Don’t Take Them to Church

By Daphne Kirk, www.G2gMandate.org; Twitter: daphnekirk

We have been asked over and over, if we are going to bring Muslims to in our local community to church. Our answer is NO! That is not our goal.Many of them have a different language. They all have a different culture.

We go to their homes; they come to our home. They are our friends. They all love us! We eat together, have fun and talk about anything and everything – and I mean “everything” including Jesus. This relationship has been built over years.

Why would we “take them to church,” where they have no identity with the culture and language there. No – absolutely not!

So what is our vision? To plant a cell among that community. To see that cell multiply… and reach other Muslims who are mostly from Pakistan.

We have spoken to a local cell church Pastor who is open to relating to them, and we are believing that this vision will begin to take off. And as it does, the church will be birthed among them. But remember that cell is church! Cells will multiply and have leaders who speak the same language and understand the culture.

So – we are not “taking” them to church; Rather we are taking the church to them. And they will be the church! 

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Não, nós não os estamos levando para a igreja!

Por Daphne Kirk, www.G2gMandate.org; Twitter: daphnekirk

Nos perguntaram várias vezes se vamos levar os muçulmanos de nossa comunidade local para a igreja. Nossa resposta é NÃO! Esse não é o nosso objetivo. Muitos deles têm um idioma diferente. Todos eles têm uma cultura diferente.

Nós vamos para as casas deles; eles vêm para a nossa casa. Eles são nossos amigos. Todos eles nos amam! Comemos juntos, nos divertimos e conversamos sobre tudo e qualquer coisa – e eu quero dizer “tudo” incluindo Jesus. Esse relacionamento foi construído ao longo de anos.

Por que nós os “levaríamos à igreja”, onde eles não se identificam com a cultura e a linguagem de lá? Não – absolutamente não!

Então, qual é a nossa visão? Plantar uma célula nessa comunidade. Ver essa célula se multiplicar … e alcançar outros muçulmanos que são principalmente do Paquistão.

Conversamos com um pastor de uma igreja em células local que está aberto a se relacionar com eles, e acreditamos que essa visão começará a decolar. E, à medida que cresce, a igreja nascerá entre eles. Mas lembre-se que a célula é a igreja! As células se multiplicam e têm líderes que falam a mesma língua e entendem a cultura.

Então, não estamos “levando-os” para a igreja; pelo contrário, estamos levando a igreja à eles. E eles serão a igreja!

Spanish blog:

¡No, no los llevaremos a la iglesia!

Por Daphne Kirk, www.G2gMandate.org; Twitter: daphnekirk

Se nos ha preguntado una y otra vez si vamos a traer a los musulmanes de nuestra comunidad local a la iglesia. Nuestra respuesta es NO! Ese no es nuestro objetivo. Muchos de ellos tienen un idioma diferente, todos tienen una cultura diferente.

Vamos a sus casas, vienen a nuestra casa, son nuestros amigos. ¡Todos nos aman! Comemos juntos, nos divertimos y hablamos de todo un poco y me refiero a “todo”, incluido Jesús. Esta relación se ha construido a lo largo de los años.

¿Por qué los “llevaríamos a la iglesia”, donde no tienen identidad con la cultura y el idioma de ese lugar? ¡No absolutamente no!

Entonces, ¿cuál es nuestra visión? Plantar una célula entre esa comunidad. Para ver esa célula multiplicarse … y llegar a otros musulmanes que son en su mayoría de Pakistán.

Hemos hablado con un pastor local de la iglesia celular que está abierto a relacionarse con ellos, y creemos que esta visión comenzará a despegar. Y como lo hace, la iglesia nacerá entre ellos. ¡Pero recuerda que la célula es iglesia! Las células se multiplicarán y tendrán líderes que hablan el mismo idioma y entienden la cultura.

Entonces, no los estamos “llevando” a la iglesia; Más bien les estamos llevando la iglesia. ¡Y ellos serán la iglesia!

Leave a Reply

Your email address will not be published.