How to Take Advantage of Celebration to Promote the Cell Vision

by Joshua David Lopez Grajeda, Doctor in Ministry from Dallas Theological Seminary has served as pastor for 26 years. He is the lead pastor of North Nazareth Church, a growing cell church in Guatemala City, Guatemala.

Because of Covid-19, churches worldwide have adjusted and adapted their Sunday celebration services to the new reality. Some churches are having face-to-face celebrations on Sundays and others are not. Either way, those who are not gathering physically do it virtually. The celebration is important to promote cell vision. How can we use the celebration to promote cell meetings?

Schedule themes to preach that encourage your congregation to meet in small groups. A series in Paul’s first letter to the Thessalonians helped me a lot. That letter is a treasure to apply to the cells. You can also schedule one of your messages with the theme of cell vision.

Use the bulletin of your church. To announce new groups and promote those that already meet frequently, use the church bulletin. If your church has on-screen or verbal announcements in addition to the bulletin, take the opportunity to announce your Cell Conference, leadership meetings, retreats, and vision-related activities.

Get people to share testimonials. Many believers are blessed through the home meetings. It would be worthwhile for one of them to share how God healed them from illness, got out of a problem, and how the group helped them overcome that crisis.

Introduce a leader of a cell group. In a few words, you can indicate the name, the address where they meet, or the link of his virtual cell and encourage those who do not have a group to meet with the person.

May Jesus help you and bless you as you make disciples through the celebration service.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Como Aproveitar a Celebração para Promover a Visão Celular

Por Joshua David Lopez Grajeda, Doutor em Ministério do Seminário Teológico de Dallas, atuou como pastor por 26 anos. Ele é o pastor líder da Igreja North Nazareth, uma igreja em células em crescimento na Cidade da Guatemala, Guatemala.

Por causa da Covid-19, as igrejas em todo o mundo ajustaram e adaptaram seus serviços de celebração de domingo à nova realidade. Algumas igrejas estão tendo celebrações face a face aos domingos e outras não. De qualquer forma, aqueles que não estão se reunindo fisicamente o fazem virtualmente. A celebração é importante para promover a visão celular. Como podemos usar a celebração para promover reuniões de célula?

Programe temas para pregar que incentivem sua congregação a se reunir em pequenos grupos. Uma série da primeira carta de Paulo aos Tessalonicenses me ajudou muito. Essa carta é um tesouro para aplicar às células. Você também pode agendar uma de suas mensagens com o tema da visão celular.

Use o boletim de sua igreja. Para anunciar novos grupos e promover aqueles que já se reúnem com frequência, use o boletim da igreja. Se sua igreja tem anúncios verbais ou na tela além do boletim, aproveite a oportunidade para anunciar sua Conferência de Célula, reuniões de liderança, retiros e atividades relacionadas à visão.

Faça com que as pessoas compartilhem depoimentos. Muitos crentes são abençoados nas reuniões em casa. Seria útil para um deles compartilhar como Deus os curou de doenças, saiu de um problema e como o grupo os ajudou a superar essa crise.

Apresente um líder de um grupo de células. Em poucas palavras você pode indicar o nome, o endereço onde se encontram ou o link de sua célula virtual e incentivar quem não tem grupo a se encontrar com a pessoa.

Que Jesus o ajude e o abençoe enquanto você faz discípulos por meio do serviço de celebração.

Spanish blog:

Cómo Aprovechar la Celebración para Promocionar la Visión Celular

por Joshua David Lopez Grajeda, doutor em ministério do Dallas Theological Seminary, serve como pastor há 25 anos e é o pastor principal da North Nazareth Church, uma igreja em células crescente na Cidade da Guatemala, Guatemala.

Debido a Covid-19, las iglesias de todo el mundo han ajustado y adaptado sus servicios de celebración dominical. Algunas iglesias ya están teniendo celebraciones los domingos y otras no. De cualquier manera, las que no se reúnen físicamente lo hacen en forma virtual.  La celebración es importante para promover la visión celular.  ¿Cómo podemos aprovechar la celebración para promocionar las reuniones celulares?

Programe mensajes que animen a su congregación a reunirse en grupos pequeños. Me ayudó mucho una serie en la primera carta de Pablo a los Tesalonicenses.  Esa carta es una mina de oro para aplicarla a las redes celulares. También puede programar uno de sus mensajes con el tema de la visión celular.

Utilice el boletín. Para anunciar los grupos nuevos y promocionar a los que ya se reúnen con frecuencia.  Si su iglesia, además del boletín tienen anuncios en pantalla o verbales, aproveche para anunciar la Conferencia Celular, las reuniones de líderes, retiros, y las actividades relacionadas con la visión.

Haga que la gente comparta testimonios.  Muchos creyentes son bendecidos en las reuniones en los hogares.  Valdría la pena que alguno de ellos comparta la forma cómo Dios le sanó de una enfermedad, salió de un problema y cómo el grupo le ayudó a superar esa crisis.

Presente a un líder de un grupo celular.  En breves palabras puede indicar el nombre, la dirección donde se reúnen o el link de su célula virtual y animar a quienes no tienen grupo a que se reúnan con él.

Que Jesús te ayude y te bendiga mientras haces discípulos a través del servicio de celebración.

Preaching through the Book of 1 Thessalonians

by Joshua David Lopez Grajeda, Doctor in Ministry from Dallas Theological Seminary has served as pastor for 26 years. He is the lead pastor of North Nazareth Church, a growing cell church in Guatemala City, Guatemala.

Pastors have different ways for planning their preaching themes. Some choose themes on marriage, purity, prayer, suffering, the Second Coming of Christ, etc. Sometimes these topics can have multiple subtopics.   

Right now  we are living through very odd times with suffering and eschatological expectations. I have personally been encouraged by my recent sermon series in the first letter of the Apostle Paul to the Thessalonians.

This biblical letter to the Thessalonians combines the Second Coming of Christ with discipleship. Here I share with you some topics that helped me to encourage the congregation not to lose sight of the cells in homes in a virtual way and also to encourage us with the Second Coming of Christ.

  1. Three reasons to be grateful to our disciples (1 Thes. 1: 1-3)
  2. The four P’s of the cell vision (1 Thes. 1: 4-7)
  3. Six bases for the multiplication of believers (1 Thes. 1: 8-10)
  4. What to avoid and what to look for in the Christian community (1 Thes 2: 1-9)
  5. The conduct of the Leader (1 Thes. 2: 10-12)
  6. Which is the best church? (1 Thes. 2: 13-20)
  7. Follow-up (1 Thes. 2: 3: 1-5)
  8. Follow-up (1 Thes. 2: 3: 1-5
  9. A call to Holiness. (1 Thes. 2: 4: 1-8)
  10. How to wait for the Second Coming of Christ? (1 Thes. 2: 4: 9-12)
  11. As a thief in the night (1 Thes. 5: 1-11)

The pastor plays a critical role in cell ministry through the preaching of God’s Word. The pastor must not delegate vision. People follow the pastor and what he says has an impact on his congregation. That is why it is of the utmost importance that as pastors we preach biblically and that we teach and encourage the cell vision from the pulpit. 1 Thessalonians provides many insights that will encourage your church.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Pregando Através do Livro de 1 Tessalonicenses

Por Joshua David Lopez Grajeda, Doutor em Ministério do Seminário Teológico de Dallas, atuou como pastor por 26 anos. Ele é o pastor líder da Igreja North Nazareth, uma igreja em células em crescimento na Cidade da Guatemala, Guatemala.

Os pastores têm maneiras diferentes de planejar seus temas de pregação. Alguns escolhem temas sobre casamento, pureza, oração, sofrimento, a Segunda Vinda de Cristo, etc. Às vezes, esses tópicos podem ter vários subtópicos.

No momento, estamos vivendo momentos muito estranhos, com sofrimento e expectativas escatológicas. Fui pessoalmente encorajado por minha recente série de sermões na primeira carta do apóstolo Paulo aos Tessalonicenses.

Esta carta bíblica aos Tessalonicenses combina a segunda vinda de Cristo com o discipulado. Aqui compartilho com vocês alguns tópicos que me ajudaram a encorajar a congregação a não perder de vista as células nas casas de forma virtual e também a nos encorajar com a segunda vinda de Cristo.

Três razões para ser grato aos nossos discípulos (1 Ts. 1:1-3)
Os quatro P’s da visão celular (1 Ts. 1:4-7)
Seis bases para a multiplicação dos crentes (1 Ts. 1:8-10)
O que evitar e o que procurar na comunidade cristã (1 Ts 2:1-9)
A conduta do Líder (1 Ts. 2:10-12)
Qual é a melhor igreja? (1 Ts. 2:13-20)
Acompanhamento (1 Ts. 2: 3:1-5)
Acompanhamento (1 Ts. 2: 3:1-5)
Um chamado à Santidade. (1 Ts. 2; 4:1-8)
Como esperar a segunda vinda de Cristo? (1 Tes. 2: 4:9-12)
Como um ladrão à noite (1 Ts. 5:1-11)
O pastor desempenha um papel crítico no ministério de células por meio da pregação da Palavra de Deus. O pastor não deve delegar visão. As pessoas seguem o pastor e o que ele diz tem um impacto em sua congregação. É por isso que é de extrema importância que, como pastores, preguemos biblicamente e que ensinemos e encorajemos a visão de células do púlpito. 1 Tessalonicenses fornece muitas idéias que irão encorajar sua igreja.

Spanish blog:

por Joshua David Lopez Grajeda, doutor em ministério do Dallas Theological Seminary, serve como pastor há 25 anos e é o pastor principal da North Nazareth Church, uma igreja em células crescente na Cidade da Guatemala, Guatemala.

Los pastores tenemos diferentes formas de diseñar los temas de nuestras predicaciones.  Algunos optan por temas de matrimonio, la pureza, la oración, el sufrimiento, la Segunda Venida de Cristo, etc. A veces estos temas pueden ser con varios subtemas.  Ahora que estamos viviendo tiempos muy particulares de sufrimiento y expectativas escatológicas. Me ha servido de mucho hacer una serie en la Primera Carta del Apóstol Pablo a los Tesalonicenses.  Tiene la ventaja de que combina la Segunda Venida de Cristo con el discipulado.  Aquí le comparto algunos temas que me ayudaron a animar a la congregación para no perder de vista las células en hogares en forma virtual y animarnos también con la Segunda Venida de Cristo.

  1. Tres motivos para ser agradecidos con nuestros discípulos 1 Ts. 1:1-3
  2. Las cuatro P´s de la visión celular 1 Ts. 1:4-7
  3. Seis bases para la multiplicación de creyentes 1 Ts. 1:8-10
  4. Qué evitar y qué procurar en la comunidad cristiana. 1 Ts 2:1-9
  5. La conducta del Líder. 1 Ts. 2:10-12
  6. ¿Cuál es la mejor iglesia? 1 Ts. 2:13-20
  7. El Seguimiento 1 Ts 3:1-5
  8. El Seguimiento 1 Ts  3:1-5
  9. Un llamado a la Santidad. 1 Ts. 4:1-8
  10. ¿Cómo esperar la Segunda Venida de Cristo? 1 Ts 4:9-12
  11. Como ladrón en la noche 1 Ts. 5:1-11

El papel del pastor es el más importante en la Red Celular.  No se puede delegar. La gente sigue al pastor y lo que dice tiene impacto en su congregación.  Es por eso que resulta de suma importancia que como pastores prediquemos, enseñemos y animemos bíblicamente desde el púlpito a la visión celular de la iglesia. 1 Tesalonicenses resulta una herramienta muy importante que usted puede explotar para animar a su iglesia desde la celebración dominical.

Key Principles of the Cell Vision

by Joshua David Lopez Grajeda, lead pastor of Iglesia Nazaret in Guatemala City, Guatemala

WORDS. Paul writes to the believers in Thessalonica: “… for our gospel did not come to you in words only,…” (1 Thessalonians 1: 5). The gospel of Jesus Christ transformed the Thessalonians. We also must first preach the gospel.  Words are important. It is the way we communicate the gospel.

POWER. The gospel is not simply the presentation of an idea, but the operation of power (dunamis). Unless the Spirit of God comes in power, the word of God will become a dead letter to us.

DEPTH. This means full certainty [deep conviction (BHTI)] Certainty is security, which comes from the depth in the word of God and the conviction of our beliefs. We cannot propagate something of which we are not convinced. The Greek word pleroforia, can be translated “conviction”. Paul was not acting as a great Greek-style orator, but he spoke with deep conviction, certain of what he believed and that it came from God.

PERSEVERANCE. The Thessalonians themselves knew that they had come to the gospel through the preaching of Paul and his associates: So they became imitators [Gr. mimetai] of us and of the Lord, (V.6 NBL). The gospel advances when we perseverance in the midst of difficulties. Problems and adversities do not cause true believers to turn away, but rather, they persevere in the midst of problems.

God wants to transform our neighborhoods, but we have to spread our beliefs with conviction, in words, in the power of the Holy Spirit, and in perseverance.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Quatro “Ps” da Visão Celular

por Dr. Joshua David Lopez Grajeda, pastor presidente da Igreja North Nazareth, uma crescente igreja em célula na Cidade da Guatemala, Guatemala.

PALAVRAS. Paulo escreve aos crentes em Tessalônica: “…porque o nosso evangelho não chegou a vocês somente em palavra…” (1 Tessalonicenses 1:5). O evangelho de Jesus Cristo transformou os Tessalonicenses. Nós também devemos primeiro pregar o evangelho. Palavras são importantes. É o modo como nós comunicamos o evangelho.

PODER. O evangelho não é simplesmente uma apresentação de uma ideia, mas a operação de poder (dunamis). A menos que o Espírito de Deus venho em poder, a palavra de Deus se tornará uma carta morta para nós.

PROFUNDIDADE. Isso significa certeza plena [convicção profunda (BHTI)] Certeza é segurança, que vem da profundidade na palavra de Deus e da convicção de nossas crenças. A palavra grega pleroforia, pode ser traduzida como “convicção”. Paulo não estava agindo como um grande orador estilo grego, mas ele falou com convicção profunda, certo do que ele acreditava e isso veio de Deus.

PERSEVERANÇA. Os tessalonicenses sabiam que eles mesmos tinham se achegado ao evangelho através da pregação de Paulo e seus parceiros: De fato, vocês se tornaram nossos imitadores [Gr. mimetai] e do Senhor (v.6). O evangelho avança quando nós não fazemos com que verdadeiros crentes se afastem, ao contrário, eles perseveram em meio a problemas.

Deus quer a transformação de nossas vizinhanças, mas nós temos que compartilhar nossas crenças com convicção, em palavras, no poder do Espírito Santo e na perseverança.

Spanish blog:

Cuatro “Ps” de la Visión Celular

por Dr. Joshua David Lopez Grajeda, pastor presidente de Iglesia Norte Nazaret, una iglesia celular en la ciudad de Guatemala, Guatemala.

PALABRAS.  Pablo les escribe a los creyentes de Tesalónica: “…pues nuestro evangelio no llegó a vosotros en palabras solamente,…” (1 Tesalonicenses 1:5). El evangelio es la primera causa del cambio entre los tesalonicenses y es lo que se debe predicar en palabras, primeramente. Las palabras son importantes. Es la manera en que comunicamos el evangelio.

PODER. El evangelio no es simplemente la presentación de una idea, sino la operación de un poder (dunamis). A menos que el Espíritu de Dios venga con poder, la palabra de Dios se nos volverá letra muerta.

PROFUNDIDAD. Es decir la plena certidumbre [profunda convicción (BHTI)] Certidumbre es seguridad, la cual viene de la profundidad en la palabra de Dios y del convencimiento de nuestras creencias.  No podemos propagar algo de lo que no estamos convencidos.  El vocablo griego pleroforia, puede traducirse “convicción”. Parece que Pablo no actuaba como un gran orador al estilo de los griegos, pero hablaba con profunda convicción, certidumbre de lo que creía y que venía de Dios.

PERSEVERANCIA. Los propios tesalonicenses sabían que habían llegado al evangelio por la predicación de Pablo y sus colaboradores: Así que, el resultado llegó a ser que llegaron a ser imitadores [Gr. mimetai] de nosotros y del Señor, (V.6 NBL). Imitadores de nosotros, implica que el líder debe predicar con el ejemplo porque sus discípulos lo imitarán (1 Co. 11:1). El evangelio avanza cuando hay perseverancia en medio de las dificultades.  Los problemas y las adversidades no logran que el creyente decline, sino que persevera en medio de los problemas.

Dios desea transformar nuestro vecindario, pero tenemos que difundir nuestras creencias con convicción, en palabras, en poder del Espíritu Santo y en forma perseverante.

Why meeting in houses?

by Joshua David Lopez Grajeda, lead pastor of Iglesia Nazaret in Guatemala City, Guatemala

God lives in community. His nature is to live in three people in perfect harmony. The Son obeys the Father, the Father relates through love with the Son and both interact with the Holy Spirit. The word “Trinity”, according to Berkhof in his Systematic Theology, “not only indicates the quantity of three, but also implies the union of the three […] when we speak of the Trinity of God, we refer to a Trinity in Union and to a Unit which is Trina”.

In 1 Corinthians 12: 4-6 we see the Trinity acting in harmony regarding the church gifts’: “Now there are different gifts, but the same Spirit distributes them. There are different kinds of service, but the same Lord. There are different kinds of working, but in all of them and in everyone it is the same God at work. The word “same” applied to the three persons indicates how God works in communion imparting his gifts to the church.

The early churches met in houses and it was the place where God developed his people through the manifestation of spiritual gifts. Joining a cell group, participating in community, ministering and being ministered, is to assume the same essential character of the Triune God.

God created all people to have communion. We were not created for isolation. And He decided to relate to humans, and He expects us to live in communion as well. Modern culture is individualistic and conducts itself on a dangerous path of isolation, anonymity, and loneliness. Jesus calls individuals not to remain in isolation, but to join a new community of God’s people.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Por que se encontrar nas casas?

por Dr. Joshua David Lopez Grajeda, pastor presidente da Igreja North Nazareth, uma crescente igreja em célula na Cidade da Guatemala, Guatemala.

Deus vive em comunidade. Sua natureza está em viver em três pessoas em harmonia perfeita. O Filho obedece ao Pai, o Pai relaciona através do amor com o Filho e ambos interagem com o Espírito Santo. A palavra “Trindade”, de acordo com Berkhof em sua Teologia Sistemática, “não apenas indica a quantidade de três, mas também implica a união de três […] quando nós falamos da Trindade de Deus, nós referimos a uma Trindade em União e a uma Unidade que é Trina”. 

Em 1 Coríntios 12:4-6 nós vemos a Trindade agindo em harmonia em relação aos dons da igreja: “Há diferentes tipos de dons, mas o Espírito é o mesmo. Há diferentes tipos de ministérios, mas o Senhor é o mesmo. Há diferentes formas de atuação, mas é o mesmo Deus quem efetua tudo em todos.” A palavra “mesmo” aplicada para as três pessoas indica como Deus trabalha em comunhão ao partir seus dons para a igreja.

As igrejas primitivas reuniam-se nas casas e esse era o lugar onde Deus desenvolveu seu povo através da manifestação dos dons espirituais. Participar de um grupo de célula, participar em comunidade, ministrar e ser ministrado, é assumir o mesmo caráter essencial do Deus Triuno.

Deus criou todas as pessoas para ter comunhão. Nós não fomos criados para isolamento. E Ele decidiu relacionar com humanos, e Ele espera que nós vivamos em comunidade também. A cultura moderna é individualista e conduz a si mesmo no perigoso caminho do isolamento, anonimato e solidão. Jesus chama indivíduos não para manterem-se em isolamento, mas para se agregarem a uma nova comunidade do povo de Deus.

Spanish blog:

¿Por qué reunirnos en casas?

por Dr. Joshua David Lopez Grajeda, pastor principal de la iglesia Nazaret Norte, en la ciudad de Guatemala, Guatemala.

Dios vive en comunidad. Su naturaleza es vivir en tres personas en perfecta armonía. El Hijo obedece al Padre, el Padre se relaciona en amor con el Hijo y ambos interactúan en el Espíritu Santo. La palabra “Trinidad”, asegura Berkhof en su Teología Sistemática, “no solo indica la cantidad de tres, sino que también implica la unidad de los tres […] cuando hablamos de la Trinidad de Dios, nos referimos a una Trinidad en la Unidad y a una Unidad que es Trina”.

En 1 Corintios 12:4-6 vemos a la Trinidad actuar en armonía en relación a los dones de la iglesia: “Ahora bien, hay diversos dones, pero un mismo Espíritu. Hay diversas maneras de servir, pero un mismo Señor. Hay diversas funciones, pero es un mismo Dios el que hace todas las cosas en todos”.  La palabra “mismo” aplicado a las tres personas nos indica cómo Dios trabaja en comunión impartiendo sus dones a la iglesia.  Las iglesias se reunían en casas y era el lugar donde se daba la comunión y la edificación por medio de la manifestación de los dones espirituales. Unirse a una célula, participar de la comunión, ministrarse y ser ministrado, es asumir el mismo carácter esencial del Dios Trino.

Dios creó al ser humano para tener comunión.  No fuimos creados para el aislamiento. Y Él decidió relacionarse con el ser humano para tener comunión con él y espera que nosotros también actuemos en comunión. La cultura moderna es individualista y se conduce por el camino peligroso del aislamiento, el anonimato y la soledad. Jesús llama a individuos no para permanecer en el aislamiento, sino para unirse a una nueva comunidad del pueblo de Dios.

Transforming the Neighborhood

by Joshua David Lopez Grajeda, lead pastor of Iglesia Nazaret in Guatemala City, Guatemala

After the Sunday message, I made a call to those who would like to receive Jesus as Lord and Savior. Several people came forward and were immediately cared for those who integrated them into a home cell group near where they lived. This happens regularly on Sunday.

José (not his real name) was one of those who went forward years earlier. Now he was preparing to be a cell group coach or supervisor. José had been a gang member in one of the areas surrounding our church. God completely changed José’s life and people who knew him back in the old days couldn’t believe he was the same person. After Jose’s conversion he started going to Julio’s cell group. Julio encouraged him, took him through the equipping, and helped José find new friends. José experienced God’s love in a community of like-minded believers. After completing the church wide equipping, he became a deacon, leader of a cell, and then multiplied his cell several times.

Eventually, he began to prepare to be a coach/supervisor in the very same area where he was previously a gang member! José still struggles with issues, but he’s a completely different person and God is using him to reach out to former gang members. His daughter, for example, who was hurt because of José’s past lifestyle is now being restored with the family. And isn’t this what Christ wants to do with each of us? Is not this what the church is called to do?

Each household cell is a grain of salt scattered amid the corruption of the world in which we live. God still wants to work in the lives of the lost, but He wants to use those He has saved to bring them back. The church must be in the neighborhood.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Transformando o bairro

de Joshua David Lopez Grajeda

 Depois da mensagem de domingo, fiz um chamado àqueles que gostariam de receber Jesus como Senhor e Salvador. Várias pessoas vieram para a frente e foram imediatamente cuidadas por aqueles que as integraram em um grupo de célula residencial perto de onde moravam. Isso acontece regularmente no domingo.

José (nome fictício) foi um dos que foram à frente anos atrás. Agora ele estava se preparando para ser um treinador ou supervisor de célula. José tinha sido um membro de gangue em uma das áreas ao redor da nossa igreja. Deus mudou completamente a vida de José e as pessoas que o conheciam antigamente não acreditavam que ele fosse a mesma pessoa. Após a conversão de José, ele começou a ir à célula de Júlio. Júlio o encorajou, guiou-o através do processo de treinamento e ajudou José a encontrar novos amigos. José experimentou o amor de Deus em uma comunidade de crentes com a mesma opinião. Depois de completar o trilho de equipamento da igreja, ele se tornou um diácono, líder de uma célula, e depois multiplicou sua célula várias vezes.

Eventualmente, ele começou a se preparar para ser um treinador/supervisor na mesma área onde ele era anteriormente um membro de gangue! José ainda luta com problemas, mas ele é uma pessoa completamente diferente e Deus o está usando para alcançar antigos membros de gangues. Sua filha, por exemplo, que foi ferida por causa do estilo de vida passado de José, agora está sendo restaurada com a família. E não é isso que Cristo quer fazer com cada um de nós? Não é isso que a igreja é chamada a fazer?

Cada célula familiar é um grão de sal espalhado em meio à corrupção do mundo em que vivemos. Deus ainda quer trabalhar nas vidas dos perdidos, mas Ele quer usar aqueles que Ele salvou para trazê-los de volta. A igreja deve estar no bairro.

Spanish blog:

Transformando el Barrio

por Joshua David Lopez Grajeda, pastor titular de Iglesia Nazaret en Guatemala City, Guatemala

Después del mensaje del domingo, hice un llamado a quienes quisieran recibir a Jesús como Salvador de sus vidas.  Pasaron varias personas y luego fueron atendidas por hermanos que los integraron inmediatamente a una célula de hogar según la zona en la que vivían.  Esto sucede regularmente el domingo. Pero no fue sino hasta esta semana cuando en una reunión de asesores de sectores de células uno de ellos comentó el testimonio de José (su nombre no el verdadero), quien había recibido a Cristo hace años atrás; ahora estaba siendo traído a estas reuniones de asesores porque se convertiría en uno de ellos pronto.

Su mentor fue quien comentó la historia que, José había sido pandillero en una de las zonas aledañas a nuestra iglesia. No quiso comentar los detalles, pero yo no podía creer que se tratara de la misma persona que ahora tenía la intención de ser asesor de células.  José, luego de su conversión lo tomó a su cargo Julio, quien lo llevó a su célula, los instruyó, lo animó y fue en la célula donde José encontró amigos nuevos.  En una atmósfera diferente experimentó el amor de Dios para su vida y pronto tomó la ruta de entrenamiento que nuestra iglesia provee.  Posteriormente se convirtió en diácono, y en líder de una célula, la cual ha multiplicado varias veces. 

Su mentor, cree que es la persona ideal para liderar un sector de células en el mismo barrio donde él antes lideró pandilleros.  Cambiado por el poder de Dios, del pasado, únicamente le quedan los malos recuerdos y algunos asuntos que está tratando de resolver. Su hija, por ejemplo, como consecuencia del pasado, no ha vivido con la familia, ahora trata de reconstruir esa relación. ¿No fue eso lo que Cristo hizo por nosotros? ¿No es lo que la iglesia está llamada a hacer? La transformación de José se dio principalmente en un hogar cristiano que funciona en su barrio. Cada célula de hogar es un grano de sal esparcido en medio de la corrupción del mundo en que vivimos. Dios todavía quiere trabajar en las vidas de los perdidos, pero quiere usar a los que ha salvado para traerlos de regreso. La iglesia debe estar en el barrio.