Equipping and Online Learning, part 2

Johanna and Huberth Chavarría, San José, Costa Rica. Huberth Chavarría Cisneros is an  IBCA graduate, husband, father and for more than 40 years involved in evangelistic, missionary and pastoral ministry. Johanna Chacón, Costa Rican, wife, mother and involved in ministry full time. Their mutual attraction had more to do with their passion to serve Christ and make him known than any personal virtue. They were married in July 2002 and since then they pastor together the Iglesia Ciudad Avivamiento Int in San Jose, Costa Rica, with extension in Nicaragua and Panama.

Online equipping and learning presents us with both advantages and disadvantages, namely:

Disadvantages:

1. Not everyone has access to high-quality devices or internet services (in our case)

2. The lack of knowledge and interaction with technology in some people, such as the elderly cannot be ignored

3. Not all families have ample spaces to get away and connect comfortably

4. Does not allow personal interaction, hugs, complicity in any situation of the moment in class, among other things

Advantages:

1. The challenge to learn and improve

2. Prepares us for a digitized environment that will continue to grow and develop.

3. Flexibility of schedules for  different activities and ability to do more since we’re not limited by physical space.

4. People who for  “high risk” reasons cannot attend face-to-face meetings. Yet, they want to  continue to have the opportunity to serve and keep learning and growing.

We must embrace both the advantages and disadvantages as we continually try to help our members become more Christ-like.

The Apostle Paul says, “And the things you have heard me say in the presence of many witnesses entrust to reliable people who will also be qualified to teach others” (2 timothy 2: 2)

We see 4 generations here! And this formula worked, which worked so well for Paul, will bring the same results for us.

Yet, how we do it will depend on how well we adjust to the circumstances here and now.

We must maintain the purpose of evangelizing and making disciples who make disciples, teaching them what we have learned (Mt 28: 19-20).

In our experience, we have had meetings in which we felt frustration and sadness in others. On the other hand, we have also been able to have times of prayer where we have been able to enjoy Christ’s presence, honest and delicate conversations, and moments in which that we wanted to go beyond the screen.

As we write today, our country is announcing that we are in the 4th wave of the Covid-19 contagion. So a strong internet presence will continue to be part of our daily lives for some time in the future. We will take the opportunity to motivate and keep each other encouraged.

How about you?

We are very grateful to God for the blessing to be equipped, mentored, and taught virtually, via zoom, every month with Joel Comiskey.

Let’s be encouraged to learn and grow in how to better equip our people online. Paul the apostle would have used every means at his disposal to minister to the church and so should we. We should not be afraid of this change. Rather, let’s use it and when we meet again personally, we will realize that this virtual time has maintained our relationships and even strengthened them. We will embrace each other with more force, with more enthusiasm, because we have not allowed circumstances to separate us. We will notice the growth because we have taken advantage of the current resources.

Korean blog: (click here)

Portuguese blog:

Capacitação e Treinamento Online, parte 2

Johanna e Huberth Chavarría, de San José, na Costa Rica. Huberth Chavarría Cisneros formou-se na Universidade IBCA, é casado, pai e por mais de 40 anos tem se envolvido no ministério pastoral, evangelístico e missionário. Johanna Chacón é Costariquenha, casada e mãe e está envolvida no ministério em tempo integral. A atração mútua que eles sentem se deveu mais à paixão por servir a Cristo e torná-lo conhecido do que a qualquer outra virtude pessoal. Eles se casaram em julho de 2002 e desde então têm pastoreado juntos a Iglesia Ciudad Avivamiento Int na cidade de San José, em Costa Rica, com unidades na Nicarágua e Panamá.

A capacitação e o treinamento online tem vantagens e desvantagens, como por exemplo:

Desvantagens:

1. Nem todos dispõem de equipamentos atualizados e serviços de internet de boa qualidade (este é o nosso caso).

2. Não podemos ignorar a falta de conhecimento e facilidade de interação com tecnologia que algumas pessoas demonstram, como é tipicamente o caso das pessoas de mais idade.

3. Nem todas as famílias têm espaços em suas casas para participar de reuniões com o conforto adequado.

4. O ambiente virtual não oferece a mesma oportunidade para interação pessoal, abraços, e a cumplicidade, entre outros detalhes.

Vantagens:

1. O desafio de aprender novas coisas.

2. Oferece um preparo natural para um ambiente digitalizado que não vai desaparecer, e provavelmente crescerá e se desenvolverá ainda mais.

3. Flexibilidade de agenda para diferentes atividades e a oportunidade de fazer ainda mais, já que não se está limitado pelo espaço físico.

4. As pessoas do grupo de risco não podem ir aos encontros presenciais e podem assim continuar a ter a oportunidade de servir e continuar seu aprendizado e crescimento pessoal.

É preciso abraçar tanto as vantagens como as desvantagens se quisermos continuar a ajudar nossos membros a tornarem-se ainda mais como Cristo.

O Apóstolo Paulo nos diz: “E o que de minha parte ouviste através de muitas testemunhas, isso mesmo transmite a homens fiéis e também idôneos para instruir a outros.” 2 Timóteo 2:2

Podemos ver 4 gerações neste versículo! E se isto funcionou, e funcionou tão bem para Paulo, certamente teremos os mesmos resultados.

Ainda assim, a forma de fazer isso dependerá de como conseguimos nos ajustar às circunstâncias do aqui e agora.

É preciso que mantenhamos o propósito de evangelizar e fazer discípulos que fazem discípulos, ensinando-os tudo o que temos aprendido (Mateus 28:19-20)

Em nossa experiência, temos participado de encontros em que era possível sentir a frustração e a tristeza. Por outro lado, também tivemos a oportunidade de participar de momentos de oração em que pudemos sinceramente sentir a presença de Cristo em nosso meio, tivemos conversas honestas e delicadas e momentos em que a vontade era literalmente entrar na tela da reunião e participar em comunhão.

Enquanto escrevemos estas linhas, as autoridades de nosso país estão anunciando que entramos na quarta onda de contágio da Covid-19. Portanto, as atividades através da internet continuarão sendo uma parte integrante de nosso dia a dia por um bom tempo. Nós vamos aproveitar a oportunidade para motivar e nos manter encorajados.

E você?

Somos muito gratos a Deus pela bênção que tem sido o fato de sermos capacitados, mentoreados e ensinados de forma virtual através da plataforma Zoom, mensalmente, pelo Joel Comiskey.

Mantenhamo-nos encorajados e cresçamos no conhecimento de como capacitar as pessoas virtualmente da melhor maneira possível. Paulo certamente estava e estaria disposto a utilizar quaisquer meios disponíveis para ministrar à igreja, e assim devemos fazer também. Não devemos temer esta mudança. Ao invés disso, vamos usar tudo o que pudermos e quando nos encontrarmos pessoalmente no futuro, veremos que este tempo que passamos online manteve e até fortaleceu nossos relacionamentos. Vamos nos abraçar com mais força, mais entusiasmo, pois não teremos permitido que as circunstâncias nos separassem. Veremos crescimento porque utilizamos tudo que tínhamos às nossas mãos.

Spanish blog:

Equipamiento y Aprendizaje en línea # 2

Por Johanna y Huberth Chavarría, San José, Costa Rica

La virtualidad en el equipamiento y aprendizaje nos presenta ventajas y desventajas a saber:

Desventajas:

  1. No todos tienen acceso a dispositivos de alta calidad o servicios de internet (en nuestro caso)
  2. La falta de conocimiento e interacción con la tecnología en algunas personas como por ejemplo de 3era edad no se puede ignorar
  3. No todas las familias tienen espacios amplios para poder apartarse y conectarse de forma cómoda
  4. No permite la interacción personal, los abrazos, las complicidades de alguna situación del momento en clase entre otras cosas

Ventajas:

  1. El reto para aprender y mejorar
  2. Nos prepara para un entorno digitalizado que ya no va a retroceder
  3. Flexibilidad de horarios para las diferentes actividades y poder abarcar más ya que no usamos tiempo en desplazarnos a lugares físicos
  4. Las personas que por razones de alto riesgo no pueden asistir a las reuniones presenciales siguen teniendo la oportunidad de servir y mantenerse aprendiendo y sirviendo

No podemos dejar de ver ninguna de estas dos áreas para convertirlas en nuestros aliados y en nuestros retos por superar según corresponda y usarlo para ayudar a nuestros miembros y que ellos puedan también ayudar a otros.

El Ap Pablo escribe así: “Lo que has oído de mí ante muchos testigos, esto encarga a hombres fieles que sean idóneos para enseñar también a otros.” 2 Timoteo 2:2

Vemos aquí 4 generaciones! Y esta fórmula dio resultado, usted y yo somos parte de ese resultado y tenemos que continuar la misma fórmula, el cómo hacerlo, dependerá de nosotros al disponernos a ajustarnos según las circunstancias del momento que nos toque vivir, el cómo y desde dónde lo hagamos debe mantener el apropósito de evangelizar y hacer discípulos que hacen discípulos, enseñarles lo que hemos aprendido (Mt 28:19-20) el propósito no se debe perder. En nuestra experiencia, hemos tenido reuniones en las que hemos sentido frustración, tristeza en otras, pero también hemos podido tener tiempos de oración donde hemos podido disfrutar de la manifestación de su presencia en medio de nosotros, conversaciones honestas, conversaciones delicadas, momentos en los que hemos querido traspasar la pantalla.

Mientras escribimos hoy, nuestro país está anunciando que estamos en la 4ta ola de contagio por Covid-19. Por lo que la virtualidad seguirá siendo parte de nuestro diario vivir por más tiempo. Pero aprovechamos para motivarnos y mantenernos animados unos a otros.

¿Cuál es nuestro caso personal?

Muy agradecidos con Dios porque por experiencia propia podemos testificar de la bendición que ha sido para nosotros poder ser equipados, asesorados, enseñados de forma virtual, vía zoom, cada mes con Joel Comiskey. Podemos hablar por experiencia propia y esto lo hacemos nosotros con los nuestros y les motivamos a ellos a hacer lo mismo, basados en el ejemplo del Ap Pablo. No debemos tener temor a este cambio, usémoslo y cuando volvamos a vernos personalmente, nos daremos cuenta que ese tiempo virtual ha mantenido nuestras relaciones, las ha fortalecido a pesar de la distancia. Nos abrazaremos con más fuerza, con más ganas, porque no hemos permitido que la circunstancia nos separe, notaremos el crecimiento porque aprovechamos el tiempo con el recurso que tuvimos a mano.

Online Equipping and Learning, part 1

Johanna and Huberth Chavarría, San José, Costa Rica. Huberth Chavarría Cisneros is an  IBCA graduate, husband, father and for more than 40 years involved in evangelistic, missionary and pastoral ministry. Johanna Chacón, Costa Rican, wife, mother and involved in ministry full time. Their mutual attraction had more to do with their passion to serve Christ and make him known than any personal virtue. They were married in July 2002 and since then they pastor together the Iglesia Ciudad Avivamiento Int in San Jose, Costa Rica, with extension in Nicaragua and Panama.

One of the important decisions as parents that we had to make in October 2020 was whether our 13-year-old son would continue his studies with what Costa Rican public school system  or use the private school system. What was the reason to think about this change? The private system has a better virtual management system and we didn’t want our son to fall behind.  We also needed to  “update” ourselves in the digital area: digital documents, digital agendas,  calendars, notebooks,  and of course, online classes, online group work, online meetings, and so forth.

This has not only happened to us as parents, but also as pastors, since we have had to make adjustments in the church to stay connected and to be able to continue equipping ourselves and serving others. In other words, had to update or fall behind. In some cases, many have already handled virtuality before the pandemic but others, like us, had to learn quickly.

We learned through making a lot of mistakes but also forgiving the mistakes of others online. We have learned humility during this time. We’ve needed to humble ourselves and ask others for help to navigate the online world. We’ve asked others to teach us and give us instructions on how to use our cell phones to connect to virtual meetings.

But the question we’ve asked ourselves is how effective it would be to continue to equip people?

1. It will depend on having Paul’s attitude when he writes – It is no trouble for me to write the same things to you again, and it is a safeguard for you (Phil 3: 1).

Paul assured the Philippians that he did not mind reminding them of the same things because he was writing for their safety. The Philippians faced dangers just like the church today, possibly not the same dangers, but situations that might have brought the same consequences because the human heart remains the same and the enemy of our souls also remains the same.

Technology has made us spend most of our time “online”, so we must also make sure that we offer our resources (godly teaching, etc.) so that while our people are “online” in general, we continue to guide and pastor them in the mission and vision. if not, it will be other things that occupy their attention over time and divert them from God’s purpose.

2. How would the Apostle Paul be doing it today?

“It is right for me to feel this way about all of you, since I have you in my heart and, whether I am in chains or defending and confirming the gospel, all of you share in God’s grace with me.”(Philippians 1: 7)

“Now I want you to know, brothers and sisters, that what has happened to me has actually served to advance the gospel. As a result, it has become clear throughout the whole palace guard and to everyone else that I am in chains for Christ. And because of my chains, most of the brothers and sisters have become confident in the Lord and dare all the more to proclaim the gospel without fear.” (Philippians 1: 12-14)

Paul was not stopped by the place or the conditions to write for the purpose of edifying and equipping the church. Can you imagine the apostle Paul using technology today? We do. Today, Paul would be using emails, social networks, meetings in zoom, google meet, WhatsApp, and all other known platforms to give instructions, train, encourage, exhort, delegate, supervise.

Let us accept the challenge of updating ourselves to keep equipping the people that the Lord has entrusted to us.

Korean blog: (click here

Portuguese blog:

Capacitação e Treinamento Online #1

Johanna e Huberth Chavarría, de San José, na Costa Rica. Huberth Chavarría Cisneros formou-se na Universidade IBCA, é casado, pai e por mais de 40 anos tem se envolvido no ministério pastoral, evangelístico e missionário. Johanna Chacón é Costariquenha, casada e mãe e está envolvida no ministério em tempo integral. A atração mútua que eles sentem se deveu mais à paixão por servir a Cristo e torná-lo conhecido do que a qualquer outra virtude pessoal. Eles se casaram em julho de 2002 e desde então têm pastoreado juntos a Iglesia Ciudad Avivamiento Int na cidade de San José, em Costa Rica, com unidades na Nicarágua e Panamá.

Como pais, uma das decisões mais importantes que tivemos que fazer em outubro de 2020 era se nosso filho de 13 anos continuaria seus estudos através do sistema público de ensino da Costa Rica ou se utilizaríamos um sistema de ensino particular. Por qual motivo estávamos considerando esta mudança? Porque o sistema particular consegue gerenciar o ensino virtual de uma maneira melhor e não queríamos que nosso filho ficasse atrasado. Nós também precisaríamos de um “upgrade” na área digital: documentos, agendas, calendários, cadernos e claro, aulas virtuais, trabalhos em grupo de maneira virtual, reuniões virtuais e assim por diante.

Isso aconteceu conosco não somente como pais, mas também como pastores, pois tivemos que fazer adaptações na igreja para permanecermos conectados e para podermos continuar a nos capacitar servir uns aos outros. Em outras palavras, tivemos que nos adaptar ou nós também ficaríamos para trás. Em alguns casos, algumas pessoas já tinham experiência com o mundo virtual antes da pandemia, mas as pessoas como nós tiveram que aprender muito rapidamente.

Nós aprendemos através de muitos erros, mas também perdoando os erros de outras pessoas no mundo virtual. Aprendemos muito sobre a humildade durante este período. Foi preciso nos humilhar e pedir ajuda às pessoas para podermos navegar o mundo virtual. Pedimos para as pessoas nos ensinar e detalhar instruções sobre como utilizar os celulares e as reuniões virtuais.

Mas neste ponto passamos a nos perguntar: Quão eficazes seriam estes treinamentos se continuássemos a fazer tudo de forma virtual?

1. Tudo dependeria de termos a atitude de Paulo quando ele escreve: “A mim, não me desgosta e é segurança para vós outros que eu escreva as mesmas coisas.” Filipenses 3:1

Paulo fez questão que os Filipenses soubessem que ele não se importava de lembrá-los das mesmas coisas que já tinha dito, pois estava escrevendo para o bem deles. Os Filipenses estavam encarando perigos, como a igreja de hoje também está, talvez não exatamente os mesmos, mas situações que traziam as mesmas consequências, pois o coração humano é o mesmo e o inimigo de nossas almas também.

A tecnologia fez com que passássemos a maior parte de nosso tempo “online”, e, portanto, nós também precisamos nos certificar que nossos recursos (ensino, etc) possam ser acessados pelas pessoas que estão online e possamos, portanto, continuar a liderar e pastorear as pessoas na missão e através da visão que temos. Se não agirmos assim, outras coisas passarão a ocupar todo o tempo das pessoas e afastá-las dos propósitos de Deus.

2. Como será que o Apóstolo Paulo faria isso hoje em dia?

“Aliás, é justo que eu assim pense de todos vós, porque vos trago no coração, seja nas minhas algemas, seja na defesa e confirmação do evangelho, pois todos sois participantes da graça comigo.” Filipenses 1:7

“Quero ainda, irmãos, cientificar-vos de que as coisas que me aconteceram têm, antes, contribuído para o progresso do evangelho; de maneira que as minhas cadeias, em Cristo, se tornaram conhecidas de toda a guarda pretoriana e de todos os demais; e a maioria dos irmãos, estimulados no Senhor por minhas algemas, ousam falar com mais desassombro a palavra de Deus.” Filipenses 1:12-14

Paulo não parou de escrever para a edificação e capacitação da igreja por causa do lugar ou das condições que tinha no momento. Você consegue imaginar o apóstolo Paulo utilizando a tecnologia hoje em dia? Nós conseguimos. Hoje, Paulo estaria utilizando e-mails, redes sociais, reuniões no Zoom, Google Meet, whatsapp e todas as plataformas conhecidas, para instruir, capacitar, encorajar, exortar, delegar e supervisionar.

Aceitemos, portanto, o desafio de dar um “upgrade” em nós mesmos e vamos continuar capacitando as pessoas que Deus nos confiou.

Spanish blog:

Equipamiento y Aprendizaje en línea # 1

Johanna y Huberth Chavarría, San José, Costa Rica

Una de las decisiones importantes como padres que tuvimos que tomar en octubre 2020 fue si nuestro hijo de 13 años continuaría sus estudios con lo que ofrece el sistema público de nuestro país o hacer un esfuerzo y que continuara sus estudios en el sistema privado, ¿la razón de pensar en este cambio? El sistema privado tiene un mejor manejo de la educación virtual y no queremos que nuestro hijo se atrase o no tenga la educación necesaria para su futuro y ha sido un reto “actualizarnos” en el área digital: documentos digitales, agendas y calendarios digitales, cuadernos digitales, y por supuesto, clases en línea, trabajos en grupo en línea, reuniones en línea… sin moverse de su escritorio.

Esto no solo nos ha ocurrido como padres, también como pastores, ya que hemos tenido que hacer ajustes en la iglesia también para mantenernos conectados y poder seguir equipándonos y sirviendo, nos actualizamos o nos quedamos atrás. En algunos casos ya muchos han manejado la virtualidad antes de la pandemia pero otros, como nosotros, no mucho, por lo que hemos tenido que aprender en este último año,  cometer errores en línea y perdonar los errores de otros en línea, sin embargo, uno de los aspectos que hemos disfrutado y a motivado a otros,  es poder decirles que nosotros también estamos aprendiendo igual que muchos de ellos y a los que saben más, con humildad, les hemos pedido nos ayuden, nos expliquen, nos enseñen y hasta algún facilitador  ha tenido que reunirse en casa de alguna familia de la iglesia para poder explicar y enseñar cómo usar su celular para poder conectarse  a una reunión virtual.

Pero la pregunta que nos hemos hecho es ¿qué tan efectivo puede ser mantener una ruta de equipamiento en línea?

  1. Dependerá de tener la actitud de Pablo cuando escribe – A mí no me es molesto el escribirles las mismas cosas, y para vosotros es seguro. Fil 3:1

Pablo le aseguró a los Filipenses que a él no le importaba el recordarles de las mismas cosas debido que eran para su seguridad. Los Filipenses enfrentaban peligros al igual que la iglesia hoy, posiblemente no los mismos peligros, pero sí situaciones que traerán las mismas consecuencias porque el corazón humano sigue siendo el mismo y el enemigo de nuestras almas también sigue siendo el mismo.

La tecnología ha hecho que pasemos la mayor parte del tiempo “on line”, por lo que debemos asegurarnos de también nosotros ofrecer a los nuestros recursos para que el estar “on line” les siga guiando en la misión y manteniendo la visión, sino, serán otras cosas las que ocupen su atención con el tiempo y los desvíe del propósito.

  • ¿Cómo lo estaría haciendo hoy día el apóstol Pablo?

“como me es justo sentir esto de todos vosotros, por cuanto os tengo en el corazón; y en mis prisiones, y en la defensa y confirmación del evangelio, todos vosotros sois participantes conmigo de la gracia.” Filipenses 1:7

“ Quiero que sepáis, hermanos, que las cosas que me han sucedido, han redundado más bien para el progreso del evangelio, de tal manera que mis prisiones se han hecho patentes en Cristo en todo el pretorio, y a todos los demás. Y la mayoría de los hermanos, cobrando ánimo en el Señor con mis prisiones, se atreven mucho más a hablar la palabra sin temor.” Filipenses 1:12-14.

A Pablo no lo detuvo ni lugar ni condiciones para escribir con el propósito de edificar y equipar a la iglesia.  ¿Se imagina usted al Ap Pablo usando la tecnología hoy? Nosotros sí. Hoy estaría el Ap Pablo usando correos electrónicos, redes sociales, las reuniones en zoom, google meet, WhatsApp, y todas las demás plataformas conocidas para dar instrucciones, capacitar, animar, exhortar, delegar, supervisar.

Aceptemos el reto de actualizarnos para mantenernos equipando a las personas que el Señor nos ha confiado.