Birth or Die

coaches_steveCordleCropped

By Steve Cordle, www.crossroadsumc.org

“Our group is like a family! How can you split up our family?”

Have you ever heard this reaction to the idea of multiplying a group?

It is a common, even natural, reaction for many. It does say some positive things about the group, of course. The members have grown to love each other and the dynamics of the group and they don’t want it to change.

Leaders can help to minimize this reaction by stating at the very beginning of the group that its goal is to multiply. That way the original members can set their expectations realistically right from the start. They still may prefer that the group never multiply, but they will not feel surprised about it.

To help overcome the objections that remain, I offer a philosophical answer and a practical response.

Philosophically I remind the members that the purpose of our group is to multiply because more people need Jesus. After all, if some group hadn’t multiplied at some point, they wouldn’t have had the chance to be in the group they are in.

Finally, I point out that if they like the life and warmth of the group they need to multiply. If they do not, the group will slowly lose its vitality and become stale. Without reaching out to others, we will lose an important element of Jesus’ mission that will mean we do not experience all of the dynamics of life together in Him.

In other words, when it comes to a group’s future, it is birth or die.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Nascer ou Morrer

Por Steve Cordle, www.crossroadsumc.org

“Nosso grupo é como uma famlia! Como você pode dividir nossa famlia?”. Você já ouviu essa reação à idéia de multiplicar um grupo?
É uma reação comum, até mesmo natural, para muitos. Ela diz algumas coisas positivas sobre o grupo, é claro. Os membros cresceram em amor uns aos outros e à dinâmica do grupo e eles não querem que o grupo mude.

Os lderes podem ajudar a minimizar essa reação afirmando no incio do grupo que seu objetivo é multiplicar. Dessa forma, os membros originais podem definir as suas expectativas de forma realista desde o incio. Eles ainda podem preferir que o grupo nunca se multiplique, mas eles não vão se sentir surpresos com isso.

Para ajudar a superar as objeções que permanecem, eu ofereço uma resposta filosófica e uma resposta prática. Filosoficamente, lembro aos membros que o propósito de nosso grupo é multiplicar porque mais pessoas precisam de Jesus. Afinal, se algum grupo não tivesse se multiplicado em algum ponto, eles não teriam tido a chance de estar no grupo em que estão.

Finalmente, eu ressalto que se eles gostam da vida e do calor do grupo, eles precisam se multiplicar. Se isso não acontecer, o grupo perderá lentamente sua vitalidade e ficará obsoleto. Se não alcançarmos os outros, perderemos um elemento importante da missão de Jesus e isso significará que não experimentamos toda a dinâmica da vida juntos nEle.

Em outras palavras, quando se trata do futuro de um grupo, é nascer ou morrer.

Spanish blog

Nacer o Morir

Por Steve Cordle, www.crossroadsumc.org

“Nuestro grupo es como una familia” ¿Cómo puedes dividir a nuestra familia?

¿Alguna vez has escuchado esta reacción a la idea de multiplicar un grupo?

Es una reacción común, incluso natural, para muchos. Por supuesto, dice algunas cosas positivas sobre el grupo. Los miembros han crecido para amarse unos a otros y la dinámica del grupo y no quieren que cambie.

Los lderes pueden ayudar a minimizar esta reacción al afirmar al principio del grupo que su objetivo es multiplicarse. De esta manera los miembros originales pueden establecer sus expectativas de manera realista desde el principio. Todava pueden preferir que el grupo nunca se multiplique, pero no se sentirán sorprendidos por ello.

Para ayudar a superar las objeciones que quedan, ofrezco una respuesta filosófica y una respuesta práctica.

Filosóficamente recuerdo a los miembros que el propósito de nuestro grupo es multiplicar porque más gente necesita a Jesús. Después de todo, si algún grupo no se hubiera multiplicado en algún momento, no habra tenido la oportunidad de estar en el grupo en el que se encuentran.

Finalmente, señalo que si les gusta la vida y la calidez del grupo necesitan multiplicarse. Si no lo hacen, el grupo perderá lentamente su vitalidad y quedará obsoleto. Sin llegar a otros, perderemos un elemento importante de la misión de Jesús que significará que no experimentamos todas las dinámicas de la vida juntos en Él.

En otras palabras, cuando se trata del futuro de un grupo, es el nacimiento o la muerte.

Leave a Reply

Your email address will not be published.