Don’t Take Them to Church

By Daphne Kirk, www.G2gMandate.org; Twitter: daphnekirk

We have been asked over and over, if we are going to bring Muslims to in our local community to church. Our answer is NO! That is not our goal.Many of them have a different language. They all have a different culture.

We go to their homes; they come to our home. They are our friends. They all love us! We eat together, have fun and talk about anything and everything – and I mean “everything” including Jesus. This relationship has been built over years.

Why would we “take them to church,” where they have no identity with the culture and language there. No – absolutely not!

So what is our vision? To plant a cell among that community. To see that cell multiply… and reach other Muslims who are mostly from Pakistan.

We have spoken to a local cell church Pastor who is open to relating to them, and we are believing that this vision will begin to take off. And as it does, the church will be birthed among them. But remember that cell is church! Cells will multiply and have leaders who speak the same language and understand the culture.

So – we are not “taking” them to church; Rather we are taking the church to them. And they will be the church! 

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Não, nós não os estamos levando para a igreja!

Por Daphne Kirk, www.G2gMandate.org; Twitter: daphnekirk

Nos perguntaram várias vezes se vamos levar os muçulmanos de nossa comunidade local para a igreja. Nossa resposta é NÃO! Esse não é o nosso objetivo. Muitos deles têm um idioma diferente. Todos eles têm uma cultura diferente.

Nós vamos para as casas deles; eles vêm para a nossa casa. Eles são nossos amigos. Todos eles nos amam! Comemos juntos, nos divertimos e conversamos sobre tudo e qualquer coisa – e eu quero dizer “tudo” incluindo Jesus. Esse relacionamento foi construído ao longo de anos.

Por que nós os “levaríamos à igreja”, onde eles não se identificam com a cultura e a linguagem de lá? Não – absolutamente não!

Então, qual é a nossa visão? Plantar uma célula nessa comunidade. Ver essa célula se multiplicar … e alcançar outros muçulmanos que são principalmente do Paquistão.

Conversamos com um pastor de uma igreja em células local que está aberto a se relacionar com eles, e acreditamos que essa visão começará a decolar. E, à medida que cresce, a igreja nascerá entre eles. Mas lembre-se que a célula é a igreja! As células se multiplicam e têm líderes que falam a mesma língua e entendem a cultura.

Então, não estamos “levando-os” para a igreja; pelo contrário, estamos levando a igreja à eles. E eles serão a igreja!

Spanish blog:

¡No, no los llevaremos a la iglesia!

Por Daphne Kirk, www.G2gMandate.org; Twitter: daphnekirk

Se nos ha preguntado una y otra vez si vamos a traer a los musulmanes de nuestra comunidad local a la iglesia. Nuestra respuesta es NO! Ese no es nuestro objetivo. Muchos de ellos tienen un idioma diferente, todos tienen una cultura diferente.

Vamos a sus casas, vienen a nuestra casa, son nuestros amigos. ¡Todos nos aman! Comemos juntos, nos divertimos y hablamos de todo un poco y me refiero a “todo”, incluido Jesús. Esta relación se ha construido a lo largo de los años.

¿Por qué los “llevaríamos a la iglesia”, donde no tienen identidad con la cultura y el idioma de ese lugar? ¡No absolutamente no!

Entonces, ¿cuál es nuestra visión? Plantar una célula entre esa comunidad. Para ver esa célula multiplicarse … y llegar a otros musulmanes que son en su mayoría de Pakistán.

Hemos hablado con un pastor local de la iglesia celular que está abierto a relacionarse con ellos, y creemos que esta visión comenzará a despegar. Y como lo hace, la iglesia nacerá entre ellos. ¡Pero recuerda que la célula es iglesia! Las células se multiplicarán y tendrán líderes que hablan el mismo idioma y entienden la cultura.

Entonces, no los estamos “llevando” a la iglesia; Más bien les estamos llevando la iglesia. ¡Y ellos serán la iglesia!

The Family Priority

By Daphne Kirk, www.G2gMandate.org; Twitter: daphnekirk

When God ordered His people Israel He placed: The family within the tribe, the tribe within the nation. And in the same way, the family is within the cell, the cell within the congregation.

We must remember that family is a cell within the cell and every value of cell can be expressed through family. Think about it:

  • Jesus at the Center of the family.
  • Every member of the family ministering to each other and those who come within the sphere of influence of the family. Loving each other and others with the sacrificial love of Jesus, open homes with open hearts.
  • Every member growing. Discipleship is a family matter, with parents being the primary disciplers of their children through lifestyle discipleship, and parents intent on encouraging and inspiring each other to grow, with the father leading the way.
  • The family reaching out to others and making disciples. A healthy family embraces others. “He sets the lonely in families” Psalm 68: 6 Single people and those who are lonely need families to embrace them. Each family member can embrace others and reach out to other families, neighbors etc.
  • Heathy relationships are vital in family and with others, just as in the cell group.
  • Multiplication looking different, through generational multiplication, but also as the family reaches out and brings others to the cell.

When healthy families develop as a cell within a cell, the cell group is healthier and grows through existing relationships. When families become dependent on the “church,” when discipleship is not at the heart of family and they are inward looking, that DNA goes with them when they meet with the rest of their cell group.

Cell values should flow in the cell, to and from the family.

  • At the heart of the nation of Israel – was family.
  • At the heart of the cell group – is family.

One DNA, one heart and one goal – to glorify and prepare the way for their coming King.

Family is a cell within the cell.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

A prioridade da família

Por Daphne Kirk, www.G2gMandate.org;  Twitter: daphnekirk

Quando Deus ordenou ao seu povo Israel, Ele colocou: A família dentro da tribo, a tribo dentro da nação. E da mesma forma, a família está dentro da célula, a célula dentro da congregação.

Devemos lembrar que a família é uma célula dentro da célula e todo valor de célula pode ser expresso através da família. Pense nisso:

  • Jesus no centro da família.
  • Todos os membros da família ministram uns aos outros, bem como aqueles que entram na esfera de influência da família. Amam uns aos outros com o amor sacrificial de Jesus e abrem as casas de coração aberto.
  • Cada membro crescendo. Discipulado é um assunto de família, com os pais sendo os principais discipuladores de seus filhos através do estilo de vida de discipulado, e os pais com a intenção de incentivar e inspirar uns aos outros para crescer, com o pai liderando o caminho.
  • A família estende a mão aos outros e faz discípulos. Uma família saudável abraça os outros. “Deus dá um lar aos solitários” Salmos 68:6. As pessoas solteiras e solitárias precisam que as famílias as abracem. Cada membro da família pode abraçar os outros e alcançar outras famílias, vizinhos etc.
  • Relacionamentos saudáveis ​​são vitais na família e com os outros, assim como na célula.
  • A multiplicação parece diferente através da multiplicação geracional, mas também quando a família evangeliza e traz outros para a célula.

Quando famílias saudáveis ​​se desenvolvem como uma célula dentro de uma célula, a célula se torna mais saudável e cresce através dos relacionamentos existentes. Quando as famílias se tornam dependentes da “igreja” e quando o discipulado não está no coração da família e elas estão voltadas para o interior, esse DNA vai com elas quando se encontram com o resto da célula.

Os valores das células devem fluir na célula, para e da família.

  • No coração da nação de Israel – estava a família.
  • No coração da célula – está a família.

Um DNA, um coração e um objetivo – glorificar e preparar o caminho para o seu Rei que está vindo.

Família é uma célula dentro da célula.

Spanish blog: 

La prioridad familiar

Por Daphne Kirk, www.G2gMandate.org; Twitter: daphnekirk

Cuando Dios ordenó a su pueblo Israel, colocó: La familia dentro de la tribu, la tribu dentro de la nación. Y de la misma manera, la familia está dentro de la célula, la célula dentro de la congregación.

Debemos recordar que la familia es una célula dentro de la célula y cada valor de la célula puede expresarse a través de la familia. Piénsalo:

▪️Jesús en el centro de la familia.

▪️Todos los miembros de la familia se ministran entre sí y los que entran en la esfera de influencia de la familia. Amandosé unos a otros y con el amor sacrificial de Jesús, abrir hogares con corazones abiertos.

▪️Cada miembro crece. El discipulado es un asunto familiar, donde los padres son los principales discipuladores de sus hijos a través del discipulado de estilo de vida, y los padres intentan alentarse e inspirarse mutuamente para crecer, con el padre liderando el camino.

▪️La familia llegando a otros y haciendo discípulos. Una familia sana abraza a los demás. “Él pone a los solitarios en familias” Salmos 68: 6. Las personas solteras y los que están solos necesitan familias para que los abracen. Cada miembro de la familia puede abrazar a otros y llegar a otras familias, vecinos, etc.

▪️Las relaciones saludables son vitales en la familia y con las demás personas, al igual que en el grupo celular.

▪️La multiplicación se ve diferente, a través de la multiplicación generacional (!), Pero también a medida que la familia se acerca y lleva a otros a la célula.

Cuando las familias sanas se desarrollan como una célula dentro de una célula, el grupo celular es más saludable y crece a través de las relaciones existentes. Cuando las familias se vuelven dependientes de la “iglesia”, cuando el discipulado está en el corazón de la familia y están mirando hacia adentro, ese ADN los acompaña cuando se reúnen con el resto de su grupo celular.

Los valores de la célula deben fluir en está, hacia y desde la familia.

▪️En el corazón de la nación de Israel – estaba la familia.

▪️En el corazón del grupo celular – está la familia.

Un ADN, un corazón y un objetivo: glorificar y preparar el camino para su próximo Rey.

La familia es una célula dentro de la célula.

Start Young and Model It Well

By Daphne Kirk, www.Gnation2gnation.com; Twitter: daphnekirk

Let me tell a true story – everyone loves a story!

Daniella, my daughter, then 6 years old, gave her life to Jesus and wanted to be baptized. She knew her siblings had been as children and ran to our Pastor asking if she could be baptized. The response was simply that they did not baptized children.  Daniella came crying to me. I had one key moment to respond to this crying child and am thankful that I chose to look at her tenderly and say, “Daniella, you are going to learn now something many adults never learn – to submit to those God puts over us with a happy and willing heart.”

Over the years she would return and ask again.  Each time I repeated what I had initially told her. 

“Daniella, you have the opportunity to learn something now that many adults never learn – to submit to those God puts over us with a happy and willing heart.

Eventually aged 12, she was baptized. That morning I said, “ I am so glad you had to wait. You have learned something that many adults never learn. You submitted all this time and you kept your happy and willing heart. I am proud of you.’ 

Some years later we were ministering in another church, she was about 16 years of age. I overheard a church leader grumbling to Daniella about his Pastor, and saying he was considering leaving. Daniella’s quick response was, 

“David submitted to Saul.  I don’t understand your problem.”

I gave heaven a high five!!! 

Start young and model it well.

Daphne

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Comece Jovem e Modele bem

Por Daphne Kirk, www.Gnation2gnation.com; Twitter: daphnekirk

Deixe-me contar uma história verdadeira – todo mundo adora uma história!

Daniella, minha filha, na época com 6 anos, entregou sua vida a Jesus e quis ser batizada. Ela sabia que seus irmãos tinham sido batizados quando crianças e correu para o nosso pastor perguntando se ela poderia ser batizada. A resposta foi simplesmente que eles não batizavam crianças. Daniella veio chorando para mim. Eu tive um momento decisivo para responder a essa criança chorosa e sou grata por ter escolhido olhá-la afetuosamente e dizer: “Daniella, você vai aprender agora algo que muitos adultos nunca aprendem – a se submeter àqueles que Deus coloca acima de nós com um coração feliz e disposto. ”

Com o passar dos anos ela voltava e perguntava de novo. Cada vez eu repetia o que eu havia dito inicialmente.

“Daniella, você tem a oportunidade de aprender agora algo que muitos adultos nunca aprendem – a se submeter àqueles que Deus coloca acima de nós com um coração feliz e disposto. ”

Eventualmente, aos 12 anos, ela foi batizada. Naquela manhã eu disse: “Estou tão feliz que você teve que esperar. Você aprendeu algo que muitos adultos nunca aprendem. Você se submeteu todo esse tempo e manteve seu coração feliz e disposto. Estou orgulhosa de você.’

Alguns anos depois estávamos ministrando em outra igreja, ela tinha cerca de 16 anos de idade. Eu ouvi por acaso um líder da igreja resmungando para Daniella sobre seu pastor e dizendo que ele estava pensando em deixar a igreja. A resposta rápida de Daniella foi,

“Davi se submeteu a Saul. Eu não entendo o seu problema.”

Eu dei ao céu um “toca aqui”!!!

Comece jovem e modele bem.

Daphne

Spanish blog:

Comienza joven y crea un buen modelo

Por Daphne Kirk, www.Gnation2gnation.com; Twitter: daphnekirk

Déjame contarte una historia real: ¡a todos les encanta una historia!

Daniella, mi hija, entonces de 6 años, dio su vida a Jesús y quiso ser bautizada. Ella sabía que sus hermanos habían sido bautizados como niños y corrió hacia nuestro Pastor preguntando si podía ser bautizada. La respuesta fue simplemente que no bautizaban a los niños; Daniella vino llorándome. Tuve un momento clave para responder a esta niña que lloraba y estoy agradecida de haber elegido mirarla con ternura y decir: “Daniella, vas a aprender ahora algo que muchos adultos nunca aprenden: someterse a los que Dios pone sobre nosotros con una Corazón feliz y dispuesto “.

Con los años ella volvería y preguntaría de nuevo. Cada vez repetía lo que inicialmente le había dicho.

“Daniella, tienes la oportunidad de aprender algo ahora que muchos adultos nunca aprenden, de someterse a los que Dios pone sobre nosotros con un corazón feliz y dispuesto”.

Con el tiempo a los 12 años, fue bautizada. Esa mañana dije: “Me alegra tanto que hayas tenido que esperar. Has aprendido algo que muchos adultos nunca aprenden. Esperaste todo este tiempo y mantuviste tu corazón feliz y dispuesto. Estoy orgullosa de ti.’

Algunos años más tarde estábamos ministrando en otra iglesia, ella tenía unos 16 años de edad. Escuché a un líder de la iglesia quejarse a Daniella sobre su Pastor, y decir que estaba considerando irse. La respuesta rápida de Daniella fue:

“David se sometió a Saúl. No entiendo tu problema “.

¡Me alegre con el cielo!

Comienza joven y crea un buen modelo.

Daphne

Truths and Myths Surrounding the Emerging Generation

By Daphne Kirk, www.Gnation2gnation.com; Twitter: daphnekirk

Actions speak louder than words! I see these myths actively lived out through cells, resulting in the emerging generation often feeling undervalued and not reaching their full potential. In many nations they are literally dying for Him, even in childhood. This is their potential that undermines these unBiblical myths, which can be banished with faith, vision and Biblical understanding!

Myth

  • You have a “calling” and “an office” to be involved with the emerging generation

Truth

  • There is no Biblical “calling” or “office”, only commands:
    • to everyone “One generation shall tell the next generation” Psalm 145:4
    • to parents, “the revealed things belong to you and your children.” Deut. 29: 2  

Myth

  • The emerging generation are “not ready” to lead.

Truth

  • They are already leaders – a person who has followers is a leader! When resourced and empowered they can and do lead cells in schools, colleges and homes, even as young as 8 years.

Myth

  • When you get past a certain age you are too old to be involved with the teens

Truth

  • They need father figures, so many have absent fathers.

Myth

  • Children cannot operate in the gifts of the Spirit

Truth

  • They can and do. Their simple faith is undeterred by the skepticism and inhibitions of adults. Healing, prophecy, knowledge, faith etc. flow easily through them.

Myth

  • We can do better without them present

Truth

  • “Through the praise of children and infants you have established a stronghold against your enemies, to silence the foe and the avenger” Psalm 8:2, yet we exclude them when we are “under attack”.
  • They are our role models. Matt. 18: 1-5

Myth

  • Parents do not know how to disciple their children

Truth

  • Every parent disciples their children and young people in the things they are passionate about: football, education etc. The next generation catch a lifestyle of passion Deut 4: 5-6 The hard truth could be that many parents have lost their passion for Jesus as their primary love. Passion is catching.

Myth

  • Discipleship is peer.

Truth

  • Every model of Biblical discipleship was generational, discipling someone who would out live them e.g. Moses and Joshua, Paul and Timothy. Mordecai and Esther

Age is not a “qualification” to Jesus but an opportunity!

A cell member didn’t attend the meeting as she had a migraine. A child prayed “Dear Jesus don’t let her die!” The adults laughed and assured her no one died from migraine. The next day she was admitted to hospital with meningitis … and she did not die!

A child told a children’s cell that she thought her father was in danger. The children prayed. That week the father was attacked, a knife very narrowly missed a main artery… and he did not die.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Verdades e Mitos sobre a Geração Emergente

Por Daphne Kirk, www.Gnation2gnation.com; Twitter: daphnekirk

Ações falam mais alto que palavras! Eu vejo esses mitos vivenciados de forma ativa através das células, fazendo com que a geração emergente muitas vezes seja pouco valorizada e impedindo-a de atingir todo o seu potencial. Em muitas nações a geração emergente está literalmente morrendo por Ele, mesmo na infância. Este é o seu potencial que destrói esses mitos não-bíblicos, que podem ser banidos com fé, visão e compreensão bíblica!

Mito

  • Você deve ter um “chamado” e  um “ofício” para se envolver com a geração emergente.

Verdade

  • Não há “chamado” ou “ofício” bíblico, apenas comandos:

                 – Para todos “Uma geração contará à próxima geração” Salmos 145: 4.

                 – Para os pais, “as coisas reveladas pertencem a nós e aos nossos filhos” Deuteronômio 29:29.

Mito

  • A geração emergente não está pronta para liderar.

Verdade

  • Eles já são líderes – uma pessoa que tem seguidores é um líder! Quando são equipados e capacitados, eles podem e lideram células em escolas, faculdades e casas, mesmo com apenas 8 anos.

Mito

  • Quando você passa de uma certa idade, você é velho demais para se envolver com os adolescentes.

Verdade

  • Os adolescentes precisam de figuras paternas, muitos têm pais ausentes.

Mito

  • As crianças não podem operar nos dons do Espírito.

Verdade

  • Elas não só podem como operam. Sua fé simples pode ser intimidada pelo ceticismo e inibições dos adultos. Cura, profecia, conhecimento, fé, etc. fluem facilmente através delas.

Mito

  • Nós podemos fazer melhor sem a presença das crianças e adolescentes.

Verdade

  • “Dos lábios das crianças e dos recém-nascidos firmaste o teu nome como fortaleza, por causa dos teus adversários, para silenciar o inimigo que busca vingança” Salmos 8:2, e ainda assim nós os excluímos quando estamos “sob ataque”.
  • Eles são nossos modelos – Mateus 18:1-5.

Mito

  • Os pais não sabem discipular seus filhos.

Verdade

  • Cada pai e mãe discipula seus filhos e jovens nas coisas que eles mesmos são apaixonados: futebol, educação etc. A próxima geração tem um estilo de vida de paixão- Deuteronômio 4:5-6. A dura verdade pode ser que muitos pais perderam sua paixão por Jesus como seu primeiro amor. A paixão é contagiosa.

Mito

  • O discipulado acontece entre os pares.

Verdade

  • Todo modelo de discipulado bíblico era geracional, discipulando alguém que fosse viver mais do que o líder, por exemplo, Moisés e Josué, Paulo e Timóteo, Mordecai e Ester.

A idade não é uma “qualificação” para Jesus, mas uma oportunidade!

Um membro da célula não compareceu à reunião porque ela estava com enxaqueca. Uma criança orou “Querido Jesus, não a deixe morrer!”. Os adultos riram e asseguraram que ninguém morreria de enxaqueca. No dia seguinte ela foi internada no hospital com meningite… e ela não morreu!

Uma criança disse à sua célula infantil que ela achava que seu pai estava em perigo. As crianças oraram. Naquela semana, o pai foi atacado, uma faca quase acertou uma artéria muito importante… e ele não morreu.

Spanish blog:

Verdades y mitos que rodean a la generación emergente

Por Daphne Kirk, www.Gnation2gnation.com; Twitter: daphnekirk

¡Las acciones hablan más que las palabras! Veo que estos mitos se viven de manera activa a través de las células, lo que hace que la generación emergente a menudo se subestime y no alcance su máximo potencial. En muchas naciones están literalmente muriendo por Él, incluso en la infancia. ¡Este es su potencial que socava estos mitos no bíblicos, que pueden ser desterrados con fe, visión y entendimiento bíblico!

Mito

Tiene un “llamamiento” y una “oficina” para participar en la generación emergente

Verdad

No hay una “llamada” o “oficina” bíblica, solo comandos:

–a todos “Una generación dirá a la siguiente generación” Salmo 145: 4

–a los padres, “las cosas reveladas les pertenecen a ustedes y a sus hijos”. Deut. 29: 2

Mito

Las generaciones emergentes no están “listas para liderar”.

Verdad

¡Ya son líderes, una persona que tiene seguidores es un líder! Cuando cuentan con recursos y están capacitados, pueden liderar células en escuelas, colegios y hogares, incluso desde los 8 años.

Mito

Cuando superas cierta edad, eres demasiado viejo para involucrarte con los adolescentes

Verdad

Necesitan figuras paternas, muchos tienen padres ausentes.

Mito

Los niños no pueden operar en los dones del Espíritu.

Verdad

Pueden y lo hacen. Su simple fe no se deja intimidar por el escepticismo y las inhibiciones de los adultos. Sanidad, profecía, conocimiento, fe, etc. fluyen fácilmente a través de ellos.

Mito

Podemos hacerlo mejor sin que estén presentes.

Verdad

“De la boca de los niños y de los que maman, fundaste la fortaleza,A causa de tus enemigos,Para hacer callar al enemigo y al vengativo.” Salmo 8: 2, pero los excluimos cuando estamos “bajo ataque”.

Son nuestros modelos a seguir. Mateo 18: 1-5

Mito

Los padres no saben como discipular a sus hijos.

Verdad

Todos los padres discipulan a sus hijos y jóvenes en las cosas que les apasionan: el fútbol, ​​la educación, etc. La próxima generación adquiere un estilo de vida de pasión Deut 4: 5-6 La dura verdad podría ser que muchos padres han perdido su pasión por Jesús como su amor primario. La pasión es la captura.

Mito

El discipulado no es acerca del compañerismo.

Verdad

Cada modelo de discipulado bíblico era generacional y discipulaba a alguien que los viviera, por ejemplo. Moisés y Josué, Pablo y Timoteo. Mardoqueo y Esther.

¡La edad no es una “calificación” para Jesús, sino una oportunidad!

Un miembro de la célula no asistió a la reunión ya que ella tenía una migraña. Un niño oró: “¡Querido Jesús, no la dejes morir!” Los adultos se rieron y le aseguraron que nadie murió de migraña. Al día siguiente fue ingresada en el hospital con meningitis … ¡y no murió!

Una niña le dijo a la célula de un niño que creía que su padre estaba en peligro. Los niños oraron. Esa semana, el padre fue atacado, el cuchillo no lastimo por muy poco una arteria principal … y no murió.

7 Keys to Listen

By Daphne Kirk, www.Gnation2gnation.com; Twitter: daphnekirk

  1. Listen to Him above all else

I often ask leaders, “How much do people (adults, young people or children) listen to you in proportion to how much they listen to God? Usually there is a shocked silence. Eli did not give Samuel a message for God – He positioned him to hear from Him, saying, “… if He calls you, you shall say, ‘Speak, Lord, for Your servant is listening.’” … the Lord …  called … then Samuel answered, “Speak, for Your servant is listening.”

  1. Listen… then respond

“Listening” positions us to respond – whether to God or man. Without active listening we presume where the other person is coming from – and may be completely disconnected from them. I once asked, “Are you listening to where people are coming from on this topic” the reply was “I am not hear to listen – I am a teacher.” I knew that just 5 minutes listening would have given a whole new dynamic to the teaching and connected with the people.

  1. Listen to whom?

Know who not to listen to! Matthew 24 warns about the rise of deception. If

we do not know who we can reliably listen to – we stand in danger of falling into the       incredible deception that is spreading rapidly through the church. Adam listened to Eve – and fell. Genesis 2.

Know who to listen to! “Moses listened to his father-in-law and did everything that he had said”. Exodus 18: 24 When we seek wise counsel and “listen” it sinks deep into our hearts making action easy.  Listening implies we really “hear” both the message and the heart.

  1. Listen to “be”

In today’s world of “noise” so often we are driven to speak. Listening requires us to be internally still to “hear.” It requires no interruption or sudden responses, whether to God or man..

  1. Listening – a gift

“Sometimes there are no words that can help with the deep anguish of the soul. I learned that the greatest and sometimes only gift that we can give hurting people is the gift of presence… Job’s friends showed us, before they messed up by opening their mouths, that sometimes we need to “sit in the ashes” with people and be with them in their deepest moments of grief and pain.” Michele Louviere, LMFT, LLC (https://tinyurl.com/OOE-MichelleL)

  1. Listening is what God does

“But when he cried to Him for help, He listened” Ps. 22: 24 It is what we long for from Him. “Hear my prayer, O God; Listen to the words of my mouth.” Psalm 54:2

Without listening, we are disconnected. Listening connects heart to heart with Him and with each other.

It was the start for Samuel, the child – let it be the same for us!

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

7 Chaves para Ouvir

Por Daphne Kirk, www.Gnation2gnation.com; Twitter: daphnekirk

1. Ouça-O acima de tudo
Frequentemente pergunto aos líderes: “Quanto as pessoas (adultos, jovens ou crianças) escutam vocês em proporção ao quanto elas ouvem a Deus? Geralmente há um silêncio surpreso. Eli não deu a Samuel uma mensagem por Deus – Ele o posicionou para ouvir dEle, dizendo: “… se Ele te chamar, você dirá: ‘Fale, Senhor, porque o Teu servo está ouvindo’”… o Senhor chamou … então Samuel respondeu: “Fale, Senhor, porque o Teu servo está ouvindo”.

2. Ouça… então responda
“Ouvir” nos posiciona para responder – seja a Deus ou ao homem. Sem a escuta ativa, presumimos de onde vem a outra pessoa – e podemos estar completamente desconectados dela. Certa vez perguntei: “Você está ouvindo de onde as pessoas estão vindo em relação a esse assunto?”, A resposta foi: “Não estou aqui para ouvir – sou um professor”. Sabia que apenas cinco minutos ouvindo teriam dado uma dinâmica totalmente nova para o ensino e o conectado com as pessoas.

3. Quem ouvir?
Saiba quem não deve ouvir! Mateus 24 adverte sobre a ascensão do engano. Se não sabemos quem podemos ouvir com confiança – corremos o risco de cair no incrível engano que está se espalhando rapidamente pela igreja. Adão ouviu Eva – e caiu. Gênesis 2

Saiba quem ouvir! “Moisés aceitou o conselho do sogro e fez tudo como ele tinha sugerido.” Êxodo 18:24 Quando procuramos um conselho sábio e o escutamos, ele afunda profundamente em nossos corações, facilitando a ação. Ouvir implica realmente escutar tanto a mensagem como o coração.

4. Ouça para “ser”
No mundo atual do “barulho”, muitas vezes somos levados a falar. Ouvir exige que permaneçamos internamente quietos para “escutar”. Requer que não haja interrupções nem respostas súbitas, seja para Deus ou para o homem.

5. Ouvir – um presente
“Às vezes não há palavras que possam ajudar a profunda angústia da alma. Eu aprendi que o maior e às vezes único presente que podemos dar às pessoas que sofrem é o presente da presença … Os amigos de Jó nos mostraram, antes que eles estragassem abrindo a boca, que às vezes precisamos “sentar nas cinzas” com as pessoas e estar com eles em seus momentos mais profundos de tristeza e dor. ”Michele Louviere, LMFT, LLC (https://tinyurl.com/OOE-MichelleL)

6. Ouvir é o que Deus faz
“Quando ele clamou, o ouviu. Salmos 22:24 É o que ansiamos dEle. “ Ó Deus, ouve a minha oração, inclina os teus ouvidos às palavras da minha boca” Salmos 54: 2

Sem ouvir, estamos desconectados. Ouvir conecta coração a coração com Ele e uns com os outros.

Foi o começo para Samuel, o menino – que seja o mesmo para nós!

Spanish blog:

7 claves para escuchar

Por Daphne Kirk, www.Gnation2gnation.com; Twitter: daphnekirk

Escúchenlo a Él por encima de todo

A menudo le pregunto a los líderes: “¿Cuánto te escuchan las personas (adultos, jóvenes o niños) en proporción a lo que escuchan a Dios? Por lo general hay un silencio incomodo. Eli no le dio a Samuel un mensaje para Dios: lo colocó para escucharlo y le dijo: “… Si te llama, dirás: ‘Habla, Señor, porque tu siervo escucha'” … el Señor … llamó… luego Samuel respondió: “Habla, porque tu siervo escucha”.

Escucha … luego responde

“Escuchar” nos posiciona para responder, ya sea a Dios o al hombre. Sin una escucha activa, suponemos de dónde viene la otra persona, y podemos estar completamente desconectados de ella. Una vez pregunté: “¿Está escuchando lo que piensa la gente sobre este tema?”, La respuesta fue “No estoy aquí para para escuchar, soy un maestro”. Sabía que solo 5 minutos de escucha le habría dado una nueva dinámica. La escucha y el contacto con la gente.

Escuchar.. a quien?

¡Sepa a quién no escuchar! Mateo 24 advierte sobre el surgimiento del engaño. Si

no sabemos a quién podemos escuchar de manera confiable; corremos el peligro de caer en el increíble engaño que se está extendiendo rápidamente por la iglesia. Adán escuchó a Eva y Él cayó. Génesis 2.

¡Sepa a quién escuchar! “Moisés escuchó a su suegro e hizo todo lo que había dicho”. Éxodo 18: 24 Cuando buscamos consejos sabios y “escuchamos”, se hunde profundamente en nuestros corazones, facilitando la acción. Escuchar implica que realmente “escuchamos” ambos el mensaje como el corazón.

Escuchar para “ser”

En el mundo de “ruido” de hoy, a menudo nos vemos obligados a hablar. El escuchar requiere que nosotros estemos internamente quietos para “escuchar”. No requiere interrupción o respuestas repentinas, ya sea a Dios o al hombre.

Escuchar – un regalo

“A veces no hay palabras que puedan ayudar con la profunda angustia del alma. Aprendí que el regalo más grande y, a veces, el único que podemos darles a las personas que sufren es el regalo de la presencia … Los amigos de Job nos mostraron, antes de desbaratarse abriendo la boca, que a veces necesitamos “sentarnos en las cenizas” con la gente. y acompáñalos en sus momentos más profundos de dolor y pena ”. Michele Louviere, LMFT, LLC ( https://tinyurl.com/OOE-MichelleL)

Escuchar es lo que Dios hace.

“Porque no menospreció ni abominó la aflicción del afligido,Ni de él escondió su rostro;Sino que cuando clamó a él, le oyó.”

Salmos 22: 24. Es lo que anhelamos de él. “Escucha mi oración, oh Dios; Escucha las palabras de mi boca “. Salmo 54: 2

Sin escuchar, estamos desconectados. El escuchar conecta corazón con corazón, con Él y nos conecta entre sí.

Fue el inicio para Samuel, el niño, ¡que sea lo mismo para nosotros!