Take a Day Off

coach_JoelFamilyWeb

By Joel Comiskey, check out  coaching 

I overworked one spring to the point of exhaustion. I didn’t faithfully keep my day off, didn’t take care of my body, and eventually caught bronchitis. I had a teaching commitment at the time that I couldn’t cancel. I remember the sleepless nights wheezing and coughing, knowing that I had to teach the next day. As I look back at those exhausting days, I now realize that I tried to cram way too much work into a limited time period and ended up imbalanced.

God made the human body to run effectively for only six days out of the week—not seven. Genesis 2:2–3 declares, “By the seventh day God had finished the work he had been doing; so on the seventh day he rested from all his work. And God blessed the seventh day and made it holy, because on it he rested from all the work of creating that he had done.”

I don’t believe that we need to rest on one specific day (e.g., Saturday or Sunday). Pastors, for example, are busiest on Sundays, and have a hard time resting on that day. Whatever day you choose, the goal is to truly rest on that day.

Your 24-hour day of rest should not have a lot of rules and regulations (e.g., can’t do this, can’t do that, etc.). You will need to do some work, for example, to survive—like washing the dishes and taking out the trash. But as much as possible try to avoid the regular, job-related work that you do the other six days of the week. Leviticus 23:7–8 says, “On the first day hold a sacred assembly and do no regular work. For seven days present an offering made to the Lord by fire. And on the seventh day hold a sacred assembly and do no regular work.” The emphasis is on “regular work.” On your day off you should cease to do those things that are part of your normal work load. Give yourself a break and do only those things that help you relax and feel refreshed.

On my day off, for example, I try to avoid anything and everything that sounds like normal work. I only read books that are non-work related. I don’t check my email on my day off, and as a family we don’t answer the phone. My wife and I have both agreed not to talk about stressful, work-related topics between ourselves on our day off. I want to rest my mind—not engage it with the problems and stresses of the other six days. I do sleep a lot, take walks, and enjoy family, food, and anything that is restful.

Remember that after six days, we just naturally run out of gas. If we go against God’s norms, we’ll eventually pay a costly price. I don’t believe any of us are so indispensable that we can neglect our own bodies and souls by not taking a day off.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Tire um dia de folga

Por Joel Comiskey

Eu sobrecarregava uma primavera até o ponto de exaustão. Eu não mantive fielmente meu dia de folga, não cuidei do meu corpo e, eventualmente, peguei bronquite. Eu tinha um compromisso de ensino no momento em que não consegui cancelar. Lembro-me das noites sem dormir engasgando e tossindo, sabendo que eu tinha que ensinar no dia seguinte. Enquanto olho para esses dias cansativos, agora percebo que tentei trabalhar muito em um perodo de tempo limitado e acabei desequilibrado.

Deus fez o corpo humano correr efetivamente por apenas seis dias fora da semana – e não sete. Gênesis 2: 2-3 declara: “No sétimo dia, Deus havia concludo o trabalho que fazia; Assim, no sétimo dia, ele descansou de todo o seu trabalho. E Deus abençoou o sétimo dia e o fez santo, porque nisto descansou de todo o trabalho de criar o que tinha feito “.

Eu não acredito que precisamos descansar em um dia especfico (por exemplo, sábado ou domingo). Os pastores, por exemplo, estão mais ocupados aos domingos, e têm dificuldade em descansar naquele dia. Seja qual for o dia que você escolher, o objetivo é realmente descansar nesse dia.

Seu dia de descanso de 24 horas não deve ter muitas regras e regulamentos (por exemplo, não pode fazer isso, não pode fazer isso, etc.). Você precisará fazer algum trabalho, por exemplo, para sobreviver – como lavar a louça e tirar o lixo. Mas, tanto quanto possvel, tente evitar o trabalho regular, relacionado ao trabalho que você faz nos outros seis dias da semana. Levticos 23: 7-8 diz: “No primeiro dia, mantenha uma assembleia sagrada e não faça nenhum trabalho regular. Por sete dias apresente uma oferta feita ao Senhor por fogo. E no sétimo dia mantenha uma assembleia sagrada e não faça nenhum trabalho regular. “A ênfase é no “trabalho regular “. No seu dia de folga, você deve deixar de fazer as coisas que fazem parte da sua carga de trabalho normal. Dê uma pausa e faça apenas as coisas que ajudam você a relaxar e se sentir atualizado.

No meu dia de folga, por exemplo, tento evitar tudo e qualquer coisa que pareça um trabalho normal. Eu só leio livros que não são relacionados ao trabalho. Não verifico meu e-mail no meu dia de folga e, como famlia, não atendemos o telefone. Minha esposa e eu concordamos em não falar de tópicos estressantes e relacionados ao trabalho entre nós no nosso dia de folga. Eu quero descansar a minha mente – não engajá-la com os problemas e tensões dos outros seis dias. Eu durmo muito, faço caminhadas e aprecio a famlia, a comida e tudo o que é de repouso.

Lembre-se de que, após seis dias, simplesmente ficamos sem gás. Se nos opormos às normas de Deus, acabaremos pagando um preço dispendioso. Eu não acredito que nenhum de nós é tão indispensável que podemos negligenciar nossos próprios corpos e almas ao não tirar um dia de folga

Spanish blog:

Tómate  un da libre

Por Joel Comiskey

En una primavera me sobrecargé  hasta llegar al punto del agotamiento. No guardé de manera fiel mi da libre, no cuidé mi cuerpo, y con el tiempo una bronquitis me atrapó. En ese momento tenia un compromiso para enseñanzar, el cual no poda cancelar. Recuerdo esas noches sin dormir mientras estaba temblando y tosiendo, sabiendo que tena que enseñar al da siguiente. Ahora, al mirar hacia atrás y recordar esos das agotadores, me doy cuenta de que traté de hacer demasiado trabajo en un limitado perodo de tiempo y todo terminó en desequilibrio.

Dios hizo que el cuerpo humano funcionará de manera eficaz por sólo seis das de la semana, no siete. Génesis 2: 2-3 declara: “Al llegar el séptimo da, Dios descansó porque haba terminado la obra que haba emprendido. Dios bendijo el séptimo dia, y lo santificó, porque en ese da descansó de toda su obra creadora”.

No creo que necesitamos descansar en un da especfico (por ejemplo, el sábado o el domingo). Los pastores, por ejemplo, están más ocupados los domingos y tienen dificultades para descansar ese da. Cualquiera que sea el da que elijas, el objetivo es que realmente descanses ese da.

Tu da de descanso de 24 horas no debera tener muchas reglas y regulaciones (por ejemplo, no puedes hacer esto, no puedes hacer eso, etc.). Tendrás que hacer algún trabajo, por ejemplo, para sobrevivir, como lavar los platos y sacar la basura. Pero, en la medida de lo posible, trata de evitar el trabajo, relacionado con el trabajo que realizas los otros seis das de la semana. Levtico 23: 7-8 dice: “El primer da celebraran una fiesta solemne en su honor; ese da no harán ningún trabajo. Durante siete das presentaran al Señor ofrendas por fuego, y el septimo da celebraran una fiesta solemne en su honor; ese da no harán ningún trabajo.” El énfasis está en “ningún trabajo.” En tu da libre debes dejar de hacer las cosas que son parte de tu carga de trabajo normal. Darse un respiro y hacer sólo aquellas cosas que te ayudan a relajarte y sentirte fresco.

En mi da libre, por ejemplo, trato de evitar cualquier cosa y todo lo que suene parecido a trabajo diario. Sólo leo libros que no están relacionados con el trabajo, no reviso mi correo electrónico, y como familia hemos acordado no contestar el teléfono. Mi esposa y yo también hemos acordado no hablar de temas estresantes, relacionados con el trabajo en nuestro da libre. Quiero descansar mi mente, no comprometerme con los problemas y las tensiones de los otros seis das. Duermo mucho, tomo paseos, y disfruto de la familia, la comida y todo lo que sea relajante.

Recuerda que después de seis das, naturalmente nos quedamos sin gasolina. Si vamos en contra de las normas de Dios, al final pagaremos un precio muy alto. No creo que ninguno de nosotros sea tan indispensable que podamos descuidar nuestros propios cuerpos y almas al no tomar un da libre.

2 thoughts on “Take a Day Off

  • God bless you pastor. Please we need more instructios about days off, vacatios period for the minister, rest, because some leaders need to know that is neccesary for the life of the sheeps and for the own life. Thank you!

Leave a Reply

Your email address will not be published.