Missions and Cell Church Ministry

By Mario Vega, www.elim.org.sv

Most of the people that haven’t been reached today are located in Muslim countries or in countries that are closeed to the Gospel. Under those conditions, it’s not possible to do traditional missionary work. .

Missionary work must be done slowly, carefully, and clandestinely. This is where the work of cell churches is important since the members of these churches are trained in personal evangelism and house to house ministry.  

Joel Comiskey has said: “Those who can lead a cell, multiply it, and coach the new leader can do the same thing anywhere in the world.” From that standpoint, every leader is potentially a missionary. Now is the time for all cell churches to look beyond themselves and to see their roles as preparing future harvest workers to reach unreached peoples of the world.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Esta é uma tradução do Google. Assim que a tradução normal for recebida, ela será publicada no site do JCG

Missões e ministério da igreja celular

Por Mario Vega, www.elim.org.sv
 
A maioria das pessoas que não foram alcançadas hoje estão localizadas em países muçulmanos ou em países próximos ao Evangelho. Sob essas condições, não é possível fazer o trabalho missionário tradicional.
.
O trabalho missionário deve ser realizado devagar, com cuidado e clandestinidade. É aqui que o trabalho das igrejas em células é importante, pois os membros dessas igrejas são treinados em evangelismo pessoal e ministério de casa em casa.

Joel Comiskey disse: “Quem pode liderar uma célula, multiplicá-la e treinar o novo líder pode fazer a mesma coisa em qualquer lugar do mundo”. Desse ponto de vista, todo líder é potencialmente um missionário. Agora é a hora de todas as células as igrejas devem olhar para além de si mesmas e ver seus papéis como preparando os futuros trabalhadores da colheita para alcançar os povos não alcançados do mundo.

Spanish blog:

Las misiones y las iglesias celulares

por Mario Vega, www.elim.org.sv

Gran parte de los pueblos no alcanzados hoy en día se encuentran ubicados en países musulmanes o muy cerrados al evangelio. En esas condiciones el realizar un trabajo misionero tradicional que consiste en fundar una nueva iglesia no es posible.

El trabajo misionero debe ser hecho de manera lenta, cuidadosa y prácticamente en la clandestinidad. Es allí donde el trabajo de las iglesias celulares resulta importante ya que los miembros de estas iglesias se encuentran entrenados y acostumbrados a llevar el evangelio persona a persona y de casa en casa.

Joel Comiskey ha dicho: ‘El mismo trabajo que un líder realiza multiplicando una célula en su país es el que debe hacer en el campo misionero.’ Desde ese punto de vista, todo líder es un misionero en potencia. Las iglesias celulares que hasta hoy se han concentrado en el crecimiento y en sí mismas deben levantar la mirada para dirigir sus capacidades adquiridas hacia la evangelización de los pueblos no alcanzados.

Leave a Reply

Your email address will not be published.