Don’t Rush the Leadership Training

By Mario Vega, www.elim.org.sv

In the Elim church of El Salvador, all potential cell leaders must first be faithful members of the church for at least six months.  And we actually designed the Leader’s Route to cover  the six months between conversion and the minimum time to become a leader. The goal was to teach the potential leader from the equipping route approximately one hour per week the six-month requirement is met.

When we started the implementation of the Route, one of the pastors came to talk to me very happy about what he thought was a “great idea”. Instead of giving a single topic to potential leaders, she would teach three topics at once. That way, they would complete the Route in two months instead of six. I explained that this was not a good idea, since the formation of a person who needed a minimum of six months to grow as a believer could not be accelerated.

The rush to train new leaders to multiply cells is a fatal mistake. We should not forget that the goal is not to cover content but to  make new disciples. Discipleship is a process that cannot be sped up. Patience and dedication are key factors in this process. Some will even finish receiving all the lessons and are not yet ready to lead a cell—and that’s okay. Only through growth and maturity can a person be ready to minister and these aspects are beyond human control, since it is God who performs them.

Korean blog: (Click here)

Portuguese blog:

Não Apresse o Treinamento de Liderança

Por Mario Vega, www.elim.org.sv

Na igreja Elim de El Salvador, todos os líderes de célula em potencial devem primeiro ser membros fiéis da igreja por pelo menos seis meses. E, na verdade, projetamos a Rota do Líder para cobrir os seis meses entre a conversão e o tempo mínimo para se tornar um líder. O objetivo era ensinar ao líder potencial da rota de equipamento aproximadamente uma hora por semana que o requisito de seis meses é atendido.

Quando iniciamos a implantação da Rota, um dos pastores veio falar comigo muito feliz sobre o que considerou uma “grande ideia”. Em vez de dar um único tópico para líderes em potencial, ela ensinaria três tópicos de uma vez. Assim, eles completariam a Rota em dois meses, em vez de seis. Expliquei que não era uma boa ideia, pois a formação de uma pessoa que precisava de no mínimo seis meses para crescer como crente não podia ser acelerada.

A pressa em treinar novos líderes para multiplicar células é um erro fatal. Não devemos esquecer que o objetivo não é cobrir o conteúdo, mas fazer novos discípulos. O discipulado é um processo que não pode ser acelerado. Paciência e dedicação são fatores fundamentais neste processo. Alguns vão até terminar de receber todas as lições e ainda não estão prontos para liderar uma célula – e tudo bem. Somente através do crescimento e maturidade a pessoa pode estar pronta para ministrar e esses aspectos estão além do controle humano, pois é Deus quem os realiza.

Spanish blog:

No se puede acelerar la capacitación de líderes

Por Mario Vega, www.elim.org.sv

En la iglesia Elim de El Salvador es un requisito para ser líder de célula el poseer un mínimo de seis meses de congregarse con fidelidad. Es por ese motivo que la Ruta del Líder fue diseñada para cubrir los seis meses entre la conversión y el tiempo mínimo para convertirse en líder. El objeto es impartir una enseñanza de alrededor de una hora una vez por semana desde la conversión de la persona hasta completar el curso de capacitación al mismo tiempo que se alcanza el requisito de los seis meses.

Cuando iniciamos la implementación de la Ruta, uno de los pastores se acercó a platicar conmigo muy contento por lo que le pareció que era una «gran idea». Ella consistía en que, en lugar de dar un solo tema a los candidatos a líderes, impartiría tres temas de una vez. De esa manera, completarían la Ruta en dos meses en lugar de seis. Le expliqué que esa era una muy mala idea, ya que no se podía acelerar la formación de una persona que necesitaba un mínimo de seis meses para crecer como creyente.

La prisa en querer formar nuevos líderes para multiplicar las células es un error fatal. No se debe olvidar que no se trata de cubrir algunos contenidos sino de hacer nuevos discípulos. El discipulado es un proceso que no puede acelerarse. La paciencia y la dedicación son factores claves en ese proceso. Algunos incluso terminarán de recibir todas las lecciones y aún no estarán listos para recibir una célula. Solo su crecimiento y madurez pueden habilitarlo, pero esos aspectos escapan al control humano, pues, es Dios quien los realiza.

Leave a Reply

Your email address will not be published.