Coaching with Levels in Mind

coach_andrewmasonBy Andrew Mason. Andrew is the Executive Pastor of Discipleship Communities at Emmanuel, a multi-site church in the twin cities of Minneapolis-St. Paul. He is Founder of SmallGroupChurches.com, an influential small group community, linking pastors and leaders to like-minded resources, events and organizations. Andrew resides in Minnesota with his wife Camille and their  three sons.

Not every Group Leader should be coached equally.

The more I have understood the value of having different levels of care, the more effective I have become at coaching group leaders… I am able to organize my time and resources towards the greatest impact. I can improve the coaching experience for the Group Leader. Lastly, I’m able to maximize my span of care as far as the number of groups I am coaching. 

I use four different levels of care with our coaching. The first two levels fall under the umbrella of Proactive Care. The third and fourth levels fall under the umbrella of Passive Care. Each level targets a specific Group Leader profile and deploys a unique approach to coaching them…

Proactive Care

Priority Care. This level targets New Group Leaders who have the most questions and need the greatest amount of affirmation and support. They can be unsure of themselves and vulnerable to reconsidering their role as a group leader. Coaches should stay in close contact through all points of communication (face-to-face, phone, text, email, social media, etc). Developing this new relationship is critical for coaching and it will happen faster with more contact.  A coach should be able to track how the new leader and new group is doing week-by-week in the early stages. This will guard against new leaders and groups dying on the vine.

I also include in this category unhealthy leaders and groups who have wandered off course. We need to revive these situations as soon as possible before it’s unrecoverable.

Personal Care. This for Established Group Leaders that have been leading for 6 to 18 months approximately. They are good enough to be dangerous but still very open for more direction and leadership. One-on-one phone calls or face-to-face meetings on a monthly basis should feel more natural now that there is a good relationship. Coaches can really focus on the leader’s health as well as the overall development of the group. Guiding these group leaders to appoint coordinators and apprentices can help to shift these groups into real, biblical communities.

Passive Care

Periodic Care. These are Veteran Group Leaders who lead faithfully and still respond to our communications. We need to regularly touch base and have routine check-ins with them. There are opportunities for discussions on future group multiplication and they can be candidates to become new group coaches.

Persevering Care. These are Seasoned and sometimes, Stubborn Leaders. They’ve been leading groups for a while now and don’t always respond to our contact. It seems like they want to be left alone. Even though they may not want coaching, they still need to know where to go for resources and help if issues arise. Make sure they are kept in the loop of all communications, announcements and opportunities.

Twice a year a coach should re-organize their leaders into these four levels. Try not to have more than 5-10 Proactive groups at once and make sure Invest 80% of your focus  there for maximum results.

Korean blog (click here)

Portuguese

Supervisão através de Níveis de Cuidado

Andrew Mason

Andrew é o Pastor Executivo de Comunidades de Discipulado na Igreja Emmanuel, uma Igreja de múltiplas sedes nas cidades irmãs de Minneapolis e St. Paul. Ele é o fundador do Site SmallGroupChurches.com, uma comunidade influente no discipulado em grupos pequenos e células, conectando pastores e líderes a recursos, eventos e organizações. Andrew mora em Minnesota com sua esposa Camille e seus três filhos.

A supervisão de líderes de células não deve ser feita da mesma maneira para todos os líderes.

Quanto mais eu compreendo a importância de haver diferentes níveis de cuidado, mais eu tenho me tornado um supervisor eficaz para os líderes de células… Eu me torno capaz de organizar minha agenda e recursos em direção ao maior impacto possível. Eu consigo melhorar a experiência da supervisão para cada líder de célula. Por fim, eu me capacito para maximizar o alcance do meu cuidado de forma a abranger o número de grupos que eu supervisiono.

Eu utilizo quatro níveis diferentes de cuidado em minha supervisão. Os dois primeiros níveis estão dentro do que eu costumo chamar de Cuidado Proativo. Ao terceiro e o quarto níveis de supervisão eu me refiro como Cuidado Passivo. Cada nível tem como alvo um perfil específico de líder de célula e utiliza uma abordagem específica para sua supervisão…

Cuidado Proativo

  1. Cuidado Prioritário. Este nível é dedicado aos Novos Líderes de Células que têm a maior quantidade de dúvidas e precisam da maior quantidade de reforço, ânimo e apoio. Eles podem estar incertos em relação a si mesmos e vulneráveis a questionar seu papel como Líderes. Os supervisores devem permanecer em contato através de todos os meios possíveis de comunicação (pessoalmente, por telefone, mensagens, email, mídia social, etc). O desenvolvimento deste novo relacionamento é crítico para a supervisão e isso acontecerá mais rapidamente com uma grande quantidade de oportunidades de contato com os líderes de célula. O supervisor deve ter condições de acompanhar o líder e a própria célula semanalmente nos primeiros estágios. Esta é uma estratégia de proteção para que os novos líderes e as células não morram e desanimem.

Eu também incluo nesta categoria líderes que não estão saudáveis e grupos que por algum motivo se desviaram do curso normal esperado. É necessário recuperar estas situações o mais rapidamente possível antes que seja tarde demais.

  1. Cuidado Pessoal. Este nível é dedicado a Líderes Estabelecidos que já lideram por um período de 6 a 18 meses. Eles já estão bem e a experiência já os previne de perigos, mas eles ainda estão abertos a receber direção e instruções de liderança. Ligações telefônicas ou encontros pessoais apenas uma vez por mês pode ser algo mais natural, pois já há um bom relacionamento entre o supervisor e o líder de célula. O supervisor pode se concentrar na saúde do líder bem como no desenvolvimento mais geral do grupo. Uma estratégia muito importante neste ponto é o direcionamento destes líderes para que busquem e apontem coordenadores e aprendizes. Isto habilitará estas células a tornarem-se comunidades bíblicas reais e verdadeiras.

Cuidado Passivo

  1. Cuidado Periódico. Aqui temos Líderes de Células Veteranos que lideram fielmente e ainda respondem à comunicação de seus supervisores. Precisamos periodicamente voltar e fazer contato com estes líderes. Há neste estágio oportunidades para discussões sobre a futura multiplicação da célula e estes líderes podem se tornar candidatos a se tornarem supervisores.
  2. Cuidado Perseverante. Este cuidado é para líderes temperamentais e por vezes teimosos. Eles já lideram há um bom tempo e nem sempre respondem aos seus contatos. A sensação é de que eles querem ser deixados sozinhos e independentes. Mesmo que eles não desejem ser supervisionados, ainda precisam saber onde procurar ajuda e informações quando os problemas acontecerem. Certifique-se de que eles estejam sempre bem informados e à par de todas as comunicações, anúncios e oportunidades.

O supervisor deve reorganizar e categorizar seus líderes nestas categorias duas vezes por ano. Tente não ter mais do que 5 a 10 grupos nas categorias Proativas e certifique-se de manter aproximadamente 80% do foco de sua supervisão a estas categorias para obter os melhores resultados.

Spanish blog:

No todos los líderes celulares deben ser supervisados por igual.

Cuanto más he entendido el valor de tener diferentes niveles de atención, más eficaz me he vuelto en el supervisado de líderes celulares… Soy capaz de organizar mi tiempo y recursos para lograr el mayor impacto. Puedo mejorar la experiencia del supervisado para el líder. Por último, puedo maximizar mi capacidad de atención en cuanto al número de células que estoy supervisando.

Utilizo cuatro niveles diferentes de atención con nuestro supervisado. Los primeros dos niveles caen bajo el paraguas de atención proactiva. Los niveles tercero y cuarto caen bajo el paraguas de la atención pasiva. Cada nivel apunta a un perfil específico de Líder celular y despliega un enfoque único para supervisarlos…

Atención proactiva 

  • Atención prioritaria. Este nivel está dirigido a Líderes de nuevas células que tienen más preguntas y necesitan la mayor cantidad de afirmación y apoyo. Pueden ser inseguros de sí mismos y vulnerables a reconsiderar su papel como líder de grupo. Los supervisores deben mantenerse en contacto cercano a través de todos los puntos de comunicación (cara a cara, teléfono, texto, correo electrónico, redes sociales, etc.). Desarrollar esta nueva relación es fundamental para el supervisor y sucederá más rápido con más contacto. Un supervisor debe ser capaz de rastrear cómo les está yendo al nuevo líder y el nuevo grupo semana a semana en las primeras etapas. Esto protegerá a  los nuevos líderes y grupos que mueren en la vid.También incluyo en esta categoría a líderes y grupos poco saludables que se han desviado del rumbo. Necesitamos revivir estas situaciones lo antes posible antes de que sea irrecuperable.
  • Atención personal. Esto para los líderes celulares establecidos que han estado liderando durante 6 a 18 meses aproximadamente. Son lo suficientemente buenos como para ser peligrosos, pero aún así están muy abiertos para obtener más dirección y liderazgo. Las llamadas telefónicas individuales o las reuniones presenciales mensuales deberían sentirse más naturales ahora que hay una buena relación. Los supervisores realmente pueden centrarse en la salud del líder, así como en el desarrollo general del grupo. Guiar a estos líderes celulares para designar coordinadores y aprendices puede ayudar a convertir a estos grupos en comunidades reales y bíblicas.

Atención pasiva

  • Atención Periódica. Estos son líderes celulares veteranos que lideran fielmente y aún responden a nuestras comunicaciones. Necesitamos estar en contacto regularmente y tener chequeos de rutina con ellos. Hay oportunidades para debates sobre la futura multiplicación grupal y pueden ser candidatos para convertirse en nuevos supervisores celulares.
  • Atención Perseverante. Estos son experimentados y, a veces, líderes tercos. Llevan un tiempo liderando grupos y no siempre responden a nuestro contacto. Parece que quieren quedarse solos. Aunque es posible que no quieran ser supervisores, aún necesitan saber a dónde ir para obtener recursos y ayuda si surgen problemas. Asegúrese de que se mantengan al tanto de todas las comunicaciones, anuncios y oportunidades.

Dos veces al año, un supervisor debe reorganizar a sus líderes en estos cuatro niveles. Trate de no tener más de 5-10 grupos proactivos a la vez y asegúrese de invertir el 80% de su enfoque allí, para obtener los mejores resultados.

Sumate a la Obra Misionera a Pueblos No Alcanzados

Leave a Reply

Your email address will not be published.