas que están siendo discipuladas.

Vivir esto a diario = ¡hace más discípulos!

Sumate a la Obra Misionera a Pueblos No Alcanzados

To Make BETTER Disciples, Lead Them to The Source Of Living Waters!

By Roberto Bottrel [serving European churches, challenging them to make disciple-makers through cells that multiply (centraldna.org). Author of the book Multiplication, The challenge before every Christian, every Leader, and the Church (available @ amazon.com in English and German and soon in Portuguese and Spanish)

When we have a new believer in the cell group or even a newcomer, we sometimes are overwhelmed with all we have to teach them. What should I focus on teaching, so he becomes a mature, fully devoted follower of Jesus? 

As complicated as it may seem the answer is quite simple. You should teach him basically one thing: have an intimate relationship with God! How? Teach him how to have quiet time with the Father. 

The complicated part may be that many of us (or even “most of”) Christians today do not have regular and relevant separate time to be with God. Then how can we teach it to others… 

But if we manage to lead the “newbies” to the source of living waters, they won’t depend on others to grow. They are free to increase their intimacy with God as they want. This way they will learn all the basics more deeply and develop the desired maturity through revelation directly from the throne! How can we compare to that? 

For this quiet time, I personally don’t recommend booklets with devotionals that have a verse and a commentary from a scholar. These are very inspiring books but for reading some other time during the day. 

For this quiet time, neither do I like Study Bibles (with specific themes like leadership or marriage), Bible commentaries, Bible dictionaries and so many other precious materials we have available. These are not for our quiet time. These are for studying the word of God! And we should also separate some time for this. 

But quiet time is to enjoy his presence. Relationship. Conversation. Friendship. Worship. Drinking from the springs. People have to spend time with God and his Word alone! All those who wrote those devotionals and commentaries did it! And God spoke to them. What about us?

We have to give God the opportunity to speak to us. Spend time in silence. Listen. Listen more. Pour your heart in his presence. Spend time reading the Bible. Not verses out of context. Read a whole book, maybe one chapter a day. Read it over and over until God speaks to you. Write down the main message that He is calling your attention in that portion. Write down how you intend to put it into practice. And be specific! Write down challenges for yourself regarding practical actions, focusing real people and clear deadlines. Without focus on real and practical obedience, as Jesus says in Matthew 7:26, we are like fools.

After a month, read through your journal and review the amazing things God has been teaching you. Also check if you are fulfilling all the challenges he has given you. Complete the unfinished tasks. Obey the Word of God! 

If we do this and if we teach this to others, oh, I am sure that we will become better disciples of Jesus and also make better disciples. Quiet time with God makes all the difference.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Para fazer discípulos MELHORES, leve-os à fonte das águas vivas!

Por Roberto Bottrel [servindo igrejas europeias, desafiando-as a fazer discípulos através de células que se multiplicam (centraldna.org). Autor do livro MultiplicationThe challenge before every Christian, every Leader, and the Church (“Multiplicação, o desafio para todo cristão, todo líder e a Igreja”, em tradução livre. Disponível na amazon.com em inglês e alemão e em breve em português e espanhol).

Quando temos um novo convertido na célula ou mesmo um recém-chegado, às vezes somos surpreendidos com tudo o que temos para ensiná-lo. O que devo focar no ensino, para que ele se torne um seguidor maduro e totalmente dedicado de Jesus?

Por mais complicado que possa parecer, a resposta é bastante simples. Você deve ensiná-lo basicamente uma coisa: tenha um relacionamento íntimo com Deus! Como? Ensine-o a ter um tempo calmo com o Pai.

A parte complicada pode ser que muitos de nós (ou mesmo a “maioria” dos) cristãos hoje não temos um tempo regular e relevante separado para estarmos com Deus. Então, como podemos ensinar isso aos outros?

Mas se conseguirmos levar os “novatos” para a fonte de águas vivas, eles não dependerão de outros para crescerem. Eles serão livres para aumentar sua intimidade com Deus como quiserem. Dessa forma, eles aprenderão todos os conceitos básicos mais profundamente e desenvolverão a maturidade desejada por meio da revelação diretamente do trono! Como podemos nos comparar com isso?

Durante esse período a sós com Deus, eu pessoalmente não recomendo folhetos com devocionais que tenham um versículo e um comentário de um estudioso. Estes livros são muito inspiradores, mas para leitura em outra hora do dia.

Para esse momento, também não gosto de Bíblias de estudo (com temas específicos como liderança ou casamento), comentários da Bíblia, dicionários bíblicos e tantos outros materiais preciosos que temos disponíveis. Eles não são para o nosso tempo calmo. Estes são para estudar a palavra de Deus! E também devemos separar algum tempo para isso.

O tempo a sós é sobre aproveitar a presença dEle. Relacionamento. Conversa. Amizade. Adoração. Beber da fonte. As pessoas têm que passar tempo com Deus e somente com Sua Palavra! As pessoas que escreveram essas devocionais e comentários fizeram isso! E Deus falou com elas. E nós?

Temos que dar a Deus a oportunidade de falar conosco. Passe um tempo em silêncio. Ouça. Ouça mais. Derrame seu coração na presença dEe. Passe algum tempo lendo a Bíblia. Não versículos fora de contexto. Leia um livro inteiro, talvez um capítulo por dia. Leia várias vezes até que Deus fale com você. Escreva a mensagem principal sobre a qual Ele esteja chamando sua atenção nessa parte. Anote como você pretende colocá-la em prática. E seja específico! Anote os desafios para si mesmo em relação a ações práticas, focando pessoas reais e prazos claros. Sem focar na obediência real e prática, como Jesus diz em Mateus 7:26, somos como tolos.

Depois de um mês, leia seu diário e reveja as coisas surpreendentes que Deus tem ensinado a você. Verifique também se você está cumprindo todos os desafios que Ele lhe deu. Conclua as tarefas inacabadas. Obedeça à Palavra de Deus!

Se fizermos isso e ensinarmos aos outros, tenho certeza de que nos tornaremos melhores discípulos de Jesus e também faremos discípulos melhores. O tempo a sós com Deus faz toda a diferença.

Spanish blog:

¡Para hacer mejores discípulos, guíalos a la fuente de las aguas vivas!

Por Roberto Bottrel [sirviendo a las iglesias europeas, desafiándolas a hacer discípulos a través de células que se multiplican (centraldna.org). Autor del libro Multiplicación, El desafío ante cada cristiano, cada Líder y la Iglesia (disponible en Amazon.com en inglés y alemán y pronto en portugués y español)

Cuando tenemos un nuevo creyente en el grupo celular o incluso un recién llegado, a veces nos sentimos abrumados con todo lo que tenemos que enseñarles. ¿En qué debería centrarme al enseñar, para que se convierta en un seguidor maduro y totalmente devoto de Jesús?

Por complicado que parezca, la respuesta es bastante simple. Deberías enseñarle básicamente una cosa: ¡tener una relación íntima con Dios! ¿Cómo? Enséñale a pasar un rato tranquilo con el Padre.

La parte complicada puede ser que muchos de nosotros (o incluso “la mayoría de”) los cristianos de hoy no tenemos tiempo apartado regular y relevante para estar con Dios. Entonces, ¿cómo podemos enseñarlo a otros …

Pero si logramos llevar a los “novatos” a la fuente de aguas vivas, no dependerán de otros para crecer. Son libres de aumentar su intimidad con Dios como quieran. ¡De esta manera aprenderán todos los conceptos básicos más profundamente y desarrollarán la madurez deseada a través de la revelación directamente desde el trono! ¿Cómo podemos compararnos con eso?

Para este momento tranquilo, personalmente no recomiendo folletos con devocionales que tengan un verso y un comentario de un erudito. Estos son libros muy inspiradores pero para leer en otro momento durante el día.

Para este momento privado, tampoco me gustan las Biblias de estudio (con temas específicos como liderazgo o matrimonio), comentarios bíblicos, diccionarios bíblicos y muchos otros materiales preciosos que tenemos disponibles. Estos no son para nuestro tiempo tranquilo. ¡Estos son para estudiar la palabra de Dios! Y también debemos separar algo de tiempo para esto.

Pero el tiempo tranquilo es disfrutar de su presencia. Relación. Conversacion. Amistad. Adoración. Beber de los manantiales. ¡La gente tiene que pasar tiempo solo con Dios y su Palabra! ¡Todos los que escribieron esos devocionales y comentarios lo hicieron! Y Dios les habló. ¿Qué pasa con nosotros?

Tenemos que darle a Dios la oportunidad de hablarnos. Pasa tiempo en silencio. Escucha. Escuchar mas. Vierte tu corazón en su presencia. Pase tiempo leyendo la Biblia. No versos fuera de contexto. Lea un libro completo, tal vez un capítulo al día. Léelo una y otra vez hasta que Dios te hable. Escribe el mensaje principal de que Él está llamando tu atención en esa parte. Escribe cómo piensas ponerlo en práctica. ¡Y sé específico! Escribe desafíos para ti con respecto a acciones prácticas, enfocando a personas reales y plazos claros. Sin centrarnos en la obediencia real y práctica, como dice Jesús en Mateo 7:26, somos como tontos.

Después de un mes, lea su diario y revise las cosas asombrosas que Dios le ha estado enseñando. Comprueba también si estás cumpliendo todos los desafíos que te ha dado. Completa las tareas pendientes. ¡Obedece la Palabra de Dios!

Si hacemos esto y si enseñamos esto a otros, estoy seguro de que seremos mejores discípulos de Jesús y también haremos mejores discípulos. El tiempo tranquilo y privado con Dios hace toda la diferencia.

If I could start again… I would not invest so much in perfection

By Roberto Bottrel [serving European churches, challenging them to make disciple-makers through cells that multiply (centraldna.org). Author of the book Multiplication, The challenge before every Christian, every Leader, and the Church (available @amazon.com)] 

We love the church and we do our best to make it great, to make it beautiful, to make it perfect, or as closest to that as possible. I have always said that excellency honours God and inspires people. And it really does. The problem is that, in this pursue of perfection, many times we get distracted and we end up missing the goal. 

Regarding cells, we might be putting too many requirements and rules, too many “have to do” and “cannot do” to guarantee perfection. Too many scripts, structures, goals, strategies, methods… Trying to have “professional quality” in our cells. We shouldn’t forget that is just people getting together to grow in love to God and to one another. It is about being together so that God manifests his love power and presence among us. Having a clear vision, being equipped for the mission, moving forward! 

As cell leaders, we want to teach the lesson well. So we invest a lot of time in preparation. Reading the lesson, studying the subject, expanding the theme. Let’s say after one hour we are ready. How much of this time did we spend in prayer, really preparing for the task? If we want to be mouth of God, to lead in a sensible way to the Holy Spirit why do we concentrate only in the technical part of it? Trying all we can to be perfect in what depends on us, we miss the goal. If it is all about God’s presence and power,  we should invest more in prayer than in trying to be “perfect”. 

Churches can be all messed up. That does not honor God. But, on the other hand, we can get too organized. Many administration tools and philosophies should be used to bless churches, but many times they are overvalued leaving no space for faith, miracles, heavenly surprises. All has been planned and taken care of. No surprises, please. Stick to the plan. Our services become perfect! Perfect musicians, perfect songs, perfect announcements, perfect technical aspects, perfect sermons, perfect timing… Our prayers become: “God, please keep our plans safe.” Somebody might be saying: well I prefer a service like that than one which has no quality, timing, etc. I totally agree. Lousiness does not come from Heaven. But who said we would have to choose between these two extremes?

Aren’t we just a family of believers, open to reach our neighbors through strings of love? Isn’t it just a family reunion, a Holy gathering to praise the Lord? We are not putting on a show! Let’s keep it joyful. Let’s keep it simple. Great, powerful, amazing, but simple. Not so much pursue of perfection, but of His presence!

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Se eu pudesse começar de novo… eu não investiria tanto na perfeição

Por Roberto Bottrel [servindo igrejas europeias, desafiando-as a fazer discípulos através de células que se multiplicam (centraldna.org). Autor do livro Multiplicação, O desafio para todo cristão, todo líder e a Igreja (disponível em amazon.com)]

Amamos a igreja e fazemos o possível para torná-la ótima, bonita, perfeita ou o mais próximo possível disso. Eu sempre disse que a excelência honra a Deus e inspira as pessoas. E ela realmente faz isso. O problema é que, nessa busca pela perfeição, muitas vezes nos distraímos e acabamos perdendo a meta.

Em relação às células, podemos estar colocando muitos requisitos e regras, muitos “precisam fazer” e “não podem” para garantir a perfeição. Muitos roteiros, estruturas, objetivos, estratégias, métodos… Tentando ter “qualidade profissional” em nossas células. Não devemos esquecer as pessoas se reúnem para se apaixonar por Deus e umas pelas outras. Trata-se de estar juntos para que Deus manifeste Seu poder de amor e Sua presença entre nós. Ter uma visão clara, estar equipado para a missão, seguir em frente!

Como líderes de célula, queremos ensinar bem a lição. Então, investimos muito tempo na preparação. Lendo a lição, estudando o assunto, expandindo o tema. Digamos que depois de uma hora estamos prontos. Quanto tempo gastamos em oração, realmente nos preparando para a tarefa? Se queremos ser boca de Deus, liderar de maneira sensível ao Espírito Santo, por que nos concentramos apenas na parte técnica disso? Ao tentar tudo o que podemos para sermos perfeitos no que depende de nós, perdemos o objetivo. Se é tudo sobre a presença e o poder de Deus, devemos investir mais em oração do que em tentar ser “perfeitos”.

As igrejas podem ser bagunçadas. Isso não honra a Deus. Mas, por outro lado, podemos nos organizar demais. Muitas ferramentas e filosofias administrativas devem ser usadas para abençoar as igrejas, mas muitas vezes são supervalorizadas, não deixando espaço para fé, milagres e surpresas celestiais. “Tudo já foi planejado e resolvido”. “Sem surpresas, por favor”. “Atenha-se ao plano”. Nossos cultos se tornam perfeitos! Músicos perfeitos, músicas perfeitas, anúncios perfeitos, aspectos técnicos perfeitos, sermões perfeitos, timing perfeito… Enquanto nossas orações se tornam: “Deus, por favor, guardenossos planos em segurança”. Alguém pode estar pensando: bem, eu prefiro um culto como esse do que aquele que não tem qualidade, tempo, etc. Concordo totalmente. O despreparo não vem do céu. Mas quem disse que teríamos que escolher entre esses dois extremos?

Não somos apenas uma família de crentes, abertos a alcançar nossos vizinhos através de correntes de amor? Não se trata apenas de uma reunião de família, uma reunião santa para louvar ao Senhor? Nós não estamos dando um show! Vamos mantê-lo alegre. Vamos simplificar. Ótimo, poderoso, incrível, mas simples. Não tanto a busca da perfeição, mas a Sua presença!

Spanish blog:

Si pudiera comenzar de nuevo … no invertiría tanto en la perfección

Por Roberto Bottrel [sirviendo a las iglesias europeas, desafiándolas a hacer discípulos a través de células que se multiplican (centraldna.org). Autor del libro Multiplicación, El desafío ante cada cristiano, cada Líder y la Iglesia (disponible en amazon.com)]

Amamos a la iglesia y hacemos todo lo posible para que sea grandiosa, hermosa, perfecta o lo más cercana posible. Siempre he dicho que la excelencia honra a Dios e inspira a las personas. Y realmente lo hace. El problema es que, en esta búsqueda de la perfección, muchas veces nos distraemos y terminamos perdiendo el objetivo. 

Con respecto a las células, podríamos estar poniendo demasiados requisitos y reglas, demasiados “que hacer” y “no hacer” para garantizar la perfección. Demasiados guiones, estructuras, objetivos, estrategias, métodos … Tratando de tener “calidad profesional” en nuestras células. No debemos olvidar que solo se trata de personas que se unen para crecer en el amor a Dios y a los demás. Se trata de estar juntos para que Dios manifieste su poder de amor y presencia entre nosotros. ¡Tener una visión clara, estar equipado para la misión, y avanzar!

Como líderes celulares, queremos enseñar bien la lección. Así que invertimos mucho tiempo en la preparación. Lectura de la lección, estudio del tema, ampliación del tema. Digamos que después de una hora estamos listos. ¿Cuánto tiempo pasamos en oración, preparándonos realmente para la tarea? Si queremos ser la boca de Dios, conducir de manera sensata al Espíritu Santo, ¿por qué nos concentramos solo en la parte técnica? Intentando todo lo posible para ser perfectos en lo que depende de nosotros, perdemos el objetivo. Si se trata de la presencia y el poder de Dios, deberíamos invertir más en la oración que en tratar de ser “perfectos”.

Las iglesias pueden estar todas en mal estado, eso no honra a Dios. Pero, por otro lado, podemos organizarnos demasiado. Muchas herramientas de administración y filosofías deberían usarse para bendecir a las iglesias, pero muchas veces están sobrevaloradas sin dejar espacio para la fe, los milagros y las sorpresas celestiales. Todo ha sido planeado y cuidado, sin sorpresas, por favor; apegarse al plan. Nuestros servicios se vuelven perfectos! Músicos perfectos, canciones perfectas, anuncios perfectos, aspectos técnicos perfectos, sermones perfectos, sincronización perfecta … Nuestras oraciones se convierten en: “Dios, por favor, mantén nuestros planes a salvo”. Alguien podría estar diciendo: bueno, prefiero un servicio como ese que no tiene calidad, tiempo, etc. Estoy totalmente de acuerdo. La mal hecho no viene del cielo. ¿Pero quién dijo que tendríamos que elegir entre estos dos extremos?

¿No somos solo una familia de creyentes, abiertos a alcanzar a nuestros vecinos a través de cadenas de amor? ¿No es solo una reunión familiar, una reunión sagrada para alabar al Señor? ¡No estamos haciendo un show! Vamos a mantenerlo alegre. Hagámoslo simple. Genial, poderoso, asombroso, pero simple. ¡No tanto perseguido la perfección, sino su presencia!

If I could start again…I would never take the vision for granted

By Roberto Bottrel [serving European churches, challenging them to make disciple-makers through cells that multiply (centraldna.org). Author of the book Multiplication, The challenge before every Christian, every Leader, and the Church (available @amazon.com)] 

During many years we worked very hard to build a new culture in our church, focused on loving God, loving people, reaching the lost and raising people to fulfill God’s call to make disciples. And after a lot of vision casting, training and coaching, all of this supported by structural changes, we became a thriving cell church. 

From that point on, we invested in improving our strategies, methods and programs. And year after year we grew in quality and in quantity. We were surfing big waves. We then thought the vision was safe. Big mistake! 

After years of cell life routine, starting and growing cells and then multiplying them we got used to it. We became good at it. We would do it without having to think too much. We new what to do and how to do it. But slowly, we started to forgot why…

When the WHY is forgotten, each one will develop all kinds of motivations for doing things, and few will be for the right one. In our case some had it, many didn’t, but it didn’t really matter since we were still moving forward… until we started to dry out. And become tired. And loose the joy. After a while the cells weren’t multiplying as before and many cell were closing… we were in trouble. 

What did we have to do? Stop the engines! Identify what is going on. Understand the reasons. Act to make it right. It became crystal clear: Let’s go back to where we started. Let’s go back to the WHY. What is it all about? After praying and seeking the Lord, he showed us in a fresh new way: it is all about Jesus. It is all about how much God loves people; It is about the beauty of being a loving and caring church; loving the lost just like Jesus did;  bearing fruits and changing eternity of many; fulfilling the Great Commission: Making disciples! It is about bringing glory to God! We went back to the beginning. Back to the joy. Back to the first fruits. Back to the harvest, with new energy, new passion and a new heart. We were back to the game! 

No matter what you do, start with the WHY. After 10 or 20 years doing the same thing? Or if you are starting something new from scratch? Always start your meetings, services, coaching, counselling – whatever you do – start with the WHY. It is all about Jesus. It is his love, his compassion, his power, his salvation, his Church, his glory. It is all about him. Keep it clear. Keep it fresh. Never take it for granted. 

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Se eu pudesse começar de novo… eu nunca deixaria de dar o devido valor à visão

Por Roberto Bottrel

[servindo igrejas europeias, desafiando-as a fazer discípulos através de
células que se multiplicam (centraldna.org).
Autor do livro Multiplicação, O desafio para todo cristão, todo líder e a
Igreja (disponível na amazon.com)]

Durante muitos anos, trabalhamos duro para construir uma nova cultura em nossa igreja, focada em amar a Deus, amar as pessoas, alcançar as pessoas perdidas e levantar pessoas para cumprir o chamado de Deus para fazer discípulos. E depois de muita projeção e treinamento, tudo isso apoiado por mudanças estruturais, nos tornamos uma igreja celular próspera.

A partir daí, investimos na melhoria de nossas estratégias, métodos e programas. E ano após ano, crescemos em qualidade e quantidade. Estávamos surfando ondas grandes. Pensamos então que a visão estava segura. Grande erro!

Após anos de rotina de vida celular, iniciando e cultivando células e depois multiplicando-as, nos acostumamos. Nós nos tornamos bons nisso. Fazíamos nossos papeis sem ter que pensar muito. Nós sabíamos o que fazer e como fazê-lo. Mas lentamente, começamos a esquecer o porquê…

Quando o porquê é esquecido, cada pessoa desenvolve um tipo de motivação para fazer as coisas, e poucas terão a motivação certa. No nosso caso, alguns tiveram, muitos não, mas isso realmente não importava, pois ainda estávamos avançando… até que começamos a secar. E ficar cansados. E perder a alegria. Depois de um tempo, as células não estavam se multiplicando como antes e muitas estavam fechando… estávamos com problemas.

O que nós tivemos que fazer? Parar os motores! Identificar o que estava acontecendo. Entender os motivos. Agir para fazer a coisa certa. Tornou-se claro: vamos voltar para onde começamos.  Vamos voltar ao porquê. Sobre o que é tudo isso? Depois de orar e buscar o Senhor, Ele nos mostrou de uma maneira nova: é tudo sobre Jesus. É tudo sobre o quanto Deus ama as pessoas; é sobre a beleza de ser uma igreja amorosa e solidária; amar os perdidos como Jesus amou; dando frutos e mudando a eternidade de muitos; cumprindo a Grande Comissão: Fazendo discípulos! É sobre trazer glória a Deus! Voltamos ao começo. De volta à alegria. De volta aos primeiros frutos. De volta à colheita, com nova energia, nova paixão e um novo coração. Voltamos ao jogo!

Não importa o que você faça, comece com o PORQUÊ. Depois de 10 ou 20 anos fazendo a mesma coisa? Ou se você está começando algo novo do zero? Sempre comece suas reuniões, cultos, treinamentos, aconselhamentos – faça o que fizer – comece com o PORQUÊ. É tudo sobre Jesus. É o seu amor, sua compaixão, seu poder, sua salvação, sua Igreja, sua glória. É tudo sobre ele. Deixe isso claro. Deixe isso sempre fresco. Não deixe de dar o devido valor.

Spanish blog:

Si pudiera comenzar de nuevo … nunca daría por sentada la visión

Por Roberto Bottrel [sirviendo a las iglesias europeas, desafiándolas a hacer discípulos a través de células que se multiplican (centraldna.org). Autor del libro Multiplicación, El desafío ante cada cristiano, cada Líder y la Iglesia (disponible en amazon.com)]

Durante muchos años trabajamos muy duro para construir una nueva cultura en nuestra iglesia, enfocada en amar a Dios, amar a las personas, alcanzar a los perdidos y desarrollar a las personas para cumplir con el llamado de Dios para hacer discípulos. Y después de una gran cantidad de visión, equipamiento y entrenamiento, todo esto apoyado por cambios estructurales, nos convertimos en una iglesia celular próspera.

A partir de ese momento, invertimos en mejorar nuestras estrategias, métodos y programas. Y año tras año crecimos en calidad y en cantidad. Estábamos surfeando grandes olas. Entonces pensamos que la visión era segura. ¡Gran error!

Después de años de rutina de vida celular, abriendo y desarrollando células y luego multiplicándolas, nos acostumbramos. Nos hicimos buenos en eso. Lo haríamos sin tener que pensar demasiado. Sabemos qué hacer y cómo hacerlo. Pero lentamente, comenzamos a olvidar por qué …

Cuando se olvida el POR QUÉ, cada uno desarrollará todo tipo de motivaciones para hacer las cosas, y pocas serán para lo correcto. En nuestro caso, algunos lo tenían, muchos no, pero en realidad no importaba ya que todavía estábamos avanzando … hasta que comenzamos a secarnos, cansarnos y perder la alegría. Después de un tiempo, las células no se multiplicaban como antes y muchas de ellas se cerraban … estábamos en problemas.

¿Qué tuvimos que hacer? ¡Paren los motores! Identifica lo que está sucediendo, comprende las razones, actúa para hacerlo bien. Quedó claro como el cristal: volvamos a donde empezamos, volvamos al POR QUÉ. ¿Que es todo esto? Después de orar y buscar al Señor, nos mostró una nueva forma: se trata de Jesús. Se trata de cuánto Dios ama a las personas; se trata de la belleza de ser una iglesia amorosa y afectuosa; amar a los perdidos tal como lo hizo Jesús; dando frutos y cambiando la eternidad de muchos; cumpliendo la Gran Comisión: ¡Hacer discípulos! ¡Se trata de traer gloria a Dios! Regresamos al principio, de vuelta a la alegría, de vuelta a los primeros frutos. De vuelta a la cosecha, con nueva energía, nueva pasión y un nuevo corazón. ¡Volvimos al juego!

No importa lo que hagas, comienza con el POR QUÉ. ¿Después de 10 o 20 años haciendo lo mismo? ¿O si estás comenzando algo nuevo desde cero? Siempre inicia tus reuniones, servicios, consejería, asesoramiento, hagas lo que hagas, comieza con el POR QUÉ. Se trata de Jesús. Es su amor, su compasión, su poder, su salvación, su Iglesia, su gloria. Se trata de él; Manten esto claro, mantenlo fresco. Nunca lo des por sentado.

Sumate a la Obra Misionera a Pueblos No Alcanzados

He is in Control

By Roberto Bottrel, Author of the book Multiplication, The challenge before every Christian, every Leader, and the Church (available @amazon.com)]

As a network pastor, I was always worried about the cells, the ones that closed, even the ones that multiplied. Also about the visitors that never came back, or the ones who after a while left the cell. And what about the ones that never got baptized or the old-time Christians that were never willing to serve. Hundreds of other situations were always bothering me. They were out of my control. What could I do?

One day, reading the book of Acts, a very well known passage acquired a new perspective for me: 

“But you will receive power when the Holy Spirit comes on you; and you will be my witnesses in Jerusalem, and in all Judea and Samaria, and to the ends of the earth.”

Acts 1:8 NIV

I always saw this as another variation of the Great Commission as we see in Matthew 28 and Marc 16. But, then, I realized there is no commandment here. Jesus isn’t telling them to do anything. On the contrary: in the beginning of this speech he tells them not to do anything. Don’t go. Just wait. And then he gives them this prophesy. Yes, it is a prophetic word, not a commandment. There is no imperative. He is just telling them what will happen. In other words, just wait and you will see!

As we continue reading the book of Acts we find the fulfilment of the prophecy piece by piece. In chapter 2, they receive power when the Holy Spirit comes over them. Immediately after that they become witnesses in Jerusalem (3000 get saved!). And they do it to a point that even the religious authorities have to declare: you have filled Jerusalem with your teaching (Acts 5:28)! Some time later, persecution starts and the church was scattered throughout Judea and Samaria. “Those who had been scattered preached the word wherever they went (Acts 8:4). And from that point on, there were no more limits. First Peter preaching to the gentiles for the first time (Acts 10) and later Paul travelling to the ends of the earth to share the good news (Acts 13 to 28). Wow! The prophecy had been fulfilled step by step. 

Do you know what I realized? God is in control. He has always been in control. Why do we worry? It is his church and he told us he would build it (Matthew 16:18). It is his work, his love, his mission, his strategy, his will, his power. I fully recognize that I am not capable of doing any supernatural activities nor producing fruit that will last. So, I have decided to rest in him, put my burdens down, listen to his sweet inputs and just follow his lead. Wait, he says, and you will receive power. And then miracles happen, people get saved, disciples are made and the crowd that nobody can count is increased. Yes, he is surely in control.

Korean blog (Click here)

Portuguese blog:

Ele está no controlePor Roberto Bottrel [servindo igrejas europeias, desafiando-as a fazer discípulos através de células que se multiplicam (centraldna.org). Autor do livro Multiplication, The challenge before every Christian, every Leader, and the Church (“Multiplicação, o desafio de todo cristão, todo líder e a Igreja”, em tradução livre), disponível em amazon.com]

Como pastor de rede, eu sempre me preocupei com as células, com as que fechavam e até mesmo com as que se multiplicavam. Também com os visitantes que nunca voltaram, ou aqueles que depois de um tempo deixaram de frequentar a célula. E os que nunca foram batizados ou os cristãos antigos que nunca estavam dispostos a servir! Centenas de outras situações estavam sempre me incomodando. Elas estavam fora do meu controle. O que eu poderia fazer?

Um dia, lendo o livro de Atos, uma passagem muito conhecida adquiriu uma nova perspectiva para mim:

“Mas você receberá poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês; e vocês serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra” Atos 1:8 NVI.

Sempre vi isso como outra variação da Grande Comissão, como vemos em Mateus 28 e Marcos 16. Mas, então, percebi que não há mandamento aqui. Jesus não está dizendo para eles fazerem nada. Pelo contrário: no começo desse discurso, Ele diz para eles não fazerem nada. Não vá. Apenas espere. E então Ele profetiza a eles. Sim, é uma palavra profética, não um mandamento. Não há imperativo. Ele está apenas lhes dizendo o que vai acontecer. Em outras palavras, apenas espere e você verá!

Conforme continuamos a ler o livro de Atos, encontramos o cumprimento da profecia, passo a passo. No capítulo 2, eles recebem poder quando o Espírito Santo lhes sobrevém. Imediatamente depois disso, eles se tornam testemunhas em Jerusalém (3000 são salvos!). E eles fazem isso a um ponto que até as autoridades religiosas têm que declarar: vocês encheram Jerusalém com sua doutrina (Atos 5:28)! Algum tempo depois, a perseguição começa e a Igreja é espalhada por toda a Judéia e Samaria. “Os que haviam sido dispersos pregavam a palavra por onde quer que fossem (Atos 8:4). E a partir daí, não havia mais limites. Primeiro Pedro pregando aos gentios pela primeira vez (Atos 10) e depois Paulo viajando para os confins da terra para compartilhar as boas novas (Atos 13 a 28). Uau! A profecia foi cumprida passo a passo.

Você sabe o que eu percebi? Deus está no controle. Ele sempre esteve no controle. E por que nos preocupamos? A Igreja é dEle e Ele nos disse que a construiria (Mateus 16:18). É Seu trabalho, Seu amor, Sua missão, Sua estratégia, Sua vontade, Seu poder. Reconheço plenamente que não sou capaz de realizar nenhuma atividade sobrenatural nem produzir frutos que durem. Então, eu decidi descansar nEle, abaixar meus fardos, ouvir Suas sugestões doces e apenas Seguir sua liderança. Espere, Ele diz, e você receberá poder. E então milagres acontecem, as pessoas são salvas, os discípulos são feitos e a multidão que ninguém pode contar é aumentada. Sim, Ele certamente está no controle.

Spanish blog:

El tiene el control

Por Roberto Bottrel [sirviendo a las iglesias europeas, desafiándolas a hacer discípulos a través de células que se multiplican (centraldna.org). Autor del libro Multiplicación, El desafío ante cada cristiano, cada Líder y la Iglesia (disponible en amazon.com)]

Como pastor de la red, siempre estaba preocupado por las células, las que se cerraron, incluso las que se multiplicaron. También sobre los visitantes que nunca regresaron, o los que después de un tiempo dejaron la célula. ¿Y qué hay de los que nunca se bautizaron o de los cristianos antiguos que nunca estuvieron dispuestos a servir? Cientos de otras situaciones siempre me estaban molestando. Estaban fuera de mi control. ¿Qué podía hacer?
Un día, leyendo el libro de los Hechos, un pasaje muy conocido adquirió una nueva perspectiva para mí:

“Pero recibirás poder cuando el Espíritu Santo venga sobre ti; y ustedes serán mis testigos en Jerusalén, y en toda Judea y Samaria, y hasta los confines de la tierra “.

Hechos 1: 8 NIV
 
Siempre vi esto como otra variación de la Gran Comisión como vemos en Mateo 28 y Marcos 16. Pero, entonces, me di cuenta de que no hay ningún mandamiento aquí. Jesús no les está diciendo que hagan nada. Por el contrario: al inicio de este discurso les dice que no hagan nada. No te vayas Solo espera Y luego les da esta profecía. Sí, es una palabra profética, no un mandamiento, no hay imperativo. Él solo les está diciendo lo que sucederá. En otras palabras, ¡solo espera y verás!

A medida que continuamos leyendo el libro de los Hechos, encontramos el cumplimiento de la profecía pieza por pieza. En el capítulo 2, reciben poder cuando el Espíritu Santo viene sobre ellos. Inmediatamente después se convierten en testigos en Jerusalén (¡3000 se salvan!). Y lo hacen hasta un punto que incluso las autoridades religiosas tienen que declarar: ¡has llenado Jerusalén con tus enseñanzas (Hechos 5:28)! Algún tiempo después, comienza la persecución y la iglesia se dispersó por Judea y Samaria.

“Aquellos que habían sido dispersados ​​predicaron la palabra donde quiera que fueran (Hechos 8: 4). Y a partir de ese momento, no hubo más límites. Primero Pedro predicando a los gentiles por primera vez (Hechos 10) y luego Pablo viajando a los confines de la tierra para compartir las buenas nuevas (Hechos 13 a 28). ¡Guauu! La profecía se había cumplido paso a paso.

¿Sabes de lo que me di cuenta? Dios está en control. Él siempre ha estado en control. ¿Por qué nos preocupamos? Es su iglesia y nos dijo que la construiría (Mateo 16:18). Es su trabajo, su amor, su misión, su estrategia, su voluntad, su poder. Reconozco plenamente que no soy capaz de realizar ninguna actividad sobrenatural ni producir fruta que dure. Entonces, he decidido descansar en él, bajar mis cargas, escuchar sus dulces aportes y simplemente seguir su ejemplo. Espera, dice, y recibirás poder. Y luego ocurren milagros, la gente se salva, se hacen discípulos y aumenta la multitud que nadie puede contar. Sí, seguramente Él tiene el control.