One Year Ends. Another Begins

By Mario Vega, www.elim.org.sv

Time is a continuum, like water in a river that runs continuously. Time is the same from the beginning of creation to its consummation. But God divided that time so that human beings can have an account and awareness of its passing. He placed the sun to indicate day and the moon to indicate night. Day after day he gives man the idea of ​​beginning and end. He separated the days so “each day has enough trouble of its own”. He did the same with the seasons. The rainy season is followed by the dry season and the cycle repeats itself. The same is true of crop cycles. There is always a beginning and an end.

But God also established cycles, such as when he listed the days from the first to the seventh and then back to the first. The day he brought his people out of Egypt, he told them that they should count it as the first of the year until completing the 360-day cycle and then a new year. As we went from the lunar year to the solar year, our calendar changed to 365 days and January 1st was set as the first day of the year. Although it is a subjective division, it is very useful to understand the idea of ​​a cycle. These are occasions to reflect on what has been done, what has not been done and what is expected to be done in the future.

May the passage to the new year 2021 allow us to regain new strength and inspiration to continue serving the Lord who will soon come.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Um ano termina, outro ano inicia

By Mario Vega, www.elim.org.sv

O tempo é algo contínuo, como a água em um rio que corre sem parar. O tempo é o mesmo, desde o começo da criação até a sua consumação. Mas Deus dividiu o tempo de tal maneira que o homem possa ter o registro e estar ciente de sua passagem. Ele colocou o sol para indicar o dia e a lua para indicar a noite. Dia após dia, Ele traz ao homem a ideia de começo e fim. Ele separou os dias de forma que “baste a cada dia o seu próprio mal”. Ele fez a mesma coisa com as estações. A estação chuvosa é seguida pela estação de seca e o ciclo se repete. O mesmo vale para os ciclos de plantio. Há sempre um começo e um fim.

Mas Deus também estabeleceu ciclos, como os dias que contamos do primeiro ao sétimo e então voltamos ao primeiro. Ele determinou que o dia que ele tirou seu povo do Egito fosse contado como o primeiro do ano até completar um ciclo de 360 dias, para que então iniciasse um novo ano. Quando mudamos do calendário lunar para o calendário solar nosso calendário mudou para 365 dias e 1º de janeiro foi escolhido para ser o primeiro dia do ano. Apesar de ser uma divisão subjetiva, ela é muito útil para que possamos compreender a ideia de um ciclo. Estes são momentos para refletirmos sobre o que foi feito, sobre o que ainda não foi concluído e sobre o que esperamos fazer no futuro.

Que a passagem para o novo ano de 2021 renove as nossas forças e inspiração para continuar servindo ao Senhor que em breve voltará.

Spanish blog:

Termina un año, inicia otro

por Mario Vega, www.elim.org.sv

El tiempo es un continuo. Como el agua en un río que corre continuamente. El tiempo es el mismo desde el comienzo de la creación hasta su consumación. Pero Dios fraccionó ese tiempo para que el ser humano pueda tener cuenta y conciencia de su paso. Colocó el sol para indicar el día y la luna para indicar la noche. Un día tras otro le da al hombre la idea de inicio y de fin. Separó las jornadas para que le baste «a cada día su propio mal». Lo mismo hizo con las estaciones. A la época lluviosa la sigue la época seca y el ciclo se repite. Igual ocurre con los ciclos de las cosechas. Siempre hay un principio y un final.

Pero Dios también estableció ciclos intangibles, como cuando enumeró los días del primero hasta el séptimo y, luego, de nuevo al primero. El día que sacó a su pueblo de Egipto les indicó que debían contarlo como el primero del año hasta completar el ciclo de 360 días y, luego, un nuevo año. Al pasar del año lunar al solar nuestro calendario cambió a 365 días y se fijó el 1 de enero como el primer día del año. Aunque se trata de una división subjetiva es muy útil para comprender la idea de ciclo. Una ocasión para reflexionar sobre lo hecho, lo no hecho y lo que se espera hacer en el futuro. Que el paso al nuevo año 2021 nos permita recobrar nuevas fuerzas e inspiración para continuar sirviendo al Señor que pronto vendrá.

Leave a Reply

Your email address will not be published.