Rest and Enjoy 

By Steve Cordle, https://xr.church/

Each of us needs to rest. We know, for example, if we don’t sleep, bad things happen. If we don’t rest our weary muscles, they eventually will become injured. We may not want to admit it, but we need to rest.

However, what we need is not just any rest, but a Sabbath rest. God modeled Sabbath and commanded that we observe it. Pastor and author Pete Scazzero says a Sabbath is not just a day off which can be filled with home maintenance and other obligations. Pete says, “Sabbath is a day set aside to stop, rest, delight, and contemplate the beauty of God.”

A Sabbath is 24 consecutive hours once per week in which we don’t do any “should” – as in, “I should clean the closet,” or “I should do my taxes.” A Sabbath rest is time to replenish; to enjoy the people in our lives and the Lord of our lives. It is time to disconnect from achieving and to do what brings us joy.

It might take a little planning to take a Sabbath (we plan vacations, don’t we?) It might mean scheduling some other time to cut the grass or do the taxes – so you don’t do them on your Sabbath.

Maybe God knew that we might feel a little guilty taking a full day each week to enjoy life and each other, so he made it a commandment. Enjoy!

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Descanse e Aproveite

Por Steve Cordle,  https://xr.church/

Cada um de nós precisa descansar. Sabemos, por exemplo, que se não dormirmos, coisas ruins acontecem. Se não descansarmos nossos músculos cansados, eles eventualmente se machucarão. Podemos não querer admitir, mas precisamos descansar.

No entanto, o que precisamos não é um descanso qualquer, mas um descanso sabático. Deus modelou o sábado e ordenou que o observássemos. O pastor e autor Pete Scazzero diz que um sábado não é apenas um dia de folga que pode ser preenchido com manutenção da casa e outras obrigações. Pete diz: “O sábado é um dia reservado para parar, descansar, deleitar e contemplar a beleza de Deus”.

Um sábado são 24 horas consecutivas uma vez por semana em que não fazemos nenhum “deveria” – como “eu deveria limpar o armário” ou “eu deveria organizar as finanças”. Um descanso sabático é tempo de reabastecimento; para desfrutar as pessoas em nossas vidas e o Senhor de nossas vidas. É hora de desconectar com a realização e fazer o que nos traz alegria.

Pode levar um pouco de planejamento para tirar um sábado (planejamos férias, não é?) Pode significar agendar algum outro momento para cortar a grama ou organizar as finanças – para que você não os faça no seu sábado.

Talvez Deus soubesse que poderíamos nos sentir um pouco culpados por tirar um dia inteiro toda semana para aproveitar a vida e uns aos outros, então ele fez disso um mandamento. Aprecie!

Spanish blog:

Descansa y disfruta

Por Steve Cordle, https://xr.church/

Cada uno de nosotros necesita descansar. Sabemos, por ejemplo, que si no dormimos, suceden cosas malas. Si no descansamos nuestros músculos cansados, eventualmente se lesionarán. Puede que no queramos admitirlo, pero necesitamos descansar.

Sin embargo, lo que necesitamos no es un descanso cualquiera, sino un descanso sabático. Dios modeló el sábado y ordenó que lo observemos. El pastor y autor Pete Scazzero dice que un sábado no es solo un día libre que se puede llenar con el mantenimiento del hogar y otras obligaciones. Pete dice: “El sábado es un día reservado para detenerse, descansar, deleitarse y contemplar la belleza de Dios”.

Un sábado son 24 horas consecutivas una vez por semana en las que no hacemos ningún “debería”, como “debo limpiar el armario” o “debo preparar mis impuestos”. Un descanso sabático es tiempo para reponerse; disfrutar de las personas en nuestra vida y del Señor de nuestra vida. Es hora de desconectar con el logro y hacer lo que nos da alegría.

Puede tomar un poco de planificación tomar un sábado (planeamos las vacaciones, ¿no?) Podría significar programar otro momento para cortar el césped o preparar los impuestos, para que no los haga en su sábado.

Tal vez Dios sabía que podríamos sentirnos un poco culpables al tomar un día completo cada semana para disfrutar de la vida y de los demás, así que lo convirtió en un mandamiento. ¡Disfrutar!

The most broken commandment?

By Steve Cordle, https://xr.church/

Even most unbelievers agree that the 10 Commandments are important to follow. And yet, there is one command that is routinely broken by most people, whether they be Christ-followers, atheists, pastors, students, or parents; that is, the command to observe the Sabbath.

One day off per week benefits our physical, emotional, and spiritual health.

However, taking a day off from work – even God’s work – might seem like luxury or laziness to us. It must have seemed that way to the Jews who had emerged out of slavery in Egypt. Slaves don’t get days off. Now that the Jews were free, God commanded them to act like it.

Observing a Sabbath is also an expression of trust. When we choose not to work, we are reminding ourselves that we are not the source of life. We are expressing confidence that the Lord will take care of whatever we are leaving undone out of obedience to him.

It is actually quite enjoyable to obey God’s command to take a Sabbath. And you are allowed to enjoy spending time with friends and family! It is a holy thing to have fun and to rest on the Sabbath. If we cannot, it is possible that we have an addiction to work and see ourselves only in terms of what we do. But God reminds us that we are beloved sons and daughters of his, and therefore we can rest.

Burnout is not a sign of devotion; it might be a sign of unbelief. Let us rest in the powerful provision of our Lord. 

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

O mandamento mais quebrado?

Por Steve Cordle, https://xr.church/

Mesmo a maioria dos incrédulos concorda que os 10 Mandamentos são importantes para serem seguidos. E, no entanto, há um mandamento que é rotineiramente quebrado pela maioria das pessoas, sejam eles seguidores de Cristo, ateus, pastores, estudantes ou pais; isto é, a ordem de observar o sábado.

Um dia de folga por semana beneficia nossa saúde física, emocional e espiritual.

No entanto, tirar um dia de folga do trabalho – até mesmo da obra de Deus – pode parecer luxo ou preguiça para nós. Deve ter sido assim para os judeus que saíram da escravidão no Egito. Os escravos não têm dias de folga. Agora que os judeus estavam livres, Deus ordenou que eles agissem com tais.

Observar o sábado também é uma expressão de confiança. Quando optamos por não trabalhar, estamos nos lembrando de que não somos a fonte da vida. Estamos expressando confiança de que o Senhor cuidará de tudo o que estamos deixando de fazer por obediência a ele.

Na verdade, é muito agradável obedecer ao mandamento de Deus de tirar um sábado. E você tem permissão para passar o tempo com amigos e familiares! É uma coisa sagrada se divertir e descansar no sábado. Se não pudermos, é possível que tenhamos um vício em trabalhar e nos vejamos apenas em termos do que fazemos. Mas Deus nos lembra que somos filhos e filhas amados dele e, portanto, podemos descansar.

Burnout não é sinal de devoção; pode ser um sinal de incredulidade. Vamos descansar na poderosa provisão de nosso Senhor.

Spanish blog:

¿El mandamiento más quebrantado?

Por Steve Cordle, https://xr.church/

Incluso la mayoría de los incrédulos están de acuerdo en que es importante seguir los 10 Mandamientos. Y, sin embargo, hay un mandamiento que la mayoría de las personas quebranta rutinariamente, ya sean seguidores de Cristo, ateos, pastores, estudiantes o padres; es decir, el mandato de observar el sábado.

Un día libre a la semana beneficia nuestra salud física, emocional y espiritual.

Sin embargo, tomarse un día libre del trabajo, incluso el trabajo de Dios, puede parecernos un lujo o una pereza. Debe haberles parecido así a los judíos que habían salido de la esclavitud en Egipto. Los esclavos no tienen días libres. Ahora que los judíos eran libres, Dios les ordenó que actuaran como tal.

Observar un sábado también es una expresión de confianza. Cuando elegimos no trabajar, nos recordamos a nosotros mismos que no somos la fuente de la vida. Estamos expresando confianza en que el Señor se encargará de todo lo que estemos dejando de hacer por obediencia a él.

De hecho, es bastante agradable obedecer el mandato de Dios de tomar un sábado. ¡Y se le permite disfrutar de pasar tiempo con amigos y familiares! Es una cosa santa divertirse y descansar en sábado. Si no podemos, es posible que tengamos una adicción al trabajo y nos veamos solo en términos de lo que hacemos. Pero Dios nos recuerda que somos sus amados hijos e hijas, y por lo tanto podemos descansar.

El agotamiento no es un signo de devoción; podría ser una señal de incredulidad. Descansemos en la poderosa provisión de nuestro Señor.

No Discipleship Without Relationship

By Steve Cordle, https://xr.church/

We have a saying at our church: “There is no discipleship without relationship.”

We need one another in order to grow spiritually. Though we need to spend time alone with God in prayer, scripture, and personal worship, it takes more than that to grow to spiritual maturity. It requires other believers. That is why the cell group is such an important growth environment.

Cell leaders can help their members progress in their faith in at least a couple of ways.

First, leaders can encourage members to take the next step in the Equipping Track. It is good for leaders to know where each member is in the Equipping Track; which parts have they completed, and what is their next step. Or course, group members can help each other this way, too. Most people who attend our Encounter Retreat do so because fellow group members tell them it is such a powerful experience they need to go. It’s some positive peer pressure!

Also, group members can spur one another on by asking that great follow-up question: “So how did it go?” When members share during the meeting something they sense God is telling them to do in response to his Word, it is powerful for group members to ask for a report the following week. That is loving accountability, and it is transformational. Accountability is what turns a discussion group into a discipleship group.

Of course, there will be lots of other ways we help each other grow: serving one another’s needs, working through conflict, and so on. It’s usually not glamorous, but it is what helps us become like Jesus.

We need one another in order grow mature. 

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Sem discipulado não há relacionamento

Por  Steve Cordle, https://xr.church/

Temos um ditado na nossa igreja: “Não Existe discipulado sem relacionamento”.

Nós precisamos uns dos outros para crescer espiritualmente. Embora precisemos passar tempo sozinhos com Deus em oração, na leitura das escrituras e em adoração pessoal, é necessário mais que isso para chegarmos à maturidade espiritual. É necessário conviver com outros crentes. É por essa razão que a célula é um ambiente tão importante para o crescimento espiritual.

Líderes de células podem ajudar no desenvolvimento da fé dos membros das suas células pelo menos de duas formas:

Primeiro, líderes podem encorajar os membros da célula a dar o próximo passo no trilho de treinamento. É importante que os líderes saibam onde cada membro está na sua caminhada no trilho de treinamento; que partes eles já completaram e qual é o próximo passo a ser dado. Claro, membros da célula podem se ajudar mutuamente também. A maioria das pessoas que participam do nosso Retiro de Encontro com Deus, o fazem porque os colegas de célula lhes dizem que é uma experiência muito poderosa e que eles precisam ir. É uma forma positiva de “pressão do grupo”!

Outra forma dos membros do grupo se estimularem entre si é fazendo a seguinte pergunta: Então, como foi o Retoro para você? Quando membros da célula compartilham durante sua própria reunião algo que sentiram, algo que Deus está lhes falando para fazer em resposta à sua Palavra, isso é algo poderoso. Os outros membros do grupo podem pedir na semana seguinte um relatório do que foi feito. Isto é uma prestação de contas amorosa e é transformadora. A prestação de contas é o que transforma um grupo de debate em um grupo de discipulado.

Claro, existem muitos outas maneiras com as quais podemos ajudar uns aos outros a crescer espiritualmente; servindo as necessidades uns dos outros, trabalhando os conflitos e por aí vai. Normalmente não é glamoroso, mas é o que nos ajuda a nos tornar como Jesus.

Nós precisamos uns dos outros para amadurecer.

Spanish blog:

No hay discipulado sin relación

Por Steve Cordle, https://xr.church/

Tenemos un dicho en nuestra iglesia: “No hay discipulado sin relación”.

Nos necesitamos unos a otros para crecer espiritualmente. Aunque necesitamos pasar tiempo a solas con Dios en oración, escritura y adoración personal, se necesita más que eso para crecer hacia la madurez espiritual. Requiere otros creyentes. Es por eso que el grupo celular es un entorno de crecimiento tan importante.

Los líderes celulares pueden ayudar a sus miembros a progresar en su fe en al menos un par de formas.

En primer lugar, los líderes pueden animar a los miembros a dar el siguiente paso en la Vía de equipamiento. Es bueno que los líderes sepan dónde se encuentra cada miembro en la vía de equipamiento; qué partes han completado y cuál es su próximo paso. O, por supuesto, los miembros del grupo también pueden ayudarse entre sí de esta manera. La mayoría de las personas que asisten a nuestro Retiro de Encuentro lo hacen porque los miembros del grupo les dicen que es una experiencia tan poderosa que necesitan ir. ¡Es una presión positiva de grupo!

Además, los miembros del grupo pueden animarse unos a otros haciendo esa gran pregunta de seguimiento: “¿Cómo te fue?” Cuando los miembros comparten durante la reunión algo que sienten que Dios les está diciendo que hagan en respuesta a su Palabra, es poderoso para los miembros del grupo pedir un informe la semana siguiente. Eso es responsabilidad amorosa, y es transformador. La rendición de cuentas es lo que convierte a un grupo de discusión en un grupo de discipulado.

Por supuesto, habrá muchas otras formas en que nos ayudaremos mutuamente a crecer: satisfaciendo las necesidades de los demás, trabajando en los conflictos, etc. Por lo general, no es glamoroso, pero es lo que nos ayuda a ser como Jesús.

Nos necesitamos unos a otros para madurar.

The Goal of Maturity

By Steve Cordle, www.crossroadsumc.org

When I was in college, I played drums in a Christian band. The group had recorded an album, and my goal was to point people to Jesus through music.

Then one night after the concert I thought, “It’s great to tell people about Jesus, but what happens after they go home? How are they going to grow spiritually?”

Some people are called to be traveling evangelists, but at that moment I knew that my calling was to the local church. I knew that was where on-going discipleship happened – or it least it should.

Paul was an outstanding evangelist, yet his goal was not mere conversion, he wanted to see people grow spiritually mature.   

[Christ] is the one we proclaim, admonishing and teaching everyone with all wisdom, so that we may present everyone fully mature in Christ.  (Colossians 1:28)

And the Church is designed by God to bring people to spiritual maturity:

So Christ himself gave the apostles, the prophets, the evangelists, the pastors and teachers, 12 to equip his people for works of service, so that the body of Christ may be built up 13 until we all reach unity in the faith and in the knowledge of the Son of God and become mature, attaining to the whole measure of the fullness of Christ. (Ephesians 4:11-13)

A cell-based church consists of more than just holistic small groups; it includes elements like an Equipping Track and perhaps an Encounter Retreat to help believers grow mature in Christ. Our goals, like numbers of groups and leaders, all serve the purpose of helping more people become more like Jesus. Let us never be satisfied with anything less.

“To this end I strenuously contend with all the energy Christ so powerfully works in me.” (Colossians 1:29)

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

O Objetivo da Maturidade

Steve Cordle, www.crossroadsumc.org

Eu era baterista na Universidade. A banda chegou a gravar um disco e meu objetivo era levar pessoas a Cristo pela música.

Uma certa noite, depois de uma apresentação eu pensei: “É maravilhoso falar de Jesus para as pessoas, mas e depois que elas vão pra casa, o que acontece? Como estas pessoas vão conseguir crescer em sua vida espiritual?”

Algumas pessoas são chamadas para serem evangelistas itinerantes, mas naquele momento eu percebi que meu chamado era para a igreja local. Eu sabia que é na igreja local que acontece o discipulado, ou pelo menos é onde ele deveria acontecer.

Paulo foi um evangelista extraordinário, e ainda assim seu objetivo não era apenas a conversão das pessoas, ele queria vê-las crescer em maturidade espiritual.

“o qual (Cristo) nós anunciamos, advertindo a todo homem e ensinando a todo homem em toda a sabedoria, a fim de que apresentemos todo homem perfeito em Cristo” (Colossenses 1:28)

A Igreja foi planejada por Deus para levar as pessoas à maturidade espiritual:

11 E ele mesmo concedeu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres, 12 com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do seu serviço, para a edificação do corpo de Cristo, 13 Até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, à perfeita varonilidade, à medida da estatura da plenitude de Cristo” (Efésios 4:11-13)

Uma igreja em células é mais do que um conjuntos de pequenos grupos integrados; fazem parte do conceito um Trilho de Treinamento e talvez também um Retiro de Encontro com Deus, para ajudar os crentes a crescer em Cristo. Os nossos objetivos de número de grupos e líderes servem ao propósito de ajudar cada vez mais pessoas a serem mais como Jesus. Não devemos almejar nada menos do que isso.

“…para isso é que eu também me afadigo, esforçando-me o mais possível, segundo a sua eficácia que opera eficientemente em mim” (Colossenses 1:29)

Spanish blog:

El objetivo de la madurez

Por Steve Cordle, www.crossroadsumc.org

Cuando estaba en la universidad, tocaba la batería en una banda cristiana. El grupo había grabado un álbum y mi objetivo era llevar a la gente a Jesús a través de la música.

Luego, una noche, después del concierto, pensé: “Es genial contarle a la gente acerca de Jesús, pero ¿qué sucede después de que se van a casa? ¿Cómo van a crecer espiritualmente?”.

Algunas personas son llamadas a ser evangelistas itinerantes, pero en ese momento supe que mi llamado era a la iglesia local. Sabía que ahí era donde ocurría el discipulado continuo, o al menos debería.

Pablo fue un evangelista destacado, pero su meta no era la mera conversión, él quería ver a las personas madurar espiritualmente.

[Cristo] es el que proclamamos, amonestando y enseñando a todos con toda sabiduría, para que podamos presentar a todos plenamente maduros en Cristo. (Colosenses 1:28)

Y la Iglesia está diseñada por Dios para llevar a las personas a la madurez espiritual:

Así Cristo mismo dio a los apóstoles, a los profetas, a los evangelistas, a los pastores y maestros, 12 para preparar a su pueblo para las obras del servicio, a fin de que el cuerpo de Cristo sea edificado 13 hasta que todos lleguemos a la unidad en la fe y en la conocimiento del Hijo de Dios y maduréis, alcanzando toda la medida de la plenitud de Cristo. (Efesios 4:11-13)

Una iglesia basada en células consta de más que pequeños grupos holísticos; incluye elementos como una pista de equipamiento y tal vez un retiro de encuentro para ayudar a los creyentes a madurar en Cristo. Nuestras metas, como el número de grupos y líderes, tienen el propósito de ayudar a más personas a ser más como Jesús. Nunca estemos satisfechos con nada menos.

“Con este fin lucho enérgicamente con toda la energía que Cristo tan poderosamente obra en mí”. (Colosenses 1:29)

Span of Care

By Steve Cordle, www.crossroadsumc.org

Most churches in the United States are small; the median size is 65. That means half of the churches have less than 65 people, half have more.

Perhaps one of the reasons for this is that there is a limit to the number of people of that a pastor can care for personally. If people are not cared for, they will drift away from the fellowship. Sitting shoulder-to-shoulder in the celebration service will not retain people forever. We need face-to-face connection with others in order to feel part of the church family. But one pastor can only care for a limited number of people.

Cell groups solve the “span of care” problem. If someone is in a group, they will have a few people who will know what is happening in their lives, pray for them personally, and listen. The group leader can see that each member is cared for, but doesn’t have an overwhelming number to shepherd. The coach cares for a few group leaders while the staff cares for the coaches. When the number of groups grows, a new coach is equipped and no one person is overwhelmed. In this way, the span of care is kept small while the level of care is high That allows the church to grow, and the people to be loved and cared for while they grow in the image of Jesus. 

How is the span of care in your church? In your ministry? If you are at the maximum number of people you can care for, pray that God will show you someone to equip as a new leader and release even more love and care than ever. 

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Extensão do Cuidado

Por Steve Cordle,  www.crossroadsumc.org

A maioria das igrejas nos Estados Unidos é pequena; o tamanho médio é de 65. Isso significa que metade das igrejas tem menos de 65 pessoas, metade tem mais.

Talvez uma das razões para isso seja que há um limite para o número de pessoas que um pastor pode cuidar pessoalmente. Se as pessoas não forem cuidadas, elas se afastarão da comunhão. Sentar-se lado a lado no culto de celebração não reterá as pessoas para sempre. Precisamos de conexão face a face com os outros para nos sentirmos parte da família da igreja. Mas um pastor só pode cuidar de um número limitado de pessoas.

Os grupos de células resolvem o problema da “extensão do cuidado”. Se alguém estiver em um grupo, eles terão algumas pessoas que saberão o que está acontecendo em suas vidas, orarão por eles pessoalmente e ouvirão. O líder do grupo pode ver que cada membro é cuidado, mas não tem um número esmagador para pastorear. O supervisor cuida de alguns líderes de grupo, enquanto a equipe cuida dos supervisores. Quando o número de grupos cresce, um novo supervisor é equipado e ninguém fica sobrecarregado. Desta forma, a extensão do cuidado é mantida pequena enquanto o nível de cuidado é alto, o que permite que a igreja cresça e as pessoas sejam amadas e cuidadas enquanto crescem à imagem de Jesus.

Como é a extensão do cuidado em sua igreja? Em seu ministério? Se você está no número máximo de pessoas que pode cuidar, ore para que Deus lhe mostre alguém para equipar como um novo líder e liberar ainda mais amor e cuidado do que nunca.

Spanish blog:

Amplitud de la atención

Por Steve Cordle, www.crossroadsumc.org

La mayoría de las iglesias en los Estados Unidos son pequeñas; el tamaño medio es 65. Eso significa que la mitad de las iglesias tienen menos de 65 personas, la mitad tiene más.

Quizás una de las razones de esto es que hay un límite en el número de personas a las que un pastor puede cuidar personalmente. Si no se cuida a las personas, se alejarán de la confraternidad. Sentarse hombro con hombro en el servicio de celebración no retendrá a las personas para siempre. Necesitamos una conexión cara a cara con los demás para sentirnos parte de la familia de la iglesia. Pero un pastor solo puede cuidar de un número limitado de personas.

Los grupos celulares resuelven el problema de la “amplitud de la atención”. Si alguien está en un grupo, tendrá algunas personas que sabrán lo que está sucediendo en sus vidas, orarán por ellos personalmente y escucharán. El líder del grupo puede ver que cada miembro sea atendido, pero no tiene un número abrumador para pastorear. El supervisor se preocupa por algunos líderes de grupo mientras que el personal se preocupa por los supervisores. Cuando crece el número de grupos, se equipa un nuevo supervisor y nadie se siente abrumado. De esta manera, el lapso de atención se mantiene pequeño mientras que el nivel de atención es alto.  Eso permite que la iglesia crezca y que las personas sean amadas y cuidadas mientras crecen a la imagen de Jesús.

¿Cómo es el tiempo de atención en su iglesia? ¿En su ministerio? Si está en el número máximo de personas que puede cuidar, ore para que Dios le muestre a alguien para equiparlo como un nuevo líder y liberar aún más amor y cuidado que nunca.