The Dynamics inside the Cell

By Mario Vega, www.elim.org.sv

I mentioned previously that the New Testament church did not have buildings for Christian worship but rather met in houses. Knowing this, we can better understand passages like 1 Corinthians 14: 26-31, which says, 

What then shall we say, brothers and sisters? When you come together, each of you has a hymn, or a word of instruction, a revelation, a tongue or an interpretation. Everything must be done so that the church may be built up. If anyone speaks in a tongue, two—or at the most three—should speak, one at a time, and someone must interpret.  If there is no interpreter, the speaker should keep quiet in the church and speak to himself and to God. Two or three prophets should speak, and the others should weigh carefully what is said. And if a revelation comes to someone who is sitting down, the first speaker should stop. For you can all prophesy in turn so that everyone may be instructed and encouraged.

In this passage we can discover the following truths:

1- The meetings in the houses were highly participatory. It is very evident that everyone had some contribution. The expression “each one of you” includes everyone.

2- The elements mentioned in this passage, which is not an exhaustive list, include: worship, teaching, varied gifts of the Spirit.

3- The fundamental purpose of the meeting was the edification.

4- There was a recognized order for the use of the gifts of the Spirit and for teaching.

Basically, the panorama presented by this passage is a reaffirmation of the exercise of the universal priesthood of believers and the edification based on the service of one another. These truths should help guide the cell ministry in the twenty-first century. 

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

A dinâmica dentro da célula

Por Mario Vega, www.elim.org.sv

Eu mencionei anteriormente que a igreja do Novo Testamento não tinha edifícios para o culto cristão, mas se reunia em casas. Sabendo disso, podemos entender melhor passagens como 1 Coríntios 14:26-31, que diz:
“Portanto, que diremos, irmãos e irmãs? Quando vocês se reúnem, cada um de vocês tem um salmo, ou uma palavra de instrução, uma revelação, uma palavra em língua ou uma interpretação. Tudo seja feito para a edificação da igreja. Se, porém, alguém falar em língua, devem falar dois, no máximo três, e alguém deve interpretar. Se não houver intérprete, fique calado na igreja, falando consigo mesmo e com Deus. Tratando-se de profetas, falem dois ou três, e os outros julguem cuidadosamente o que foi dito. Se vier uma revelação a alguém que está sentado, cale-se o primeiro. Pois vocês todos podem profetizar, cada um por sua vez, de forma que todos sejam instruídos e encorajado”.
Nesta passagem, podemos descobrir as seguintes verdades:

1- As reuniões nas casas eram altamente participativas. É muito evidente que todos tinham alguma contribuição. A expressão “cada um de vocês tem…” inclui todos.

2- Os elementos mencionados nesta passagem, que não são uma lista exaustiva, incluem: adoração, ensino, dons variados do Espírito.

3- O objetivo fundamental da reunião era a edificação.

4- Havia uma ordem reconhecida para o uso dos dons do Espírito e para o ensino.

Basicamente, o panorama apresentado por esta passagem é uma reafirmação do exercício do sacerdócio universal dos crentes e a edificação baseada no serviço de uns aos outros. Essas verdades devem ajudar a guiar o ministério de células no século XXI.

Spanish blog:

La dinámica dentro de la célula

por Mario Vega, www.elim.org.sv

Al recordar que la iglesia del Nuevo Testamento no tuvo edificios para el culto cristiano sino que se reunía en las casas, hay pasajes como el de 1 Corintios 14:26-31 que cobran nuevo sentido: «26¿Qué hay, pues, hermanos? Cuando os reunís, cada uno de vosotros tiene salmo, tiene doctrina, tiene lengua, tiene revelación, tiene interpretación. Hágase todo para edificación. 27Si habla alguno en lengua extraña, sea esto por dos, o a lo más tres, y por turno; y uno interprete. 28Y si no hay intérprete, calle en la iglesia, y hable para sí mismo y para Dios. 29Asimismo, los profetas hablen dos o tres, y los demás juzguen. 30Y si algo le fuere revelado a otro que estuviere sentado, calle el primero. 31Porque podéis profetizar todos uno por uno, para que todos aprendan, y todos sean exhortados.»

En este pasaje podemos descubrir los siguientes elementos:

1- Las reuniones en las casas eran altamente participativas. Es muy evidente que todos tenían algún aporte. La expresión «cada uno de vosotros tiene…» incluye a todos.

2- Los elementos que se mencionan en este pasaje, que no es una lista exhaustiva, incluyen: Alabanza, enseñanza, dones del Espíritu variados.

3- El objeto fundamental de la reunión era la edificación.

4- Había un orden reconocido para el uso de los dones del Espíritu y para la enseñanza.

En el fondo, el panorama que nos presenta este pasaje es una reafirmación del ejercicio del sacerdocio universal de los creyentes y la edificación basándose en el servicio de los unos a los otros. Elementos fundamentales para el trabajo celular en siglo veintiuno.

Leave a Reply

Your email address will not be published.