Key Principles of Cell Churches

ralph

by Ralph Neighbour

Back in 1987, as we prepared to prepare pastors from all over the world who knew nothing about the Cell Church, a group of us met for two days to discuss the core values that would be mandatory for cell group churches. Here is what we prepared:

Every Member is a Minister

The Priesthood of all believers is pointedly taught in scripture. A priest touches a person with a need with one hand and touches the Lord with the other hand and becomes a channel for Christ to manifest His Presence to meet that need.

Further, Ephesians tells us that the apostle, prophet, evangelist, pastor and teacher are to be equippers of every member to minister. If leaders are equippers, every member will be prepared for ministry. This is the exact reverse of how a traditional church sees things: they see the FiveFold as the ministers and the members as offering support.

Equipping Will Be Done in Cells

Learning how to minister is not done in classrooms. It is done in the context of ministry situations. The activity of priests is done in the cell as all confess their crises and others receive the anointing to share spiritual gifts.

Thus, the cell itself is the place for equipping. When the member must minister, only then will the anointing required be manifested. Priestly ministry is not taught—it is caught.

Evangelism Will be Done through Cells

I Corinthians 14:24-25 along with verse 3 explains that if the Power and Presence of Christ is being revealed as all prophesy, the searching unbeliever will fall on his face and repent. This is “Body Life Evangelism,” where Christ Himself is the One who draws all men to Himself.

There Will be Clear Accountability

In the cell, we gather first as Triads: I John 2 explains it: the “Little Child” is mentored by the “Young Man,” who in turn is mentored by the “Father.”

Like the slogan of the U.S. Marines, each member says to another, “I’ve got your back!” The constant care and trust between the people of God allows them “to work out their salvation with fear and trembling, for God is working in them.”

Legalistic accountability is replaced by a desire to look after other’s interests with agape love.

There Will Be No Competition with Cells

The priestly life is focused on life together in community and penetrating the households of new believers. All the focus of the cell is directed toward fulfilling the task the Father assigned to His Son when He was returned to earth to occupy His next body, the ecclesia. There is no need for the precious time of the priests to be diverted to running and attending endless church programs. The Cell Church is an equipping and ministering organism, not an organization.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Princpios Fundamentais das Igrejas em Células

por Ralph Neighbour

Em 1987, conforme nos preparávamos para preparar pastores de todo o mundo que não sabiam nada sobre a Igreja em Células, nosso grupo se encontrou por dois dias para discutir os valores centrais que seriam obrigatórios para igrejas em células. Aqui está o que nós preparamos:

Todo Membro é um Ministro

O Sacerdócio de todos os crentes é incisivamente ensinado nas Escrituras. Um sacerdote toca uma pessoa com uma necessidade com uma mão e toca o Senhor com a outra, e se torna um canal para Cristo manifestar Sua presença para encontrar essa necessidade.

Além disso, Efésios nos conta que o apóstolo, o profeta, o evangelista, o pastor e o mestre devem equipar todo o membro para ministrar. Se os lderes são responsáveis por equipar, todo o membro será preparado para o ministério. Esse é exatamente o contrário de como uma igreja tradicional vê as coisas: Eles veem os cinco ministérios como os ministros e os membros como apoiadores.

Equipar Será Feito nas Células

Aprender como ministrar não acontece em salas de aula. Acontece no contexto de situações de ministração. A atividade dos sacerdotes é feita na célula conforme todos confessam suas crises e outros recebem a unção para compartilhar dons espirituais.

Portanto, a própria célula é o local para equipar. Quando o membro precisa ministrar, apenas então a unção necessária será manifesta. O ministério sacerdotal não é ensinado— é apanhado.

O Evangelismo Será Feito Através das Células

1 Corntios 14:24-25, juntamente com o versculo 3 explica que, se o Poder e a Presença de Cristo está sendo revelado como todos profetizam, o descrente que busca irá lançar-se sobre o seu rosto e se arrepender. Este é o “Evangelismo da Vida do Corpo”, onde o próprio Cristo é Aquele que atrai todos os homens para Si mesmo.

Haverá uma Clara Prestação de Contas

Na célula, nós nos reunimos primeiramente como Trades: 1 João 2 explica isso: a “Pequena Criança” é orientada pelo “Jovem”, que por sua vez é orientado pelo “Pai”.

Como o lema da Marinha Norte-Americana, cada membro diz ao outro, “Eu cubro você!”. O cuidado constante e a confiança entre o povo de Deus permite-lhes “operar sua salvação com temor e tremor, porque Deus está operando neles”.

A prestação de contas legal é substituda por um desejo de zelar pelos interesses dos outros com o amor Ágape.

Não Haverá Competição com as Células

A vida sacerdotal é focada na vida conjunta em comunidade e em penetrar nos lares de novos crentes. Todo o foco da célula é direcionado com o propósito de cumprir a tarefa que o Pai designou a seu Filho quando foi devolvido à Terra para ocupar seu próximo corpo, a eclésia. Não há necessidade de que o tempo precioso dos sacerdotes seja desviado para correr e participar de programas da igreja intermináveis. A Igreja em Células é um organismo para equipar e ministrar, não uma organização.

Spanish blog:

Principios fundamentales de las Iglesias Celulares

Por Ralph Neighbour

En 1987, mientras nos preparábamos para capacitar pastores de todo el mundo que no saban nada acerca de la Iglesia celular, un grupo de nosotros se reunió durante dos das para discutir sobre los valores fundamentales que seran obligatorios para las iglesias de grupos celulares. Esto es lo que preparamos:

Cada miembro es un ministro

El sacerdocio de todos los creyentes se enseña deliberadamente en las Escrituras. Un sacerdote toca a una persona con una necesidad, con una mano; y toca al Señor con la otra mano; y se convierte, de esta manera, en un canal para que Cristo manifieste su presencia satisfaciendo esa necesidad.

Además, Efesios nos dice que el apóstol, profeta, evangelista, pastor y maestro deben ser capacitadores de cada miembro para que estos ministren. Si los lderes son capacitadores, cada miembro será preparado para el ministerio. Este es el reverso exacto de cómo una iglesia tradicional ve las cosas: ellos ven los cinco ministerios como a los ministros y a los miembros ofreciendo apoyo.

La capacitación se llevará a cabo en las células

Aprender a cómo ministrar no es algo que se hace en las aulas. Se realiza en el contexto de situaciones en el ministerio. La actividad de los sacerdotes se realiza en la célula mientras todos confiesan sus crisis y otros reciben la unción para compartir dones espirituales.

Por lo tanto, la misma célula es el lugar para la capacitación. Cuando el miembro debe ministrar, sólo entonces la unción requerida se manifestará. El ministerio sacerdotal no es enseñado— es capturado.

El evangelismo se realizará a través de células

I Corintios 14: 24-25, junto con el versculo 3 explica que si el Poder y la Presencia de Cristo es revelado cuando todos profetizan, el incrédulo se postrará y se arrepentirá. Se trata del “Evangelismo de la vida del cuerpo”, donde Cristo mismo es el que atrae a todos a s mismo.

Habrá una clara rendición de cuentas

En la célula, primero nos reunimos como tradas: I Juan 2 lo explica: los “queridos hijos” tienen como mentor a los “jóvenes”, quienes a su vez tienen como mentor al “Padre”.

Al igual que el lema de la Infantera de Marina de los Estados Unidos, cada miembro le dice al otro: “¡Te tengo cubierto!” El cuidado constante y la confianza entre el pueblo de Dios les permite “ejercitar su salvación con temor y temblor, porque Dios está trabajando en ellos”.

La rendición de cuentas legalista es reemplazada por un deseo de velar por los intereses de los demás con amor ágape.

No habrá competencia con las células

La vida sacerdotal se centra en la vida en comunidad y en penetración en los hogares de los nuevos creyentes. Todo el enfoque de la célula se dirige hacia el cumplimiento de la tarea que el Padre le asignó a Su Hijo cuando fue devuelto a la tierra para ocupar su próximo cuerpo, la ecclesia. No hay necesidad que el tiempo precioso de los sacerdotes sea desviado a correr y asistir a programas interminables de la iglesia. La Iglesia celular es un organismo de capacitación y ministración, no una organización.

Leave a Reply

Your email address will not be published.