Family Focus

By Rob Campbell, Founding Pastor, www.cypresscreekchurch.com

God has designed the family to nurture the hearts of a generation to love God. Even in imperfection, the family exists to display God’s heart to the emerging generation.

Making our faith real and personal is the heart of the Shema (Deut. 6:4-9). “These commandments that I give you today are to be upon your hearts.” Emphasize these commands of the Lord when “you sit…walk…lie down…get up.” Being intentional and displaying constancy is necessary. Inconsistent parenting produces insecure children.

One author suggests: “They [church and family] both exist because God desires to use them to demonstrate His plan of redemption and restoration…If they work together, they can potentially make a greater impact than if they work alone. They need each other. Too much is at stake for either one to fail.”

The 12 Rules below originally appeared in an Ann Landers Column in 1959. The rules were submitted to her by the Houston Texas Police Department.

12 Rules for Raising Delinquent Children: 

  1. Begin in infancy to give the child everything he wants. In this way, he will grow to believe the world owes him a living.
  2. When he picks up bad words, laugh at him. This will make him think he’s cute. It will also encourage him to pick up “cuter” phrases that will blow off the top of your head later.
  3. Never give him any spiritual training. Wait till he is 21, and then let him “decide for himself.”
  4. Avoid the use of the word “wrong.” He may develop a guilt complex. This will condition him to believe, later, when he is arrested for stealing a car, that society is against him and he is being persecuted.
  5. Pick up everything he leaves lying around—books, shoes, and clothing. Do everything for him so he will be experienced in throwing all responsibility onto others.
  6. Let him read any printed matter he can get his hands on. Be careful that the silverware and drinking glasses are sterilized, but let his mind feast on garbage.
  7. Quarrel frequently in the presence of your child. In this way, he will not be too shocked when the home is broken up later.
  8. Give a child all the spending money he wants. Never let him earn his own. Why should he have things as tough as you had them?
  9. Satisfy his every craving for food, drink, and comfort. See that every sensual desire is gratified. Denial may lead to harmful frustration.
  10. Take his part against neighbors, teachers, and policemen. They are all prejudiced against your child.
  11. When he gets into real trouble, apologize for yourself by saying, “I never could do anything with him.”
  12. Prepare for a life of grief. You will be apt to have it.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Foco na Família

Por Rob Campbell, Pastor Fundador,  www.cypresscreekchurch.com

Deus projetou a família para nutrir os corações de uma geração para amar a Deus. Mesmo na imperfeição, a família existe para mostrar o coração de Deus à geração emergente.

Tornar nossa fé real e pessoal é o cerne do Shemá (Dt 6:4-9). “Estes mandamentos que hoje vos dou devem estar em vossos corações.” Enfatize esses mandamentos do Senhor quando “você se sentar…andar…deitar…levantar”. Ser intencional e mostrar constância é necessário. A parentalidade inconsistente produz filhos inseguros.

Um autor sugere: “Eles [igreja e família] existem porque Deus deseja usá-los para demonstrar Seu plano de redenção e restauração… Se eles trabalharem juntos, eles podem ter um impacto maior do que se trabalharem sozinhos. Eles precisam um do outro. Muita coisa está em jogo para qualquer um falhar.”

As 12 regras abaixo apareceram originalmente em uma coluna de Ann Landers em 1959. As regras foram submetidas a ela pelo Departamento de Polícia de Houston Texas.

12 Regras para criar filhos delinquentes:

  1. Comece na infância a dar à criança tudo o que ela quer. Desta forma, ele crescerá acreditando que o mundo lhe deve a vida.
  2. Quando ela aprender palavrões, ria dela. Isso vai fazê-la pensar que ela é fofa. Isso também irá encorajá-la a aprender frases “mais fofas” que vão explodir na sua cabeça mais tarde.
  3. Nunca dê a ela nenhum treinamento espiritual. Espere até que ela tenha 21 anos, e então deixe-a “decidir por si mesmo”.
  4. Evite o uso da palavra “errado”. Ela pode desenvolver um complexo de culpa. Isso a condicionará a acreditar, mais tarde, quando for presa por roubar um carro, que a sociedade está contra ela e ela está sendo perseguida.
  5. Pegue tudo o que ela deixa por aí — livros, sapatos e roupas. Faça tudo por ela para que ela tenha experiência em jogar toda a responsabilidade sobre os outros.
  6. Deixe-a ler qualquer material impresso em que possa colocar as mãos. Tenha cuidado para que os talheres e copos sejam esterilizados, mas deixe sua mente se deleitar com lixo.
  7. Brigue com frequência na presença de seu filho. Dessa forma, ele não ficará muito chocado quando a casa for desfeita mais tarde.
  8. Dê a uma criança todo o dinheiro que ela quiser para gastar. Nunca deixe que ela ganhe o seu. Por que ela deveria ter coisas tão difíceis quanto você teve?
  9. Satisfaça todos os seus desejos por comida, bebida e conforto. Cuide para que todo desejo sensual seja satisfeito. A negação pode levar à frustração prejudicial.
  10. Tome sua parte contra vizinhos, professores e policiais. Eles são todos preconceituosos contra seu filho.
  11. Quando ela tiver problemas reais, peça desculpas a si mesmo dizendo: “Eu nunca poderia fazer nada com ela.”
  12. Prepare-se para uma vida de luto. Você estará apto a tê-la.

Spanish blog:

Enfoque familiar

Por Rob Campbell, pastor fundador, www.cypresscreekchurch.com

Dios ha diseñado la familia para nutrir los corazones de una generación para amar a Dios. Incluso en la imperfección, la familia existe para mostrar el corazón de Dios a la generación emergente.

Hacer que nuestra fe sea real y personal es el corazón del Shema (Deut. 6:4-9). “Estos mandamientos que os doy hoy deben estar en vuestros corazones”. Enfatiza estos mandatos del Señor cuando “te sientes… camines… te acuestes… te levantes”. Ser intencional y mostrar constancia es necesario. Una crianza incoherente produce hijos inseguros.

Un autor sugiere: “Ambas [la iglesia y la familia] existen porque Dios desea utilizarlas para demostrar su plan de redención y restauración… Si trabajan juntas, pueden tener un impacto mayor que si trabajan solas. Se necesitan mutuamente. Hay demasiado en juego para que alguna de ellas fracase”.

Las 12 reglas que siguen aparecieron originalmente en una columna de Ann Landers en 1959. Las reglas le fueron presentadas por el Departamento de Policía de Houston, Texas.

12 reglas para criar a los niños delincuentes:

  1. Comience en la infancia a darle al niño todo lo que quiere. De este modo, crecerá creyendo que el mundo le debe la vida.
  2. Cuando diga malas palabras, ríase de él. Esto le hará creer que es simpático. También le animará a tomar frases más “graciosas” que luego se le escaparán a usted.
  3. Nunca le des formación espiritual. Espera a que tenga 21 años y entonces deja que “decida por sí mismo”.
  4. Evita el uso de la palabra “mal”. Puede desarrollar un complejo de culpa. Esto le condicionará a creer, más adelante, cuando sea detenido por robar un coche, que la sociedad está contra él y que está siendo perseguido.
  5. Recoge todo lo que deja tirado: libros, zapatos y ropa. Hazlo todo por él para que tenga experiencia en echar toda la responsabilidad a los demás.
  6. Deja que lea cualquier material impreso que pueda tener en sus manos. Ten cuidado de que los cubiertos y los vasos estén esterilizados, pero deja que su mente se deleite con la basura.
  7. Discute con frecuencia en presencia de tu hijo. De este modo, no se escandalizará demasiado cuando el hogar se rompa más tarde.
  8. Dale al niño todo el dinero que quiera. Nunca dejes que se gane el suyo. ¿Por qué debería tener las cosas tan duras como las tenías tú?
  9. Satisface todos sus antojos de comida, bebida y comodidad. Procura que se satisfagan todos sus deseos sensuales. La negación puede conducir a una frustración perjudicial.
  10. Ponte de su lado y en contra los vecinos, los profesores y los policías. Todos ellos tienen prejuicios contra tu hijo.
  11. Cuando se meta en verdaderos problemas, discúlpate diciendo: “Nunca pude hacer nada con él”.
  12. Prepárate para una vida de dolor. Estarás apto para tenerla.

Leave a Reply

Your email address will not be published.