The Goal of Innovation

By Gerardo Campos, District pastor at Elim Church, San Salvador, El Salvador, www.elim.org.sv

In his book Myths and Truths of the Cell Church, Joel wrote about the myth that says, “Once you have a model, stick with it.” Comiskey comes back with the truth, “Innovate and change the model as the Spirit directs you to do so” (p. 4).

The pandemic has dealt a severe blow to the church and its meetings. However, as the severity of the crisis lessens, some are able to return to the homes, allowing believers to some extent to exercise their functions of evangelism, edification, and fellowship.

The new normal we face helps us to realize that models should never be “written in stone.” Rather, one of the future goals we can learn from the pandemic is to adapt the model to new conditions. We need to be willing to receive feedback from leaders as we rethink how cells can be best meet the needs of others.

Some believe that COVID-19 has made it impossible to continue with cell church ministry, but, on the contrary, the understanding of the church as an organism that has two wings (the mass meeting in the building and the small meetings in the houses) is key to adapt to the new circumstances and to continue with the mission of making disciples. I believe that the cell church will continue to discover new ground as it focuses on principles and values.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

O objetivo da inovação

Gerardo Campos, Pastor Distrital na Igreja Elim, São Salvador, El Salvador, www.elim.org.sv

Em seu livro “Mitos e Verdades sobre a Igreja em Células” (tradução livre do título original “Myths and Truths of the Cell Church” ainda não lançado em Português), Joel escreve sobre um dos mitos: “Se você já tiver um modelo, fique com ele”. Comiskey traz então a verdade por trás deste mito: “inove e mude o modelo, à medida que o Espírito Santo o direcionar para isso” (página 4 do livro original em inglês).

A pandemia lançou um duro golpe na igreja e em seus encontros e reuniões. Entretanto, à medida que a severidade da crise diminui, alguns encontros puderam retornar às casas, permitindo que aos poucos os crentes possam exercer suas atividades de evangelismo, edificação e comunhão.

O novo normal nos ajuda a perceber que os modelos nunca precisam estar “gravados na pedra”. Ao invés disso, um dos objetivos para o futuro que podemos aprender com a pandemia é de adaptar o modelo às novas condições. Nós precisamos estar dispostos a receber avaliações dos líderes e repensarmos como as células podem ser instrumentos para alcanças as necessidades das pessoas.

Algumas pessoas acreditam que a COVID-19 tornou o ministério em células impossível de continuar, mas ao contrário disso, o entendimento da igreja como um organismo de duas asas (a grande celebração no templo e os pequenos grupos nos lares) é a chave para a adaptação às novas circunstâncias e para continuarmos na missão de fazemos novos discípulos. Eu creio que a igreja em células continuará a descobrir novos caminhos se continuar focada em seus princípios e valores.

Spanish blog:

La Meta de Innovación

Por Gerardo Campos, Pastor del distrito en Iglesia Elim, San Salvador, El Salvador, www.elim.org.sv

En su libro «Mitos y verdades de la iglesia celular», Joel escribió: «Una vez tengas un modelo, apégate a él». Y lo equilibra con esta otra verdad: «Innova y cambia el modelo según el Espíritu te dirija a hacerlo» (pág. 4).

La pandemia ha dado un duro golpe a la iglesia y sus reuniones. No obstante, al haber logrado cierta recuperación, las reuniones pequeñas en las casas se han ido reanudando, permitiendo en alguna medida que los creyentes ejerzan sus funciones de evangelismo, edificación y comunión.

La nueva normalidad que enfrentamos nos hace cuestionar el mito de lo inflexible que un modelo deba ser. Una de las metas que deberíamos establecer es la de adaptar el modelo a las nuevas condiciones. En esto, es importante la retroalimentación que recibimos de los líderes al replantearnos el mejor funcionamiento de las células. Hay quienes piensan que la crisis del coronavirus hace imposible continuar con la iglesia celular, pero, por el contrario, la comprensión de la iglesia como un organismo que posee dos alas (la reunión masiva en el edificio y las reuniones pequeñas en las casa) es clave para adaptarse a las nuevas circunstancias y para continuar con la misión de hacer discípulos.

Algunos creen que el nuevo coronavirus se convertirá en una endemia lo cual haría que las cosas no vuelvan a ser como antes, no obstante la iglesia celular seguirá en marcha siempre replanteándose el camino por donde sus principios o valores sigan siendo la vivencia de la iglesia.

Leave a Reply

Your email address will not be published.