From “Your” Small Group To “Our” Group

By Jay Firebaugh, [Director of Small Groups at New Life Church in Gahanna/ Columbus, Ohio. He’s been actively working with small group point people and over-seeing life-giving small groups in a local church for 23 years. He best enjoys being called husband, Dad, & Grandpa by the most important small groups he’s involved with]

The desire of good small group leaders is to help the small group become “OUR” group in the minds of each of its members. This happens through the intentional effort of the small group leader.

In many small groups the leader is like superman . He leads the study. When a situation arises she rises up and ministers to the one in need. If there is ministry needing to take place in the group, it is the small group leader who is there to show care. If someone requests prayer, the small group leader lays their hands on them and begins to call out for God to be involved.

When leaders behave this way, they train their people to sit back and watch the small group leader move (totally in contrary to the popular song we sing about sitting back and watching the Lord move!) Small group members learn to be followers rather than developing-leaders. Everyone watches the leader practice his or her gifts, but no one else in the group is learning to develop and use their spiritual gifts.

In contrast, really good small group leaders work to involve everyone in ministry within the group. In discussion, the leader facilitates but she works hard to only talk enough to get everybody else talking. When there is a question brought up, he deflects it to, “What does anybody else think?” Worship is led by others. Planning for events or ministry outings is taken care of by others with a specific passion or gifting in that area. When someone expresses need, they bring it to the group as a whole, not simply the leader.

Groups led by Superman type leaders are practically impossible to multiply! The members have been discipled to come to the leader (not the group) with their needs and to watch him or her care for it. They can’t visualize the group apart from the leader. (Can you blame them?) By contrast, small groups where everyone is involved are more like the true body of Christ because they embrace the benefit of making room everyone to be involved. The best small group leaders realize they are actually stunting their group members by being the person who does it all.

Often leaders just do things because they love people.  So they give of themselves to serve them. It’s truthfully easier most of the time to just do things yourself. But the way you engage people in ministry is to have the discipline and wisdom to deflect to others in your group. When everyone in the small group is actively serving and ministering to each other, you produce doers of the Word and also, the next step into actually leading a group is not that large of a step. You’ve been part of a serving each other all along.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

De “Seu” Pequeno Grupo Para “Nosso” Grupo

Por Jay Firebaugh, [Diretor de Pequenos Grupos na New Life Church em Gahanna/ Columbus, Ohio. Ele tem trabalhado ativamente com pequenos grupos e supervisionado grupos avivados em uma igreja local há 23 anos. Ele ama ser chamado de marido, pai e avô pelos pequenos grupos mais importantes em sua vida].

O desejo de bons líderes de pequenos grupos é ajudar o pequeno grupo a se tornar o “NOSSO” grupo nas mentes de cada um de seus membros. Isso acontece através do esforço intencional do líder do pequeno grupo.

Em muitos grupos pequenos, o líder é como o super-homem. Ele lidera o estudo. Quando surge uma situação, ele se levanta e ministra àquele que precisa. Se existe um ministério que precisa acontecer no grupo, é esse líder que está lá para mostrar cuidado. Se alguém pedir oração, o líder coloca as mãos sobre a pessoa e começa a pedir que Deus esteja envolvido na situação.

Quando os líderes se comportam dessa maneira, eles treinam seu pessoal para sentar e observar o líder se mover (totalmente ao contrário de alguns louvores que cantamos sobre sentar e observar o Senhor se movendo!). Os membros do grupo aprendem a serem seguidores em vez de líderes em desenvolvimento. Todos observam o líder praticar seus dons, mas ninguém mais no grupo está aprendendo a desenvolver e usar seus dons espirituais.

Em contraste, os líderes de pequenos grupos realmente bons trabalham para envolver todos no ministério dentro do grupo. Numa conversa, o líder facilita, mas se esforça para falar o suficiente apenas para fazer com que todos também falem. Quando há uma questão levantada, ele diz: “O que vocês pensam?”. A adoração é liderada por outras pessoas. O planejamento para eventos ou passeios do ministério é cuidado por outros que tenham uma paixão específica ou dons nessa área. Quando alguém expressa necessidade, eles a trazem para o grupo como um todo, não simplesmente para o líder.

Grupos liderados por líderes do tipo Superman são praticamente impossíveis de se multiplicar! Os membros foram discipulados para ir ao líder (não ao grupo) com suas necessidades e assisti-lo cuidando delas. Eles não conseguem visualizar o grupo além do líder (você pode culpá-los?). Por outro lado, pequenos grupos onde todos estão envolvidos são mais parecidos com o verdadeiro Corpo de Cristo, porque eles abraçam o benefício de dar espaço a todos para se envolverem. Os melhores líderes de célula percebem que eles estão, na verdade, prejudicando os membros do grupo quando são a pessoa que faz tudo isso.

Muitas vezes os líderes apenas fazem coisas porque são pessoas de grande coração que se importa com o seu povo. Então eles dão tudo de si para servi-los. É realmente mais fácil na maioria das vezes fazer as coisas sozinho. Mas a maneira de envolver as pessoas no ministério é ter disciplina e sabedoria para dar oportunidade aos outros membros do seu grupo. Quando todos no grupo pequeno estão ativamente servindo e ministrando uns aos outros, você produz pessoas que vivem a Palavra; assim, o próximo passo para realmente liderar um grupo não é um passo tão grande para eles. Esse tempo todo você tem sido parte de “servindo uns aos outros”.

Spanish blog:

De “Tú” célula “Nuestra” célula

Por Jay Firebaugh, [Director celular en New Life Church en Gahanna / Columbus, Ohio. Jay ha estado trabajando activamente con el movimiento celular y supervisando células que dan vida en una iglesia local, durante 23 años. Lo que más le gusta es ser llamado esposo, papá y abuelo por lacélula más importante con la que está involucrado]

El deseo de los buenos líderes celulares es ayudar a la célula, y así convertirse en “NUESTRA” célula, en la mente de cada uno de sus miembros. Esto sucede a través del esfuerzo intencional del líder de célula.

En muchas células, el líder es visto como Superman. Él dirige el estudio, cuando surge una situación, él se levanta y ministra al que lo necesita. Si hay un ministerio que necesita llevarse a cabo en el grupo, es el líder de la célula quien está allí para mostrar su intervención. Si alguien pide oración, el líder de la célula pone sus manos sobre ellos y comienza a llamar a Dios para que participe.

Cuando los líderes se comportan de esta manera, entrenan a su gente para que se sienten y observen cómo se mueve el líder  (¡totalmente lo contrario de la canción popular que cantamos que dice que nosotros debemos sentarnos y ver al Señor moverse!) Los miembros de la célula aprenden a ser seguidores en vez de desarrollarse como líderes. Todos observan al líder practicar sus dones, pero nadie más en el grupo está aprendiendo a desarrollar y usar sus dones espirituales.

Por el contrario, los líderes celulares realmente buenos trabajan para involucrar a todos en el ministerio dentro de la reunión. En la discusión, el líder facilita, pero también él trabaja duro para hablar lo suficiente como para que todos los demás hablen. Cuando surge una pregunta, la desvía hacia “¿Qué piensa alguien más?” La adoración es dirigida por otros también. La planificación de eventos o salidas al ministerio está a cargo de otros con una pasión o dones específicos en esa área. Cuando alguien expresa necesidad, lo llevan al grupo como un todo, no simplemente al líder.

¡Las células dirigidas por líderes del tipo Superman son prácticamente imposibles de multiplicar! Los miembros han sido discipulados para acudir al líder (no a la célula) con sus necesidades y que este se encargue de ellas. No pueden visualizar la célula aparte del líder. (¿Pueden culparlos?) Por el contrario, las células en los que todos participan son más como el verdadero cuerpo de Cristo porque aceptan el beneficio de hacer que todos estén involucrados. Los mejores líderes de células se dan cuenta de que en realidad atrofian a los miembros de su célula al ser la persona que lo hace todo.