Using Available Resources in Times of Crisis

by Roldan Flores, lead pastor at Centro Cristiano Hosanna, www.cch.matthewsumc.org

By Paul said to Timothy, “Do your best to come to me quickly, for Demas, because he loved this world, has deserted me and has gone to Thessalonica. Crescens has gone to Galatia, and Titus to Dalmatia. Only Luke is with me. Get Mark and bring him with you, because he is helpful to me in my ministry” (2 Timothy 4:9-11).

Paul was accustomed to traveling and forming churches, but after he was imprisoned, he became dependent on others. Yet, I thank God that Paul landed in prison because, during those times, he wrote half of the New Testament.

I can identify with Paul because as a pastor, I like to be with my brothers and share in their homes, in the hospitals, sporting events, and so forth. Yet, now in the midst of Covid-19, I have learned to write to them, sending them daily reflections from Scripture. I have also learned to better use social networks to preach (and by God’s grace, I’m also reaching brothers and sisters in other countries through social media).

Paul also learned that God is a God of second chances. Mark was the cause of the separation between Paul and Barnabas (Acts 15: 37-39). At that time Paul did not consider Mark reliable to continue traveling with them because he had separated from them on another trip in Pamphylia. Yet, in the above verses, Paul recognizes that Mark is useful for the ministry.

It is in times of crisis that we learn the value and usefulness of other people. Sometimes we criticize others because they don’t seem to shine before people. Yet, we must always remember that God sees the heart.

Albert Einstein once said, “It’s in a crisis that inventiveness is born, as well as discoveries made and big strategies. He who overcomes crisis, overcomes himself, without getting overcome. He who blames his failure to a crisis neglects his own talent and is more interested in problems than in solutions. Incompetence is the true crisis.”

Remember the next time you see yourself in a crisis to behave like Paul. Use the resources you have available and try to discover the servant or servants of the Lord who can help. Many times they are the ones you’ve had a relationship with in the past in times of crisis.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Utilize os recursos disponíveis nos tempos de crise

Roldan Flores, Pastor Titular do Centro Cristiano Hosanna, www.cch.matthewsumc.org

Paulo disse a Timóteo, “Procura vir ter comigo depressa. Porque Demas, tendo amado o presente século, me abandonou e se foi para Tessalônica; Crescente foi para a Galácia, Tito, para a Dalmácia. Somente Lucas está comigo. Toma contigo Marcos e traze-o, pois me é útil para o ministério.” (2 Timóteo 4:9-11)

Paulo estava acostumado a viajar e plantar igrejas, mas depois que foi preso, ele passou a depender de outras pessoas. Ainda assim, louvo a Deus pelo fato de Paulo ter sido preso, pois foi na prisão que ele escreveu metade no Novo Testamento.

Eu consigo me identificar com Paulo, pois como pastor eu gosto de estar junto com os irmãos, compartilhando com eles nos lares, nos hospitais, eventos esportivos e muitos outros lugares. Entretanto, em meio à pandemia do Covid-19, eu aprendi a escrever, a enviar mensagens bíblicas diariamente. Eu também aprendi a usar melhor as redes sociais para pregar (e pela graça de Deus, estou alcançando inclusive pessoas de outros países através destas ferramentas).

Paulo também aprendeu que Deus é um Deus de novas oportunidades. Marcos causou a separação entre Paulo e Barnabé, descrita em Atos 15:37-39. Naquele momento, Paulo não considerou que Marcos fosse confiável para continuar viajando com eles pois tinha se separado durante uma outra viagem à Panfília. Ainda assim, nos versos da carta a Timóteo, Paulo reconhece que Marcos é útil ao seu ministério.

É exatamente durante os tempos de crise que aprendemos o valor e o quanto as pessoas nos são necessárias. Algumas vezes criticamos porque algumas pessoas não parecem brilhar, mas precisamos sempre lembrar que Deus vê o coração das pessoas.

Certa vez Albert Einstein disse, “É durante as crises que a capacidade de inventar nasce, é ai também que as descobertas são feitas e as estratégias traçadas. Aquele que supera as crises, supera a si mesmo, e não se permite ser superado. Aquele que justifica suas falhas pelas crises negligencia seu próprio talento e está mais interessado nos problemas do que nas soluções. A verdadeira crise é a incompetência.”

Na próxima vez em que você estiver em meio a uma crise, lembre-se de comportar-se como Paulo. Utilize os recursos que você tem e tente perceber quais servos do Senhor podem te ajudar. Muitas vezes estas pessoas serão aquelas com quem você se relacionou no passado, em outros momentos de crise.

Spanish blog:

Adaptando y mejorando en tiempos de crisis, parte 2

Roldan Flores, Pastor Titular de Centro Cristiano Hosanna, www.cch.matthewsumc.org

Texto: 2 Ti 4:9-11.

Procura venir pronto a verme,

10 porque Demas me ha desamparado. Prefirió este mundo, y se fue a Tesalónica. Crescente se fue a Galacia, y Tito, a Dalmacia.

11 Sólo Lucas está conmigo. Toma a Marcos y tráelo contigo, porque me es útil para el ministerio.

Pablo estaba acostumbrado a viajar y a formar iglesias, pero después que fue encarcelado por razones obvias no pudo viajar, pero si puedo escribir, y gracias a eso tenemos hoy en día mas de la mitad del nuevo testamento escrito por Pablo.

Me siento identificado con Pablo en este sentido ya que como pastor me gusta estar con mis hermanos y compartir con ellos en sus casas, en los hospitales, las cortes ect, pero ahora en medio de esta crisis de salud que estamos viviendo he aprendido a escribirles mas y a mandarles todos los días una reflexión. También he aprendido a usar mejor las redes sociales para predicar y ahora no solo me escucha mi congregación sino también hermanos en otros países.

Pablo también aprendió que Dios es un Dios de oportunidades, este joven marcos fue la causa de la separación entre Pablo y Bernabé en (Hch 15:37-39). En aquel momento Pablo no lo considero confiable para seguir viajando con ellos porque el se había separado de ellos en otro viaje en panfilia. Pero sin embargo aquí esta reconociendo que le es útil para el ministerio.

Es en los tiempos de Crisis donde conocemos y valoramos mas la utilidad de las personas que a veces no sobresalen mucho a nuestra vista, pero a la vista del señor si porque el señor mide nuestro corazón.

 “Es en la crisis donde nace la inventiva, los descubrimientos y las grandes estrategias” … “Quien supera la crisis se supera a sí mismo sin quedar superado…” (Albert Einstein)

Recuerda la próxima vez que te veas en una crisis como la que Pablo enfrento aquí de abandono y traición, usa los recursos que tienes a la mano, y trata de descubrir al siervo o la sierva del señor que son útiles, muchas veces esos se encuentran cerca, pero solo los podemos ver o valorar cuando la crisis se presenta.

Growing Closer to God in Times of Crisis

by Roldan Flores, lead pastor at Centro Cristiano Hosanna, http://cch.matthewsumc.org/

According to the dictionary, the word crisis means a time of intense difficulty, trouble, or danger. The apostle Paul experienced his share of crises and difficulties. He went from being a persecutor of Christians to being persecuted by others. Jesus appeared to him on the way to Damascus and told him that many trials and troubles would accompany his faith. Paul was whipped, imprisoned, and beaten. But then we read in 2 Corinthians 12: 7-9, he also received a thorn in the flesh:

Therefore, in order to keep me from becoming conceited, I was given a thorn in my flesh, a messenger of Satan, to torment me. Three times I pleaded with the Lord to take it away from me. But he said to me, “My grace is sufficient for you, for my power is made perfect in weakness.” Therefore I will boast all the more gladly about my weaknesses, so that Christ’s power may rest on me.

We can learn from Paul that:  

  • Even though Paul had an intimate relationship with Jesus, he grew in his relationship through times of crisis.
  • Paul not only spoke with God, but he knew how to listen to God. We can learn from Paul that often in times of crisis we do not have the answers. We simply need to listen to Jesus.
  • Paul learned that the best way to live and serve the Lord is not in his own strength but rather to depend on the grace and power of God.

I believe that times of crisis will help us deepen our relationship with God. We will learn to listen to him better, and we will learn to depend more on him.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Cada vez mais próximo de Deus nos tempos de crise

Roldan Flores, Pastor Titular do Centro Cristiano Hosanna, www.cch.matthewsumc.org

De acordo com o dicionário, a palavra crise significa um período de intensa dificuldade, problemas ou perigo. O apóstolo Paulo certamente experimentou sua parcela de crises e dificuldades. De perseguidor dos Cristãos ele se transformou em perseguido. Jesus apareceu a ele no caminho de Damasco e deixou claro que muitos desafios e dificuldades acompanhariam sua caminhada de fé. Paulo foi açoitado, aprisionado e agredido. Além disso nós lemos em 2 Coríntios 12:7-9, que ele também recebeu um espinho na carne:

E, para que não me ensoberbecesse com a grandeza das revelações, foi-me posto um espinho na carne, mensageiro de Satanás, para me esbofetear, a fim de que não me exalte. Por causa disto, três vezes pedi ao Senhor que o afastasse de mim. Então, ele me disse: A minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, mais me gloriarei nas fraquezas, para que sobre mim repouse o poder de Cristo.

Nós podemos então aprender com Paulo: 

  • Mesmo já tendo um relacionamento íntimo com Jesus, ele cresceu neste relacionamento durante os tempos de crise.
  • Paulo não apenas falava com Deus, mas ele também sabia ouvir a Deus. Nós certamente podemos aprender com ele que durante as crises é bem possível que não tenhamos as respostas. Nós precisamos simplesmente ouvir a Jesus.
  • Paulo aprendeu que a melhor maneira de viver e servir ao Senhor não é na sua própria força, sem a graça e o poder de Deus.

Eu creio que os tempos de crise nos ajudarão a aprofundar nosso relacionamento com Deus. Nós certamente aprenderemos a ouvi-Lo melhor e depender mais dEle.

Spanish blog:

Adaptando y mejorando en tiempos de crisis, pt. 1

por Roldan Flores, Pastor Titular do Centro Cristiano Hosanna, www.cch.matthewsumc.org

Texto: 2 Corintios 12:7-9. Y para que no me exaltara demasiado por la grandeza de las revelaciones, se me clavó un aguijón en el cuerpo, un mensajero de Satanás, para que me abofetee y no deje que yo me enaltezca.

Tres veces le he rogado al Señor que me lo quite,

pero él me ha dicho: «Con mi gracia tienes más que suficiente, porque mi poder se perfecciona en la debilidad.» Por eso, con mucho gusto habré de jactarme en mis debilidades, para que el poder de Cristo repose en mí.

Según del diccionario Larousse. La definición para la palabra crisis es: Momento decisivo y grave en un asunto.

En mi opinión personal creo que uno de los apóstoles mas experimentado en las crisis fue el apóstol Pablo, paso de ser perseguidor de los discípulos y de los creyentes de Jesus a convertirse en perseguido por la misma razón después de tener su experiencia de conversión camino a Damasco.

Ahora la pregunta que debemos hacernos es, ¿como un hombre azotado encarcelado y perseguido por una causa sigue siendo fiel a la misma causa (el evangelio) y no claudica o simplemente trata de evitar estos momentos de crisis y estos momentos tensos de maltrato y por si fuera poco también tenia un enviado de satanás que le causaba dolores en su propio cuerpo?

No creo que exista una sola respuesta a esta pregunta para evitar las especulaciones y suposiciones vamos a enfocarnos en lo que Pablo mismo nos dice en este pasaje.

  • En primer lugar, pablo tenia una relación constante con su señor, y es en los tiempos de crisis cuando mas debemos mejorar y crecer en nuestra relación e intimidad con nuestro Dios.
  • En segundo lugar, pablo no solamente hablaba con Dios, sino que sabia escuchar a Dios, es en estos tiempos de crisis cuando no tenemos las respuestas que aprendemos a escuchar al señor.
  • En tercer y ultimo lugar, Pablo aprendió que la mejor manera de vivir y servir al señor no es con sus propias fuerzas sin con la gracia y de poder de Dios.

Creo que los tiempos de crisis nos van ayudar a profundizar nuestra relación, con Dios, vamos aprender a escucharle mejor y vamos aprender a depender mas de el.

We Don’t Know Everything

by Roldan Flores, lead pastor at Centro Cristiano Hosanna, http://cch.matthewsumc.org/

Acts 18: 24-28: Meanwhile a Jew named Apollos, a native of Alexandria, came to Ephesus. He was a learned man, with a thorough knowledge of the Scriptures. He had been instructed in the way of the Lord, and he spoke with great fervor and taught about Jesus accurately, though he knew only the baptism of John. He began to speak boldly in the synagogue. When Priscilla and Aquila heard him, they invited him to their home and explained to him the way of God more adequately. When Apollos wanted to go to Achaia, the brothers and sisters encouraged him and wrote to the disciples there to welcome him. When he arrived, he was a great help to those who by grace had believed. For he vigorously refuted his Jewish opponents in public debate, proving from the Scriptures that Jesus was the Messiah.

This is a story well known to most evangelicals, especially because of the description of Apollos. Apollos was a passionate and powerful preacher who preached the gospel very effectively. However, in this blog, I want to highlight the behavior of Priscilla and Aquila. There are at least three important lessons that we can draw from this passage.

First, a good coach/mentor must be present and a good listener. Priscilla and Aquila were Paul’s co-workers, and even in their own home they had a church (1 Corinthians 16:19). On this occasion we see them giving advice to Apollos and helping him understand spiritual truth that he did not know. Yet, in order to do this, they had to be present, to really listen to Apollos.  When I visit our cells, I like to listen to the leaders and see how they handle the questions. Doing this, gives me a good idea of ​​their character and spiritual maturity.

The second thing Priscilla and Aquila did was call him apart and talk to him. Notice how they did this in private. I’m really impressed with this since coaches must help when leaders are weak and need help. In those times, we can encourage them, reminding them of their strong people–not just pointing out weaknesses.

The last lesson is that we all need words of encouragement to move forward. Notice how the brothers and sisters encouraged Apollos to carry on with his ministry of preaching and defending the gospel message (verse 27).

The writer and lecturer John Maxwell in his book “25 Ways to Influence People”  tells us about the need to practice the three A’s: attention, affirmation and appreciation. I believe that Apollo received all three of them from those who coached him.  Those coaching him listened to him, affirmed him, and helped him in his ministry.

Remember we don’t know it all. We need to value those who are coaching us.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Não sabemos tudo

Roldan Flores, pastor principal do Centro Cristiano Hosanna, http://cch.matthewsumc.org/

Atos 18: 24-28: Enquanto isso, um judeu chamado Apolo, natural de Alexandria, chegou a Éfeso. Ele era homem culto e tinha grande conhecimento das Escrituras. Fora instruído no caminho do Senhor e com grande fervor falava e ensinava com exatidão acerca de Jesus, embora conhecesse apenas o batismo de João. Logo começou a falar corajosamente na sinagoga. Quando Priscila e Áquila o ouviram, convidaram-no para ir à sua casa e lhe explicaram com mais exatidão o caminho de Deus. Querendo ele ir para a Acaia, os irmãos o encorajaram e escreveram aos discípulos que o recebessem. Ao chegar, ele auxiliou muito os que pela graça haviam crido, pois refutava vigorosamente os judeus em debate público, provando pelas Escrituras que Jesus é o Cristo.

Esta é uma história bem conhecida da maioria dos evangélicos, especialmente por causa da descrição de Apolo. Parece que Apolo era um pregador apaixonado e poderoso que pregou o evangelho com muita eficácia. No entanto, quero destacar o comportamento de Priscila e Áquila, juntamente com os outros irmãos. Há pelo menos três lições importantes que podemos tirar dessa passagem.

Primeiro, um bom treinador/mentor deve ser presente e ser um bom ouvinte. Priscila e Áquila eram colegas de trabalho de Paulo, e até em sua própria casa eles tinham uma igreja (1 Coríntios 16:19). Nesta ocasião, nós os vemos dando conselhos a Apolo e ajudando-o a entender a verdade espiritual que ele não conhecia. No entanto, para fazer isso, eles tinham que estar presentes, para realmente ouvir Apolo. Quando visito algumas de nossas células, gosto de ouvir os líderes e ver como eles lidam com as perguntas. Fazer isso me dá uma boa ideia do caráter e maturidade espiritual deles.

A segunda coisa que eles fizeram foi separá-lo e conversar com ele. Observe como eles fizeram isso em particular. Eu fico realmente impressionado com isso, pois os treinadores devem ajudar quando os líderes são fracos e precisam de ajuda. Naqueles tempos, podemos lembrá-los de seus pontos fortes. Não é apenas um momento para apontar pontos fracos.

A última lição é que todos precisamos de palavras de encorajamento para seguir em frente. Observe como os irmãos incentivaram Apolo a continuar seu ministério de pregar e defender a mensagem do evangelho.

O escritor e palestrante John Maxwell em seu livro “25 maneiras de influenciar pessoas” nos fala sobre a necessidade de praticar os três pontos: atenção, afirmação e apreciação. Acredito que Apolo recebeu todos os três daqueles que o treinaram. Eles o ouviram;  eles o afirmaram;  e eles o ajudaram a continuar em seu ministério. Finalmente, eles mostraram sua apreciação e o encorajaram a seguir em frente.

Lembre-se de que não sabemos tudo. Precisamos valorizar aqueles que estão nos treinando.

Spanish blog:

No lo sabemos todo

por Roldan Flores, pastor principal de Centro Cristiano Hosanna, http://cch.matthewsumc.org/

Texto: Hechos 18:24-28. 2Por esos días llegó a Éfeso un judío de Alejandría, que se llamaba Apolos. Era muy elocuente, y tenía un sólido conocimiento de las Escrituras;

25 además, había sido instruido en el camino del Señor, y con espíritu fervoroso hablaba y enseñaba con precisión todo lo concerniente al Señor. Pero sólo conocía el bautismo de Juan.

26 Apolos comenzó a hablar en la sinagoga sin ningún temor, pero cuando Priscila y Aquila lo oyeron, lo llamaron aparte y le expusieron con todo detalle el camino de Dios.

27 Apolos quería ir a Acaya, y los hermanos lo animaron; escribieron a los discípulos de allá para que lo recibieran y, cuando él llegó, fue de mucho provecho para los que, por la gracia de Dios, habían creído,

28 pues con mucha vehemencia refutaba en público a los judíos, y con las Escrituras les demostraba que Jesús era el Cristo.

Esta es una historia bastante conocida por la mayoría de los evangélicos especialmente por lo que representa el nombre de apolos. Un predicador efusivo y entusiasta que anunciaba las buena noticias, pero lo que quiero hacer referencia no es al entusiasmo de apolo sino al comportamiento de Priscila y Aquila, junto con el de los demás hermanos. Hay al menos tres importantes lecciones que podemos sacar de este pasaje.

En primer lugar, un buen mentor debe estar presente. Priscila y Aquila eran conocidos por ser colaboradores de Pablo e incluso en su propia casa tenían una iglesia (1 Co 16:19). En esta ocasión los vemos dándole consejo a apolos y dándole un poco mas de actualización sobre todo lo que el desconocía. pero para poder hacer eso primero tomaron el tiempo de escucharlo. Cuando visito algunas de nuestras células me gusta escuchar a los lideres y me gusta ver como ellos manejan las preguntas, eso me da una buena idea de su carácter y madurez espiritual.

Lo segundo que hicieron fue llamarle aparte y hablar con el, fíjese bien no le estaban dando una reprimenda y aun así lo hicieron en privado. Esto me parece excelente ya que necesitamos que nuestro mentor nos ayude en nuestras debilidades y nos reenfoque en nuestras áreas fuertes.

La ultima lección que quiero señalar, es que todos absolutamente todos necesitamos palabras de aliento para seguir adelante, dice la escritura que los hermanos le animaron para que siguiera adelante con su viaje predicando y defendiendo el mensaje con la pasión que lo caracterizaba.

El escritor y conferencista John Maxwell en su libro 25 maneras de influenciar a la gente nos habla del tratamiento de las tres A, atención, afirmación y apreciación. Creo que apolo recibió de sus mentores estas trato lo atendieron los escucharon, lo afirmaron y ayudaron en su mensaje y finalmente le mostraron su aprecio y lo animaron a seguir adelante.

Recuerde no nos la sabemos todas, aprendamos a valorar a nuestros mentores

Sumate a la Obra Misionera a Pueblos No Alcanzados

Taking Advantage of Time

by Roldan Flores, lead pastor at Centro Cristiano Hosanna, http://cch.matthewsumc.org/

Paul says in 1 Timothy 4:13-16: “Until I come, devote yourself to the public reading of Scripture, to preaching and to teaching. Do not neglect your gift, which was given you through prophecy when the body of elders laid their hands on you. Be diligent in these matters; give yourself wholly to them, so that everyone may see your progress. Watch your life and doctrine closely. Persevere in them, because if you do, you will save both yourself and your hearers.”

One of the most important details of the cell is time. Often leaders ask me about how to distribute their time in the cell, whether one hour is enough, and whether answering questions will take too much time. They wonder how long the refreshment time should take.

Paul shares with Timothy important principles about what we should prioritize in the short time we have.  These three truths have helped guide my own leadership and are essential in coaching leaders.

First of all, we should never neglect our spiritual gifts. Since God has given them to us, we need to use them within our cells. Each member should develop their gifts and leaders should help the members develop those gifts.

Second, we should focus on reading. All of us who are facilitators of a cell must understand that we cannot give what we do not have. Cell leaders (and members) need to dedicate time to study and meditate on Scripture. They should never make excuses about not having enough time for reading God’s inerrant Word. But it’s also important to keep reading other books and to always be learning.

Third, leadership is relational and not primarily intellectual. That is, being a cell leader is not about impressing people with our intellect or knowledge. Rather, it is about how we relate to them. As author John Maxwell says, “People don’t care how much we know until they know how many we care.”

These tips that Paul gives to Timothy are excellent for every cell supervisor or coach. And each of us must take them into account in our cell meetings. I summarize them in three aspects: our spiritual, intellectual, and relational preparation.

Every time I meet with my leaders, I ask them about their spiritual life and the challenges they face. I encourage them to study Scripture and keep reading.  Above all, I urge them to grow in their personal relationships, knowing that effective leadership is primarily relational.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Aproveitando o tempo

Roldan Flores, pastor principal do Centro Cristiano Hosanna, http://cch.matthewsumc.org/

Paulo diz em 1 Timóteo 4: 13-16: “Até a minha chegada, dedique-se à leitura pública da Escritura, à exortação e ao ensino. Não negligencie o dom que foi dado a você por mensagem profética com imposição de mãos dos presbíteros. Seja diligente nessas coisas; dedique-se inteiramente a elas, para que todos vejam o seu progresso. Atente bem para a sua própria vida e para a doutrina, perseverando nesses deveres, pois, agindo assim, você salvará tanto você mesmo quanto aos que o ouvem.”

Um dos detalhes mais importantes da célula é o tempo. Muitas vezes, os líderes me perguntam como distribuir seu tempo na célula, se uma hora é suficiente e se as respostas às perguntas levarão muito tempo. Eles se perguntam quanto tempo o tempo de comunhão deve levar.

Paulo compartilha com Timóteo importantes princípios sobre o tempo. Essas três verdades ajudaram a guiar minha própria liderança e são essenciais para treinar líderes.

Antes de tudo, nunca devemos negligenciar nossos dons espirituais. Uma vez que Deus nos deu, precisamos usá-los dentro de nossas células.  Cada membro deve desenvolver seus dons e os líderes devem ajudá-los a desenvolver esses dons.

Segundo, devemos nos concentrar na leitura. Todos nós, facilitadores de uma célula, devemos entender que não podemos dar o que não temos. Os líderes de célula (e membros) precisam dedicar tempo para estudar e meditar nas Escrituras. Eles nunca devem dar desculpas por não terem tempo suficiente para ler a Palavra inerrante de Deus. Mas também é importante continuar lendo outros livros e estar sempre aprendendo.

Terceiro, a liderança é relacional e não primariamente intelectual. Ou seja, ser um líder de célula não significa impressionar as pessoas com nosso intelecto ou conhecimento. Pelo contrário, é sobre como nos relacionamos com eles. Como diz o autor John Maxwell, “as pessoas não se importam com o quanto sabemos até que não saibam com quantos nos importamos”.

Essas dicas que Paulo dá a Timóteo são excelentes para todo supervisor ou treinador de célula. E cada um de nós deve levá-los em consideração em nossas reuniões de célula. Eu os resumi em três aspectos: nossa preparação espiritual, intelectual e relacional.

Toda vez que encontro meus líderes, pergunto a eles sobre sua vida espiritual e os desafios que enfrentam. Encorajo-os a ler e estudar as Escrituras e novos livros. Acima de tudo, exorto-os a crescer em seus relacionamentos pessoais, sabendo que a liderança é principalmente relacional.

Spanish blog:

Tema: Aprovechando el tiempo

Roldan Flores, pastor principal de Centro Cristiano Hosanna, http://cch.matthewsumc.org/

Texto: 1 Ti 4:13-16. 13Entre tanto que voy, ocúpate en la lectura, la exhortación y la enseñanza. 14No descuides el don que hay en ti, que te fue dado mediante profecía con la imposición de las manos del presbiterio. 15Ocúpate en estas cosas; permanece en ellas, para que tu aprovechamiento sea manifiesto a todos. 16Ten cuidado de ti mismo y de la doctrina; persiste en ello, pues haciendo esto, te salvarás a ti mismo y a los que te oyeren.

Una de los detalles mas importante que en una célula es el tiempo, muchas veces los lideres me hacen preguntas como distribuir el tiempo, a veces me preguntan si una hora es suficiente, otros se preocupan por contestar todas las preguntas que le hagan, otros me preguntan por el refrigerio etc.

Creo que Pablo como mentor le da tres excelentes consejos a Timoteo, para mi estos son los dos mejores consejos que podemos recibir de nuestro mentor o dar como mentor.

En primer lugar, nunca debemos descuidar nuestros dones espirituales que, ya que Dios nos los ha dado como herramientas para usarlos en nuestras células

En segundo lugar, ocúpate en la lectura. Todos los que estamos como facilitadores de una célula debemos entender que no podemos dar lo que no tenemos, es difícil sacar de donde no hay, nunca debemos tener una excusa para no prepararnos en la lectura e interpretación de la palabra y también de otros libros es muy importante.

En tercer lugar , el liderazgo, es relacional no intelectual, ser líder de una célula no se trata de inpresionar a las personas con nuestro intelecto o conocimiento se trata de como nos relacionamos con ellas. Como bien dice el autor John Maxwell “ a  las personas no les interesa cuanto sabemos hasta que no saben cuantos nos interesa”

Pablo le da a Timoteo tres consejos y me parecen excelentes para cada supervisor de célula o mentor. Y cada uno de nosotros debemos tenerlos en cuenta en nuestras reuniones celulares yo lo resumo en tres aspectos, nuestra preparación espiritual, intelectual y relacional.

Cada vez que me reúno con mis lideres les pregunto por su vida espiritual y los desafíos que enfrentan, les animo a leer y estudiar les recomiendo nuevos libros que pueden leer y siempre les exhorto a crecer en las relaciones personales y sobre todo les insisto mucho que el liderazgo nunca es intelectual sino relacional.

Sumate a la Obra Misionera a Pueblos No Alcanzados

Satisfying the Expectations of Jesus, part 2

By Roldan Flores, Roldan is a Cuban national ministering as lead pastor of the Spanish United Methodist Church in Matthews, North Carolina. Roldan is a gifted musician and is married to Lisbey. They are passionate about cell church ministry.

John 4: 22-23, says, “You Samaritans worship what you do not know; we worship what we do know, for salvation is from the Jews. Yet a time is coming and has now come when the true worshipers will worship the Father in the Spirit and in truth, for they are the kind of worshipers the Father seeks.”

In yesterday’s blog, I mentioned one of the aspects of worship that I think should be part of the cell meeting. It is: God is longing for it and even looking for worshipers.

The second aspect is the kind of worshipers God is looking for. Jesus says the Father is looking for worshipers who adore him in spirit and truth.

Never forget that we are spiritual beings, just like our heavenly Father. The Father seeks to connect with us and it is at the moment we adore him that we connect with him. It is not about singing beautiful songs but connecting our spirit with God. Jesus says that God is a Spirit, and this is the part of us that makes us equal to God. It is not about trying to figure out if God is white, black, male, or female. God is a Spirit and that is the way he wants us to worship him

The other requirement for worshipers is the truth. And this truth is found in his Word. I believe that in each of the meetings where we evangelize with the Word of truth, we also disciple with the word of truth. Worship must also be based on God’s Word.

We always invest a lot of time in life satisfying expectations, whether ours or someone else’s,  but we should never forget that we are disciples and that in the cell meeting we are called to make other disciples. Worshiping in the cell meeting should not be just a time of singing or something we do out of routine. Rather, it should be part of a discipleship lifestyle.

Roldan

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Satisfazendo as Expectativas de Jesus, parte 2

Por Roldan Flores. Roldan é um nacional cubano que ministra como pastor principal da Spanish United Methodist Church (Igreja Metodista Espanhola Unida, em tradução livre) em Matthews, Carolina do Sul. Roldan é um músico talentoso e é casado com Lisbey. Eles são apaixonados pelo ministério da igreja celular.

João 4:22-23 diz, “Vocês, samaritanos, adoram o que não conhecem; nós adoramos o que conhecemos, pois a salvação vem dos judeus. No entanto, está chegando a hora, e de fato já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade. São estes os adoradores que o Pai procura.”

No blog de ontem, mencionei um dos aspectos pelos quais penso que a adoração deve fazer parte da reunião da célula, e foi porque Deus está ansiando por isso e até mesmo procurando por adoradores.

O segundo aspecto é o tipo de adoradores que Deus está procurando. Jesus diz que o Pai está procurando por adoradores que o adorem em espírito e em verdade.

Nunca se esqueça de que somos seres espirituais, assim como nosso Pai celestial. O Pai procura se conectar conosco e é no momento em que O adoramos que podemos nos conectar com Ele. Não é sobre cantar canções bonitas, mas sobre conectar nosso espírito com Deus. Jesus diz que Deus é um Espírito. E esta é a parte de nós que nos faz iguais a Deus. Não se trata de tentar descobrir se Deus é branco, negro, homem ou mulher. Deus é um Espírito e é assim que Ele quer que nós O adoremos.

O outro requisito para os adoradores é a verdade. E esta verdade é encontrada em Sua Palavra. Creio que em cada uma das reuniões em que evangelizamos com a Palavra da verdade, também discipulamos com a palavra da verdade. A adoração também deve ser baseada na Palavra de Deus.

Nós sempre investimos muito tempo na vida satisfazendo expectativas, sejam elas nossas ou de outras pessoas, mas nunca devemos esquecer que somos discípulos e que na reunião da célula somos chamados para fazer outros discípulos. Adorar no encontro da célula não deve ser apenas um tempo de cantar ou algo que fazemos fora da rotina. Pelo contrário, deve ser parte de um estilo de vida de discipulado.

Spanish blog:

Satisfaciendo las expectativas de Jesús, parte 2

por Roldan Flores,  Roldan es de Cuban al igual que su esposa Lisbey. El es pastor en la iglesia metodista Unida de Matthews, Es  una congregación de hispanos latinos. La esposa y el son bendecidos plr Dios con dones de música 

Juan 4:22-23. Vosotros adoráis lo que no sabéis; nosotros adoramos lo que sabemos; porque la salvación viene de los judíos. Mas la hora viene, y ahora es, cuando los verdaderos adoradores adorarán al Padre en espíritu y en verdad; porque también el Padre tales adoradores busca que le adoren.

En la reflexión anterior mencione uno de los aspectos por los que pienso que la adoración debe ser parte de la reunión celular y era porque Dios lo espera y esta buscando adoradores.

El segundo aspecto que quiero mencionar es que clase de adoradores. Jesús dice adoradores que lo adoren en espíritu y verdad.

Nuca debemos olvidar que somos seres espirituales y esa es la parte nuestra que es igual a Dios. El padre busca conectarse con nosotros y es en el momento en que le adoramos en que podemos conectarnos con el. No se trata de cantar bonito, o afinado se trata de conectar nuestro espíritu con Dios. Jesús dice que Dios es Espíritu. Y esta es la parte nuestra que nos hace igual a Dios, no se trata de creer si Dios es blanco o negro hombre o mujer. Dios es Espíritu y esa es la manera que el quiere que le adoremos
El otro requisito de los adoradores es la verdad. Y esta verdad se encuentra en su palabra. Creo que en cada una de las reuniones donde evangelizamos con la palabra de verdad, discipulamos con la palabra de verdad. No debe faltar la adoración basada en la palabra de verdad.

Siempre invertimos mucho tiempo en la vida satisfaciendo expectativas ya sean nuestras o de alguien mas pero nunca debemos olvidar que somos discípulos que en las reuniones celulares son para hacer discípulos, tener un tiempo de adorar y de cantar no es algo que debiéramos hacer como una simple rutina. Sino debe ser parte de nuestro estilo de vida